logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 30 abr 2011 às 18:59
O Grizzlies sabia porque era melhor enfrentar o Spurs

A polêmica decisão do técnico Lionel Hollins de poupar jogadores importantes como Zach Randolph, Tony Allen e Mike Conley (último jogo) nas duas partidas finais da temporada regular, que resultou em duas derrotas para o Memphis Grizzlies e manteve a equipe na oitava posição no Oeste, foi extremamente mal recebida lá pelos lados de San Antonio. […]

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por @vinidonato

A polêmica decisão do técnico Lionel Hollins de poupar jogadores importantes como Zach Randolph, Tony Allen e Mike Conley (último jogo) nas duas partidas finais da temporada regular, que resultou em duas derrotas para o Memphis Grizzlies e manteve a equipe na oitava posição no Oeste, foi extremamente mal recebida lá pelos lados de San Antonio. Houve, inclusive, explicações do treinador do Grizzlies sobre o assunto. Acreditou quem quis.

O fato é que o Grizzlies chegou ao final da temporada regular podendo escolher entre a certeza de enfrentar o Spurs e a possibilidade de encarar o Los Angeles Lakers. Na base do chutômetro, vou afirmar que nove entre dez equipes teriam tomado o mesmo rumo. E poderia começar aqui, depois do acontecido, a enumerar razões para tal afirmação. O propósito não é este, entretanto. Vamos esquecer a comparação Lakers x Spurs e mostrar porque o Memphis Grizzlies sabia que o primeiro triunfo na história dos playoffs era possível.

Para começar, números:

Na temporada regular…

*Spurs e Grizzlies se enfrentaram em quatro ocasiões e cada equipe venceu duas vezes, sempre em casa. Em uma das partidas disputadas em San Antonio, o Grizzlies perdeu na prorrogação.

*O Spurs teve médias de 103.2 pontos, 41.7 rebotes e 22.3 assistências por jogo. Contra o Grizzlies, as médias caíram para 98.4 ppj, 35.8 rpj e 20.7 apj.

*O Grizzlies teve médias de 99 pontos, 40.6 rebotes e 20.4 assistências por jogo. Contra o Spurs, as médias subiram para 100.9 ppj, 41.9 rpj  e 20.7 apj. Além disso, a equipe converteu 43.9% dos arremessos de três pontos contra San Antonio, contra aproveitamento de 33.4% na temporada.

Entre as estatísticas relevantes, é muito difícil encontrar números favoráveis ao Spurs no confronto direto com a equipe do Tenessee. O Memphis tinha Rudy Gay na temporada regular? Sim. Mas o Spurs tinha Duncan e Ginobili saudáveis.

Desprezo a teoria de que o Spurs “lutou demais” na temporada regular e ficou “sem pernas” para os playoffs. Sou daqueles que acredita que “pernas” são usadas na defesa. E os números do Spurs até melhoraram nos confrontos da pós-temporada. As médias do Grizzlies caíram para 95.8 pontos, 41.6 rebotes e 19 assistências.

Faltou ao Spurs material humano. Duncan, visivelmente combalido, não foi Duncan. Foram seis vitórias e 12 derrotas após a lesão do jogador em 21 de março. Matt Bonner foi equivocadamente mantido em quadra e tornou-se um “mapa da mina” para a ofensiva de Memphis. Se ele estivesse, pelo menos, mantendo o aproveitamento de quase 46% nos arremessos de três pontos da temporada regular, ainda vai. Longe disso. Antonio McDyess fez o que pode, mas quem poderia parar Zach Randolph na atual forma do jogador? Some isso tudo à inoportuna ausência de Ginobili no jogo 1 e o resultado aparece.

Discutir o técnico Gregg Poppovich é um pouco demais? Talvez seja, mas coloco Matt Bonner (20 minutos por jogo) na conta dele e finalizo com um número interessante:

Taxa de Eficiência (Player Efficiency Rating)  de cinco atletas do Spurs

McDyess- 8.13 Minutos por jogo- 24.2

Blair- 9.94 Minutos por jogo- 12.5

Bonner- 12.18 Minutos por jogo- 20.5

Duncan- 15.9 Minutos por jogo- 35.3

Splitter- 21.49 Minutos por jogo- 16.7

Sem patriotismo, não dava pra remanejar esses minutos aí um pouquinho não, Gregg?

O Grizzlies? Gustavo Lima, do Jumper Brasil, te conta tudo neste post.

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados