logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 20 jun 2013 às 12:37
Draft 2013 – Os melhores alas

PGs / SGs / SFs / PFs / Cs Uma semana. Só faltam sete dias para a realização do draft deste ano. Sessenta dos melhores jovens jogadores do planeta serão escolhidos para viver o sonho de jogar na NBA no próximo dia 27. E, desde o início de maio, você teve a oportunidade de conhecer […]

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Ricardo Stabolito Jr.

PGs / SGs / SFs / PFs / Cs

Uma semana. Só faltam sete dias para a realização do draft deste ano. Sessenta dos melhores jovens jogadores do planeta serão escolhidos para viver o sonho de jogar na NBA no próximo dia 27. E, desde o início de maio, você teve a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre várias dessas promessas por meio dos perfis publicados pelo Jumper Brasil.

Nas últimas semanas, o site vem dando espaço crescente para notícias sobre o recrutamento e postou três projeções da primeira rodada. Agora, trazemos os três integrantes responsáveis por nossa cobertura do draft para um novo exercício: relacionar aqueles que são, para eles, os dez melhores atletas de cada posição. A escolha aqui está totalmente desvinculada de projeções ou opiniões de terceiros. São os favoritos de cada um deles.

Hoje, vamos falar dos alas da classe de 2013. Se você não viu a edição dos armadores e dos alas-armadores, esta pode ser uma boa hora para conferir.

Além do ranking feito por nossos integrantes, o Jumper Brasil criou também o que chamamos de “Consenso EUA”. Aqui, para que você possa ter um padrão de comparação, sintetizamos a opinião de quatro dos mais conceituados meios especializados norte-americanos sobre os SFs elegíveis neste ano. São levados em conta os rankings de prospectos – e não mock drafts – dos sites NBAdraft.net (Aran Smith), ESPN (Chad Ford), DraftExpress (Jonathan Givony) e CBS Sports (Gary Parrish).

Posição

Consenso EUA

Ricardo Stabolito Jr.

Gustavo Lima

Zeca Oliveira

1

Otto Porter

Otto Porter

Otto Porter

Otto Porter

2

Shabazz Muhammad

Shabazz Muhammad

Sergey Karasev

Tony Snell

3

Sergey Karasev

Sergey Karasev

Shabazz Muhammad

Shabazz Muhammad

4

Giannis Antetokounmpo

Tony Snell

Tony Snell

Sergey Karasev

5

Reggie Bullock

Reggie Bullock

Reggie Bullock

Reggie Bullock

6

Tony Snell

Giannis Antetokounmpo

Giannis Antetokounmpo

James Ennis

7

James Ennis

Rodney Williams

James Ennis

Giannis Antetokounmpo

8

Solomon Hill

Janis Timma

Solomon Hill

Solomon Hill

9

Adonis Thomas

James Ennis

Adonis Thomas

Ryan Broekhoff

10

Robert Covington

Adonis Thomas

Rodney Williams

Adonis Thomas

Agora, nós abrimos espaço para que cada um dos analistas do site explique brevemente suas escolhas. Concorda? Discorda? Deixe seu comentário e faça sua voz ser ouvida. Vamos lá!

 

RICARDO STABOLITO JR.

1. Otto Porter (Georgetown, 20 anos)

Porter é muito comentado por “saber fazer de tudo dentro de quadra”. Isso é verdade e não se discute, mas só parte da história. Mais do que ter recursos diversos (arremessa, ataca a cesta, defende, passa e por aí vai), ele possui a inteligência para colocá-los em ação nos momentos certos, com eficiência e tomando decisões corretas. E também está disposto a fazê-lo em prol do time, mergulhando em um papel secundário pelo bem coletivo. Está pronto para ser titular em uma equipe competitiva, complementando quem quer que sejam os atletas de perímetro.

2. Shabazz Muhammad (UCLA, 20 anos)

Na verdade, pode-se dizer que esse segundo lugar é dividido entre Shabazz e Karasev (3).

Eu acho que, enquanto todos os prospectos são julgados pelo que podem fazer, Muhammad é avaliado por seus problemas. Isso cria a onda de pessimismo com a qual é visto. Em uma liga cada vez mais baixa, seu tamanho não é um empecilho tão grande quanto muitos consideram. Acredito que seu papel nos escândalos em que esteve envolvido é menor do que se supõe. E, em quadra, ele se esforça tanto quanto qualquer um. Passou de relativamente superestimado (comparado a Kobe logo após o Nike Hoop Summit 2012) a consideravelmente subestimado.

3. Sergey Karasev (Rússia, 19 anos)

Há vários garotos de 19 anos em um draft. Karasev é um profissional de 19 anos. Possui vasta experiência internacional e lidera seu time no basquete russo. Isso não é mera obra do destino: ele se comporta como um profissional em quadra. Todos conhecem seu excelente arremesso, mas é a inteligência com que joga cada posse que deve chamar a atenção dos olheiros. Não é exagero dizer que se trata de um menino com a mente e tomada de decisões de um veterano.

4. Tony Snell (New Mexico, 21 anos)

Eu adoro Snell. Ele é atlético, defende em alto nível e aprimora cada vez mais o arremesso de longa distância. Sabe quem é em quadra e possui a mentalidade correta para contribuir entre os profissionais. Pense em Jimmy Butler.

5. Reggie Bullock (North Carolina, 22 anos)

Bullock deve comemorar as jogadas de Danny Green nesta final como um torcedor do Spurs. Afinal, o prospecto é constantemente comparado com o jogador de San Antonio. Falar sobre ele é quase repetir o discurso de Snell sem incluir a condição atlética de elite. Trata-se de um arremessador puro superior em comparação ao colega de recrutamento, mas sem o absurdo potencial defensivo e operando em transição.

6. Giannis Antetokounmpo (Grécia, 18 anos)

Antetokounmpo é um talento raro. Em termos de potencial, ele pode ser o melhor valor desta lista. Mas está tão longe de ser um jogador de NBA… Quem viu o prospecto de perto fala em dois anos, no mínimo. Sua versatilidade nos dois lados da quadra impressiona, mas seus recursos precisam ser aprimorados e testados contra competição realmente capacitada. Sua formação está tão no início que é simplesmente impossível saber o que ele vai se tornar.

7. Rodney Williams (Minnesota, 21 anos)

Williams é quem mais me passa uma impressão positiva dos vários combo forwards que se amontoam a partir daqui. Falar que possui capacidade atlética de elite e grande potencial defensivo não o diferencia de quase ninguém a esta altura. No entanto, diferente das outras opções, ele tem um arremesso um pouco consistente (mais mecânica do que aproveitamento) e legítimos sinais de um jogador de perímetro em progresso. Dá para lembrar, no melhor sentido possível, Alonzo Gee ou Sonny Weems – caras de quem gosto mais do que a maioria.

8. Janis Timma (Letônia, 20 anos)

Um dos 15 prospectos internacionais que permaneceram na lista elegível deste draft, Timma é o tipo de atleta que pode ser uma sólida escolha de segunda rodada para se deixar por alguns anos na Europa. O letão tem o físico e capacidade atlética para atuar na liga norte-americana, combinados com recursos técnicos em rápido desenvolvimento. Acaba de ser campeão e MVP das finais da Liga Báltica. Pode ser o Jan Vesely que deu certo.

9. James Ennis (Long Beach State, 22 anos)

Não sou um fã em particular de Ennis, mas o jovem tem qualidades para ser considerado uma provável escolha de segunda rodada. Ele joga com energia e nunca está parado. Deixa tudo o que tem em quadra. É o típico 11º a 15º atleta de um elenco, que serve mais para endurecer o treino do que efetivamente participar do jogo. Pode ser mais do que isso? Essa é a grande questão.

10. Adonis Thomas (Memphis, 20 anos)

Thomas era um prospecto de elite saindo do basquete colegial, o que é mais do que posso dizer do que qualquer outro jogador disponível a partir daqui, mas revelou-se uma enorme decepção na universidade. Ele é dono de condição física e atlética ideais para atuar entre profissionais. O que mais? Estou na espera.

 

GUSTAVO LIMA

1. Otto Porter (Georgetown, 20 anos)

Porter foi um dos melhores jogadores da última temporada universitário e é um dos prospectos mais subestimados neste recrutamento. Trata-se do melhor ala do draft, com folga. Eficiente nos dois lados da quadra, ele tem boa altura, muita inteligência (com ou sem a bola nas mãos) e um excelente jogo de meia quadra. Embora não seja muito atlético, Porter é um sólido defensor. Na minha opinião, está pronto para atuar – e ser titular – na NBA.

2. Sergey Karasev (Rússia, 19 anos)

Karasev impressiona aos 19 anos. Considero o melhor prospecto internacional do draft. Mesmo com a pouca idade, o russo já tem a disputa dos Jogos Olímpicos de Londres no currículo e ainda foi cestinha da liga de seu país nesta temporada. Ele é um scorer canhoto, que pontua de todos os cantos da quadra, e capaz de criar oportunidades para seus companheiros com seu alto QI de basquete. Karasev tem potencial para ser não apenas um pontuador vindo do banco, mas um titular efetivo no basquete norte-americano.

3. Shabazz Muhammad (UCLA, 20 anos)

Talvez, Shabazz seja um dos jogadores mais intrigantes do draft deste ano. Badalado desde o basquete colegial, ele é um scorer nato que combina instintos, agressividade e postura ativa no ataque. O que mais incomoda em seu jogo, porém, é o fato de não criar oportunidades para os companheiros. Sem dúvidas, trata-se do atleta mais “egoísta” do recrutamento. E, ainda assim, seu nome é lembrado mais por problemas extra-quadra do que pelo talento. Apostar nele é um alto risco, mas a recompensa pode ser grande. Tem capacidade de se tornar um dos grandes pontuadores da liga.

4. Tony Snell (New Mexico, 21 anos)

Snell é o novo Jimmy Butler: apesar do corpo franzino, tem os recursos técnicos de um perfeito role player. Ele é um grande defensor de perímetro, já que combina seus braços longos e ótima velocidade lateral com vontade e intensidade. Além disso, possui arremesso de longa distância qualificado. Enfim, seria uma adição sólida a qualquer equipe da NBA.

5. Reggie Bullock (North Carolina, 22 anos)

Outro ala com todos os atributos para se tornar um ótimo role player na Liga. Um dos melhores arremessadores do recrutamento, Bullock tem ótimo aproveitamento e mecânica de chute. Além disso, ele usa bem sua altura e condição atlética na tábua defensiva e cria arremessos para os companheiros. Aposta segura para qualquer equipe.

6. Giannis Antetokounmpo (Grécia, 18 anos)

Antetokounmpo é o prospecto mais enigmático do draft. Há quem compare o jovem ala a Kevin Durant. Ele possui condição atlética invejável e mostra versatilidade nos dois lados da quadra. Além disso, exibe controle de bola e visão de quadra de um armador. No entanto, é um talento muito cru para a NBA: joga em um time da segunda divisão grega e precisa desenvolver seus fundamentos – principalmente, na defesa. Quem tiver paciência para desenvolvê-lo (aguardar uns três ou quatro anos, talvez) pode ter uma grande recompensa.

7. James Ennis (Long Beach State, 22 anos)

Ala muito atlético, que tem braços longos e boa altura para a posição, Ennis é muito eficiente quando ataca em transição e um bom finalizador próximo à cesta. É um atleta muito esforçado em quadra, com potencial para se tornar um defensor sólido em nível profissional, mas possui dificuldades para criar o próprio arremesso. Boas chances de ser escolha de segunda rodada.

8. Solomon Hill (Arizona, 22 anos)

Hill é um ala com boa visão de quadra, arremesso consistente do perímetro e gosta de atacar a cesta. Tem um corpo quase pronto para a NBA e faz de tudo um pouco em quadra. No entanto, ele não cria o próprio arremesso e não tem a agilidade lateral para marcar adversários da posição. Deverá ser selecionado na segunda rodada também.

9. Adonis Thomas (Memphis, 20 anos)

Thomas tem ótimo tamanho e envergadura para um jogador de perímetro, além de um corpo já pronto para encarar a competição profissional. Seus atributos técnicos, porém, são bem pouco desenvolvidos. Ele tem um arremesso de média distância eficiência, mas pouca consistência próximo da cesta e para três pontos. Enfim, Thomas é um prospecto que ainda não está pronto para atuar na Liga. Se for escolhido, será por sua condição física.

10. Rodney Williams (Minnesota, 21 anos)

Williams é um dos jogadores mais atléticos do recrutamento e adora finalizar jogadas com enterradas. Ele tem os atributos físico-atléticos para se tornar um bom defensor na NBA. Mas seu arremesso é pouco consistente e possui um jogo ofensivo bastante limitado. Hoje, trata-se de um jogador que traz impacto somente em uma extremidade da quadra.

 

ZECA OLIVEIRA

1. Otto Porter (Georgetown, 20 anos)

Eu sou fã de Trey Burke, mas teria votado em Porter para melhor jogador universitário do ano. Ele teve atuações incríveis na temporada regular da conferência Big East e atuou com uma regularidade quase impecável. Entre todos os inscritos, é quem me parece mais pronto para jogar profissionalmente.

2. Tony Snell (New Mexico, 21 anos)

Eu me pergunto até hoje como Snell pode ser tão subestimado. Se fizéssemos listas dos mais atléticos, dos melhores arremessadores e dos mais consistentes defensores de perímetro, ele facilmente estaria muito bem colocado em todas elas. Possui números de um especialista em arremesso de longa distância e melhorou muito em outras áreas da quadra – passou a ser um atleta bem mais completo. Ótima opção para quem precisa de um ala que não vai ter a bola nas mãos.

3. Shabazz Muhammad (UCLA, 20 anos)

Se der certo, Muhammad vai dar uma grande recompensa ao time que o selecionar. Maior do que qualquer outro jogador nesta lista pode dar. Mas ainda tenho algumas dúvidas sobre sua capacidade de criar o próprio arremesso sem ter uma grande vantagem física em relação aos adversários. Seu chute de longa distância irá fatalmente se traduzir bem, mas ainda é pouco para um cara que não terá impacto em outras áreas, senão pontuando.

4. Sergey Karasev (Rússia, 19 anos)

Pensei em Karasev na terceira posição desta lista, até na segunda. Sua atuação abaixo da média no Nike Hoop Summit, entretanto, fez com que caísse um pouco. Com a desistência de Dario Saric, espere o russo sendo o primeiro estrangeiro a ser selecionado – talvez, até na loteria.

5. Reggie Bullock (North Carolina, 22 anos)

Dois dos role players mais eficientes que vimos na atual temporada da NBA, Danny Green e Harrison Barnes jogaram em North Carolina. Bullock não é muito diferente deles, na teoria: bom defensor e especialista em arremessos de longa distância. Por ser menos atlético e ter uma vantagem bem menor do que a de Snell fica abaixo dele nesta lista.

6. James Ennis (Long Beach State, 22 anos)

Penso que o jogo de Ennis encaixa muito melhor no basquete profissional do que universitário. Uma partida da NBA tem, em média, 27 posses de bola a mais do que na NCAA e ele se limita muito quando ataca em meia quadra. Também acho que, apesar de já ter 22 anos, é bem cru e dificilmente vai alcançar seu potencial se não tiver o tempo de desenvolvimento necessário. Precisaria provar nos treinos com as equipes que tem um jogo de perímetro mais refinado do que aparenta.

7. Giannis Antetokounmpo (Grécia, 18 anos)

Agora que você já tentou pronunciar seu nome – sem sucesso –, posso dizer que é bem difícil rankear um jogador que você pouco conhece. Não preciso de mais vídeos do grego para saber que tem potencial incrível, mas joga na segunda divisão grega e deve demorar muitos anos até estar realmente pronto para o basquete da NBA. Especialistas falam entre três e cinco anos, no mínimo.

8. Solomon Hill (Arizona, 22 anos)

Hill chegou a Arizona junto com Derrick Williams e, na época, era mais badalado do que o ala do Minnesota Timberwolves. Passou quatro anos em Tucson e teve uma carreira sólida pelos Wildcats, mas deixa a desejar um pouco como prospecto. Não tem posição definida e atuou em até quatro posições diferentes na universidade. Isso tem uma parte boa: ele é bem versátil. Pode tanto carregar a bola em um pick and roll, quanto usar sua vantagem física e jogar de costas para a cesta contra atletas menores.

9. Ryan Broekhoff (Valparaiso, 22 anos)

Há certa distância entre Antetokounpo e os três últimos jogadores desta lista. A esta altura, nós começamos a encontrar vários especialistas em uma área, só que com diversos defeitos em outras. Com Broekhoff, não é diferente. Ele é um arremessador de longa distância soberbo e conhece bem o jogo. O australiano, porém, comprometerá na defesa e tem condição atlética abaixo da média.

10. Adonis Thomas (Memphis, 20 anos)

Desde a saída de John Calipari, a Universidade de Memphis tem falhado em preparar atletas para a NBA. Thomas possui corpo pronto para o basquete profissional e seu físico irá sempre impressionar, mas os recursos técnicos ainda são bastante limitados. Não tem um jogo de perímetro desenvolvido e muito menos tamanho para atuar no garrafão. Eu também não acho que terá tempo de quadra desde o início da carreira e isso acabará atrapalhando. Se ele puder melhorar o arremesso e controle de bola, vira TOP 5 desta lista facilmente.

  • Benjamim

    Afinal o nome do cara é Adetokoubo ou Antetokounmpo? Quero que esse cara vá pra NBA só para ver os narrados tentando fala o nome dele

  • Ramon

    Se o Shabbaz sobrasse pra Pick Celta , eu nem pensaria duas vezes se fosse o Ainge.

  • Essa análise de vocês é show de bola. O engraçado é q muitas das opiniões se complementam, e aí não temos muito o q falar. É só aplaudir mesmo… rsrsrs

    Otto Porter é o melhor prospecto da classe entre os alas e acho q será pick Top 3. E eu vou acompanhar o Ricardo: Shabazz foi consideravelmente subestimado. Ele pode não ser o novo Kobe, mas é um cara q deve fazer as franquias q o desprezaram no draft se arrependerem amargamente. E, consequentemente, a franquia q o pegá-lo poderá se dar muito bem. Assim como o Ricardo, vejo ele abaixo apenas do Porter entre os alas dessa classe. Pelo menos, nesse momento. De resto, análises perfeitas de vcs. Abço!

    • quirlherme

      eu acho que o melhor jogador desse draft e victor olladipo.e seu eu fosse o gm dos cavs o escolheria como first pick, passava o waiters pra sixth man e ia com unhas e dentes atrás do iquodola no draft e ia ficar u time pra playoffs já pra essa próxima season . um time com Irving _ olladipo _ iquodola _ thistan Thompson (gosto muito dele.quando o varejão se machucou era todo jogo de duplo duplo ) _ Anderson varejão _ e waiters como sixth man

      • quirlherme

        free angent *

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados