logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 9 fev 2014 às 15:30
Maurice Cheeks não é mais técnico do Pistons

Treinador não resiste à temporada abaixo do esperado da equipe e foi demitido na manhã deste domingo

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Ricardo Stabolito Jr.

O Detroit Pistons demitiu o técnico Maurice Cheeks na manhã deste domingo. De acordo com Adrian Wojnarowski, do site Yahoo! Sports, a campanha abaixo do esperado da equipe nesta temporada selou a saída do treinador depois de apenas 50 partidas no cargo. A franquia, que fez altos investimentos na última offseason para voltar aos playoffs, atualmente ocupa a nona posição da conferência Leste e estaria fora da pós-temporada.

Cheeks foi contratado em junho do ano passado para substituir Lawrence Frank. Ele chegou ao time acompanhado de vários reforços de peso, como o armador Brandon Jennings e o ala Josh Smith, mas nunca encontrou uma escalação ideal dentro de quadra. O profissional de 57 anos, que registrava recorde de 21 vitórias e 29 derrotas, tinha contrato até junho de 2015. O auxiliar John Loyer assume o cargo interinamente.

Embora a notícia ainda não estivesse confirmada, alguns atletas do Pistons usaram seus perfis em redes sociais nas primeiras horas deste domingo para lamentar a saída do técnico. “Eu gostaria de agradecer Mo Cheeks por tudo. Obrigado por ajudar a tornar-me uma melhor pessoa e jogador”, postou Jennings, que mantém médias de 17.7 pontos e 8.2 assistências em 48 partidas nesta temporada.

Segundo Wojnarowski, o gerente geral Joe Dumars apoiava o trabalho do treinador e tentava conseguir-lhe mais tempo no cargo após as duas vitórias conquistadas neste fim de semana. No entanto, a impaciência do dono da franquia, Tom Gores, acabou pesando decisivamente para a mudança de comando. Este é o quinto técnico demitido pela equipe nos últimos nove anos. Embora o nome de Lionel Hollins (ex-Grizzlies) já seja cogitado, os dirigentes de Michigan não deverão buscar um novo profissional e Loyer terá a chance de comandar o elenco até o fim da campanha.

Ex-armador convocado para quatro Jogos das Estrelas, Cheeks possui nove temporadas de experiência a frente de comissões técnicas por três equipes diferentes da NBA (Pistons, Philadelphia 76ers e Portland Trail Blazers). Neste período, ele registra 49.2% de aproveitamento: 305 vitórias e 315 derrotas.

[polldaddy poll=7786078]

  • PH

    Pega o Hollins!!

  • Harley

    Pra mim o maior erro foi ter trazido o Josh Smith. Considero ele um bom jogador, mas nem de longe era a maior carência da equipe. E a ideia de colocar ele como small foward é pior ainda. E o próprio Smith eu não entendo, ele dizia que queria um contrato máximo e jogar pelo título. Não conseguiu nada disso.

    • Erro do Pistons e dele, ele não precisava dos Pistons e nem os Pistons dele, ele poderia ir para o Rockets por exemplo, mas trocar o Hawks pelo Pistons por que????

      E o Detroit nems e fala, muito dinheiro mal investido.

  • Jogador Estrela!

    Os Pistons vão pegar o G. Karl. O Pistons são um time com jogadores cujo tem um bom arsenal ofensivo então o G. Karl era uma boa opção.

  • Rasheed Wallace pra técnico com a Ball Don’t Lie offense, time vai fica imparável kk

  • O 1º. passo do Pistons já foi dado, agora, é contratar um bom técnico para a próx. temporada e trocar Monroe ou Smith por um bom ala de ofício…

  • Eu não sei em que situação se encontram, mas existem três nomes no mercado:

    Lionel Hollins (favorito): Fez bom trabalho em Memphis montou uma ótima defesa e uma equipe sólida, só que não aproveitou os jovens talentos que a equipe possuía na época.

    Vinny Del Negro: Das 3 temporadas no Clippers, 2 aparições nos playoffs e um título de divisão em anos. O estilo dele não combina muito com o elenco de Detroit, mas poderia dar certo.

    Doug Collins (não sei se aposentou-se): Não costuma ter boa relação com os atletas por causa das cobranças, mas é um técnico que arma boas defesas e com o elenco de Detroit poderia dar certo.

  • betao

    Se trouxer o Hollins ou o George td bem é uma boa mas tem muito peladeiro no Pistons q devem sair como Stukey, W. Bynum, e Monroe q não ajuda a defesa. Fora peladeiros do Pistons

  • hollins entende bem de esquemas defensivos e se fechar com o pistons, sera uma boa pra equipe de Michigan, alem de trabalhar bem com o potencial dos bons jovens Kyle Singler e Caldwell Pope e saber utiliza-los melhor que o Cheeks…

  • Will Anderson

    Quem me dera se o problema do Pistons fosse só o Cheeks. Em Detroit assim como na maioria dos times do Leste a má gerencia dos times se reflete em quadra. Até minha avó sabia que dar um contrato pro Josh Smith de US$ 56 milhões por 4 anos e coloca-lo pra jogar de SF iria dar merda.

  • L.Avila

    Uma ideia para combater o tank, talvez aqui nao seria o post certo a comentar mas vamos a ideia:
    Como diminuir com tank poderia se fazer uma media de vitorias dos ultimos dez anos e estabelecer que o time que nao vencer ate esta margem perdera o direito de concorrer as tres primeiras escolhas entrando no sorteio apartir da quarta escolha.

  • Maia

    Alvin Gentry já! hahahaha

  • Kleber

    Leva o Woodson.

    • Larga uma naba pra trocar por outro? Não, obrigado.

      • Me impressiona a forma desses dois caras ainda arrumarem emprego enquanto gente como Hollins e Karl viram comentaristas de TV…

      • O motivo é óbvio pra min, Joe Dumars!

  • Tom

    Agora falta o Saunders demitir o Rick Adelman!

  • Rodrigo

    Sempre achei o Cheeks muito fraco. Blazers na época do Wallace, Pippen e tal começou a afundar com ele; Sixers com Iverson deixou de ir aos playoffs com ele. Mesmo com esse problema do Josh Smith jogando de SF, é inadmissível um time com um garrafão fortíssimo + Jennings no perímetro, fazer uma campanha tão ridícula.

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados