logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 21 nov 2015 às 12:27
Recuperando o direito de sonhar

Para Ricardo Romanelli, chegada de Kristaps Porzingis injeta nova esperança no futuro do Knicks

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Ricardo Romanelli

Kristaps Porzingis intrigava a maioria dos dirigentes com escolhas de loteria no draft deste ano com seus 2.21m de altura e só 20 anos. Coube a Phil Jackson, uma das mentes mais brilhantes que o basquete já viu, fazer a aposta no ala-pivô letão e levá-lo para o New York Knicks com a quarta seleção do recrutamento. Ainda desconhecido pela torcida, ele foi vaiado quando Adam Silver anunciou-o como novo jogador da franquia.

Depois de apenas 12 jogos na temporada regular, os torcedores cantaram seu nome após uma excelente performance em vitória contra o Charlotte Hornets (29 pontos e 11 rebotes).

O Knicks é o time mais tradicional da maior cidade do mundo, mas não consegue montar uma equipe digna de sua tradição há anos. Após sofrer com más gestões esportivas nos últimos 15 anos, a franquia contratou Jackson exatamente para mudar essa incômoda história. Aos poucos, ele está implementando seus princípios e buscando atletas que encaixem-se na nova realidade. Mas, com Porzingis, ele devolveu algo mais importante aos nova-iorquinos: o direito de sonhar.

É claro que o ala-pivô é muito jovem e, na verdade, poucos esperavam que fosse ter um bom início na NBA. Parecia um jogador ainda em formação – e realmente é. Pode ser que já esteja, porém, em um estágio mais avançado do que as avaliações iniciais. E isso, por lógica, também significa que as expectativas sobre o que ele pode chegar a ser no futuro também aumentam. “Todos estavam falando que eu era um projeto, para esperar. Melhorarei em alguns anos, mas sei que posso jogar agora. Essa era a minha mentalidade”, afirmou o garoto, após a grande atuação.

Mas não é só talento que faz Porzingis um potencial sucesso: ele também é carismático por sua história e o que simboliza. Um atleta vindo de um país pequeno para a maior cidade do mundo é uma realidade com a qual muitos imigrantes que foram a Nova Iorque em busca de uma vida melhor vão se identificar.

Se a adaptação não é obstáculo, o comodismo passa a ser. Jovens talentosos entram na NBA todos os anos, mas não prosperam por desinteresse e preguiça. O letão não parece ser assim: garante estar alheio à badalação, focado no basquete e ganha elogios constantemente por sua dedicação. Tanto o treinador Derek Fisher, quanto o craque Carmelo Anthony já elogiaram publicamente o esforço do ala-pivô em quadra.

A verdade é que Porzingis é realmente diferenciado. Para começar, são pouquíssimos jogadores de sua altura que conseguem pisar em quadra: a maioria sofre com contusões pelo crescimento exagerado ou não tem velocidade, coordenação e técnica necessárias para adaptar-se em alto nível. O letão tem tudo isso. Ele vem sendo comparado a Pau Gasol e Dirk Nowitzki – dois dos alas-pivôs mais técnicos que a NBA já viu – e, se ainda tem muito a evoluir tecnicamente para alcançar ambos, sua condição físico-atlética já é superior (possui agilidade e impulsão ímpares para alguém de sua estatura).

Um jogador jovem, talentoso, focado e carismático seria tudo que uma franquia em reconstrução pode querer. O Knicks parece ter conseguido um deles. Todo cuidado é pouco ao falarmos de atletas não-americanos que vêm para a NBA muito novos, mas, pelo menos neste começo de campanha, a torcida tem motivos de sobra para sonhar com um futuro melhor – o que não era possível há muito tempo. Pela importância da franquia e o mercado que abrange, eu torço para que o projeto dê muito certo. Sou mais um que, como os torcedores do time e Phil Jackson, encantou-se por Kristaps Porzingis. A ele, todo o sucesso do mundo!

  • Doug

    Merece muito. Se fosse outro qualquer, teria tomado birra do time e da torcida e deixado d querer jogar, porque a maioria não acreditava nele (até o Phill andou falando besteira a seu respeito). Mas o KP não, mostrou já de início ser um grande profissional e deixou o extraquadra p lá e teve grandes perfomances, mesmo com tanta especulação contrária, angariando DDs seguidos. Tudo indica que tem a mesma seriedade do Dirk, e assim sendo, que o futuro desse menino seja brilhante, porque talento de sobra ele tem. Torci p ele desde o início, e continuo o fazendo.

  • Leo R.

    O menino, sem lesão grave, tem um baita futuro. Sabe se posicionar, pontuar em tudo quanto é lado e leva seu trabalho a sério.. Começou meio descalibrado nas cestas de 3 pts e cometendo muita falta por jogo, mas ao tempo está melhorando. Quase resolveu um jogo no último segundo, personalidade tem.

  • Desireé Schneider

    calma vamos com calma.. é muito cedo…. parece aquele povo do Brasil que o cara joga 5 jogos e falam “o novo neymar” “o novo pelé”

    • Matheus Oliveira

      Mas na NBA é bem assim.. Novo Rodman, novo KD, novo LeBron, Carmelo etc…
      É até pior que no futebol/Brasil

      • Dubnation

        mais o cara tem talento matheus . isso é inevitavel

      • Lucas

        Na noite do draft estavam comparando o Porzingis ao Gasol. O Okafor ao Olajuwon. E Russel ao Magic Johnson…

  • Matheus Oliveira

    Ele é muito maduro.. Como diria o Zé Boquinha, o cara é Europeu mas não tem nojo de ter trombada. Moleque vai firme em todas as bolas, enterra na cabeça de Aldridge e outros caras sem medo..
    Ainda pode melhorar nas bolas de 3 e ser completo. É ágil também para o seu tamanho..
    NYK tem um futuro bem encaminhado caso o Carmelo tome outro rumo !!

  • Dubnation

    chupa essa P jax! hahah … e aquele bando de meia duzia de torcedores do knicks ! torço mto pra esse guri , talentoso demais !

  • Rafael Victor

    Gosto muito de jogadores de garrafão técnicos que sabem o que fazer com a bola nas mãos – como o Gasol-Dirk, citados aí no texto -, o Porzingis é dessa estirpe, e quando sabem defender acho melhor ainda!

    “A ele, todo o sucesso do mundo!” 2

  • Eduardo Henrique #55

    é muito empolgante ver Knicks, Pistons, Celtics, Wolves com um grande potencial pra se tornarem candidatos ao titulo futuramente… alguns em um futuro mais proximo que outros,mas mesmo assim..

  • dueti

    Ele tem agilidade e jogo de pernas mesmo sendo enorme, ele trabalhado com um Hakeem Olajuwon ou um pivô técnico, será um baita jogador

  • Diego

    Baita talento e méritos do P Jax mas o segredo deste Knicks ta no grupo todos sabem jogar basquete

  • THE BULLS23

    Este ano os calouros estão dando o que falar. Porzing é o melhor prospecto, pois tem muito a evoluir. Tonws, Okafor, Winslow. Ainda espero Kamminsky aparecer.

    • Rodrigo Toledo

      Quase todos de posições altas no Draft estão rendendo o esperado ou até mais. Acrescento ainda o Mudiay no Denver.

      Os que não deram o que falar ainda são o Russell, mas esse eu acho que ainda vai deslanchar. E prospectos que a franquia conta a longo prazo (Hezonja) ou que desde o início já contavam como reservas (Cauley-Stein, Kamisky e Johnson dos Pistons que ainda assim tá jogando mais do que alguns esperavam dele).

  • Rodrigo Santos

    Uma coisa interessante, ele é o novato que joga com mais pressão dessa classe. Ele joga no Knicks, torcida cansada de fracassos passados e querendo um time competitivo o mais rápido possível. E o Letão começa sua carreira muito bem… Não foi a situação ideal para ele. Prospecto pouco conhecido, vindo bem jovem da Europa e chega dando esperanças para a critica torcida de NY…
    Acho o ROY difícil pra ele, Towns e Okafor estão na frente dele no momento. Mais pra mim, HOJE ele entraria no primeiro time dos novatos…

    • Rodrigo Toledo

      Russell que tá sofrendo um pouco com o Lakers em circunstâncias semelhantes (apesar de serem vencedores em um passado recente), e com o mala do Kobe.

    • Tárcio

      Acho que a pressão em no Russel, pela aposentadoria do Kobe é maior. É como se ele tivesse a obrigação de ser o cara do time desde já. O Nicks tem o Carmelo por bons anos ainda.

  • Viicente Machado

    ROY, absurda a técnica que esse cara tem com essa altura toda. E ainda jogando no Knicks, franquia que não sai do limbo há muito tempo, vai ser mito demais

  • – Tiago

    Porzingão calando a boca dos críticos

  • Pierry Silva

    EMPOLGOU

  • Leo

    Fiquei muito fã do Porzingis pela história dele, o que ele passou no período do draft, sendo menosprezado pela torcida e até pelo Carmelo e a resposta com as atuações em quadra com muita energia, qualidade e putbacks na cabeça de quem estiver na frente.

    Acho difícil ganhar o ROY pq o Okafor tem mais minutos e um time em que ele é a 1ª opção de ataque, mas o Porzingis é o jogador com o maior potencial da classe e pode perfeitamente ser HOF.

    Claro que precisa evoluir na seleção de arremessos e parar de fazer faltas bobas, mas pode ter o impacto de um Dirk em quadra, com o adicional de também ter potencial para ser um monstro na defesa, tem altura e braços longos suficientes para dar muitos tocos.

    • Caio “#KnicksTape”Menezes

      Sim, ele foi bastante menosprezado por todos, mas o Carmelo nunca foi contra. Houveram boatos de que ele teria ficado chateado mas ele mesmo fez questão de deixar claro que nunca teve nada contra o Draft do letão e ainda disse que estava impressionado pelo o que ele tinha visto nos treinos pré draft que ele fez para a franquia.

      E em relação ao RoY, sim acho difícil ele ganhar, mas não pelo o que o Okafor tem jogado, e sim por causa do Towns, um jogador titular e que tem mantido uma média, e não oscila tanto quanto o KP.

  • Desireé Schneider

    e ele nem ta fazendo uma temporada tao sensacional assim… é a mesma coisa q vc olhar o Rodrigo Caio no SP q é mediano e falar q é o novo Beckenbauer

  • Eu gosto da comparação com Pau Gasol, ainda mais pra quem era tratado como Shawn Bradley até começar os workout’s.

  • Lord Cuban

    Parece o Dirk na 1ª e 2ª temporada na NBA.

    • Rômulo Franco Cardozo

      Pra mim o que fará esse cara virar um grande nome será a durabilidade de seu corpo, tem talento, tem espaço pra aprender mais, progredir e um time em formação para ter tempo de quadra para isso…

  • Lucas Ottoni

    O início é extremamente promissor, mas ainda acho cedo demais para endeusarem o Porzingis como estão fazendo em NY. Parece que não aprenderam a lição do Linsanity. Na Maçã tudo ganha proporções maiores. Inclusive, as decepções. Só espero que o garoto vingue e que dessa vez os fãs do Knicks não quebrem a cara. Chega de sofrimento, né. Deixa o sofrimento para os fãs do Pelicans, pois disso a gente entende bem… rs.

  • Fernando

    Achei ele fraco demais… Não tem futuro na minha opinião.

    • Castell79

      Diminua o álcool filho… Não tá te fazendo bem…

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados