logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 3 dez 2015 às 16:17
Kemba Walker usou pré-temporada para aprimorar arremessos de longa distância

Jogador tem aproveitamento de 32% na carreira

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Gabriel Farias

Escolhido na nona posição do draft 2011 pelo agora Charlotte Hornets, o armador Kemba Walker é a principal atração da equipe desde sua chegada à NBA. Líder e minutos por partida da franquia em três das quatro temporadas já atuadas, Walker chegou ao seu quinto ano da liga com um quesito bem abaixo do esperado quando recrutado: Os arremessos de longa distância. Porém, o jogador fez questão de passar suas férias se aprimorando no quesito.

“Passei as férias inteiras na quadra, tentando ser mais consistente nos arremessos”, confessou Walker em entrevista após a vitória do Hornets sobre o Milwaukee Bucks por 87 a 82. “Sei que para alcançar o próximo nível, preciso converter os arremessos de longa distância e ser mais consistente”.

Nas primeiras quatro temporadas de carreira – duas com auxilio do ex-armador Mark Price como assistente de arremesso – Walker teve aproveitamento de 31% nos tiros para três pontos, em números totais, 370 conversões em 1165 tentativas. Graças aos treinamentos durante o último verão americano, e aos 39% de aproveitamento nos 18 jogos da atual campanha, o índice de acertos na carreira de Walker subiu para 32%.

Em comparação com os armadores e ala-armadores recrutados na primeira rodada no mesmo ano de Walker, e que permanecem na liga, o jogador do Hornets supera apenas Cory Joseph (31%) e Reggie Jackson (30%) em aproveitamento nos arremessos para três pontos.

Com a melhora de seu armador, o técnico Steve Clifford começou a desenhar diferentes jogadas para o ataque do Hornets.

“Existe uma grande diferença. Os defensores não podem marcar o garrafão após um corta-luz, então, eles continuam se movimentando e ele pode atacar o aro. Nos últimos anos, ele atacava o aro mas os defensores estavam com ele”, avaliou o treinador antes de elogiar o trabalho feito por Walker durante as férias. “Isso pode mudar toda a carreira dele. Walker continuará arremessando desse jeito. Seu nível de confiança é muito alto”.

As chegadas de Frank Kaminsky, Nicolas Batum e Jeremy Lamb também ajudaram a transformar a o estilo de jogo do Hornets. Classificado na 24ª posição nas tentativas de três pontos na temporada passada com 19 por partida, e pior aproveitamento no quesito com apenas 31%, o time de Clifford evoluiu para 12º melhor índice de conversão da liga, com 35%, e é atualmente o 12º time com mais tentativas de arremessos de longa distância.

Leia mais
Lesionado, Al Jefferson desfalca o Hornets por pelo menos duas semanas
Steve Clifford estende contrato com Hornets por três anos

Mesmo com apenas 18 jogos na temporada, Walker já enxerga como sua evolução no quesito altera suas possibilidades dentro de uma partida: “Eu consigo enxergar melhor a quadra com os adversários vindo atrás de mim no corta-luz. Sou capaz de atuar em um nível completamente diferente”.

Além dos 39% de aproveitamento nos arremessos para três pontos, Kemba Walker também tem 17.6 pontos, 4.8 assistências e 3.6 rebotes na temporada 2015-16.

  • Boa temporada vem fazendo. Se não tivessem perdido o Gerald Henderson e o Michael Kidd estariam brigando por mando de quadra.

  • Erick

    Alô Deandre, que tal tomar vergonha na fuça e começar a fazer o mesmo com os FT?

  • vitorhugoj3

    O cara é do Bronx mano. Deve ser muito zika morar lá …rs
    https://youtu.be/u2nFUq-aCOE

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados