logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 11 dez 2015 às 15:47
Dar “sobrevida” à carreira na NBA motiva Thaddeus Young

Ala-pivô está entre os melhores jogadores de sua posição no começo desta temporada

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Gabriel Farias

Vivendo a melhor fase da carreira, o ala pivô Thaddeus Young voltou a figurar entre os melhores da posição após ser negociado pelo Minnesota Timberwolves para o Brooklyn Nets na temporada passada. Depois de ser um dos líderes da corrida pela classificação na última pós-temporada, Young recebeu um novo contrato da franquia no valor de US$ 50 milhões por quatro anos.

Titular nos primeiros 22 jogos da equipe, o jogador de 27 anos está pela primeira vez na carreira com médias de pelo menos dez pontos e 10 rebotes quando todos os seus números são equiparados em 36 minutos em quadra. Em entrevista ao site Basketball Insiders, Young explicou a mudança de rumos na carreira.

“Quero levar cada dia o mais sério possível. Você nunca sabe quando acabará”, afirmou o jogador antes de comentar como algumas situações nos oito anos e meio na NBA influenciaram em sua maturidade. “Eu vi muitos jogadores em outras equipes que me fizeram pensar: ‘Nossa, como ele é bom’. Ver esses jogadores com condição de atuar na NBA saindo da liga todo ano, é loucura”.

Décima segunda escolha do draft 2007 pelo Philadelphia 76ers, Young está atualmente empatado com o ala Jared Dudley como jogador com maior número de jogos entre os jogadores selecionados em seu recrutamento, com 614. Entre os onze jogadores selecionados antes de Young, oito permanecem na liga, enquanto Greg Oden (1ª escolha), Yi Jianlian (6ª escolha) e Acie Law (11ª escolha) saíram da NBA nos últimos anos. Escolhidos logo após Young, Julian Wright e Al Thornton não completaram nem quatro temporadas como profissionais.

Acompanhado de Paul Millsap (Atlanta Hawks), Derrick Favors (Utah Jazz) e Anthony Davis (New Orleans Pelicans) como únicos alas-pivô entre os dez primeiros em pontos, rebotes e roubos de bola por jogo, Thaddeus Young quer aproveitar ao máximo a oportunidade de se manter na NBA.

“Você vê jogadores chegando e logo depois saindo da NBA todo ano. Eu sei quão rápido pode-se chegar a uma situação onde você não sabe se estará na NBA, na D-League ou até jogando fora dos Estados Unidos. Definitivamente, é uma experiência de se abrir os olhos”.

Cotado para o Jogo das Estrelas da temporada 2015-16, Thaddeus Young tem médias de 16.2 pontos, 9.1 rebotes e aproveitamento de 52% nos arremessos de quadra em 32 minutos por jogo, com destaque para as duas partidas contra o invicto Warriors, onde alcançou 25.5 pontos de média.

  • Guilherme Prates

    Caramba, ele me pareceu ser um cara muito pé no chão e cabeça no lugar. E, mesmo não sendo lá um elogio, ele é o melhor jogador do Nets até agora. (PS.: gostei do jogo do Larkin contra o 76ers. E tbm acho que o Karasev devia ter mais chances…)

    • Daniel Ribeiro

      Brook Lopez manda um abraço

      • Guilherme Prates

        Mais um que se salva no time. O garrafão do Nets é competitivo, o problema é o resto… rs

  • oicarinha

    não acham q ele é um dos mais underrated da liga?

    • Rodrigo Oliveira

      O problema dele é que ele faz médias altas onde ninguém liga, ai parece estatísticas vazias, algo parecido que o M. Thorton tinha no Kings, Kevin Martin no Houstoun etc.

  • O cara é tão underrated que ninguém nem comenta na matéria.

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados