logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 12 dez 2015 às 22:51
Nicolas Batum assume liderança no surpreendente Hornets

Ala é destaque do segundo melhor time da conferência Leste até aqui

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Gabriel Farias

Nicolas Batum foi um dos primeiro jogadores negociados na última offseason, quando o Portland Trail Blazers o enviou para o Charlotte Hornets em troca dos alas Gerald Henderson e Noah Vonleh. Após ter a pior temporada desde seu primeiro ano na liga, o ala é um dos destaques da surpreendente equipe do Hornets, atualmente na segunda colocação da conferência Leste com 14 vitórias em 22 jogos.

Aos 26 anos, Batum foi chamado pelo técnico Steve Clifford durante a pré-temporada e foi cobrado para se tornar o líder da equipe, algo inédito em sua carreira. Longe das sombras de LaMarcus Aldridge, Damian Lillard e até Brandon Roy em um passado recente, o francês se reencontrou na Carolina do Norte.

“Eu estive em diferentes posições na minha carreira. Eu já fui calouro e nos últimos anos fui visto como um jogador que se encaixava ao lado de Aldridge e Lillard. Agora, estou em um time diferente, mas sinto que meu papel no time é igual, a situação que é diferente. Os técnicos esperam que eu seja um líder já que sou o segundo mais velho entre os titulares. É um novo desafio para mim”.

Batum lidera o Hornets em minutos jogados (756) e em assistências totais (106) após os primeiros 22 jogos da temporada, além de ser o segundo jogador em pontuação (16.8), rebotes (6.7) e tentativas de arremesso por partida, com quase 13.

Líder mesmo com as presenças de Kemba Walker e Al Jefferson na quadra, Batum precisou crescer ainda mais após a contusão do veterano pivô. Desde que Jefferson saiu do quinteto titular do Hornets, são quatro vitórias e uma derrota para o Golden State Warriors, com Batum alcançando médias de 16.8 pontos, 8.2 rebotes, 5.2 assistências, e aproveitamento de 42% nos arremessos de quadra.

Leia mais
Flagrado no antidoping, Al Jefferson é suspenso por cinco jogos
Kemba Walker usou pré-temporada para aprimorar arremessos de longa distância
Lesionado, Al Jefferson desfalca o Hornets por pelo menos duas semanas

As grandes atuações de Batum credenciam o Hornets a sonhar até com mando de quadra para a pós-temporada neste momento, mas o francês sabe que manter a segunda colocação da conferência Leste será uma missão difícil.

“Todos os times do Leste estão na briga esse ano”, afirmou Batum em entrevista ao site Basketball Insiders. “Todo mundo fala muito sobre a conferência Oeste, mas o Leste é muito bom. Até os times que ninguém fala muito, como Boston Celtics, Orlando Magic, Detroit Pistons e até mesmo nós. Muitos times melhoraram desde o ano passado e isso faz uma grande diferença”.

Atualmente, o Hornets está apenas uma partida atrás do líder Cleveland Cavaliers, mas outras sete equipes precisam de mais duas vitórias para alcançá-los.

Até aqui, Nicolas Batum tem os melhores números da carreira, com 16.8 pontos, 6.7 rebotes, 4.8 assistências, 42% de aproveitamento nos arremessos e 40% de acerto nas tentativas de longa distância.

  • Luiz Henrique Santos

    Batum se encaixou muito bem nesse time, algo que nem o mais fanático torcedor do Hornets poderia esperar. Off-Topic tá rolando um rumor de troca entre Nick Young e Chris Andersen.

  • Olavo #RipCity #Emerging

    “Portland Trail Blazers o enviou para o Charlotte Hornets em troca dos alas Gerald Henderson e Noah Vonleh.”

    HENDERSON E VONLEH

    Chorei

  • Caiu realmente muito bem no Hornets e foi ótimo pro Walker tbm que agora pode dividir a armação com o próprio Batum, e me parece que ele está tendo mais espaço pra grandes atuações e aparecer nos momentos decisivos dos jogos, pois no Blazers ele jogava mais sem a bola pelo fato que o time tinha Lillard e Wes na armação já…

    • Olavo #RipCity #Emerging

      Batum sempre jogou com a bola na mão no sistema do Stotts, exatamente como faz no Hornets hoje. Wes era um Spot up Shotter, Lillard e Batum dividiam a armação das jogadas.

      • Sim, mas nos momentos decisivos ele aparecia pouco em Portland, em Charlotte ele é mais valorizado no ataque e nos jogos que tenho visto está sendo uma das principais armas ofensivas do time….

  • Bruno Hornets

    Batum e Cho calaram minha boca, lembro que xinguei demais essa troca (Sdds Vonleh).
    A vinda do Batum fez o jogo do Kemba melhorar 100%, agora temos alguém que realmente arma o time
    E agora é torcer pro Batum renovar, e torcer ainda mais pra não ser um contrato absurdo.

  • luiz

    Imaginar o Hornets com mando de quadra é realmente sensacional.

    Acho q a última vez q vi o Hornets conseguindo campanhas tão boas, foi ainda na época do Rice(isso contando com New orleans, etc), acho q nem com o Chris Paul o time tinha tido desempenho tão bom ao fim da temporada regular(me corrijam se estiver errado).

    Duro q a disputa no Leste está mto parelha, então uma jornada ruim pode despencar o time, então a chave é tentar manter o mínimo de regularidade

  • Guilherme Prates

    Parece que o Bobcats era fadado ao fracasso. Virou Hornets, pronto, ficou bom! rs

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados