logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 14 dez 2015 às 09:54
Sucesso de Lucas “Bebê” motiva Caboclo na D-League

Jovem ala quer seguir passos do pivô, que saiu do Toronto 906 para ganhar espaço na rotação do Raptors

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Ricardo Stabolito Jr.

Bruno Caboclo e Lucas “Bebê” eram companheiros de elenco no Toronto 905, da D-League, até duas semanas atrás. Os brasileiros seguem na mesma cidade, mas, agora, vivem situações muito diferentes: com a contusão de Jonas Valanciunas, o pivô foi reintegrado pelo Toronto Raptors e aproveitou sua oportunidade para se tornar peça regular na rotação de Dwane Casey. A chance do ala de 20 anos ainda não surgiu, mas a história de sucesso do amigo virou inspiração para que continue trabalhando diariamente.

“Bebê disse que ele só está jogando agora porque estava conosco no 905. Foi aqui que conseguiu ganhar confiança, manteve a forma e ritmo de jogo também. Vê-lo lá, atuando bem e contribuindo para a equipe, ajuda muito a motivar-nos”, contou Caboclo, titular nas dez partidas do 905 na recém-iniciada temporada da liga de desenvolvimento, em entrevista ao jornal Toronto Sun.

A abertura da filial de Toronto na D-League foi uma decisão fundamental nos rumos da carreira de Caboclo. Na temporada passada, quando o Raptors ainda não tinha uma afiliada exclusiva, o ala precisava viajar para Indianápolis e era pouquíssimo aproveitado no Fort Wayne Mad Ants. Ele agora vem atuando mais de 30 minutos por noite com o 905 e se vê em uma situação mais favorável.

“Eu estou bem ocupado, muito cansado, mas tudo é muito melhor do que na última temporada. Não há comparação. Nós podemos aprender mais assim, mostrando o que somos capazes de fazer em quadra também”, comemorou o brasileiro, que só disputou um minuto da campanha do Raptors – na vitória contra o Philadelphia 76ers, em 11 de novembro.

Não são somente Caboclo e “Bebê” que estão sendo favorecidos pela fundação do 905: selecionado na primeira rodada do draft deste ano, o armador Delon Wright é outro jovem que vem sendo mais aproveitado na liga de desenvolvimento do que por Casey. “A D-League é o melhor dos dois mundos: continuo jogando e ainda faço parte do Raptors. O técnico [Jesse Mermuys] aplica os mesmos princípios da equipe principal aqui, então não é uma adaptação tão difícil e seguimos aprendendo”, exaltou o calouro.

Uma das referências do time afiliado de Toronto, Caboclo registra médias de 14.2 pontos, 5.1 rebotes e 1.9 tocos nesta temporada da D-League. Já “Bebê”, presente em só quatro dos dez duelos, anotou 9.0 pontos, 4.5 rebotes, 3.8 assistências e 2.8 tocos.  

  • BetoMavs

    Caboclão tá bem na d-league, só precisa buscar mais o jogo de infiltração, nas bolas de 3 o garoto manda bem…

  • VOLTA D’ANTONI

    Fraco… Se voce chama chutar 30% de 3 pt na dleague mandar bem, é pq o padrão tá bem baixo.

  • Falta muito ainda para melhorar seu jogo, mas agora que ele tá tendo jogos de verdade, então tá certo mesmo

  • Rodrigo SMC

    11 jogos, 37,3% FG, 30,7 3P%, 78,6% FT%, 13,7 Pts, 5,8 Reb, 1,4 Ast, 2,2 Blk, 1,0 Stl

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados