logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 21 dez 2015 às 22:43
Enquanto isso, no resto da liga…

Ricardo Romanelli analisa o que vem acontecendo com os concorrentes do Warriors pelo título

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Ricardo Romanelli

Vários times se reforçaram ao longo da última offseason esperando que o Golden State Warriors não conseguisse manter o ritmo surreal da temporada passada e a brecha para um novo campeão surgisse. Tudo ficou para segundo plano com as 24 vitórias seguidas do time de Oakland. Depois de finalmente perder a primeira, o defensor do título nos recoloca em realidade. Com isso, podemos também analisar como estão, a essa altura, as equipes que no começo do ano também eram vistas como postulantes ao título.

O San Antonio Spurs contratou os pivôs LaMarcus Aldridge e David West para reforçar aquele que já era um dos elencos mais fortes da liga, e o investimento parece ter dado certo. Os texanos possuem a segunda melhor campanha da liga, atrás apenas do badalado Warriors. Com aproveitamento acima dos 80%, estaria liderando a liga na maioria das temporadas recentes.

Aldridge se adaptou muito bem ao time, e vem mantendo médias na casa de 16 pontos e nove rebotes por jogo. Em paralelo a isso, Kawhi Leonard continua em incrível ascendente, fazendo em média 20 pontos e 7 rebotes por jogo, além de dois roubos de bola e um toco. Tim Duncan , Tony Parker e Danny Green completam o time titular com a qualidade de sempre, enquanto que o técnico Gregg Popovich mantém controle do elenco que ainda conta com Patty Mills em boa fase e veteranos que dão conta do recado como Manu Ginobili, Boris Diaw e o já citado West. O Spurs continua sendo o principal candidato a destronar o campeão Warriors. As duas equipes fazem seu primeiro confronto direto no dia 25 de janeiro, em Oakland, naquela que promete ser uma das melhores partidas da temporada regular.

O Oklahoma City Thunder também segue em ótima campanha no concorrido Oeste. Depois de um começo irregular, a equipe treinada pelo estreante Billy Donovan ensaia uma consolidação como terceira força da conferência. Aos poucos, Kevin Durant vai voltando a sua melhor forma, que lhe garantiu o prêmio de MVP em 2014. O armador Russell Westbrook continua sendo o coringa da equipe, mantendo médias de 26 pontos, sete rebotes e quase dez assistências. O explosivo atleta tem demonstrado que a última temporada foi mesmo um grande aprendizado para ele, mostrando leve diminuição nas médias de pontos e aumento nas assistências. Com sua firme defesa, é um dos jogadores com maior capacidade para tentar conter Stephen Curry em uma eventual série de playoffs.

No garrafão, Serge Ibaka capitaneia a defesa com força e intensidade distintas. Steven Adams é titular por melhor desempenho defensivo que Enes Kanter, que por sua vez tem pontuado bem vindo do banco. A mesma dinâmica se aplica a Andre Roberson, titular da posição dois, e Dion Waiters, seu reserva imediato, que comanda a pontuação do perímetro com a segunda unidade. Com esta rotação, Billy Donovan já conseguiu imprimir ao Thunder bom equilíbrio defensivo e ofensivo tanto com a equipe titular, quanto com os reservas. Cada vez mais ele mostra ser o técnico que o Thunder precisava. O time de Oklahoma ainda precisa melhorar um pouco para ser candidato ao título, mas vem em uma constante ascendente, e pode muito em breve ser mais uma postulante ao troféu Larry O’Brien. O Thunder visita o Warriors no dia 06 de fevereiro, data do primeiro jogo entre as duas equipes na temporada. Até lá, o Thunder já deve ter adquirido corpo para tornar essa mais uma partida imperdível.

Kevin Durant Russell Westbrook

Já no Leste, o candidato a título é só um. Depois de uma heróica atuação nas Finais do ano passado, LeBron James e o então desfalcado Cleveland Cavaliers se impuseram como grandes candidatos a destronar o Warriors em 2016. Com os retornos de Kevin Love e Kyrie Irving, que não jogaram a série decisiva de seis jogos, muitos acreditavam que seria suficiente para o time de David Blatt assumir o posto de principal postulante ao título da NBA. As chegadas dos veteranos  Mo Williams e Richard Jefferson, além do retorno do brasileiro Anderson Varejão, também foram reforços de peso para o elenco do Cavs.

Kevin Love, que assinou novo contrato na offseason, parece finalmente integrado ao time e vem jogando com desempenho satisfatório. LeBron James mantém o padrão de excelência que faz dele o melhor jogador da liga, e a maioria dos jogadores de apoio, como Williams e J.R Smith vem ajudando na pontuação.  Mesmo assim, ainda falta algo para que a engrenagem do Cavs funcione direito. Irving continua afastado, e deve voltar a jogar apenas em 2016.

A grande esperança do Cavs é que o retorno de seu armador titular possa trazer novamente um diferencial que faça com que o Cavs não apenas seja o melhor time do Leste, mas também entre de vez na briga pelo título. No estado atual das coisas, o time de Cleveland até seria o favorito a levar o Leste, mas teria pouquíssimas chances contra Warriors, Spurs ou Thunder nas Finais.

Seja como for, a briga pelo título já parece mais clara. Se no começo da temporada tínhamos muitas incertezas, agora já é mais fácil delinear os principais candidatos a disputar o caneco. Los Angeles Clippers e Houston Rockets, duas equipes que eram colocadas neste rol no início da competição já não assustam mais.

A grande mudança foi o 24-0. Se a pergunta no início do ano era quem teria a melhor chance contra o Warriors, a dúvida agora é outra: existe alguma chance contra o Warriors?

Pessoalmente, vou esperar a temporada se desenrolar um pouco mais para dar uma resposta mais assertiva. Se pressionado a responder, hoje diria que não.

  • Eu acho que Thunder e Spurs tem chances de parar o GSW.

    • Matheus Oliveira

      Acho muito mais fácil o CAVS do que o Thunder. OKC não tem jogada por conta do técnico, CAVS com Irving ganha muito peso pra mim. Encaixado, é tão forte quanto o San Antonio ou até mais forte por conta do LeBron… Mas vamos ver

      • Não acho o Cavs mais forte que os Spurs não, mesmo com todo mundo jogando bem. Embora estes tenham James. Acho o jogo da equipe de Popovic mais sólido.

      • jequitiba

        pqp chega de falar merda cara

        • Matheus Oliveira

          Solta seu comentário aí espertão, vamos ver teus argumentos. Só sabe reclamar..
          Nunca falou nada que preste.

    • dougmallmann

      Vejo da seguinte forma…
      Temporada regular é uma coisa, e Playoffs é outra bem diferente.
      Todos sabem que o Lebron não tem mais 25 anos, e querendo ou não isto muda consideravelmente a forma dele jogar na regular. Mas quando se trata de decisão ele muda o seu ímpeto e coloca o próprio jogo em outro nível, afinal boa parte da “culpa” do troféu Bill Russel ter ido parar nas mãos de Iguodala foi o mesmo ter parado o James. Se o Dellavedova conseguiu marcar o Curry da forma que marcou, imagina o Irving que é muito superior tecnicamente, além de ser uma arma ofensiva fatal. Só que “como poderia ter sido”, não tem como saber.
      O San Antônio também se porta de uma forma passiva na temporada, e quando entra nos Playoffs muda a dinâmica. E com o Garrafão que tem, com as recentes chegadas de West e Aldridge, Warriors vai ter que fazer malabarismo no perímetro pra bater eles.
      Acredito que o mais próximo do Golden, é o Thunder. Perímetro fora dos padrões, em um garrafão excelente. Se bem encaixado pode fazer estragos. E algo de novo que o time não possuía já há algum tempo, são as peças de reposição. Com certeza este é o melhor elenco montado desde que a equipe veio a Oklahoma.
      Então apesar da temporada histórica do time de Oakland, as equipes postulantes ao título também estão fortes, e para o time do oeste que quiser ficar campeão vai ser um pouco mais árduo o caminho, pois poderá enfrentar as outras três franquias. Enquanto para o solitário Cavaliers, e só ficar observando a briga, e aguardar para pegar os restos mortais da equipe que sair dona da Conferência Oeste.

  • Diego J

    Só corrigindo.. o Warrios ganhou do Cavs em 6 jogos…

  • Guilherme Prates

    Não sei LeBron consegue para o Warriors sozinho. O mesmo vale pra WestDurant. Spurs deve ter mais chances. Mas falta MUUUUUUITO pros offs e até lá, muita cosia pode mudar (até pq, jogar temporada regular é uma coisa, jogar playoffs é outra)

    • Rogério Rodrigues

      Consegue nada, tanto que não conseguiu na final passada. E nem com Love e Irving não sei se conseguiria ou se vai conseguir. Pois esse time do GSW ta jogando demais.

  • Matheus Oliveira

    O cara tem quase double double de média, 26 pontos só não dá mais assistência que o Rondo e é chamado de burro kkkkkkk queria o Lakers, Celtics e outros times um burro assim.
    Thunder joga bola na mão do Durant e Westbrook e deixa que os dois resolvam, não sei se funcionaria contra o GSW em um playoffs. Pode dar certo porque são dois jogadores espetaculares que pra mim estão no mesmo nível, dois MVPs na mesma franquia
    SAS eu gostaria muito, pra ver como o Golden State se sai jogando contra um time muito mais experiente ! Spurs vai tentar cadenciar o jogo creio que se deixar o jogo de transição e bolas de 3 fluir, fica péssimo..

    Seria demais uma final de conferência contra OKC ou SAS e ganhar o título contra o CAVS completo.

    • vitorhugoj3

      Desculpe mano. Mas não vejo a tartaruga ninja no mesmo nível de Durant. KD é um cara bem mais valioso. Sem contar que ele é mais decisvo do que Russ. Gosto do Westbrook, mas vejo Kevin Durant sendo mais jogador que ele. KD sem Russ levou o Thunder a segunda melhor campanha no Oeste. Agora Westbrook sem, KD nem aos Playoffs conseguiu levar a equipe…

      • Thalles Ferreira

        Mas isso porque Westbrook TAMBÉM esteve fora por um tempo. E ficaram fora dos playoffs por 1 jogo.

      • LP

        Durant sem Westrbook mas com Ibaka e o Reggie Jackson(que é um excelente armador e prova isso no Pistons)levaram o Thunder a essa campanha, o Westbrook ficou sem Durant, alguns jogos sem Ibaka e ele mesmo perdeu varios jogos .Uma coisa é vc substituir o West pelo R.Jackson vc tira um cara 9 pra jogar com um 8 agr ter que trocar durant por Singles é trocar um 9 por um 6.

        • vitorhugoj3

          Sim. Tem a questão de que KD teve a companhia de Jackson e Ibaka. Mas na última temporada, onde grande parte dela a equipe foi liderada por Russ, perderam vários jogos para times tecnicamente mais fracos (Knicks, Kings sem Cousins, Jazz…) . Isso custou caro lá frente. Westbrook é um jogador espetacular, faz de tudo em quadra, mas vejo Durant sendo um cara mais valioso. Mesmo o Thunder não jogando muito bem, desde sua volta, ganhou grande parte dos jogos disputados… Finalizando, considero Durant mais jogador que Westbrook, mas para a equipe sonhar com algo, necessita dos dois saudáveis, jogando em alto nível. Nem KD conseguiu levar o OKC as finais sem Russ, e nem Russ conseguiu levar o OKC as finais sem KD. O Thunder precisa dos dois, juntos, para ir além.

          • Rodolfo Ribeiro

            Claro que o KD é melhor que o Russ,mas utilizar essas campanhas como comparação entre eles é um tanto quanto errado, justamente pelas circunstâncias que o LP citou ali.

    • Dubnation

      a diferença é q KD tem cérebro e o russ nao . Durant é o dono deste time

      • Rodolfo Ribeiro

        Acho Durant melhor,mas o Thunder hj tem 2 donos em porcentagens iguais.

        • luiz

          Dizer q o Westbrook não é dono do time em igualdade com o Durant, é no mínimo insano

  • Lucas Ramos

    Calma o Curry ainda pode romper um ligamento colateral medio, acho q é assim

    • RafaelRox

      Porra se não gosta de basquete sai daqui. É imoral isso que você falou.

    • Denyson

      Que bosta de comentário. Tomara que vc rompa o ligamento e as veias do c*!

  • Dubnation

    vamos esperar pos all star game

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados