logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 23 dez 2015 às 19:26
Sem arrependimento, Jimmy Butler nega tom crítico a Hoiberg

Ala-armador do Bulls acredita que comentários sobre treinador podem ter sido mal interpretados

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Ricardo Stabolito Jr.

Jimmy Butler virou notícia neste fim de semana ao chamar a atenção do técnico Fred Hoiberg publicamente, depois da derrota do Chicago Bulls para o New York Knicks. Segundo o atleta, o treinador tinha estilo muito calmo e precisava ser mais duro nas cobranças aos jogadores. A surpreendente “inversão de valores” levantou rumores sobre o ambiente da equipe, mas o ala-armador garante que não existem problemas internos. Ainda assim, não recua em seus comentários.

“Eu não me arrependo do que disse. Estava um pouco frustrado com a derrota, mas coloco muita pressão em mim mesmo porque preciso liderar melhor. Sei que temos o que é necessário para sermos campeões. Esse é o meu tipo de liderança, gostem ou não. Já sou um dos veteranos desse grupo e não posso deixar que certas coisas aconteçam. É meu dever”, afirmou o astro, que começou a pré-temporada falando em assumir um papel de liderança no elenco.

Butler admite que o problema de seu comentário é a forma como aconteceu: após uma derrota e diretamente para a imprensa, o que contribuiu para que tenha sido mal interpretado. “Eu nunca que chamaria a atenção do meu treinador. Acho que Fred é um grande profissional e tem feito um trabalho fantástico nesses 25 jogos. Acredito que minhas palavras foram muito mais direcionadas aos atletas em geral do que a ele”, esclareceu.

Jogadores representativos do elenco do Bulls, como Pau Gasol e Derrick Rose, saíram em defesa do companheiro minimizando o teor crítico do ala-armador. A postura foi compartilhada por Hoiberg, que teve uma reunião de uma hora com o comandado na manhã de domingo. Para o treinador, os pontos levantados nos comentários visam melhorar a equipe e as palavras de Butler devem ser encaradas com naturalidade.

“Sei que há coisas que posso fazer melhor, coisas em que todos nós podemos melhorar e coisas que preciso exigir com uma maior intensidade do grupo. Mas acredito que já fizemos muito progresso como equipe. É uma questão de voltarmos a aplicá-las, sermos consistentes e seguirmos construindo nosso caminho para o sucesso”, disse o técnico, que vive sua primeira experiência na NBA, tentando encerrar o assunto.

Críticas ou não, os comentários de Butler não parecem ter surgido resultado imediato no Bulls: no jogo seguinte, o time acabou derrotado pelo Brooklyn Nets em mais uma atuação definida como “sem vontade” por vários integrantes do elenco.

  • Zack Batista

    Pois é… Só querem jogar e se esforçar contra postulantes ao título da liga, ou seja, contra os mais fortes. Esse comodismo consentido tem q acabar. Q coisa, não? =/

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados