logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 6 jan 2016 às 12:00
Derrick Rose, um MVP no estaleiro

Armador do Chicago Bulls sofre com lesões e não consegue voltar a brilhar

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Gustavo Freitas

Quando o Chicago Bulls teve a sorte grande de ganhar a primeira escolha do draft de 2008, o destino unia Derrick Rose ao time da cidade onde nasceu. E o Bulls tinha motivos para comemorar: Rose era um jogador diferenciado, com técnica refinada e explosão física, o suficiente para garantir a equipe nos playoffs pelos próximos anos e sonhar com voos mais altos.

Suas performances em quadra justificavam o sentimento em cada torcedor de que ali estava o sujeito para levar o time aos triunfos. E foi assim que tudo começou na NBA.

Rose, de 1,90 metro de altura, tinha o primeiro passo em direção ao garrafão mais rápido que qualquer adversário, o que facilitava na hora da infiltração. Se não fazia a cesta, levava a falta. Mas esse estilo de jogo é demasiadamente perigoso para qualquer atleta na liga. As contusões começam a surgir e, como a temporada é longa, os prazos para a recuperação são curtos.

Mas até o seu segundo ano na NBA, nada disso parecia atormentar a vida do armador. Na realidade, ele até ganhou mais massa muscular e dava a sensação que estava pronto para receber pancadas lá na área pintada. Foi escolhido para atuar no Jogo das Estrelas em 2009-10 e já era um dos jovens mais temidos por seus oponentes.

Na terceira temporada, a glória.

Rose, embalado por uma excelente campanha do Bulls, foi premiado como o MVP. Imagine isso: ele foi eleito o melhor jogador da temporada em apenas três anos de basquete profissional. O sucesso estava garantido.

Derrick Rose

Apesar de toda a badalação, ele ainda era imaturo demais para comandar um time ao título. E isso foi mostrado quando o Bulls encarou o Miami Heat. LeBron James tratou de marcá-lo na série final do Leste e o time de Illinois foi despachado. Ficou para o outro ano.

A temporada 2011-12 começou tardiamente, por conta da greve dos jogadores. Mas em dezembro daquele ano, tudo foi resolvido e Rose era o atleta a ser batido. E foi.

Após perder 27 partidas por lesões no quadril e no pulso esquerdo, o camisa 1 estava pronto para o início dos playoffs. O Bulls havia obtido a primeira colocação no Leste e encararia o Philadelphia 76ers, o oitavo melhor. No primeiro jogo, quando a vitória estava decretada, veio o início do fim: Rose sofreu uma grave contusão no joelho esquerdo e deixou a quadra amparado por colegas. Para piorar, o Sixers venceu a série.

A cirurgia foi realizada dias depois, por causa de um inchaço no local. Estava claro que o Bulls teria de se virar sem ele por pelo menos um ano. Foi o que aconteceu.

Rose ficou de fora de toda a temporada 2012-13 e fez fisioterapia e um trabalho de fortalecimento no joelho para suportar a carga exaustiva que os jogos da NBA trazem. Então, restava apenas esperar.

Depois de 18 meses se preparando, ele estava de volta às quadras. Rose participou do primeiro jogo do Bulls em 2013-14 e, embora parecesse um tanto tímido, ele começou a se soltar. Só que o destino pregou-lhe mais uma peça.

No dia 22 de novembro, ele vinha em sua melhor partida daquela temporada, mas o menisco direito não suportou. Rose estava fora de ação mais uma vez, após apenas dez jogos.

Mais uma cirurgia e um longo período de recuperação marcaram o ano do atleta. Era um MVP em apuros, pois ninguém acreditava mais em sua volta. Exemplos recentes, como de Greg Oden e Brandon Roy, estavam lá para comprovar a tese. Mas Rose era mais forte que isso.

Convocado para disputar o Mundial de 2014, ele conseguiu ficar no elenco de 12 jogadores do técnico Mike Krzyzewski. Coach K queria dar-lhe a oportunidade de voltar às quadras fora da NBA, sem a responsabilidade de ser a grande estrela. Jogou, ainda que de forma comedida e sem grandes expectativas.

Retornou para 2014-15 com a certeza de que estava pronto para um desafio: manter-se em quadra pelo maior tempo possível. Mas em fevereiro de 2015, teve de enfrentar a mesa cirúrgica novamente. Rose voltou a sentir dores no joelho direito e foi obrigado a parar por 45 dias. Retomou suas atividades próximo dos playoffs e até fez um bom papel.

Derrick Rose

2015-16 e mais lesões

No início dos treinamentos, Rose conhecia o seu novo técnico, Fred Hoiberg, que substituía Tom Thibodeau após cinco anos no comando do Bulls. E Hoiberg foi enfático ao dizer que seu armador não teria de se preocupar com lesões, pois estava livre delas.

Em partes, verdade.

Rose retornou sem sentir nenhum problema nos joelhos, mas levou uma cotovelada no olho bem no primeiro dia. Precisou passar por nova cirurgia, desta vez na face esquerda.

Só que isso não o tirou do início da atual temporada. Ele teve atuações ruins, muito por conta da visão embaçada, mas aos poucos passou a se acostumar e voltou a jogar bem. Em dezembro, Rose anotou 34 pontos em sua melhor partida desde o ano anterior. Dias depois, no entanto, voltou a sentir dores no joelho e na coxa e ficou de fora de três jogos. Nada grave.

O futuro

Está claro que Rose não consegue mais jogar em alto nível por muito tempo. Vai voltar a se machucar aqui e ali, enquanto tenta mudar o seu estilo de jogo. Ele já não encara os garrafões adversários como antes. O aproveitamento nos arremessos de média e longa distâncias, seguem abaixo da média, no entanto.

Ele precisa se reinventar para voltar a ser um dos astros da liga. Hoje, é apenas o terceiro cestinha do Bulls. O talento não consegue ser acompanhado por seu corpo. A esperança é que isso mude. E rápido.

  • luansousa94

    Ex – jogador

    • Sincero

      Volta pro video game, fraldinha.

  • Carlos Humberto Nobre

    Essa temporada vai ser crucial. Dependendo da maneira que ela decorrer, Rose vai ficar mais longe ou mais perto do Bulls. Uma coisa é certa, o salário dele já não é compatível ao seu jogo, além de butler estar tomando a figura de FP do Bulls.

    • Anderson

      É exatamente isso que eu acho !!!

  • pacers

    Enganador. Valdivia da nba

  • AlexS.F.

    Acho que o melhor é o Rose sai do Bulls pq a expectativa é muito grande. Em outra equipe ele vai ser só mais um cara que foi MVP e sofreu com lesões, no Bulls ele é o salvador dos tempos Pós-Jordan e isso é muito pra ele hoje.

  • Zack Batista

    Há cinco anos Derrick não consegue ter um tempo substancial pra ter ritmo de jogo, para que, de modo crescente, tentasse solidificar ainda mais a confiança que, querendo ou não, fica estremecida nessa situação. Isso é algo importante no processo, claro. E o pior nisso tudo, sempre apareceu algo pra atrapalhar, sempre. Por isso não pego muito no pé dele, entendo bem toda a situação. Tbm joguei bastante e me lesionei no joelho e na coluna, e nunca mais o meu jogo foi o mesmo(tbm sou solidário contigo Howard…rs). Passa a existir, digamos, certas limitações.

    Sabemos q dificilmente Rose voltará a ser aquele MVP de antes, compreensível, mas ainda acredito q possa jogar em alto rendimento no time, inclusive sendo decisivo tbm. Mas ele precisa entender q não é mais o Franchise player da equipe, necessita lidar com isso e parar de forçar arremessos qdo não está em um bom dia. Pois, jogador decisivo e frio, o Jimmy está mostrando que é, e, a cada dia só ganha mais confiança e respeito pelos adversários. É o novo dono do Bulls, não contesto…rs

    Sei o qto os próprios jogadores do time admiram D.Rose, Taj vive rasgando elogios ao armador dizendo q c ele o time eleva o nível e fica bem mais veloz. É sentido isso no grupo nos treinamentos qdo Derrick participa. Ainda acho q devamos ter um pouco mais de paciência com Rose, só mais um pouco…

    • Vince Mendes

      eu nao sei os maiores exemplos são o Penny Hardaway e Grant Hill.. nunca mais voltaram a ser o que eram depois das sucessivas contusoes

      • JVRave

        Rose aparentemente nunca mais será o mesmo, isso tá claro. Mas sinceramente? Não gostaria de vê-lo longe dr Chicago, é muita identificação, o cara que trouxe o orgulho devolta aos seus torcedores. Uma outra coisa, Butler é muito bom mesmo, mas nem de longe é um FP pra levar alguma franquia a ganhar o anel.

        • Zack Batista

          Precisa ver mais jogos do Chicago, meu caro, pra tirar conclusões. Jimmy é bem melhor do q imaginas. Tem impacto nos dois lados da quadra. =D

          • JVRave

            Kra, assisto 90% dos jogos do chicago, sei o quão bom ele é, mas sinceramente ele não me passa a esperança e confiança que o Derrick me passava no seu auge. Butler pode chegar lá, só Deus sabe o fururo, mas hoje ele não me passa essa coisa de carregar a franquia rumo ao título, não o vejo assim, guardado as devidas proporções eu o vejo como um Pippen, não pelo talento, mas pela importância.

    • Michel Moral

      Tem que tomar cuidado com essa história de “dono do time”, Zack.

      Uma das principais razões para o sucesso do Heat recentemente foi o fato de que, embora LeBron fosse o melhor jogador de basquete do planeta, o jogador mais respeitado da Florida ainda era Dwyane Wade. Resultado: LeBron se foi e o Heat continua uma equipe competitiva e respeitada.

      Não estou discutindo razão, mas o que Butler tem feito algumas vezes, quando critica os companheiros de time, vai na contramão da postura de um líder, isso tem acontecido. Talvez seja algo fruto da “imaturidade” do jogador como um Franchise Player.

      Para que o Butler consiga elevar o patamar do Bulls para um título de conferência ou da liga em geral, é fundamental que Rose esteja fazendo a diferença dentro de quadra.

      Fugindo um pouco do assunto (Rose), vejo muito torcedor do Bulls pedindo uma troca no Noah, mas se esquecem que ao final da temporada Gasol se tornará agente livre. Pelo que se especula, é um jogador que pode deixar o time. Pra mim, o espanhol é o jogador que trás equilíbrio ao time de Illinois. Acho que o sucesso da equipe se dá muito pelo que ele faz dentro de quadra.

  • Bruno Grotta

    Pode ainda ser um ótimo jogador pra uma equipe, um coadjuvante de luxo e tal..mas, cada vez mais, acho difícil ele voltar a ser jogador nível mvp, nível FP de um contender…
    Sendo assim, seu salário tambem vai ter que mudar.

  • Rafael Victor

    Acho que mais uma coisa boa que pode acontecer sobre essa ótima fase do Butler é que ela pode mexer com o brio do Rose, fazer ele querer jogar, se reinventar e fazer o jogo dele funcionar, agora se ficar somente com ego ferido, não aceitando a nova realidade e papel dele até que venha a jogar o que se espera, é melhor ir buscar novos ares! O talento tem e tá lá, só falta a auto-confiança, não deixar que o medo de se machucar, seja maior que a vontade de vencer e fazer dá certo!

  • Elber Sampaio

    Atualmente é um bom jogador mas esta fora do quadro de Top Armadores da liga. Os jogos que assisti do Bulls ele teve bons rendimentos e mudou as vzs o ritmo da partida, mesmo sem ser aquele em modo MVP.
    Se o salario for correspondente ao seu basquete atual, sem maiores problemas para a franquia e se ele deseja receber o mesmo valor salarial, acredito que o melhor para a franquia é contratar um outro PG na proxima agencia livre e romper os laços de vez com o Rose.

    *Mas, quem sabe ele nao esta guardando sua ‘saude” para os Offs? Bora acompanhar…

  • Vince Mendes

    O Novo Penny Hardaway, não em relação ao estilo de jogo, porque eu prefiro o Hardaway, mas em relação as contusoes que quando começam acabam com o atleta, assim como destruiram a carreira do Penny

    • Zack Batista

      Grant Hill, McGrady, B.Roy…

  • Fábio Osório

    Vejo esta temporada como positiva pro Derrick. Recai sobre ele uma pressão pra que volte a jogar em altíssimo nível, como ele já apresentou. E essa pressão só recai porque todo mundo sabe o que ele pode oferecer estando saudável.

    De 33 jogos nesta temporada, Rose perdeu apenas cinco. Não vem com boas médias, muito por conta dos problemas de visão nos primeiros jogos, mas nos últimos vem evoluindo e tendo bons resultados. Se, atualmente, a média de pontos dele na temporada é de 14.4 pts, nos últimos oito jogos ele vem com uma média de 18.3 pts, o que já é um avanço.

    Nos playoffs, as médias dele sempre aumentam. Isso não quer dizer que ele vai levar o time a ser campeão sozinho, porque ele não precisa disso, e nem conseguiria. Não sei o que se passa na cabeça dos caras (ele, Butler, Gasol…), mas ser o principal jogador da equipe é relativo. O problema seria não ter ninguém do lado pra ajudar.

    Com certeza, ele ainda vai perder alguns jogos da temporada regular, como qualquer outro jogador, porque a temporada é longa. Mas pra quem já perdeu praticamente duas temporadas inteiras por conta de lesões graves, isso não é algo negativo.

    Rose ainda é uma incógnita, mas é uma incógnita que vale a pena ser acompanhada, no meu ponto de ver.

    • Zack Batista

      Perfeito!! Toma meu like…rs

    • Rômulo Franco Cardozo

      Eu particularmente tenho gostado de ver o Rose jogando, mesmo com o “pé no freio”.. acredito que quando a confiança voltar seu arremesso tambem deve melhorar… mas útil ele vai ser sempre, mesmo pulando de num pé só!

    • Michel Moral

      O ponto do texto relativo à expectativa de um retorno positivo ou negativo do Rose, segundo o Gustavo (e eu concordo com ele), é “reinventar o seu jogo”.

      Se vale a pena ou não, vai depender de como ele vai se adaptar agora. A título de exemplo, D-Wade mudou completamente o seu jogo depois que deixou de ser um jogador saudável. A gente vê o melhor jogador da história do Heat fazendo o que fazia no auge? De forma alguma. Porém, ele soube se adaptar e hoje conseguiu, de uma maneira diferente, ser um jogador importantíssimo para o time.

      É precoce dizer que Rose é um jogador que vale a pena, pois ainda não sabemos se ele terá uma sequência para isso. Para ter sequência, o jogo dele precisa mudar, mas sem perder a qualidade. Fora isso ainda tem a questão salarial, que é muito onerosa.

      Hoje, o que podemos reconhecer, é que Rose está tentando mudar. Talvez até por isso surgiram boatos de que Jimmy estava “insatisfeito” com o empenho do camisa 1. Voltando ao Wade, o astro do Heat adquiriu logicamente um status inigualável na franquia, o que dá conforto e paciência enquanto aguardam resultados. Já Derrick não ganhou títulos e, por conta das lesões, teve sua carreira como astro e ídolo comprometida, tornando ainda mais delicado o momento atual pelo qual vem passando.

      • Fábio Osório

        Hoje o Rose não faz mais o que fazia na sua temporada de MVP. E nem deve. O modo agressivo que ele jogava foi ótimo pro seu desempenho, mas ferrou com o joelho do cara. Enterrar da forma que ele fazia tinha um impacto muito grande nas pernas dele e, se ele fizer isso hoje, corre o risco de passar por mais lesões graves.

        Eu não sei se um dia ele vai voltar a ter um jogo parecido com aquele, acredito que não, e concordo que ele precisa se reinventar pra voltar a jogar em alto nível.

        Eu acredito no potencial dele e não é precoce dizer que ele vale a pena, pois, como eu disse, isso é no meu modo de ver. Sou torcedor do Bulls e torço pra que ele dê a volta por cima de vez, assim como não gostaria de ver ele jogando por outra franquia.

        Basquete é um esporte e a magia do esporte está na superação. Só o tempo pra dizer o que vai ser da carreira do Rose.

        • Michel Moral

          Claro. Quem sou eu para questionar o respeito que ele conquistou merecidamente dos torcedores de Chicago.

          Aquele Rose não volta mais mesmo, mas como você bem colocou, o esporte é capaz de proporcionar coisas incríveis. Espero que, como um torcedor fanático pelo esporte, possamos ver Rose brilhando dentro de quadra.

  • Viicente Machado

    Haterismo total de algumas pessoas aqui, até mesmo na torcida do Chicago os caras são mal agradecidos, Rose fez o Bulls aparecer no mapa denovo depois muito tempo no limbo, infelizmente apareceram as lesões, mas como já falaram aqui, pra quem ficou mais de 1 ano sem jogar basquete, perder 5 jogos é normal e é um grande lucro ainda. Ele começou muito mal de fato, mas nos últimos jogos melhorou consideravelmente, aumentou quase 5 ppg de média, algumas jogadas explosivas como no seu melhor tempo, torço muito pra que volte a jogar como antes, é triste ver atletas sendo prejudicados por lesões, Greg Oden é o caso mais triste deles.. Enfim, acho que o pior pro Rose já passou. E tenho minhas dúvidas sobre o Butler e seu ego de Superstar..

    • Vitor Martins

      Muito triste a vida. Tu é um dos melhores jogadores do planeta, MVP (merecidamente) mais jovem da história da liga, sofre inúmeras lesões, não consegue ser o mesmo jogador que era e tem que aguentar comentários que ele “nunca foi tão bom assim”, “sempre foi jogador comum”. Concordo com tudo que você disse, mas o Butler não tem ego de superstar não, muito pelo contrário, um dos caras mais humildes da nba.

  • Renan Barbosa

    Espero ver Rose jogando em alto nível, mas para isso acontecer ele tem que mudar o estilo de jogo dele. Uma mudança para alguma franquia com menos pressão que Chicago, ao meu ver, faria bem para ele, podendo elevar o novo time para um patamar mais alto, isso SE ele conseguir se reinventar.
    Se não se reinventar, que pelo menos consiga 65 jogos por temporada regular, sabendo que vai ser o número 2 de Chicago, já que o time agora tem outro dono.

  • KelvinCB

    Pra mim a questão de o que o Bulls irá fazer com o Rose é o que vai definir se o Bulls irá a, pelo menos, uma final de NBA. Temos Butler evoluindo a cada e se mostrando cada vez mais preparado para comandar a equipe de Chicago e um time que está ficando arrumadinho aos poucos. Agora só resta saber se a diretoria vai preferir acreditar no Rose ou despachá-lo de vez

  • – Tiago

    Apesar de ser muito fã do Rose, atualmente venho falando que o melhor para a franquia seria trocar ele e buscar algum armador bom que conseguisse jogar regularmente, pq não da pra saber quando o Rose vai estar saudável e se a franquia quer buscar um titulo eu acho que essa seria uma boa opção. Eu fico muito puto que as lesões simplesmente não deixam o Rose em paz, isso com certeza é extremamente frustante para um jogador, entrar em quadra pra jogar e ter na sua cabeça que seu joelho pode se machucar de novo e vc ficar fora por mais 1 ano. Mesmo nunca tendo passado por isso eu sei que deve ser extremamente difícil, por isso entendo ele ficar com medo de fazer tudo que fazia. Alguns torcedores sempre tem a esperança de que ele voltara a ser aquele Rose de antigamente, mas isso simplesmente não vai acontecer, o talento continua ali mas o físico não aguenta mais aquele estilo de jogo. Rose tem que se reinventar, e o primeiro passo para fazer isso é buscar aperfeiçoar o seu arremesso que não é bom.

  • Felipe Marques

    bela materia concordo rose tem que se reiventa na nba seus joelhos nao aquenta seguir o mesmo ritmo explosivo de antes se ele persisti pode causar lesoes mas graves que assim sera o seu fim de carreira mas essa temporada com hoiberg sera diferente nao e mais era thibs rose vai para de se lesionar seriamente e volta pouco a pouco ao seu ritmo
    #GoBULLS #SEERED #GOROSE

  • Victor Chittolina

    Rose foi um ótimo jogador. Excelente? Eu acho que não. Ganhou um MVP que poderia ter sido dado pro LeBron, mas não foi nenhum absurdo, muito pelo contrário. Algo parecido com o que aconteceu ano passado com o Curry e Harden.
    Não podemos mais querer que ele jogue como antes. Após inúmeras cirurgias, é normal perder explosão, agilidade e confiança nos movimentos, mas ele não é um ex jogador. Longe disso, aliás. É um cara que ainda pode contribuir com 15, 20 ppg, mas ele precisa melhorar o arremesso de média e longa distância. Se ele continuar dependendo quase que exclusivamente das infiltrações e bandejas para pontuar, provavelmente seu jogo cairá cada vez mais e o jogo de garrafão – que normalmente é muito mais físico – será ainda pior para os joelhos dele.
    Apesar disso, acho que ele ainda vai ter impacto nas partidas e pode ser muito útil para alguma franquia. Talvez seja a hora de mudar de ares. Ele não é mais um jogador para contrato máximo, mas um contrato longo com valor intermediário pode ser bom pra ele. Dá uma segurança para os próximos anos e tira o peso de ter que ser o principal jogador sempre, seja onde ele estiver.

    • DamonHeat

      Ele tem que se reinventar. Tem que entender que o corpo dele é fraco e pode se quebrar a qualquer momento.
      Tem que aprender com duncan e wade. Duncan com 39 anos, joga com se tivesse andando em ovos e tem médias de quase DD. Continua jogando com pura técnica.
      Wade é a mesma coisa, percebeu que o joelho dele tirou quase toda sua agilidade e explosão. Com isso ele apostou mais no jumpshot.

      • Gustavo Santos

        Verdade, o Rose tem um baita step back ainda, um jump quase que imprevisível o problema é que seu shot não se compara com o do Wade, o Wade trava e, senão tiver alguem contestando, já pode marcar os pontos assim que ele pular, o que não ocorre com o rose, ele se desmarca e atira, mas fica nítida sua dificuldade, se trabalhar isso mesmo, volta a ser um grande jogar, mas de forma diferente, como Wade fez.

  • MarceloLRBulls

    Gosto do Rose e já o defendi várias vezes antigamente (em outros fóruns), mas infelizmente não da mais pra confiar nele sendo aquele jogador que foi quando conquistou o MVP. Eu até gostaria que ele continuasse no Bulls, mas só se ele aceitar que não é mais o mesmo e que concordasse com uma redução salarial na hora de renovar, pra uns 15M por ano, o que ainda seria uma boa grana.

  • Matheus Oliveira

    Rose precisa buscar novos ares em sua carreira, tentar começar do 0 em outros times que necessitam de armador. Rose é sim ainda muito útil, se levar em conta que um time não dependa dele e sim que ele apenas some para fluir o jogo.
    Você vê que o talento permanece, não se desaprende jogar basquete, mas o corpo não ajuda como disse na matéria.

    • Danilo Veroneze

      o problema todo é q o cara ta dismotivado desde sempre

  • Oliveira Adrian

    Ele e um cara que teve azar das lesões , pois como diz a matéria tem que se reenventar , pois seu corpo não aguenta o estilo que ele imprimia antes da lesão , pois ele poderia começar a jogar no mesmo estilo de Rondo pois seria mais útil ele dando um caminhão de assistência e mantendo umas médias de 15 pontos ajudaria muito ,pois o time não e mais dele rsr agora Jimmy Bluter que e o cara do time , vou torcer para que se reenvente e que faça um camp com o melhor armador da liga Rajon Rondó .

  • Lucas

    Ainda é um bom jogador ,mas os valores não batem,se o Bulls quiser ser competitivo tem que baixar esse salario.

  • Vinicius Simões Bravo

    Overrated.
    Sempre foi um produto de Tom Thibodeau, que tem um esquema de jogo que sempre favoreceu PG scorer. Tanto é que Nate Robinson teve uma sobrevida na carreira no Bulls e Aaron Brooks vem fazendo boas atuações. Ele ter recebido o prêmio de MVP em 2011 (sem merecer de forma nenhuma, pois foi o melhor ano do LeBron em Miami, e Kobe e LeBron, em temporadas ruins, jogaram melhor que ele. Se tinha alguém a ser premiado naquela equipe, esse alguém era Tom Thibodeau, ele que arrumou o time) foi a causa da perda do prestígio que o prêmio de MVP teve nos últimos anos.
    Com Fred Hoiberg todos veriam o verdadeiro Rose, aquele dos tempos de Vinny Del Negro que nunca assustou ninguém. E é isso, Rose hoje é o que sempre foi: um jogador comum sem Hype nenhum. Mas ainda existem algumas viúvas que aguardam um “The Return” que nunca chegará. Para estas viúvas, apenas uma cadeira para esperarem sentados até morrer.
    O Chicago Bulls já tem um novo líder, não precisam mais dele.

    • pedrokadf

      eita

    • João Rafael Barros

      QUE PORRA É ESSA?! TÁ MALUCO, CARA. VC FUMOU?

      Ele foi o 1 escolhido no draft 2008. Jogou demais e ajudou o Simeon a ganhar vários títulos. É o jogador mais jovem a ganhar MVP da NBA. Agora vem aqui p dizer que é um jogador comum?! Se ele fosse jogador comum, o coach J Calipari não tivesse recrutado ele pra jogar pelo Memphis. Ai ele nem estaria no TOP 5 e 10 no draft 2008.

      TÁ SERTO!!!! Ele só tá assim pq se lesionou GRAVEMENTE!!!!

      O DR1 riu e mandou um abraço!!!

    • Fábio Osório

      Não se fala assim de um ente querido.

    • Alysson Alberto Elias

      Cara discordo de você, em 2011 ele mereceu o prêmio de MVP sim, fez muito para que o Bulls ficasse em primeiro do Leste.

    • Anderson Tomás

      Hahahaha… vc tava sumido cara. Polêmico como sempre!

  • Luiz Henrique Santos

    Boatos que o Rose se graduou em medicina e nem precisou fazer residência de tanto tempo que passava no hospital KKKK

  • pedrokadf

    tem q troca-lo enquanto tem um bom valor, nunca mas vai receber oq recebe, alguns times podem arriscar em rose (lakers, 76ers, Celtics), infelismente as lesões acabaram com ele, nunca mais vai ser oq foi, tem q mudar seu estilo de jogo e torcer para não ter mais lesões serias…

  • André

    Eu acho engraçado… se o cara faz um ou outro jogo bom vem com aquela expressão que vai se tornando clichê: “Vintage Rose”. Se fica na média, o cara nunca mais vai ser o que era ou está acabado. Pra ajudar reportagens com aquele tom profético ao final: “Está claro que Rose não consegue mais jogar em alto nível por muito tempo. Vai voltar a se machucar aqui e ali, enquanto tenta mudar o seu estilo de jogo”.

    O que tenho acompanhando sem focar num único jogar e ficar tentando adivinhar se o cara vai ser o antigo ou um jogador reinventado, é que o time vem melhorando jogo após jogo. E tenho observado até um trabalho de rotatividade, muito semelhante ao Spurs, por parte da comissão técnica. E acima de tudo que o trio “Rose, Butler e Gasol” tem apresentado um excelente trabalho. Jogos em que um esta mais tímido em quadro é compensado com uma melhor apresentação por parte do outro. Com ótimo time titular e banco, me atrevo a falar que vão lutar pelo titulo da conferência leste. E sendo mais audacioso que dependendo da evolução durante a temporada regular e playoffs o time pode lutar pelo título da temporada.

  • THE BULLS23

    Foi uma pena. Rose iria dividir os títulos do leste com Lebron. O basquete perdeu.

    • Fhelype Furlani

      Perfeitas suas palavras finais amigo, parabéns.

  • Danilo Veroneze

    acho o caso greg oden ainda pior , rose ainda teve seus bons momentos , ja oden nem sequer teve isso pelas lesoes

  • Anderson Tomás

    Ainda vai dar um belo filme da ESPN 30 for 30 . Vamos Rose!

  • Andrezão

    Não quero ser pessimista, mas o Rose vai ser o novo Grant Hill. Grant Hill começo de carreira era um mostro, porem sofreu com muitas lesões e só ficando saudável novamente no final de carreira.

  • João LAL

    Nunca mais será o mesmo. Uma pena.. não fossem as lesões estaria no mínimo no top 5 dos jogadores atuais

  • Bruno Ribeiro-76ers

    Triste a história até aqui.. Muito talentoso mas sempre sofrendo com lesões… Uma pena… Espero que não aconteça com o Rose o mesmo q aconteceu com o Roy… Um cracaço que não conseguiu dar procedimento à carreira…
    Gostei da menção a série 76ers vs Bulls… Uma das últimas alegrias q tivemos

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados