logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 21 jan 2016 às 12:52
Gortat culpa jogadores do Wizards por excesso de lesões

Equipe já teve 10 quintetos titulares diferentes na temporada

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Gabriel Farias

O Washington Wizards foi semifinalista da conferência Leste na temporada 2014-15, e a franquia esperava uma forte corrida na atual campanha para alcançar fases mais avançadas dos playoffs. Porém, as lesões não têm permitido uma sequência do time ideal do técnico Randy Wittman, e a equipe figura apenas na 10ª posição com 20 vitórias e 21 derrotas.

Um dos jogadores que perdeu jogos recentemente, o pivô Marcin Gortat isentou a comissão técnica ou a NBA de qualquer responsabilidade sobre o excesso de lesões, culpado estritamente os jogadores.

“Não é fácil. Nós temos muitos veteranos no time e eles têm que cuidar de seus corpos. É responsabilidade do atleta. Pessoalmente, não consigo entender como as pessoas conseguem se machucar tanto”, afirmou o polonês após sessão de treinamentos. “Você tem que fazer alguma coisa, mudar algo em sua rotina para se tornar um profissional melhor, um jogador melhor”.

Alan Anderson, Drew Gooden, Kris Humpries e Otto Porter Jr. ficaram fora da vitória sobre o Miami Heat na última quarta-feira (20) por conta de lesões. Humpries e Porter começaram a temporada como titulares, mas já perderam 14 e sete jogos respectivamente. O ala-armador Bradley Beal perdeu 16 partidas consecutivas entre dezembro e janeiro, e está em restrição de minutos atualmente. O segundo cestinha da equipe também deve se ausentar de uma partida sempre que o Wizards atuar em noites seguidas.

Com apenas os armadores John Wall e Ramon Sessions disponíveis em todas as partidas do Wizards na temporada, Wittman recorreu a nomes que não passavam de opções para o banco como Kelly Oubre, Jared Dudley, Garrett Temple e recentemente o brasileiro Nenê Hilario – que perdeu 19 jogos seguidos.

Ausência em seis partidas até aqui, Gortat se incluiu nas críticas: “Eu também tenho responsabilidades. Eu poderia ter prevenido o que aconteceu com o meu joelho, mas não fiz. Sinto que é minha responsabilidade garantir que isso não acontecerá novamente, e se todos aqui fizerem isso, nós seremos um time melhor”.

Em 41 jogos, o quinteto que mais iniciou partidas pelo Wizards teve Wall, Beal, Porter, Humpries e Gortat. Em dez partidas, esse time levou a franquia de Washington a quatro vitórias e seis derrotas. Os titulares do Wizards jogam em média 31.4 minutos por jogo,  quinta maior marca da liga.

  • Rodrigo Toledo

    Fala demais esse polonês.

  • goWIZARDS #WallStar

    COMO CHOOOORA ! PQP ! Vai jogar basquete e para de chorar.

  • André Yang

    Cara chato. Nem entro no mérito da declaração, mas esse tipo de coisa não acrescenta em nada, só atrapalha o clima entre os jogadores. Tem que falar menos e jogar mais, é disso queo time precisa de verdade.

  • Erick

    Esse é chatão!

  • Joinha

    Gortat é uma mala!

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados