logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 5 fev 2016 às 18:00
Contrariado, Adam Silver sinaliza mudanças para combater hack

Comissário da NBA acredita que alterações nas regras relativas a faltas intencionais tornaram-se inevitáveis

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Ricardo Stabolito Jr.

As faltas intencionais para levar péssimos arremessadores à linha dos lances livres estão se tornando algo comum na NBA. E, mesmo contrariado, o comissário Adam Silver acredita que chegou o momento de coibir a tática para defender a qualidade do jogo. Em entrevista a um podcast do site USA Today Sports, o “homem-forte” da liga sinalizou mudanças para combater o chamado hack.

“Eu estou cada vez mais inclinado a pensar que precisaremos fazer algum tipo de mudança na regra. Mesmo que não queiramos alterações, nós somos forçados a isso porque os técnicos da liga utilizam toda e qualquer tática disponível hoje em dia. Não é assim que queremos ver uma partida ser jogada”, admitiu o principal dirigente da NBA, sem ver alternativas para amenizar a situação.

A atual temporada superou a anterior em número de faltas hack em dezembro e pode chegar a 300 ocorrências antes do Jogo das Estrelas. Três pivôs sofreram 69% delas: DeAndre Jordan, Andre Drummond e Dwight Howard. Por mais que estatísticas assustem, a opinião popular é o que mais pressiona Silver a realizar mudanças que privilegiem o ritmo do jogo.

“É claro que um grupo de pessoas pensa que os jogadores precisam acertar seus lances livres, mas, no fim do dia, nós somos um meio de entretenimento. Quando viajo pelo mundo e vou à arenas, os torcedores olham para mim a cada falta fora da bola, levantam os ombros e me dão aquele olhar de ‘o que você vai fazer sobre isso?’”, argumentou o comissário.

A aprovação das alterações na regra, porém, não devem ser um processo simples. O comitê competitivo da NBA debateu a situação nas últimas duas temporadas e decidiu não fazer mudanças, por isso ninguém espera uma reforma radical é vista como algo improvável. Por ora, o executivo-mor da liga deverá propor punições mais severas contra faltas consideradas mais “chamativas”.

“Jogadores pulando uns em cima dos outros não é um movimento natural do basquete, obviamente. Isso é algo que precisamos corrigir rapidamente porque não há nada mais importante do que a saúde e segurança dos nossos atletas. Eu acho que essas situações são um acidente esperando para acontecer”, explicou Silver, indicando o primeiro passo para as mudanças que devem estar por vir.

  • JoaoFJ
    • M.Turner “ Pequeno Mito “

      Atlanta não e Tão Inbecil Assim rs

      • JoaoFJ

        kkkkkk Mando o Deng se quiserem

    • ThiagoMagic

      Essa foi no estilo 2k kkkk

  • Viicente Machado

    Mimimi do caralho isso, vai mudar a regra por causa de Deandre Jordan, Drummond e Howard? Com o tanto de dinheiro que esses caras ganham é mais do que obrigação saber bater lance livre

    • gtopunkid

      o ponto não é esse ele mesmo justificou que não é por esses atletas e sim pelo bem do espetáculo ja que o entretenimento esta se tornando chato pois fica durante muito tempo na linha do lance livre.

      • Viicente Machado

        A NBA não vai falir por que alguns se sentem ofendidos com o Hack. Concordo que acho chato, mas é válido sim, você está apenas explorando uma deficiência técnica do adversário, e o Hack também nem está essa coisa toda, falam como se tivesse isso em todo jogo, sendo que na maioria das vezes são em jogos de apenas 3 times ( LAC, DET, rockets). Como eu ja disse, ninguém faz Hack no Marc Gasol, ninguém faz Hack no Duncan. Só nesses 3 aí mesmo que o Hack fica escancarado. E outro ponto, era mais importante ainda esses caras aprenderem a chutar lance livre, já que devido a falta de concorrência na posição, acabam estando entre os melhores C’s da liga infelizmente.

        • gtopunkid

          vo mudar de esporte e dar um exemplo tosco:
          vamos remover o impedimento porque só ta beneficiando o defensor que não faz o minimo que um defensor deveria fazer que é marcar seu oponente, ou seja ninguem ta explorando a deficiencia pois nem a posse de bola tal jogador tinha ai entra um mane qualquer e fica te empurrando pra você ir pro lance livre, deficiência técnica tem esse time que recorre ao hack porque não tem capacidade de marcar e forçar o erro do adversário com o jogo corrido.

          na minha opnião toda jogada de falta quem cobra tem que ser quem estava com a bola simples. fez falta no x mais y ta com as bolas em mão y vai pra linha, evita o show de horrores força os dois times a ter opçoes de optar em fazer falta ou se proteger contra.

          • Viicente Machado

            Esse exemplo do impedimento não faz sentido nenhum, não tem nada a ver uma coisa com a outra. Não não, deficiência técnica tem o time que faz Hack? Negativo, se é assim o Spurs com Popovich devem ser um lixo, afinal Utilizam muito disso. Como já foi falado, quem tem que se virar com o Hack é o time que sofre, o jogador tem que bater o mínimo para não sofrer isso, como muitos C’s hoje conseguem. Ficar entre 65% – 70%, nenhuma maravilha mas o suficiente para conter o Hack.

          • Geovane Gomes

            Eu acho que o time que tá fazendo as faltas está suprindo sua deficiencia defensiva sim.. Está utilizando de uma solucao alternativa. Quanto ao time que está atacando há também alternativas, ou o cobrador melhora no fundamento ou tira o cara e segue o jogo.
            Eu compreendo as razoes para se extinguir o hack, mas eu nao concordo. Do mesmo modo que há torcedores que detestam esta jogada, há aqueles que detestam o turbilhao de arremessos de 3pt do Golden State. Uma pena o Draymond Green ser bom arremessador rs.

  • AlexS.F.

    Parabéns pros 3 horriveis que de tão ruim no quesito vão fazer mudar uma regra

  • Matheus Oliveira

    Drummond, Howard e DeAndre Jordan deveriam é tomar vergonha na cara. Isso é benéfico na verdade, faz os jogadores se coçarem e ter noção de que são elos fracos em seus times e assim treinar. Combater hack ?
    Por que a NBA não se preocupa com um problema que já aconteceu no Bulls agora acontece no Heat, o combate a Deng ?

    • Pedro

      rapaz, foi uma das piores piadinhas relacionadas à basquete que eu já vi… gostei, manda mais dhsdsakadsksdaa

    • Lucas Ottoni

      A piada foi péssima mesmo… rs. Mas concordo totalmente com sua posição a respeito do combate ao hack. É ridículo a NBA combater isso e proteger os perebas no quesito FT.

    • Viicente Machado

      Eu ri disso ainda kkkkkkk

    • kkkkkk essa foi boa mano.
      De resto concordo.

  • The Wild One

    A mudança tem que vir dessa meia dúzia que não sabe bater um LANCE LIVRE e não da liga. Que piada isso aí!

  • TiagoCeltics

    Mudar regra pra beneficiar os incompetentes é brincadeira,hein?Até entendo que o Silver tá preocupado pq a audiência pode cair(não acredito que caía em jogo de playoff),mas não é justo mudar pra ajudar quem não faz o serviço direito.

  • Bruno Celtics

    Que o jogo se torna feio e desagradável é fato mesmo. Ao meu ver os lances livres provenientes dessas faltas poderiam ser aumentados pra 3 ou 4 tentativas. Puniria o time que utilizou o recurso e ainda não desobrigaria os mão de pau de treinar lance livre.

    • eduardo almeida

      Um jeito melhor seria a falta intencional valer 2 faltas, melhoraria muito.

      • Bruno Celtics

        Sim, é uma opção. Aí uma cobrada por quem sofreu a falta e outra por um jogador a ser escolhido pelo time que sofreu a falta. Só teria que avaliar como ficaria nos minutos finais em que as faltas intencionais tem um objetivo diferente que é de parar o cronômetro.

        • eduardo almeida

          O que eu queria dizer é que o cara que fizer a falta intencional em vez de ser marcada uma falta seriam duas, ou seja ele ficaria com duas faltas, só mudaria isso.

          • Bruno Celtics

            Boa idéia tbm eduardo. Iriam parar de usar rapidinho, a não ser que ficassem jogadores de fundo de banco em quadra, fato que comprometeria o time.

          • eduardo almeida

            Sim, iria ficar muita gente pendurada iria coibir um pouco.

    • Geovane Gomes

      Pra mim o jogo se torna engracado

  • TiagoCeltics

    E que tal criar uma regra que proíba um jogador de receber mais de 10 milhôes se não acertar 50% dos FT?Não é o melhor,mas só foderia com uns 3 ou 4 mesmo.Duvido que não melhorariam rapidinho.

  • M.Turner “ Pequeno Mito “

    Faltas de Propositos são Ridiculas Estragam o Ritmo do Jogo Tem que Mudar Mesmo …

  • Ricardo Stabolito Junior

    Silver levou até quando conseguiu. Tornou-se insuportável. Se é insuportável para mim, que praticamente trabalha com isso, imagina para o expectador que está vendo o jogo pela primeira vez. Não tem nada a ver com os jogadores que não sabem cobrar lances livres. Tudo gira em torno de proteger o produto de uma desvalorização.

    • Lucas Ottoni

      Discordo amplamente. Proibir o hack é privilegiar e proteger quem ganha milhões e não sabe fundamento básico no basquete. O hack é parte estratégica do jogo. Pode até ser chato, mas deve ser válido. As “vítimas” que tomem vergonha na cara, treinem e façam valer as boladas que ganham. É o que acho.

      OBS: E discordo de novo. Tem sim TUDO A VER COM JOGADORES QUE NÃO SABEM COBRAR LANCES LIVRES. O hack é justamente realizado em cima deles. E a melhor maneira do hack sumir da NBA é esses caras cumprirem seus papéis como profissionais e acertarem a maioria dos lances livres, algo que deveria ser básico pra todos eles.

      • Ricardo Stabolito Junior

        Cara, então discordamos muito. Mas nada pessoal contra ti.

        Não acho que jogadores sejam vítimas. Não poderia me importar menos com alguém que não sabe bater lances livres. Silver é um cara pago para proteger a NBA como o produto, o espetáculo que é. Ele só estará fazendo isso se mudar as regras. O jogo tornou-se insuportável e ninguém pagará pay per view, ingressos caros, para assistir intermináveis hacks.

        Cobradores ruins de lances livres sempre existiram. Isso é uma verdade. O que nem sempre existiu são jogadores pulando em cima dos outros, abraçando, treinador colocando jogador em quadra para fazer cinco faltas em dez segundos. Não há mérito técnico nenhum em fazer faltas, como bem disse Jeff Van Gundy. É só puro antijogo.

        Não sei porque defender isso e criticar cobradores ruins de FT. Afinal, quem não sabe cobrar lances livres, pelo menos, está tentando jogar basquete. Só faça como na FIBA: um lance livre e mais a posse da bola em faltas intencionais. Entre jogar mal e não jogar, ainda fico com jogar mal.

  • Lucas Ottoni

    Sou totalmente contra que se combata o hack. Se o sujeito é profissional, ganha uma fortuna e não acerta lance livre (algo básico no basquete!), isso tem sim que ser explorado pelos rivais, sim senhor. Faz parte do jogo e não é vergonha nenhuma. Combater o hack é privilegiar e proteger aqueles que possuem deficiência técnica e não evoluíram tal aspecto em seu jogo. ISSO SIM É RIDÍCULO!

    O sr. Silver deveria ficar contrariado em ver jogador aí que não sabe chutar lance livre recebendo dezenas de milhões de dólares por ano! Isso sim deveria causar revolta. Mas aí o nosso nobre comissário resolve proteger esses caras? Tem coisas que não dá pra entender na NBA…

    • gtopunkid

      incoerente, jogador de garrafão não é arremessador o forte deles é se aproveitarem da altura para defender e atacar a cesta o mais próximo dela possível, asim como armadores pequenos não ficam a enterrar e dar tocos, cada um tem sua função em quadra, sem falar que existe dezenas de fundamentos a se treinar e tu acha mesmo que o cara vai parar de treinar tudo na função de um pivo pra ficar treinando apenas FT.
      na minha opinião falta não importa aonde seja quem bate é quem esta com a bola e ponto quer que o de andre faça o ft espere ele estar com a bola para fazer. agora da forma que esta ta ridiculo o cara nem entro em quadra ai o tecnico coloca um afunda banco pra cometer as faltas coletivas e ainda forçar um jogador ai pra linha.

      • Jogador de garrafão não é arremessador kkkkkk mas não significa que pela altura os pivôs levam desvantagem na linha dos lances livres, tudo é treino meu amigo, e o que me dizer de Yao Ming p.ex que teve mais de 80% de acerto em lances livres na sua carreira, e temos exemplos atuais aí, o Porzingis p.ex. tem 84 % de acerto, Gasol tem quase 80 % tbm nessa temporada..

        • gtopunkid

          levam desvantagem sim, tem por toda parte exceções mais isso não quer dizer que é a mesma coisa, tem uma reportagem onde mostra que o cérebro é responsável pela memoria muscular e quanto maior o corpo mais difícil fixar essa memoria, os jogadores citados são todos jogadores de impacto ofensivo agora não achara tantos exemplos em jogadores com características defensivas

          • Ah sim, mas sem generalizar né, entendi onde voce quer chegar agora, há explicações físicas pra isso que voce disse, mas aí já varia da característica de cada jogador, e pra mim é possível que um jogador desenvolva esse fundamento com o tempo mesmo sendo ruim, o Tiago Splitter é a prova disso que eu to dizendo, ele chegou na NBA era horrível em lances livres, e chegou a ser vítima do Hack contra o OKC em 2011, depois foi melhorando pouco a pouco nas temporadas seguintes e sua porcentagem de acerto em lances livres cresceu, por isso acho que é possível alguns pivôs melhorarem com o tempo e com a prática, claro que pra seguir o exemplo dele alguns pivôs como Howard, Jordan, Drummond por ex..teriam que mudar até a mecânica de arremesso que utilizam pois me parece que eles já se acostumaram e tem vício de arremessar daquela forma então se torna muito mais complicado o cara melhorar nesses casos, mas eu acho possível…

          • gtopunkid

            com certeza poderá melhorar, mas acho que o tempo gasto nesse fundamento não deveria haver só porque algum treinadores encontraram uma brecha na regra e agora forçam um jogador que nem tava participando da jogada a ir pra linha, seria muito melhor que isso ocorresse naturalmente ou seja durante a partida com o jogador com a bola em mãos, ou seja eu fui pra linha porque tentei aremessar.

            uma possível resolução do problema seria que falta intencional fosse falta lateral com manutenção do tempo de posse.

          • Bom, opinião é opinião, eu entendo seu ponto de vista, mas discordo, inclusive no que voce diz ser “uma brecha na regra” ….

  • Maurício

    Poxa, tem vários pivôs que tem bom aproveitamento nos lances livre e esses caras ganham tanto dinheiro nesse esporte, duvido que se treinassem esse aspecto do jogo não teriam uma melhora significativa, não to falando de ter mais de 90% igual ao Paul ou o Curry, mas um aproveitamento descente com certeza teriam.

    • gtopunkid

      o problema é que o corpo deles não ajuda, tamanho das mãos, força equilibrio(balance) por causa do tamanho dos pês, tudo isso influencia na hora de bater o FT, e como eu disse abaixo eles tem muitos fundamentos pra treinar, mid, post, moves, defesa em geral não é tão simples assim se fosse não teria tantos jogadores com aproveitamento abaixo de 80%

      • TiagoCeltics

        Bom,o DeAndre Jordan não sabe fazer nenhum desses movimentos ofensivos que vc citou.

        • gtopunkid

          mas faz alley oop como ninguem, cada um faz o jogo da forma que pode xD

          • TiagoCeltics

            Então ele treina só pra fazer alley-oop?Jordan é um dos jogadores menos talentosos da liga.Não faz nada que não venha quase que exclusivamente do seu físico.

          • gtopunkid

            então ele não tem talentos exepcionais fora o fisico mesmo, e esse mesmo fisico prejudica o aproveitamento de FT dele e o ajuda a ser exencial na defesa, mas a discusão não é por esse motivo o motivo é de como as faltas intencionais torna o esporte desinteressante, principalmente em um esporte que seu time não se beneficia em nada das faltas ja que o infrator é sempre um mané qualquer que não faz diferença no time adversário, no futebol se alguém faz falta intencional ele recebe um cartão e pode ser expulso e seu time ficara com vantagem numerica, no futebol americano o adversário conquista a decida e assim por diante.

          • TiagoCeltics

            Acho que dá pra citar uns 20 caras que,com o mesmo físico,fazem/fizeram muito melhor os fundamentos que o DJ,inclusive bater FT.Se ele não consegue,o problema é dele e do time que paga o seu salário.

          • gtopunkid

            ja disse cara a discusão não é a habilidade do DJ, é o problema no jogo onde os tecnicos fazem jogadores entrar na partida só pra cometer falta em um jogador que nem esta com as bolas nas mãos.

          • TiagoCeltics

            OK,mas se esse jogador não é capaz de bater FT o técnico é forçado a tirá-lo.No caso do DJ,o técnico adversário obriga o time adversário a desproteger o garrafão.Estratégia baseada na fragilidade do adversário.Se seu C for um Gasol da vida,vc não vai dar a mínima pra isso.

      • Tony parker

        O Boban, com seus 2,22 de altura sabe bater lance livre.

      • Maurício

        Sei que não é fácil, mas eles mesmos fazem coisas bem mais difíceis do que ter mais de 70% de aproveitamento em LL, se tem vários pivôs que conseguem esses caras tem que ter tbm, não de aproveitamento de PG´s ou SG´s, eu sempre comparo pivôs com aproveitamento ruim com pivôs com aproveitamento bom.

  • Gbrunus Boston

    Bater lance livre é um dos principais fundamentos do basquete, se eles perdessem uma final pq um dos três errou o ultimo lance livre é foda!
    Poh eu jogava de Pivo e bato 100 ft todos os treinos, isso pra mim é falta de treino e etica de trabalho de saber q vc ganha uma nota pra fazer um trabalho bem feito!
    Pra mim tinha q fazer um evento obrigatório para envergonhar esse caras!

  • Esteferson Matos

    Tal discussão tem dois pontos, como telespectador o hack é terrível, nós que amamos basquete bem jogado, forçar um jogador gigante ir à lance livre é chato pra caramba e acho que Silver tá pensando nisso, tendo em vista que ele administra um produto, se tal produto não for atraente então a culpa é dele, já o segundo ponto pensa no profissionalismo é inadmissível que esses caras não acertem nem 50% dos lances livres ganhando caminhões de dólares, será que treinam ou estão preocupados com isso, exemplo Clippers ganhando um jogo contra qualquer um e o adversário começa a fazer faltas no DJ e consegue equilibrar o jogo, até porque o treinador terá que retira-lo de quadra, um cara desse merece ganhar a grana que ganha?

    • Maurício

      Cara, concordo contigo em partes, qualquer cidadão que pisa numa quadra da NBA e arremessa LL pra menos de 50% de aproveitamento é vergonhoso, não sou um especialista em basquete confesso, mas adoro esse jogo, e fico espantado com isso sério mesmo.

      • Charles

        É, mas nem todo cidadão tem uma mão que mais parece uma pá. O jogo tem vários fundamentos. Lance livre é um deles. O jogador que é ruim neste, será naturalmente prejudicado quando buscar atacar a cesta e sofrer várias faltas para pararem seu jogo. Do mesmo modo que um mau defensor se vê constantemente perdido ao tentar marcar um Lebron James, por exemplo. Aliás, obrigar um péssimo defensor contra Lebron James durante um jogo todo, no 1×1, pode ser comparado com a natureza do hack.

        • Maurício

          A questão é que tem caras com mais de 2,10 de altura com mãos que parecem uma pá com bom aproveitamento, pq será que eles conseguem isso? Treino, muito treino, muito mais treino que um cara com mãos menores, então se tem caras grandes com mãos enormes com bom aproveitamento, essa desculpa acaba não colando muito.

          • Charles

            Sim, eles existem e, como disseste, é preciso de muito mais treino neste caso. Como disse antes, se trata de um aspecto do jogo e existem jogadores que são terríveis nele assim como existem armadores que não arremessam de 3, pivôs altos e fraquíssimos nos rebotes, e assim por diante. Agora, vamos criar um mecanismo na regra que possibilite que esses armadores chutem da linha dos 3 o tempo todo. Isso se equipara ao hack! Quem não sabe arremessar de 3 tem seu jogo reduzido do mesmo modo que quem é péssimo em lance livre. Tudo isso na naturalidade do decorrer do jogo.
            É só questão de tempo pra se tornar viral o que ocorreu no jogo Houston e Detroit, com 5 faltas em 9 segundos ao início do 3º quarto. Deste modo, será mais eletrizante assistir uma partida de xadrez. Por fim, jogadores excelentes como o Drummond terão suas carreiras inteiramente prejudicadas. E por qual motivo? Porque são ruins em UM; repito, UM FUNDAMENTO.
            O Pistons de Ben Wallace não ganharia uma NBA, porque este sujeito, um dos melhores defensores da história, não era bom neste famigerado fundamento.
            Nem entro no mérito de ser ou não possível a melhora de um atleta que tem, de fato, todos os recursos técnicos do mundo disponíveis para melhorar. Só sei que simplesmente o hack acaba com o jogo e é sem sombra de dúvidas, a mim, injusto.

    • gtopunkid

      concordo em praticamente tudo, só acho que se o atleta ganhando é porque merece(ou acham que ele merece), eu acho que não pode colocar como obrigatoriedade saber tudo, o time pode contratar um atleta por vários aspectos, defesa, lance livre, atletismo, habilidade em passar a bola, agora oque não pode é essa porcaria de hack continuar a deixar o jogo chato a ter que ver o mesmo atleta ir 40 vezes pra linha do lance livre porque sofreu 20 faltas em 5 minutos

    • Wadson Pinheiro

      É incrível como os caras não conseguem acertar um arremesso livre, sem marcação e com tempo pra olhar a cesta, se concentrar e arremessar. Tudo é treino. Você pode não de tornar o melhor do mundo, mas vc pode melhorar.

  • Eduardo

    NBA é um produto e ele está sendo desvalorizado com esse jogos intermináveis de 21, eu q não fico até as 4 da manhã vendo um jogo desses, e como já foi dito qual o mérito de qm fica fazendo as faltas? Em todo o esporte o q se busca é punir as faltas e não beneficiar o infrator

    • TiagoCeltics

      Se um game 7 da final ficar nessa situação vc abandona o jogo?Será?

    • Wadson Pinheiro

      As faltas são punidas com os lances livres, é que os caras são inconpetentes e não convertem seus arremessos.

  • Wadson Pinheiro

    Tirando o para no jogo que é um saco, não mudaria a regra. Os caras são profissionais e ganham milhões só pra fazerem isso. Daqui a pouco vão pedir para não marcarem jogadores dentro do garrafão em nome do espetáculo.

  • MarcoLakers

    Esse tipo de prática é ridícula, além de ser uma espécie de anti-jogo legal (permitido), é uma completa porcaria de se assistir. Ok, os jogadores ganham bastante dinheiro e devem acertar os FTs, mas isso vai contra o próprio basquete e no fim beneficia o time que comete a falta, o que é uma baita incoerência e injustiça.

  • Marcos Gordinho

    Poderia ser permitido a substituição do atleta hackeado desde que seu substituto se mantivesse no mínimo por 2 minutos em quadra antes de retornar ao banco de reservas. Assim o Hack simplesmente não pesaria, pois provavelmente usariam especialistas em arremessos, mas que costumam ser menos dominantes no garrafão contra big mans, esse período “obrigatório” de quadra daria dinamismo forçando um jogo de small ball, e forçando a mente estratégica dos técnicos, já que os mesmos seriam responsáveis por usar ou não essa “substituição.”, Poderia ser chamada de (Substituição Técnica). Patenteiem a idéia e ganhem fortunas quando Silver plagiar.

    • Marcos Gordinho

      Claro que o atleta que sai por ser ruim de lances, amarga os mesmos 2 minutos de banco.

    • Caseh

      Que ideia ruim…

  • gabrielnba

    Jogo se torna feio, mas eae? o cara ganha dinheirão, treina com jogadores que sabem fazer lances livres, e ainda será beneficiado por nao saber?

  • Então, 70% das faltas são recebidas por 3 jogadores. A mudança da regra vai beneficiar o jogo em si, o basquete no geral, ou esses 3 jogadores? Pq se for por uma minoria, não vale a pena mudar… E se isso acontecer, vai vir um lance livre, ou qualquer rebote, e eles vão fazer aquelas faltas da disputa de bola, que vai ser a mesma coisa que uma intencional. Pop já fez isso várias vezes quando o jogo estava faltando menos de 2 minutos pra acabar, e essa vai ser a nova tática…

  • Diego Alexsander

    Beneficiar a falta de técnica? Os caras ganham dezenas de milhões de dólares e não conseguem acertar lance livre e querem combater o Hack. Haja saco.

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados