logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 15 fev 2016 às 14:35
Kobe Bryant recebe homenagens em último Jogo das Estrelas

Saudado por torcedores e atletas, ídolo do Lakers foi centro das atenções da noite em Toronto

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Ricardo Stabolito Jr.

Russell Westbrook ganhou o prêmio de MVP, Paul George foi o cestinha da noite e LeBron James passou a ser o maior pontuador da história do Jogo das Estrelas. Mas não teve jeito: o dono da festa no domingo, em Toronto, era Kobe Bryant. O ídolo do Los Angeles Lakers foi o centro das atenções em sua última participação no evento e recebeu inúmeras homenagens por sua gloriosa carreira na NBA.

“Foi bem divertido. Eu tive uma ótima noite jogando com esses caras, dando risada e brincando com eles no banco de reservas. Tudo foi motivo de diversão hoje. Foi um grande, grande momento para mim”, afirmou o ala-armador de 37 anos, que anotou dez pontos, pegou seis rebotes e distribuiu sete assistências na vitória da seleção da conferência Oeste por 196 a 173.

O astro teve o nome gritado pela torcida em vários momentos e ganhou dois vídeos de tributo da NBA: o primeiro celebrando sua carreira e, logo depois, outro com os companheiros de All Star Game exaltando o impacto do ídolo no esporte e em suas carreiras. Ele foi chamado ao centro da quadra por outra lenda do Lakers, Magic Johnson, que disse que “nunca haverá outro Kobe Bryant”.

“Eu quero agradecê-los por todo o apoio, em todos esses anos. Sou incrivelmente sortudo de ter tido a chance de jogar o esporte que amo e passar mais de metade da minha vida na NBA. É uma emoção estar aqui e ter a oportunidade de atuar ao lado desses jovens, que tinham a idade das minhas filhas quando comecei a jogar. Obrigado!”, agradeceu o emocionado craque.

Para Kobe, o evento foi ainda mais especial pela presença das duas filhas – Gianna, de nove anos, e Natalia, de 13 – atrás do banco de reservas. “Conversei com elas durante a partida inteira. As duas me viram levantar quatro da manhã para treinar todos os dias, voltar para casa e treinar ainda mais. Como pai, é incrível mostrar-lhes que todo aquele trabalho duro valeu a pena”, afirmou.

O ala-armador deixou a quadra, despedindo-se definitivamente, com pouco mais de um minuto do fim do confronto. Segundo jogador com mais seleções para o evento na história (18 vezes), ele cumprimentou cada um dos atletas em quadra enquanto era aplaudido do pé por jogadores, técnicos e tocedores. Para o treinador do Oeste, Gregg Popovich, o momento foi extremamente simbólico.

“Vê-lo hoje foi como acompanhar uma legítima mudança de gerações, pois Kobe é uma figura tão icônica que esteve conosco por tanto tampo e agora deixar vários jovens na NBA. Estou emocionado em fazer parte disso, ver de tão perto algo tão significativo. Então, foi um dia importante para mim também”, explicou Popovich, fechando um domingo que ficará para a história.

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados