logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 3 abr 2016 às 23:24
James Harden brilha e Rockets supera Thunder

Rodada também contou com vitórias de Pelicans, Cavaliers, Mavs e Clippers

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Michel Zelazny

(53-24) Oklahoma City Thunder 110 x 118 Houston Rockets (38-39)

Neste domingo, o Oklahoma City Thunder foi a Houston enfrentar um Rockets desesperado pela vitória para continuar sua luta rumo aos playoffs da Conferência Oeste.

A partida começou com ambas as equipes se estudando bastante e apresentando bom desempenho defensivo. Os mandantes ficaram quase três minutos zerados no placar, até o ala do Rockets Trevor Ariza marcar nove pontos em menos de um minuto e meio. Do lado do Thunder, os destaques eram, como sempre, Kevin Durant e Russell Westbrook, responsáveis pela carga ofensiva de Oklahoma. A partida estava empatada em 23 quando a rotação reserva do Rockets, muito inconstante ao longo da temporada, começou a mostrar que seria um importante fator no jogo: com oito pontos combinados de Josh Smith e Jason Terry nos últimos 90 segundos levou Houston a uma vantagem parcial de 31 a 26 ao final do primeiro período.

No segundo quarto, o Thunder conseguiu segurar melhor seu adversário na defesa, ainda que tenha sofrido certos períodos de seca ofensiva. Os anfitriões passaram a contar com uma contribuição mais contínua de James Harden, que contou com nove pontos no período. Contudo, os dois minutos finais de Houston foram desastrosos: sem converter nenhum arremesso, o Rockets viu os visitantes marcarem sete pontos seguidos, incluindo a bandeja de Westbrook faltando um segundo que colocou o Thunder à frente por 53 a 52.

O terceiro período começou com um show de Kevin Durant: com dez pontos seguidos, o ala voltou a fazer ao menos 20 pontos pelo 61º jogo seguido. Quando a vantagem do Thunder chegou a 12 pontos e OKC parecia dar sinais que estava prestes a ter domínio total do jogo, James Harden fez bela bandeja seguida por uma cesta de três, forçando um tempo técnico de Billy Donovan e mostrando que o Rockets não venderia fácil a derrota. Uma série de jogadas energizantes fez com que a diferença fosse rapidamente caindo, e com grande ajuda do pivô reserva Clint Capela, o Rockets chegou a virar a partida ainda no terceiro quarto. Entretanto, na jogada final do período, Durant sofreu uma falta atrás da linha e converteu seus três lances livres para recolocar o Thunder na frente em 82 a 80.

O quarto final foi de muita emoção e repleto de reviravoltas: foram cinco trocas de liderança ao longo do período. OKC começou melhor, chegando a abrir seis pontos de vantagem após uma grande enterrada de Westbrook. Mesmo assim, a equipe de Houston parecia focada e disposta a evitar a irregularidade e inconstância que vem marcando a temporada da franquia até agora. A virada derradeira aconteceu após tiro de três do armador do Rockets Patrick Beverley, que contou também com um difícil arremesso para ampliar a diferença para quatro pontos em momento crítico do jogo. No final, como vem acontecendo constantemente em quartos finais, o Thunder passou a escolher mal seus arremessos e a cometer desperdícios de posse. Após passe ruim de Durant, Harden achou Beverley sozinho no garrafão de OKC para sacramentar a vitória da franquia texana com uma bela enterrada. No final, o Rockets levou a melhor: 118 a 110.

Destaques

Oklahoma City

Kevin Durant: 33 pontos e oito rebotes
Russell Westbrook: 23 pontos, 13 rebotes, nove assistências e oito desperdícios de posse
Enes Kanter: 16 pontos e seis rebotes

Houston

James Harden: 41 pontos, quatro rebotes e nove assistências
Trevor Ariza: 18 pontos e sete rebotes
Patrick Beverley: 12 pontos
K.J McDaniels: dez pontos e quatro rebotes
Clint Capela: nove pontos, seis rebotes e quatro tocos


(29-47) New Orleans Pelicans 106 x 87 Brooklyn Nets (21-56)

Destaques

New Orleans

Luke Babbit: 21 pontos
Tim Frazier: 19 pontos e 13 assistências
Alexis Ajinca: 16 pontos e seis rebotes
James Ennis: 14 pontos
Dante Cunningham: 14 pontos e quatro rebotes
Jordan Hamilton: 13 pontos e 11 rebotes

Brooklyn

Sean Kilpatrick: 15 pontos
Henry Sims: 12 pontos e sete rebotes
Markel Brown: 12 pontos
Thomas Robinson: 11 pontos  e 15 rebotes
Wayne Ellington: dez pontos


(44-32) Charlotte Hornets 103 x 112 Cleveland Cavaliers (55-22)

Destaques

Charlotte

Kemba Walker: 29 pontos, seis rebotes, sete assistências e quatro roubadas de bola
Marvin Williams: 22 pontos e seis rebotes
Jeremy Lin: 14 pontos
Courtney Lee: 11 pontos

Cleveland

LeBron James: 31 pontos, oito rebotes e 12 assistências
J.R. Smith: 27 pontos e cinco rebotes
Kevin Love: 25 pontos, nove rebotes e quatro assistências
Matthew Dellavedova: seis pontos, cinco rebotes e nove assistências


(39-38) Dallas Mavericks 88 x 78 Minnesota Timberwolves (25-52)

Destaques

Dallas

J.J. Barea: 21 pontos e seis assistências
Wesley Matthews: 19 pontos
Devin Harris:  16 pontos
Dirk Nowitzki:  13 pontos e quatro rebotes
Justin Anderson: nove pontos e dez rebotes

Minnesota

Andrew Wiggins: 30 pontos e quatro rebotes
Karl Anthony-Towns: 11 pontos, 21 rebotes, nove assistências e três tocos
Zach LaVine: 11 pontos


(37-40) Washington Wizards 109 x 114 Los Angeles Clippers (48-28)

Destaques

Washington

Marcin Gortat: 21 pontos e sete rebotes
Markieff Morris: 18 pontos e oito rebotes
John Wall: 15 pontos e 13 assistências
Otto Porter Jr: 14 pontos e oito rebotes
Ramon Sessions: 13 pontos, cinco rebotes e seis assistências
Nene: dez pontos e nove rebotes

Los Angeles

Chris Paul: 27 pontos e 12 assistências
Jamal Crawford: 19 pontos,, quatro rebotes e seis assistências
J.J. Redick: 18 pontos
DeAndre Jordan: 12 pontos, 12 rebotes e três tocos
Austin Rivers: dez pontos, quatro rebotes e quatro assistências
Blake Griffin (retornou após lesão): seis pontos, cinco rebotes e quatro assistências

  • Vini

    Porra Towns ; Faltou 1 assist

  • King Cuban

    – O grande destaque do jogo dos Mavs foi o Justin Anderson que desde que se tornou titular ajudou a equipa nos ressaltos e principalmente na defesa. Desde que ele se tornou titular o RC raramente usa o Small Small Ball e a equipa não sofre mais de 90 pontos a 4 jogos (todos foram com o Justin Anderson como titular).

    – Por incrível que pareça o Dirk nessas vitorias tem sido mais importante na defesa do que no ataque (apesar de continuar a atrair defesas) pois ele não tem feito bons jogos em termos de aproveitamento de FG. Nos últimos 5 jogos o Dirk teve 13.4 PTS, 29.7 FG%, 23.1 3P%, 4.4 Reb, 1.2 STL, 1.2 AST…. e os Mavs venceram 4 desses jogos…

    – JJ Barea e o Wesley Matthews tem sido os jogadores que tem carregado a equipa e espero que continuem assim…

    – O jogo contra os Rockets será de vida ou morte pois pode ditar quem irá aos playoffs.

  • Galvão – EL HEAT #305 🔥

    Não importa quantos pontos o Wiggins faça, o Towns parece que sempre impacta mais no jogo e consegue roubar a cena.

    Uma das melhores temporadas de rookie que eu pude presenciar! Ele é talvez o melhor Rookie da história do Wolves, já que é o 2º em pontos, 1º em rebotes e 2º em blocks e 1º em DD com 48. Como não dizer que esse cara que é o FP?

    • Alex Alves

      É o melhor com toda certeza, só não sabemos até quando ira se desenvolver. Acredito que estar trabalhando com Garnett seja muito benéfico para sua carreira. Quanto ao Wiggins ele é um pontuador nato, porem somente isso por enquanto, embora possa desenvolver muito ainda.

      • Vítor Hugo ⚡

        O vejo como um bom defensor também. Penso que ele tem que melhorar muito a questão “all-around”. Wiggins é um cara que quase não pega rebote, quase não distribuiu assistência… Creio que deveria distribuir mais o seu jogo, evoluir seu lado playmaker…

        • Eu particularmente vejo duas coisas bem claras no jogo do Wiggins: 1) Ele é agressivo só de um lado da quadra; 2) Ele não põe metade da energia dos rebotes ofensivos na disputa defensiva;

          Na mesma proporção que ele é um dos jogadores ”mais frios” quando se trata de disputa nos rebotes ele lidera as listas de AND+1 e lances livres cobrados. Existe sim um handling que precisa melhorar (fato), mas com jogadores como Rubio, Towns, Dieng e Bjelica (excelentes reboteiros defensivos) não sei se parte dele não ser agressivo desse lado da quadra.

          Outro contraponto (para as assistências) é a presença simultânea dele e Ricky Rubio em quadra, essa temporada já pode-se ver ele trabalhando como manipulador no P/R só que ainda toma decisões ruins (mas a taxa de 2.2 TPG é agradável) porque ele na maior parte das jogadas tem que decidir o que fazer a partir do Mid Range e daquela região seu arremesso ainda oscila muito, mas se ele consegue sair na transição ou chegar perto da cesta a visão de quadra dele é fantástica (pode achar qualquer um bem posicionado).

          http://on.nba.com/1OdcPBw

    • Concordo quanto a sua visão como melhor calouro do Wolves, mas não dá pra dizer que Karl-Anthony Towns é ‘franchise player’ da equipe quando um ano antes Wiggins jogava e jogava muito numa equipe aos frangalhos sendo titular absoluto (sem a necessidade de adaptação) e tendo (ainda tem) que lidar com essa pressão de ser um 1st pick e sem nenhum tutor até a chega do KG na metade final da temporada (Towns foi adotado desde o primeiro dia). Towns também é um #1 e o efeito é reverso porque a expectativa era muito menor ???.

      Pra mim a forma como o Wiggins lida com a badalação é o que vai fazer ele ser grande, não são os números de ano a ano em comparação com LaVine ou Towns até porque cada um tem um espaço bem reservado dentro do time e o do canadense depois do Rubio é o que sendo mais cobrado porque o parâmetro de comparação dele é o mais alto e todos em MN esperam que ele dê as vitórias para o Minnesota Timberwolves.

  • Lucas Ottoni

    De repente se o Davis, o Gordon, o Evans, o Holiday e o Anderson se machucassem antes, ainda daria tempo para o mestre Luke Babbitt assumir a bagaça e nos levar aos playoffs. Pelicans virou máquina e desandou a ganhar! Babbitt virou ídolo!… rsrsrs.

    OBS: tudo bem que ganhou do Nets (o que é quase obrigação), mas com esse elenco de D-League que o Pelicans tem hoje, não era pra ganhar nem de time colegial. E são 3 vitórias e uma derrota suada para o Spurs nos últimos 4 jogos! EU ACREDITO!!!… rs.

  • Rafael Victor

    Jazz-Rockets-Mavericks venceram! E o Grizzlies perdeu! Tô começando a achar que o Grizzlies vai ficar de fora, o que seria muito justo, já as outras três equipes tão merecendo mais!

    • Evandro

      Concordo, Memphis deveria ficar de fora. Mas, a diferença do Grizzlies para o Rockets é mto grande para os poucos jogos q tem. E, para piorar, Jazz, Rockets e Mavs ainda jogam entre si.

      • Rafael Victor

        Esses confrontos diretos vão fazer esse final de temporada regular imperdivel!

    • Caseh

      Jusro? Os caras estão desfalcados de 2 dos principais jogadores, estão fazendo um enorme esforço para manter a posição. Discordo totalmente.

  • Vítor Hugo ⚡

    Percebo que a cada rodada, Billy Donovan vem aumentando o tempo de quadra do Adams e diminuindo o de Kanter. Assim pelo que estou vendo, quando chegar nos Playoffs o turco praticamente nem deverá entrar em quadra… Esse cara chega ser pior que o Scott Brooks…

    • Gustavo Francisco

      O Kanter não marca, para de defender ele, se ele marcasse bem certamente seria um all star.

      • Sid Payne- Dança muito

        Quantos jogadores de garrafão tem a defesa fraca? jogar menos que 20min para alguém do arsenal ofensivo dele, e claro, o salário é um absurdo

      • Vítor Hugo ⚡

        Sim, sua defesa é ruim. Mas as vezes penso que ele poderia contribuir mais do que o Adams (que além de ser limitado ofensivamente, não é lá um grade defensor)…

        • Gustavo Francisco

          Gosto de jogador que se entrega perto jogo, não vejo isso nele. Nos offs ele vai ter muita dificuldade, não é essa marcação que tem na temporada regular, e vão jogar em cima da defesa que não existe dele.

      • Rodolfo Ribeiro

        Ele não marca mas faz ponto pra caramba.O Adams só faz faltas e é horroroso ofensivamente.Só consegue alguns pontos pq o West passa mt bem p ele.Não tem cabimento o Kanter jogar menos de 20 min por jogo sendo um dos principais,se não o principal sexto homem da Nba.

        • Gustavo Francisco

          Não tô falando que ele é ruim, ele está entre os 5 melhores dos homem grandes, só que na parte ofensiva. Ele é muito soft pra jogar playoffs… Ele não vai ter tanto impacto na parte ofensiva, pois são defesas muitp apertadas, e a defesa é pífia pra quem joga proximo ou débito da área pintada.

        • Gustavo Francisco

          Ele vai contribuir e sempre vai contribuir no ataque… Nos playoffs é diferente, o marcador vai estar em cima, não vai ter tanto impacto no ataque. Não gosto de jogador que não se dedica na defesa…nem todos ao exímios marcadores, mais o Kanter nem sequer se dedica.

  • RafaelRox

    J.J. Barea MvP

  • cleberson23

    Ontem no jogo do cavs cheguei a uma conclusão. O time fica mais equilibrado sem o Irving como titular (Irving e love jogando juntos matam o time defensivamente). Acho que o Delly deveria começar como titular e o Kyrie fazer parte da segunda unidade (jogando na posição 2) com o Mo willians armando o time.

    • Albert Hornets

      Concordo com vc mano.

  • Rodolfo Ribeiro

    Pagar 17 mi pra dar menos de 20 min por jogo pra um jogador é de deixar quqlquer torcedor com uma puta raiva.Pra isso era melhor pagar o que o Barba pediu e hj nós teriiamos um fodendo time.

    • indian

      Mais eles não escolheram ficar com Westmídia na época do que o Harden ? 2012 por ai

      • Rafael Victor

        “Westmídia” é um termo engraçado! hahahaha!

      • Rodolfo Ribeiro

        Foi Ibaka na verdade.
        Na verdade mesmo o Thunder simplesmente não quis dar o que ele pediu,que nem era taaanto assim.Bateria um pouco mais o Cap que já é hj.

  • Doug

    Cara, com Durant e West cometendo tantos TOs fica difícil competir com os times mais fortes…19TOs, sendo 14 dos dois…muita coisa…Towsn, Lebron e CP3 com grandes números…

  • DirkMito

    Quarta Feira Dallas e Houston é confronto com clima de playoffs. Vai ser um jogo muito tenso e por mais que eu tenha raiva do Houston tenho que reconhecer que ultimamente só vem dando eles, mas tô confiante. GO Mavs rs

  • Uncle Drew

    Partidas como a de ontem fazem eu crer ainda mais q o lineup ideal para o Cavs é com Delly Irving LeBron Love e Thompson. Com justificativa de q o TT realmente rende melhor vindo do banco.
    Mas com Delly e Irving… deveria iniciar desde o início da partida. Um complementa o outro, já q o Irving não sabe armar e defender porém sabe arremessar melhor, algo completamente oposto ao Dellavedova.
    Irving ir para o banco eu acho impossível de acontecer, pelo status q ele tem no elenco e um possível mal estar no vestiário caso isto acontecesse. J.R. já foi reserva na temporada passada (Shumpert era o titular na pós temporada) pode lidar melhor com a situação.
    Lue já deve ter notado isso, e pode usar essa formação desde o início caso o Cavs esteja encrencado em alguma série de playoffs.
    O ideal seria Irving vir do banco, equilibraria demais as rotações reservas e titulares. Só q pelo motivos q eu falei.. Acho bastante improvável. Deveriam vir com Delly e Irving de titulares. Dellavedova além de defender bem, sabe armar e é bastante eficiente em Pick-and-Rolls com LeBron Thompson e Kevin Love.

    • MDias

      Eu acho que Kyrie saber armar e tem bola para isso mas não o faz. Porque? Eis a questão… Seja pelo motivo que for que leve ele a praticar um basquete egoísta, ele precisa e urgente pensar nessa questão. Sua imagem está sendo queimada por causa disso. Saiu uns posts outro dia sobre o clima no vestiário dos Cavs por causa do egoísmo do Irving em quadra. Os próprios jogadores estavam começando a reclamar disso.
      Caso ele não mude e evolua nesse sentido e juntando o fato dele não ser nem um pouco esforçado na defesa, vejo grandes chances dele ser envolvido em uma trade futuramente.

      • Uncle Drew

        Concordo em partes. Essa questão de ser egoísta eu até tenho uma teoria sobre isso, q ê o seguinte: Aliado a esse estilo de sempre atacar a cesta.. ele desde q entrou na liga precisou sempre pontuar pq seus companheiros eram ruins/péssimos, por isso ele não sentia confiança em passar a bola. Jogadores, principalmente armadores, tem sequelas quando ficam durante mt tempo em equipes ruins (Carter-Williams, Rubio e Knight por exemplo). A sequela do Irving é não saber passar a bola, assim como é a do Knight. A do Rubio é não desenvolver o arremesso (até q nesta temporada ele está melhor). E a do MCW além de não saber arremessar, ele não cuida bem da bola.
        Na defesa o Irving vem progredindo, assim como o Kevin Love, ambos vem sendo esforçados mas ainda não são consistentes neste quesito.
        Esta é uma temporada para ele realmente esquecer. Acho q, diferente do Kevin Love, ele não tem tantas chances de ser trocado ainda, pelo fato de ainda ser bastante jovem e pode ter esses defeitos reparados.Até aqui o q se vê do Irving da forma q todo mundo deseja (passando bem a bola, envolvendo a equipe e defendedo bem) são apenas em “flashs”, em momentos da partida, como no 1° tempo contra o Hawks na sexta feira, naquele momento ele foi excelente! Só q estragou tudo no 3° quarto em diante. Precisa haver uma constância dele. Esse estilo de ser egoísta, obviamente não combina com a equipe do Cavs q sempre quando ele não está em quadra.. movimenta bem a bola. E com ele a movimentação de bola muitas vezes não existe, por ele segurar demais a bola.
        O grande problema do Irving é saber dosar e entender quando se dever atacar a cesta, e quando se deve envolver a equipe (algo q CP3 faz com excelência). Quando ele entender isso, ele vira um armador Top.

        • Beto

          Eu com fã do cave prefiro a dupla Lebron/Love do que Lebron/Irving, logo acho que Irving ou vem do Banco ou vai embora. Devido aos seus vícios, ele se tornou um jogador fominha e não compactua do espírito coletivo que o time tanto precisa Além do mais, tenho a impressão que ele está sempre tentando ser melhor que o Lebron. Diferente do Wade que jogador muito mais inteligente, percebeu que não ganhariam nada se não se redence aos talentos do Lebron. Irving não parece ter essa disposição, portanto deve ser trocado na próxima offseason para tentar ser Françoise player em uma franquia onde n jogue com o melhor jogador do mundo atualmente.

  • BENHUR SOUSA CARMO

    Mas dá ainda pro Mavs pegar mais uma posição.
    O Portland deve ficar em 5.
    Mas o Memphis tem só pedreira …
    com o confronto direto em casa contra eles, pode ser que mavs fique em 6.

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados