logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 14 abr 2016 às 11:53
Kobe despede-se como jogador mais velho a fazer 60 pontos na NBA

Ídolo do Lakers é primeiro atleta acima dos 33 anos de idade a ultrapassar marca de pontuação

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Ricardo Stabolito Jr.

Como sempre aconteceu em sua carreira, Kobe Bryant despediu-se reescrevendo a história da NBA nesta quarta-feira. O craque do Los Angeles Lakers tornou-se, por longa margem, o atleta mais velho a anotar 60 pontos em uma partida da liga com sua atuação derradeira. O ídolo foi ovacionado pela torcida local ao longo da noite e respondeu comandando uma espetacular virada sobre o Utah Jazz.

O antigo detentor do recorde é o lendário Wilt Chamberlain, que anotou 66 pontos em um jogo da NBA quando tinha 32 anos e 172 dias de idade. O agora ex-ala-armador superou o ex-pivô para assumir a marca histórica com gigantesca folga: fez sua última atuação profissional com 37 anos e 234 dias. Ninguém com essa idade havia feito sequer 50 pontos em um confronto na NBA.

Em âmbito pessoal, Kobe alcançou a sexta atuação de 60 pontos da carreira e se igualou a Michael Jordan como segundo atleta com mais jogos atingindo a marca dos “60”. O líder na estatística continua sendo Chamberlain, com (virtualmente inalcançáveis) 32 performances. Ele termina a carreira com médias de 25.0 pontos, 5.2 rebotes e 4.7 assistências.

  • Matheus Sensato

    Um mito.

  • Maicon Gomes

    Esses recordes do Chamberlain, chegam a ser ridículos de tão foda.

    • Claudio R.

      pode crer… temporadas de 50 pontos e 25 rebotes é surreal, partida de 100 pontos, 70 triplos duplos e 32 jogos de 60 ou mais pontos, e o pior(ou melhor de todos) fez 30 mil pontos em apenas 7 temporadas, que ridículo!

  • Michel Moral

    Vou escrever o que penso sobre o jogo de ontem e a performance sensacional de Kobe.

    Primeiramente, não… O Jazz não amoleceu defensivamente com pena do “vovô Bryant”. Porém algumas coisas precisam ser ponderadas:

    1 – Não tem como afirmar que foi uma partida comum. Não importa como, onde ou por que, mas sempre que Kobe tocou na bola, os seus companheiros e a torcida pediam para que ele arremessasse, independentemente se estava com condição para isso. O próprio Kobe discursou no final do jogo dizendo que ele ouviu naquela
    noite o contrário do que ouviu a carreira inteira, já que todos sempre
    pediram para ele passar e deixar de ser “fominha”. Ou seja, houve uma predisposição de todos para que Kobe fizesse a partida memorável que fez.

    2 – A partida seria certamente mais dura se o Jazz jogasse pela classificação. Não é que eles deixaram a festa acontecer fazendo corpo mole, a questão é que não havia nada em jogo. É natural perder o interesse, independente se é despedida do Kobe ou não.

    Obviamente que Kobe fez o que fez por seus próprios méritos e pela qualidade tem.

    • E no primeiro tempo até tiveram mais disposição, teve até dobra no Kobe, se o Jazz tivesse feito corpo mole, se tivesse feito uma defesa ala all star game, pelo volume de arremessos Kobe teria chego no mínimo a 70.

      • Michel Moral

        Com certeza. Não houve corpo mole. Como eu escrevi, penso mais que foi uma questão de indiferença para com o resultado da partida, como algo natural para quem não jogava por mais nada.

        Agora, de fato Kobe sofreu marcação acirrada e até dupla muitas vezes.

        • O X9

          Vocês tão de brincadeira, sou fã indiscutível do kobe mas falar que não houve corpo mole é no mínimo ridículos, sofrendo dobra com intensidade de pelada. Não tô questionando a atuação dele, tava com a mão quente e chutando bastante, mas convenhamos, em outras circunstâncias estaríamos falando que a marcação estava ridícula. Na minha humilde opinião, a marcacao estava frouxa além do normal pra um jogo de eliminados e existiu durante boa parte da partida u a certa predisposição a não vencer, meio que pra não estragar a festa por parte do Utah jazz.

  • Kobe é foda, mas o que seria então Chamberlain? Os números desse cara nem estatístico consegue explicar.

  • Bruno – Los Angeles Lakers

    https://vine.co/v/itJ7TTeiXQx Shaq já deu a resposta !

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados