logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 16 abr 2016 às 13:05
Previsão: Los Angeles Clippers (4º) x (5º) Portland Trail Blazers

Time angelino inicia jornada para rebater críticos contra uma das grandes surpresas da temporada

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Ricardo Stabolito Jr.

Conferência Oeste: Los Angeles Clippers (4º) x (5º) Portland Trail Blazers

Confrontos na temporada: LA Clippers 3 x 1 Portland

20 NOV – Blazers 102 X 91 Clippers
30 NOV – Clippers 102 x 87 Blazers
06 JAN – Blazers 98 x 109 Clippers
24 MAR – Clippers 96 x 94 Blazers

Datas do confronto

17-04: Clippers x Blazers – 23h30 (em Los Angeles)
20-04: Clippers x Blazers – 23h30 (em Los Angeles)
23-04: Blazers x Clippers – 23h30 (em Portland)
25-04: Blazers x Clippers – 23h30 (em Portland)
27-04: Clippers x Blazers – Horário a ser definido (em Los Angeles)*
29-04: Blazers x Clippers – Horário a ser definido (em Portland)*
01-05: Clippers x Blazers – Horário a ser definido (em Los Angeles)*

*Se necessário
Horários de Brasília

 

Los Angeles Clippers (53-29)

Maior sequência de vitórias: dez (entre 25 de dezembro e 13 de janeiro)
Maior sequência de derrotas:
três (entre 19 e 22 de novembro; entre 18 e 21 de dezembro; entre 19 e 23 de março)

Time-base

Chris Paul (PG)
J.J. Redick (SG)
Luc Richard Mbah-a-Moute (SF)
Blake Griffin (PF)
DeAndre Jordan (C)

Reservas com mais tempo de quadra

Jamal Crawford (SG)
Jeff Green (SF)
Austin Rivers (PG)
Wesley Johnson (SF)
Paul Pierce (SF)

Técnico: Doc Rivers

Líderes (temporada regular)

Pontos: Chris Paul (19.5)
Rebotes:
DeAndre Jordan (13.8)
Assistências:
Chris Paul (10.0)
Roubos de bola:
Chris Paul (2.0)
Bloqueios:
DeAndre Jordan (2.3)

 

Portland Trail Blazers (44-38)

Maior sequência de vitórias: seis (entre 06 e 23 de fevereiro)
Maior sequência de derrotas:
sete (entre 08 e 18 de novembro)

Time-base

Damian Lillard (PG)
C.J. McCollum (SG)
Maurice Harkless (SF)
Al-Farouq Aminu (SF)
Mason Plumlee (C)

Reservas com mais tempo de quadra

Ed Davis (PF)
Allen Crabbe (SG)
Gerald Henderson (SG)
Noah Vonleh (PF)

Técnico: Terry Stotts

Líderes (temporada regular)

Pontos: Damian Lillard (25.1)
Rebotes:
Mason Plumlee (7.7)
Assistências:
Damian Lillard (6.8)
Roubos de bola:
C.J. McCollum (1.2)
Bloqueios:
Mason Plumlee (1.0)

Análise do confronto

O Blazers foi uma das grandes histórias desta temporada, o que torna praticamente inevitável torcer por seu sucesso nos playoffs. No entanto, além da clara vantagem técnica, parecem existir diversos aspectos favoráveis ao Clippers ao analisarmos as possibilidades do confronto.

Para começar, a equipe de Portland depende em excesso de uma ofensiva (sétimo ataque mais eficiente da liga, contrabalanceado pela 10ª pior eficácia defensiva) extremamente centralizada em dois atletas (só Lillard e McCollum possuem média de mais de 11 pontos por partida). Isso costuma ser um problema em tempos de playoffs, especialmente contra um time com talento natural para o “jogar e deixar jogar”, como os angelinos.

Os duelos individuais no perímetro, que costumam ser um ponto a ser explorado no Clippers, podem revelar-se uma vantagem dos favoritos da série desta vez. Lillard e McCollum formam uma dupla de armação baixa, o que possibilita que Doc Rivers use formações com dois armadores (Paul, Crawford, Rivers, Prigioni) sem maiores preocupações. A situação pode ir ainda mais além: como o Blazers não tem armas ofensivas nas alas para pressionar a marcação (Harkless, Aminu, Henderson), até os alinhamentos com três PGs que Rivers utiliza eventualmente podem entrar em ação – algo que poderia ser contra-atacado com a entrada de Allen Crabbe.

No garrafão, o matchup apresenta mais problemas em potencial para Terry Stotts. O técnico tem escalado o Blazers com Aminu e Harkless como alas, em formação mais baixa que isola Plumlee como pivô. Contra o Clippers, ele enfrentará um dos poucos times que atuam com dois atletas de garrafão em Jordan e Griffin, o que pode colocá-lo em uma posição complicada. Como citado, esses dois alas não são armas ofensivas consistentes e o astro pode explorá-los no ataque próximo da cesta. Para sorte dos torcedores do Oregon, o elenco oferece opções de alas-pivôs para “mudar” a equipe (Ed Davis, Vonleh).

Nem tudo é desvantagem para o Blazers, porém. Eles precisarão, sim, de grandes noites de Lillard (médias de somente 18.0 pontos e 36.3% de aproveitamento nos arremessos de quadra contra os angelinos nesta temporada) e McCollum. Mas um caminho inesperado para tomarem o controle da série pode estar exatamente no garrafão: os rebotes. Até pela falta de Griffin na maior parte do ano, o Clippers é o terceiro time com menor taxa de rebotes defensivos coletados da liga e o Blazers registra a terceira maior taxa de rebotes ofensivos conquistados. Explorar a tábua, conseguir posses de bola extras e recolocar a bola nas mãos de Lillard/McCollum enquanto a defesa ainda está desarrumada é muito importante para um time que simplesmente não deverá conter o adversário no outro lado da quadra.

O Blazers fez uma temporada brilhante, superando expectativas avassaladoramente e conquistando torcedores. É um adversário perigoso, um franco atirador bem difícil de ser batido no Moda Center. Ainda assim, o (para muitos, antipático) Clippers é o melhor time da série e a forma/formações do adversário permitem que coloque em ação alguns dos “carros-chefes” de Doc Rivers sem muitas consequências. A torcida tem boas chances de não bastar aqui.

Palpite

Los Angeles Clippers 4 x 2 Portland Trail Blazers

  • Paulinho Sérgio

    Ansioso pra ver como Paulinho Pierce vai jogar.

  • luan

    Lillard vai mostrar pro cp3 o que é ser decisivo.
    Blazzers eliminam o menor da california e da NBA

  • Felipe Mendonça

    Clippers vai varrer, 4×0!

  • Sinceramente e sem clubismo, acho que será a série mais legal de acompanhar do oeste, pelo equilíbrio e Blazers é um time perigoso quando os arremessos caem, mas acho que o Clippão leva em seis jogos tbm…

  • – Tiago

    Blazers fez uma temporada excelente e surpreendeu a todos, mas o time do Clippers é muito melhor e com certeza vai passar para a próxima fase 4×2 ou 4×1

  • Doug

    Aposto em 4×1 para LAC…

  • Rafael Victor

    Clippers 4 X 3 Blazers

  • Rodolfo Ribeiro

    4 x 2 com boas chances de 4 a 1

  • Rubens

    Adoraria ver o Portland levando a série, mas acho que o segundo time de LA (rsrsrs) leva a série em 6 jogos

  • Vince Mendes

    os clippers tao numa baita fase se n me engano 7 vitorias seguidas, pra mim vao passar sem dificuldades

  • Clippers 4×1

  • Drexler

    Portland 4-0

    • Evandro

      Clyde “the glide” Drexler. Mito.

  • Evandro

    Portland 4 x 3. Lillard fazendo a cesta da vitória e da classificação no último segundo.

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados