logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 17 abr 2016 às 18:56
Pistons faz jogo duro, mas Cavs vence no fim

Heat, Clippers e Spurs atropelam seus adversários

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Michel Zelazny

(0) Detroit Pistons 101 x 106 Cleveland Cavaliers (1)

Dando início às suas jornadas nos playoffs, Cleveland Cavaliers e Detroit Pistons se enfrentaram na Quicken Loans Arena, na tarde deste domingo (17). Depois de uma reação no último período, e contando com uma atuação inspirada do trio LeBron James, Kyrie Irving e Kevin Love, o time da casa levou a melhor e venceu por 106 a 101.

Ainda que considerado favorito absoluto na série, o Cavs não começou bem a partida. Do outro lado, o Pistons exibiu um jogo extremamente coletivo, característico da equipe ao longo da temporada, sendo a única franquia a ter todos os titulares com média de mais de 14 pontos por jogo. O quarto inicial foi marcado pelo equilíbrio, com a maior vantagem de ambos os lados sendo de apenas quatro pontos. No final do período, LeBron saiu do banco para fazer uma bandeja no estouro do cronômetro e colocar os mandantes à frente no placar (27 a 25).

No segundo quarto, a equipe de Detroit passou a abusar das cestas de três pontos: foram sete ao longo do período. Isso manteve o Pistons à frente no marcador durante a maior parte do tempo. A rotação reserva dos visitantes, que vinha sendo um problema ao longo da temporada, foi um ponto forte do time, especialmente com o novato Stanley Johnson e o ala-armador Reggie Bullock. Já os mandantes contaram com apenas quatro pontos do banco, todos vindos do armador australiano Matthew Dellavedova. Toda a produção ofensiva do Cavs estava focada em seu Big 3, que atuou bem, mas não o suficiente para evitar uma derrota parcial por 58 a 53.

No terceiro quarto, o Cavs voltou a mil, comandado por Irving. O armador marcou oito pontos seguidos para retomar a liderança da partida. Contudo, o Pistons não cedeu à pressão do adversário e de sua torcida, e voltou a equilibrar as ações. O que se viu em sequência foi uma série de tentativas das equipes em abrir vantagem, com o oponente respondendo na mesma moeda. A diferença esteve em apenas uma posse de bola durante toda a extensão do período, que terminou com vantagem simples dos visitantes (78 a 76).

No período final, o Pistons começou avassalador, com duas cestas em menos de um minuto. A vantagem do Pistons subiu para sete pontos e forçou o técnico do Cavaliers, Tyronn Lue, a pedir tempo técnico. Com LeBron de volta ao jogo, bastaram dois minutos para o duelo ficar novamente em igualdade, forçando uma nova parada, desta vez do comandante do Pistons, Stan Van Gundy. Quando o jogo parecia sair das mãos da equipe de Detroit, que parecia nervosa e ficou seis pontos atrás no placar, com menos de três minutos para o fim do jogo, o armador Reggie Jackson acertou um arremesso, sofreu falta e ainda converteu o lance livre de bonificação para reduzir a vantagem para três. No final, contudo, a jovem equipe do Pistons não se encontrou em quadra, e permitiu que a diferença abrisse. Já o Cavs converteu seus lances livres e definiu o resultado.

O próximo confronto entre as equipes será realizado na próxima quarta-feira (20), a partir das 21h (horário de Brasília), e terá a transmissão da ESPN.

Destaques

Detroit

Kentavious Caldwell-Pope: 21 pontos
Marcus Morris: 20 pontos e cinco assistências
Reggie Jackson: 17 pontos e sete assistências
Andre Drummond: 13 pontos e 11 rebotes
Tobias Harris: nove pontos e dez rebotes
Stanley Johnson: nove pontos e oito rebotes

Cleveland

Kyrie Irving: 31 pontos, cinco rebotes e seis assistências
Kevin Love: 28 pontos e 13 rebotes
LeBron James: 22 pontos, seis rebotes e 11 assistências


(0) Charlotte Hornets 91 x 123 Miami Heat (1)

Miami Heat e Charlotte Hornets fizeram hoje o primeiro jogo da série válida pela primeira rodada dos playoffs da temporada 2015-2016 da NBA.

Desde o começo do jogo, ficou claro que o confronto não seria dos mais equilibrados: após anotar nove pontos contra apenas um de seu adversário, o jogo do Heat fluía muito bem, e os arremessos tinham ótimo aproveitamento. Do outro lado, o Hornets misturava desperdícios de posse de bola com arremessos de baixo índice de acerto. Já ao final do quarto, que teve como grandes destaques o ala Luol Deng e o pivô Hassan Whiteside, a vantagem da equipe de Miami já era de 41 a 22.

O segundo quarto não foi o massacre do período inicial, mas manteve a disparidade no placar acumulada no período anterior. O único ponto positivo da equipe do Hornets era o ala Nicolas Batum, que carregava o ataque de sua equipe. Batum finalizou a primeira etapa com 20 pontos, sendo o único de sua equipe a atingir duplos dígitos. Enquanto isso, o Heat diminuiu um pouco o ritmo, mas manteve a diversidade dos protagonistas ofensivos. As equipes foram para o vestiário com o Heat na frente por 67 a 50.

Se a vantagem não estivesse dilatada o suficiente, um início de sete pontos do Heat sem resposta do oponente basicamente sacramentou o jogo. Dali em diante, coube a franquia de Miami administrar a vantagem.

No final, as rotações reservas de ambos os times entraram em quadra e finalizaram o jogo inicial da série, que terminou com vitória do Heat por 123 a 91.

Destaques

Charlotte

Nicolas Batum: 24 pontos
Kemba Walker: 19 pontos
Al Jefferson: 13 pontos e cinco rebotes

Miami

Luol Deng: 31 pontos e sete rebotes
Hassan Whiteside: 21 pontos, 11 rebotes e três tocos
Dwyane Wade: 16 pontos, quatro rebotes e sete assistências
Joe Johnson: 11 pontos e seis rebotes
Amar’e Stoudemire: 11 pontos


(0) Memphis Grizzlies 74 x 106 San Antonio Spurs (1)

Em mais um jogo de domingo pela disputa dos playoffs, o San Antonio Spurs recebeu o Memphis Grizzlies e, sem qualquer problema, superou o adversário.

O primeiro período começou com ambas as equipes sendo ineficientes no ataque. Os mandantes chegaram a abrir uma pequena vantagem ao longo da primeira metade do quarto, mas ela foi rapidamente destruída pelo Grizzlies, que reduziu a diferença para apenas um ponto. Contudo, o Spurs encaixou uma sequência de cestas, e fechou o período na frente por 22 a 13.

No segundo período, a franquia de Memphis não se deixou levar pela vantagem adquirida pelos anfitriões, e contou com boas contribuições de Vince Carter e Lance Stephenson para novamente reduzir a liderança do Spurs, que chegou a apenas dois pontos após bandeja de Zach Randolph. Contudo, um novo forte final de quarto do Spurs dilatou a diferença do marcador, que foi para o intervalo em 48 a 37.

O terceiro período não foi marcado pelo razoável equilíbrio que ditou o ritmo das ações do primeiro tempo: dominante em ambos os lados da quadra, o Spurs contou com excelente esforço coletivo, liderado pelo trio Kawhi Leonard, LaMarcus Aldridge e Tony Parker. O banco do Spurs, ajudado por Manu Ginobili e Patrick Mills, também foi fundamental na expansão da liderança, que foi de 20 a 30 em apenas dois minutos para finalizar o terceiro quarto. Com o jogo virtualmente acabado, os titulares de ambas as equipes não estiveram em quadra para o período final, que teve no ala Kevin Martin, da franquia texana, seu principal destaque. O placar manteve-se estável durante quase todo o período, e o jogo acabou com uma contundente vitória do Spurs por 106 a 74.

Destaques

Memphis

Vince Carter: 16 pontos
Lance Stephenson: 14 pontos
Zach Randolph: seis pontos e cinco rebotes

San Antonio

Kawhi Leonard: 20 pontos, quatro roubadas de bola e três tocos
LaMarcus Aldridge: 17 pontos e quatro rebotes
Tony Parker: 15 pontos e seis assistências
Patrick Mills: 15 pontos e quatro rebotes
Kevin Martin: dez pontos


(0) Portland Trail Blazers 95 x 115 Los Angeles Clippers (1)

Em casa, o Los Angeles Clippers confirmou o favoritismo e superou o Portland Trail Blazers na abertura da série. O armador Chris Paul foi o principal destaque no comando do time californiano, que teve ainda a participação do astro Blake Griffin.

No início, o Blazers ofereceu resistência e chegou a estar empatado em 14 pontos. No entanto, os anfitriões anotaram oito seguidos e conseguiram manter o ritmo até o começo do segundo período. O time visitante, porém, tratou de pressionar e, com cesta de três de C.J. McCollum, a diferença caiu para dois. Pouco depois, os times estavam empatados e assim ficou até Paul fez seis pontos para fechar o primeiro tempo em 50 a 42.

Na volta do intervalo, a situação ficou ainda mais favorável ao Clippers. A equipe chegou a abrir 17 pontos após enterrada de Griffin e em seguida, ultrapassou a marca dos 20. O Blazers ainda conseguiu cortar para 13 no quarto período, mas ainda assim, os donos da casa seguiam controlando o placar. Em lances livres, Griffin deixou sua equipe na frente em 98 a 77, restando seis minutos para o fim. Chris Kaman fez faltas seguidas em DeAndre Jordan para que o pivô do Clippers fosse cobrar lances livres, mas ainda assim a diferença não caiu o suficiente para alterar o resultado.

Destaques

Portland

Damian Lillard: 20 pontos, oito assistências
Gerald Henderson: 16 pontos
Al-Farouq Aminu: dez pontos, 12 rebotes

Los Angeles

Chris Paul: 28 pontos, 11 assistências, seis rebotes
Blake Griffin: 19 pontos, 12 rebotes, seis assistências
DeAndre Jordan: 18 pontos, 12 rebotes, quatro bloqueios
J.J. Redick: 17 pontos
Jamal Crawford: 13 pontos
Austin Rivers: 11 pontos

  • Charles

    A juizada… sei não. Quando deram foul shot no Lebron que tocou a bola pro Love no corner, eu larguei as bets. Teve andada do Irving, as casuais faltas de ataque do Lebron que não são marcadas. Mas enfim, o Detroit não manteve o ritmo. Morris sumiu na 2nd half e o Drummond só jogou o 3rd quarter. Muitas 2nd chances pro Cavs e falhamos em converter cestas fáceis de transição ofensiva.

    • Eduardo

      Falta de ataque? Os cara não ficam parados e ainda caem q nem um morto e quer falta ainda é a falta flagrante no LeBron q não foi marcada, pra ser flagrante no LeBron tem q matar eu acho

    • Claudio R.

      como é que aquele lance é falta de ataque se o jogador está se movimentando no contato com o lebron? ai se joga… é falta de defesa, tá na regra… e o traveling, todo mundo anda na NBA, as estrelas, todo mundo…

      • Charles

        O Barnes andou em um lance muito similar ao do Irving, e foi marcado. Embora eu veja essa arbitragem tendenciosa, não acho que tenha sido por isso que o Cavs ganhou. Foram, de fato, superiores.

      • Michel Moral

        Eu reparei que é mais difícil os árbitros marcarem os traveling violation quando o jogador está em direção à cesta. Quando os caras recebem a bola posicionados e tentam a investida, o turnover acontece mais vezes.

        Sobre a foul, concordo. Jogador de defesa em movimento, falta da defesa, exceto quando o jogador de ataque abusa no “antijogo”, empurrando, segurando camisa, dando cotovelada, etc.

        • Charles

          Teve um lance que o Lebron atacou a cesta com a canhota e CONDUZIU o cotovelo direito contra o defensor, o Drummond no caso. O próprio Drummond, no começo da temporada em que ele estava espetacular, fazendo 20/20 de média, estava efetuando uma jogada de post em que ele subia fazendo o gancho com a direita e a esquerda ia de encontro ao marcador que ficava impossibilitado de fazer o bloqueio. Ele ganhou notoriedade na liga com suas médias absurdas e os juízes começaram a marcar faltas ofensivas em todas essas jogadas. Ele teve de parar de usa-las. A diferença gritante que vejo entre a natureza das jogadas em questão é o jogador que a efetua. O próprio SVG falou à repórter no final do jogo sobre os seus jogadores estarem frustrados com a falta de rigor da arbitragem nas jogadas de ataque do Lebron. O técnico respondeu que eles tem de simplesmente aceitar isso, porque “Lebron’s Lebron” (rs). Mesma coisas compararmos Reggie Jackson com alguém como o Harden. Reggie é um dos jogadores que mais ataca a cesta e pontua no paint. Mas é um dos que menos vai à linha de lance livre.

  • Esse Pistons dará muito mais trabalho em breve…

  • Alex Alves

    Incrivel como um bom técnico pode fazer em um time SVG é muito bom.

    • Felipe ASM

      Incrível mesmo, em tão pouco tempo, mas já com um coletivo muito interessante, ao meu ver ainda falta um pouco de experiência e algumas peças mais consistentes do banco. Vamos ver se eles vão engrossar a série ou não.

  • Kaio_

    para quem achava que iria ser fácil kk parece que não hein !

    LetsGoPistons

  • Uncle Drew

    Cleveland veio bem preparado, e defendeu muito bem o pick-and-roll entre Reggie Jackson e Drummond. Drummond q foi quase q completamente anulado pelo Tristan Thompson! Jogou demais o TT!
    Só q Pistons, um dos piores bancos da NBA, bizarramente acertou quase tudo em bolas de 3 pts! Graças aos reservas e o KCP.
    Cavs soube sair muito bem das dificuldades desse jogo, é até bom para não ser surpreendido nos jogos ou séries seguintes. É corrigir esse erro de não deixar os jogadores do Pistons arremessarem de 3 pts com facilidade, e continuar marcando bem o Drummond e o Reggie como hoje.
    Channing Frye precisa ser utilizado, e o LeBron junto com o Kevin Love no garrafão é uma excelente arma para quando a equipe estiver em apuros.
    Aliás partidaça do Kevin Love, aquele q não encaixava e precisava ser trocado, segundo alguns,.. está fazendo uma temporada muito boa até aqui.
    A mesma coisa é com o Irving, o garoto foi muito bem na temporada passada e nesta temporada vem jogando mal. Mas é imediatismo demais, dizer q ele precisa ser trocado. Quando não prende demais a bola, o Irving pode se encaixar junto com os outros 2 jogadores do Big 3.
    Nesse 1º jogo Kevin Love e Irving estavam com sangue nos olhos, o 1º bastante agressivo próximo a cesta, se esforçando muito na defesa e não hesitando em arremessos e o Irving se esforçando nas jogadas e defendendo bem também (ainda prende demais a bola em alguns momentos, isso precisa ser corrigido). Precisam continuar assim, se jogarem dessa maneira, LeBron poderá chegar mais tranquilo nas Finais e aí sim, jogar com força máxima. Hoje LBJ foi agressivo apenas em alguns momentos e fez o time jogar, pouco se esforçou. Graças ao bom jogo de Irving, Tristan Thompson e Love.
    Isso precisa continuar.

    • Michel Moral

      Com Irving e Love querendo jogar, o conceito de Cleveland Cavaliers muda (e muito).

  • Elinho

    Se o LBJ tiver essa ajuda de Irving/Love tem grandes chances de erguer o trofeu.

    • Eduardo Samponi

      ai vc acordou

      • Andre T.

        Não sei pq isso, todo mundo já viu oq o gsw é capaz de fazer, mas ninguém ainda viu oq esse time do cavs pode fazer, o grande problema do cavs é a irregularidade, e como eu disse ainda não vimos o cavs da o seu melhor, sinceramente cara eu acho q dá pra ganhar do gsw sim, mas tem q jogar a vida só assim pra ser campeão, e outra antes tem q chegar até a final, e aí q tá o problema do cavs é essa irregularidade que eu citei, num jogo vão bem no outro perdem para os reservas do Nets.

  • pedrokadf

    career high (em playoffs) para o love e irving ? é isso msm produção rs

  • David Silva

    Não posso dizer que as decisões da arbitragem tiveram realmente peso nesse jogo.Cavs mostrou superioridade, calma e contou com seu Big 3 inspirado nos momentos decisivos, portanto, nada de choro rs.
    Parece que as equipes tem conseguido parar o PnR entre Jackson e Drummond, talvez a jogada mais eficiente desse time, vamos ver se SVG e o próprio Jackson encontram soluções para isso ao longo da série.Aliás, RJ movimentou bem a bola no primeiro tempo, e fez jogadas interessantes com Marcus Morris, já no fim do jogo, o PG tentou resolver sozinho e acabou fazendo algumas cagadas.Quando ele tenta se movimentar sem bola, para uma melhor condição de chute, mostra bons resultados, sem precisar abusar de infiltrações e consequentemente diminuindo o número de TO’s.
    Importante destacar a atuação de Stanley Jonhson, sobretudo no lado defensivo.Ele conseguiu conter LeBron James em muitos momentos.
    Fiquei até um pouco surpreso com muitos dos comentários aqui no Jumper, afirmando que o Pistons seria varrido facilmente pelo Cavs, sinceramente, acho que estão se deixando levar pelo recorde dos dois times apenas.Eu diria que o Cavs, passando pelo Pistons, sai fortalecido, pois enfreta uma equipe com um estilo particularmente difícil de lidar.

    • MDias

      Pistons jogou muito bem, não se intimidou contra os Cavs não.

  • Felipe Sousa

    quero ver o cavs pegar um Spurs, warriors ou okc numa eventual final…vai moiar pro time do lebron hein kkkkk

    • cleberson23

      Ganhou os dois jogos do fraco OKC (Durant é seu maior freguês), ganhou 1 jogo e perdeu outro contra os spurs, perdeu os 2 contra o GSW ( o primeiro em okland foi muito disputado e no segundo o Warriors provavelmente fez a sua melhor atuação da temporada.

  • Jogo muito bom entre Pistons e Cavs, acho que acertei que a série seria equilibrada vendo por este jogo, o problema foi a instabilidade do detroit no fim, Love foi muito bem e jogando assim vai ajudar muito o Cavs…

    Miami e Spurs com vitórias tranquilas…

  • Borges Heat

    “Hornets 4-2” rs

  • Math

    Heat campeão da NBA

  • Math

    Imagina esse paneliers numa final contra o Miami kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Wadeus vai deitar

  • Vítor Hugo ⚡

    Kleber, torcedor do Knicks, foi banido mesmo? O que aconteceu?

    • Gustavo Freitas

      Não to sabendo. Se foi, vou conversar aqui pra saber o que houve e vou pedir seu desimpeachment.

      • Vicente Celtics

        Pode me explicar qual o motivo de tantos banimentos ontem a noite?? Ninguém estava fazendo nada demais, apenas estávamos falando sobre política. Concordo q aqui não é lugar, mas não precisa banir todo mundo praticamente.

        • Gustavo Freitas

          Acho que foi isso mesmo, Vicente. Tanto que hoje vai um aviso sobre o assunto.

          É difícil, sabe? Estamos em um site de NBA e, do nada, começaram a falar sobre política. Os ânimos ontem estavam muito exaltados de todos os lados. Então é melhor evitar. Pelo menos, por enquanto.

      • Rafael Victor

        Longe de mim querer ser advogado de alguém, mas… não vi nada demais ontem no que tava se falando! Pensei que só alguns comentários tinham sido retirados, só que alguns foram banidos (Kleber, TiagoCeltics, Vicente Machado…) Se tiver como rever isso aí, seria legal! Até porque, fui um dos que tava conversando com os caras e me senti meio mal com esse banimento deles!

        • Vinicius_nba

          Eu também estava no meio da conversa e não vi nada demais. Pelos meus pais, meus tios, meu cachorro que não tenho e pelo Corinthians campeão da libertadores, voto sim ao desimpeachment.

  • Jean carlos

    Putz, que partidaça do Heat! Jogando nesse nível o time tá nas finais de conferência. Whiteside é um monstro, difícil parar o rapaz. Spurs foi muito tranquilo. Pena que o Grizz tá sem marc gasol… Já o Blazers , tirando Lillard, sentiu a pressão dos offs. Garotada meio que se apavorou ali no fim de 2 quarto. Time sem garrafão também complica ( Pega o Al Horford na offseason Olshey ), as bolas de 3 não caindo e CP3 jogando como sempre ai já viu né! Mas dá para fazer os ajustes e tentar uma vitória no próximo jogo. Let´s go Blazers

  • Galvão – EL HEAT🔥 #305

    Só espero que a irregularidade que assombra aquele time do Heat não apareça nessa série!

  • indian #Super George

    Parece que o Oeste Selvagem não e tão disputado assim ..

    • Rodolfo Ribeiro

      4 melhores do Oeste >>>>>>>>>> 4melhores do Leste
      4 piores (offs) do Oeste <<<<<<<<<<< 4 piores (offs) do Leste

      Aí já viu…

  • Marcio

    Toronto perdeu em casa nos Playoffs e qual a novidade?

  • Gabriel Batista

    Time do Memphis inofensivo cara, diante dos Spurs

    • Michel Moral

      Que time do Memphis? Daqui a pouco vão dar uniforme para o roupeiro do time. Tá todo mundo no estaleiro…

  • Lucas Ramos

    Baita partida do Heat ontem, sem dar chance pra maiores complicações. Se portou bem na defesa, e soube encontrar os espaços no ataque. Deng veio ON FIRE pra partida, jogando de um modo jamais visto.
    Wade agora jogando sem undershirt, no ~modo playoffs de se viver~. Falando em Wade, certeza que ele ensinou direitinho o menino Winslow quanto ao euro step. Hahahah
    https://vine.co/v/itLeWubhY9V

    Que continue assim, nessa pegada, e evitar maiores complicações.

    #WHITEHOT #HEATPLAYOFFS #LETSGOHEAT #HEATNATION #NAOVAITERGOLPE, digo, #NAOVAITERHORNETS

  • Thiago Pinto

    Sobre o primeiro quarto do jogo do Clippers x Blazers ontem

    1 – O narrador do Sportv disse, durante os lances de Hawks x Celtics, que a vitoria de Atlanta era esperada, dado que esse fez uma campanha infinitamente superior.

    2 – Esse mesmo narrador disse que o JJ Redick ganha US$ 111.000 por ano.

    3 – Eu não tenho um time na NBA, torço para jogadores, e não tenho vergonha de mudar. Mas tem uns três anos que torço pro Chris Paul ser campeão da NBA, tomara que um dia ele consiga, pq merece demais.

    • Charles Teodista

      Cara, metade do que o pessoal do Sportv fala você pode esquecer e a outra metade nem preste atenção.

      Eles falam muita baboseira durante os jogos.

    • Fabrica de Vassilo

      Se for pra falar bosta, ganhar por isso, e ainda assistir basquete no trabalho, podiam me chamar né.Não sei nem por que eu me surpreendo com isso, todos sabemos que esporte pra globo, tem níveis de prioriadade, onde o futebol é a prioriade suprema.

    • Michel Moral

      Como eu sou fanático pela NBA desde moleque e sempre tive a dificuldade para ter acesso aos jogos e tal, eu só tenho a agradecer a SporTV. Tenho até medo de criticar com receio de tirarem do ar rs rs rs

      Agora realmente a equipe de transmissão é muito abaixo da média. Eu gosto do Roby Porto, mas a voz dele me dá sono. O basquete tem que ser narrado por quem transmite emoção!

      Os comentaristas são muito “globo”. Preocupam-se muito mais com a forma do que com o conteúdo. Percebe-se que a equipe trabalha, mas não curte o basquete. Aí fica difícil…

      • Thiago Pinto

        Mas podiam ao menos estudar. Eu to longe de acompanhar como você e grande parte do pessoal que comenta aqui, mas não precisa acompanhar muito pra saber que não tem como o JJ ganhar 100 mil dolares por ano. Ou olhar a classificação e ver que Atlanta e Boston terminaram empatados. Tbm acho otimo o SPORTV entrar e mostrar a qtd de jogos que esta mostrando, mas se tivessem pessoas que realmente fazem um trabalho legal, poderiam ter muito mais audiencia.

  • Marcelo Oliveira

    O Que foi mais surpreendente nessa primeira Rodada de Playoffs

    – Heat passando fácil pelo Hornets ( pra muitos vai ser a serie mias equilibrada )
    – Raptors perdendo pro Pacers com Paul George fazendo mais pontos que Lowry e DeRozan
    – Os Massacres nos confrontos do Oeste
    – Cavs tendo muita dificuldade contra o Pistons ( pra muitos seria mais fácil )

    * E Claro que e só os primeiros jogos.

    • matheus da silva dos santos

      A única certeza é que GS passa fácil, não somente porque é um time sensacional, mas o Houston é mto fraco

    • Matheus Sensato

      – Jogo do Barba sem bater lance livre.

  • Gabriel Batista

    Hj tem mais barba bravo e todo time do Houston desnorteado

  • Sid Payne- Dança muito

    Perdi a rodada dos offs e a surra do Okc… vacilo isso, mas hoje temmmmm

  • Rodolfo Ribeiro

    KAWHI LEONARD ELEITO DEFENSE PLAYER OF THE YEAR! !!
    Justo ou mt justo?

    • NYK

      Justo, extremamente justo.

    • Rafael Victor

      Deveria ter ido pro Green, mas não dá pra dizer que foi injusto (embora ache que tenha um quê de prêmio de consolação disso)! É algo como se dessem o MVP pro Westbrook ao invés do Curry! Seria injusto? Não, mas…

      • NYK

        Alguém já ganhou duas vezes?

        • Rafael Victor

          Acho que, talvez, Mutombo, BEN WALLACE e o Howard!

          • Claudio R.

            Dennis Rodman tbm

      • Felipe Mendonça

        Injusto não seria, seria covardia o West ganhar esse MVP e o Curry não.
        Para a supremacia do Curry na liga não existe tirar esse MVP dele e dar a alguém como consolação. kkkkkkkkk

      • Rodolfo Ribeiro

        Acho que são questões diferentes.Green foi mt bem,mas a concorrência dele com.kawhi era mt Grande. Já no caso do Curry com Westbrook,a campanha é algo que leva mt peso.Individualmente seria discutível,o Curry fez uma temporada absurda,mas o Westbrook também faz…porém, a campanha é que manda no MVP,tornando injusto o prêmio ir para o Russ.Isso diferencia um pouco os dois casos.
        Eu particularmente achei justo..

        • Rafael Victor

          Também achei justo, só que esperava que esse ano fosse pro Green!

    • Felipe Mendonça

      Esse ano não contou com a concorrência do Jimmy Buttler, mas o Dreymound Green também merece ser lembrado.
      Enfim, justo!
      Gosto muito do menino Kawhi, craque.

  • Uncle Drew

    Mason Plumlee vivendo dia de Aron Baynes. Coitado do garoto, rsrs. 3 posters!
    https://www.youtube.com/watch?v=ZwWkoew2dPQ
    https://www.youtube.com/watch?v=idnICrEhNsI

    • Rastaman

      Essa primeira foi o que eu vi de bruto nesses offs

  • Rafael Victor

    Blazers segurou o Clippers durante os dois primeiros quartos, mas na volta do intervalo não teve chances! CP3-Griffin mantendo o nível de atuações de ontem, Clippers vai longe!

  • Álvaro S.R.

    Até aqui sem muitas surpresas nos offs.

    No Oeste.

    GSW 1×0 Rockets – Jogo um da série foi um passeio.
    OKC 1×0 Dallas – Outro passeio, deu até para poupar os titulares.
    Spurs 1×0 Grizzlies – Mais um passeio, a equipe de Memphis não possui poder ofensivo.
    Clippers 1×0 Portland – Portland fez o que pode, mas o time ainda é muito limitado. CP3 jogou muito e o Clippers saiu com a vitória.

    Agora no Leste.

    Raptors 0x1 Pacers – Tudo como o previsto para mim, apostei no Pacers nessa série.
    Hawks 1×0 Celtão – Quase deu para o Celtics, mas o Hawks foi superior e mereceu ganhar.
    Heat 1×0 Hornets – Talvez a única surpresa foi aqui, não pela vitória do Heat que já era esperada, mas sim pela partida excelente que o time fez.
    Cavs 1×0 Pistons – Cavs venceu com desempenho em alto nível do seu trio, porém o jogo foi bem apertado, já não acredito em uma varrida nessa série se o Pistons jogar assim todos os jogos.

  • NYK

    Trio do CAvs com 81 pontos. Quem segura?

    • Gabriel Batista

      Preocupante isso sim ! Nas horas decisivas é o conjunto, o grupo que vai se sobre sair

      • NYK

        Preocupante?

        • Gabriel Batista

          Sim.. o resto do time não pontua e não confio 100% no Love e Irving, tem jogos que são atuações mto abaixo da media, contra os grandes não vejo eles chamando o jogo pra si e garantindo a vitoria.. é isso que preocupa la pros instantes finais

    • Felipe Mendonça

      Isso porque o Lebron deu uma de Chris Paul…

  • Elber Sampaio

    Não assisti a partida ontem, mas, acompanhando pelo Box e pelos comentarios da rodada foi um passeio do Heat em cima do Hornets. O Miami é favorito sim, porém, o Hornets tem que dar pelo menos combate em quadra, se não fica dificil. Passar do Heat é quase impossivel mas pelo menos fazer jogos duros isso tem que acontecer.

    No Oeste “amigável” tudo saindo como previsto. Como eu queria, os Ursos despedaçados não conseguem fazer frente ao Spurs e pode ser que de pra descansar bem o time na serie para enfrentar provavelmente o OKC na proxima fase.

  • Clippers passeou no segundo tempo contra o Blazers, eu tava achando bom o jogo na primeira etapa, pois Lillard tava bem e harkless tbm, mas no segundo tempo o Clippers defendeu demais e buscou fazer o Portland afunilar mais o jogo pro D.Jordan pegar todo mundo debaixo do garrafão e CP3 mandou muito bem…

  • Charles

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados