logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 26 maio 2016 às 13:16
Warriors enfrenta Thunder em busca de virada histórica

Atuais campeões precisam vencer três jogos finais da série para seguir na defesa do título

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Gustavo Freitas

O Golden State Warriors está com as costas contra a parede. Perdendo a decisão da conferência Oeste por três a um, o time de Oakland recebe o Oklahoma City Thunder nesta quinta-feira para começar a luta por uma virada histórica na NBA, que aconteceu apenas duas vezes na última década.

Na história da liga, somente nove de 231 times que estiveram na situação em que os atuais campeões se encontram hoje e conseguiram reverter o resultado para alcançar uma improvável classificação. A última ocorrência foi nas semifinais da conferência Oeste do ano passado, quando o Houston Rockets eliminou o Los Angeles Clippers ganhando os três jogos finais da série melhor de sete.

Antes do Rockets, o Phoenix Suns havia sido o último a conquistar a complicada façanha. A equipe do Arizona, então comandada pelo craque Steve Nash, perdia confronto para o Los Angeles Lakers em 2006 e correu atrás do prejuízo para chegar às finais do Oeste, superando o time de Kobe Bryant em sete partidas.

O retrospecto não é o único inimigo do Warriors nos próximos dias: as atuações abaixo do esperado de peças fundamentais do elenco também complicam as chances dos defensores do título. Duas vezes MVP da liga, Stephen Curry faz série abaixo do esperado e vem aproveitando “apenas” 38% de suas tentativas para três pontos, comparados a 45.4% de acerto na temporada regular.

Outro que está deixando a desejar é Draymond Green. O ala-pivô converteu só dois de seus 16 arremessos de quadra nos últimos dois jogos e teve as atuações agravadas pela quase suspensão recebida da liga após chutar o pivô Steven Adams na virilha. A NBA “poupou” o titular punindo-o só com uma multa de US$25 mil e falta flagrante dois extra.

Confira as outras sete equipes que já conseguiram realizar a proeza que o Warriors precisa fazer a partir desta quinta-feira, às 22h (Brasília), com transmissão ao vivo do SporTV 2:

Celtics 1968– Em 1968, o Boston Celtics bateu o Philadelphia 76ers depois de perder três dos primeiros quatro jogos da série. A equipe comandada pelo técnico/jogador Bill Russell buscou a reação vencendo duas partidas na casa do adversário, já que não tinha vantagem de mando de quadra para agravar ainda mais a situação. O time conquistaria o título da temporada semanas mais tarde.

Cada um dos times envolvidos naquela semifinal era liderado por quatro futuros integrantes do Hall da Fama. Além de Russell, o Celtics contava com Sam Jones, John Havlicek e Bailey Howell. O Sixers tinha Wilt Chamberlain, Hal Greer, Chet Walker e Billy Cunningham.

– Em 1970, o Los Angeles Lakers venceu o Phoenix Suns nas então semifinais de divisão ganhando os três duelos finais da série. Os angelinos tinham a vantagem de mando de quadra, então reverteram a situação ganhando duas das três partidas em casa. A equipe do Arizona tinha Connie Hawkins e Gail Goodrich à frente de seu elenco, enquanto os futuro vice-campeões da liga (perderiam em sete jogos para o New York Knicks) eram liderados por Chamberlain, Jerry West e Elgin Baylor.

Em 1979, o Washington Bullets derrubou o San Antonio Spurs após sair em desvantagem nos primeiros quatro jogos da série melhor de sete. O time da capital dos EUA ganhou as três partidas derradeiras da decisão de conferência, duas delas em casa, com toques de dramaticidade: todas por oito pontos ou menos.

O Bullets, que seria vice-campeão daquela temporada, contava com os integrantes do Hall da Fama Elvin Hayes e Wes Unseld no time, enquanto o Spurs tinha outros dois jogadores eternizados no templo máximo do basquete: o “Iceman” George Gervin e Louie Dampier.

– Em 1981, a história se repetiu e o Celtics eliminou o Sixers em sete jogos, após estar perdendo a série final da conferência Leste por três a um. Considerado um dos confrontos mais incríveis da história da NBA, os futuros campeões da liga venceram as três partidas finais por uma posse de bola – e diferença somada de cinco pontos (111-109, 100-98 e 91-90).

O time do gênio Larry Bird esteve perdendo o quinto jogo por seis pontos a menos de dois minutos do final, o jogo 6 por 15 pontos (fora de casa) no terceiro período e o sétimo embate por sete pontos no último quarto. Conquistou as viradas nas três oportunidades, contra a equipe do lendário Julius Erving, para fazer história.

– Em 1995, o Houston Rockets superou o Phoenix Suns nas semifinais do Oeste revertendo derrotas sofridas em três dos primeiros quatro jogos da série. Os então campeões não tinham vantagem de mando de quadra e venceram o jogo 7 no Arizona, por um ponto, com uma cesta de longa distância salvadora de Mario Elie nos segundos finais.

O Rockets conquistaria o bicampeonato da liga naquele ano com Hakeem Olajuwon, Clyde Drexler e Robert Horry, enquanto o Suns tinha Charles Barkley, Danny Manning e Dan Majerle no elenco.

– Em 1997, o Miami Heat derrubou o New York Knicks em sete partidas nas semifinais do Leste, aproveitando a vantagem de mando de quadra para reverter a situação adversa realizando dois dos três jogos derradeiros em casa. A virada seria impulsionada por uma série de suspensões, que, somadas, tiraram cinco jogadores nova-iorquinos de ação nas duas partidas decisivas.

A virada valeu pouco para o Heat, que era liderado pela dupla Alonzo Mourning e Tim Hardaway, já que o time perderia logo em seguida contra o futuro campeão Chicago Bulls em cinco jogos. Entre outros atletas notáveis, o Knicks contava com Patrick Ewing e Allan Houston em seu grupo.

– Em 2003, o Detroit Pistons venceu o Orlando Magic e espantou a zebra que se anunciava após os quatro primeiros jogos das quartas-de-final da conferência Leste. O Pistons venceu as três partidas finais da série por uma diferença igual ou superior a 15 pontos, mesmo enfrentando um inspirado Tracy McGrady do outro lado.

A equipe de Chauncey Billups, Richard Hamilton e Ben Wallace chegaria até as finais do Leste naquela temporada, quando foram “varridos” pelo então New Jersey Nets. Com a mesma base, eles conquistariam o título da NBA no ano seguinte.

  • Rodolfo Ribeiro #ThunderUp⚡

    Na verdade,quem está indo em busca de uma marca historica é o Thunder,que seria eliminar um dos times mais favoritos da história em uma temporada.Vencer 3 jogos daqui pra frente é algo perfeitamente possível,ainda mais sendo o melhor time da atualidade.Thunder ainda é a Zebra,e como disse o GE:vai desafiar a lógica e tentar eliminar um time que já é o campeão antecipado.

    • Marcos

      hahahah grande GE

  • Sid Payne- Dança muito

    Hoje menos de 20pts do Roberson é zebra

  • Galvão – EL HEAT🔥 #305

    O Thunder está sendo brilhante no que se dispôs a fazer! O Warriors jogou a temporada toda criando missmatch e jogando os caras grandes pra fora do garrafão, até para poder buscar o rebote ofensivo, mas o Thunder tá marcando tão bem e saindo em uma velocidade tão absurda no fast break que o GSW tá abrindo mão de brigar pelo rebote para tentar não tomar o contra ataque. Quando o Warriors apelou pra formação mais baixa, que muitos dizem ser a formação mortal, o Thunder foi pra formação mais baixa e massacrou eles fisicamente, ganhando muito rebotes ofensivos, defendendo em uma intensidade absurda. Acho que o OKC vai para esse jogo sem nada a perder, e vai pra matar a série já.

    • Vince Mendes

      É bom que o OKC mate a serie hj que a moral do GSW n ta mto alta, tem que aproveitar o momento, porque se essa equipe dos Warriors ganha hj e pega moral a coisa pode ficar feia

  • Rafael Victor

    Hoje a defesa do OKC tem que funcionar mais do que nunca, porque Curry-Green vão vim pro arrebento! Vai ser tudo ou nada! Eles sabem que se forem eliminados nesse jogo 5 toda a temporada histórica deles vai por água abaixo e vai se tornar a mais inútil de todas!

    Por isso, o OKC tem que entrar muito ligado e cometer o minimo de erros possíveis, senão…

    • Thiago91

      Concordo em tudo.

    • – Tiago

      O Thunder tem tudo pra conseguir fechar a série até hoje mesmo, o Warriors vai entrar com sangue nos olhos porém com uma pressão enorme, se as bolas não caírem vão ficar extremamente nervosos e vão cometer erros. Já o OKC joga tranquilo pq tem uma ótima vantagem. Sem contar que o Thunder com certeza vai jogar com muita vontade pra fechar a serie logo e não da sopa para o azar

    • Doug

      Bem, Rafael, as marcas históricas vão ficar…de certo modo, concordo com vc…mas a temporada não terá sido tão inútil…rs…mas, tendo-se em vista o que fez nessa temporada, desse time aí não dá para se duvidar mais, e uma virada, embora improvável, pelas circunstâncias, é ainda possível…de qualquer maneira, na torcida pelo Thunder nas finais…

  • Denyson

    A unica coisa que axo diferente é a moral do GSW, que pela lógica deve estar lá em baixo. Continua precisando ganhar 2 em casa (perfeitamente possível) e 1 em OKC. Esse embate em OKC que tá difícil pros amarelos. Podem falar do Curry por ser MVP e etc… Mas o Green é de longe o pior jogador da série. N defende, n ataca, perde rebotes e ainda faz merda atrás de merda. Bogut tb n faz nada e n joga nem 30 minutos. Ai o garrafão domina muito mesmo.

  • #OKCThunder

    Deandre Jordan foi 1 time nba kkkkkkkkkk
    Tiraram Cousins-Durant pra por ele

    • Felipe Monteiro

      Não é possível isso? Sério mesmo?? Você viu aonde??? PQP!! Que coisa mais ridícula! DeAndre Jordan não foi nem TOP 5 de Pivôs nessa temporada…

      • Alex30

        Top 5 de pivos ele foi , mas N sei se ele merecia nem o terceiro time da temporada

        • Felipe Monteiro

          Estava pensando nisso depois que escrevi, Alex. Ele foi justamente o meu 5º. Antes dele coloquei, não necessariamente nesta ordem, Cousins, Whiteside, Towns, Drummond, com Jordan em 5º. AInda teria Pau Gasol (que jogou de pivô esse ano), o próprio Valanciunas, porém acho que estes 2 últimos citados jogaram um pouco abaixo do DeAndre Jordan. Mas muito sinistro esse lance dele ser eleito para o All NBA 1° Team!!

          • Alex30

            Aham, mas desses pivos tipo drummond, whiteside e jordan achei quase msm nivel , tem galera q botaria ele até em um top 3 ou atrás apenas do cousins..

      • #OKCThunder

        Pag da nba
        Curry-West-Leonard-LeBron-Sr.FT

        • Felipe Monteiro

          Valeu, Sid Payne. Quero ver a dancinha com WestCrazy depois que fechar a série hoje a noite. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • #OKCThunder
    • Felipe Monteiro

      kkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Dwight Howard teve 3 pontos??? Quem será o(s) louco(s) que votou nele?? Fora outras aberrações ai que não merece nem comentário, mas essa de Howard foi foda!!!

    • Galvão – EL HEAT🔥 #305

      Que merda de insistência é esse com DeAndre Jordan que eu não tô entendendo!

    • – Tiago

      Piada DeAndre Jordan no primeiro time, pqp KKKKKKKKKK

  • Victor Chittolina

    Se o GSW não for campeão, morre qualquer argumento que esse time é melhor que o Bulls do MJ.

  • DeAndre Jordan o jogador supervalorizado meu Deus

  • Doug

    DeAndre no primeiro time????? Tirando ele acho que o resto era isso mesmo…dos três times mesmo…

  • A virada agora me parece bem complicada, não acredito que o OKC jogando o que está jogando vai dar uma de “Clippers” (vide semi do oeste ano passado), mas os atuais campeões devem jogar duro e se empenhar bastante nesses próximos jogos, porém quando o Thunder consegue abrir uma diferença de mais de dez pontos nessa série o Warriors começa a forçar arremessos idiotas, errar e sair da zona de conforto deles que é a transição e os muitos passes pra achar um arremessador livre ou uma jogada trabalhada então a missão é complicadíssima pro GSW mas se fizerem 3 jogos muito bons têm condição sim de reverter a bagaça…

  • Marcos Gordinho

    Quando o Warriors ganha foi Curry, quando perde foi Curry. Pelo que percebi ele é um dos poucos que está assumindo seu papel dentro da equipe desde sempre. e a equipe tá mal. Green não precisa ter números extraordinários, precisa simplesmente manter seus números médios. O banco também não corresponde, Mareesse esta excepcional na temporada e no inicio dos offs, agora parece aquém. Se faz necessário usar a inteligência e a arbitragem caseira hoje (que negou faltas visíveis ao franzino armador de Golden). Curry, Thompson, Iggy e Barnes precisam pendurar as principais peças defensivas do Thunder, Green manter a calma, a proteção dos arremessadores de perímetro se faz necessário como nunca. E o banco rodar de forma eficiente. Tá nas mãos de Kerr.

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados