logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 1 jun 2016 às 12:47
Prospecto do Draft 2016 – Kay Felder

Ex-armador de Oakland tem boas chances de ser escolhido na segunda rodada do recrutamento

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Gustavo Lima

Kay Felder

Idade: 21 anos
País: Estados Unidos
Universidade: Oakland
Experiência: Junior
Posição: armador
Altura: 5’9.5’’ (1.77m)

Médias na temporada 2015-16: 24.4 pontos, 4.3 rebotes, 9.3 assistências, 2.0 roubos de bola, 0.3 toco, 3.4 erros de ataque, 44.0% de aproveitamento nos arremessos de quadra, 35.5% de aproveitamento nas bolas de três pontos, 84.8% de conversão nos lances livres, 36.7 minutos em quadra

Pontos fortes: Um dos maiores cestinhas da última temporada na NCAA, Felder é o prospecto mais baixo do recrutamento. O armador foi o “dono” do fraco time de Oakland e fazia de tudo um pouco em quadra. Veloz, forte fisicamente e dotado de envergadura e agilidade lateral elogiáveis, o canhoto Felder é capaz de pontuar de várias formas (tiros de três pontos, jump shots de média distância, infiltrações) e não foge do jogo de contato, apesar da baixa estatura. Seu domínio de bola é excelente e ele é um driblador de primeira linha (tem facilidade em mudar de velocidade e direção quando ataca a cesta). Aliás, a maioria de seus pontos é originada de arremessos após o drible (step back jumper é sua marca registrada). Já na defesa, ele utiliza bem seus atributos físico-atléticos para ser excelente em cortar linhas de passes e pressionar o adversário que está com a bola. E Felder não é apenas cestinha. Líder em assistências na NCAA em 2015/16, o armador é um passador criativo (eficiente nas situações de pick and roll e drive and dish) e que tem uma ótima proporção de assistências por desperdícios de posse (2.73). Enfim, Felder é um prospecto intrigante que tem potencial para ser o “novo Isaiah Thomas”.

Pontos fracos: Além da baixa estatura, o fato de ter atuado em um time fraco e ter enfrentado adversários não muito qualificados “complica” a subida do jogador nas projeções. Felder deverá ter dificuldades para finalizar no nível profissional, quando terá pela frente adversários mais altos, fortes fisicamente e atléticos. O fato de não se destacar no quesito impulsão e finalizar essencialmente com a mão esquerda podem lhe trazer problemas ao atacar a cesta na NBA. Outro aspecto que ele precisa melhorar é a seleção de arremessos (força muitos floaters). Felder tem as ferramentas necessárias para se tornar um bom defensor em nível profissional, mas sua baixa estatura e esforço questionável na marcação (se perde facilmente quando tem que defender o jogador que não está com a bola) causam sérias dúvidas se ele pode ser útil nesse lado da quadra. Difícil pensar que ele conseguirá ser eficiente marcando a maioria dos armadores da NBA, que são atléticos e altos.

Comparações: um mix de Nate Robinson (ex-Chicago Bulls), Isaiah Thomas (Boston Celtics) e J.J. Barea (Dallas Mavericks)

Projeção: entre as escolhas 31 e 50

Confira alguns lances de Kay Felder

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados