logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 7 jun 2016 às 15:48
Dono do Wizards quer Tomas Satoransky para a próxima temporada

Ala-armador foi recrutado em 2012 pelo Wizards

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Gabriel Farias

Com apenas cinco jogadores garantidos para a temporada 2016-17 e sem escolhas prévias no próximo draft, Scott Brooks, novo técnico do Washington Wizards, pode contar com um experiente novato como reserva imediato da dupla John Wall e Bradley Beal.

Escolhido pelo Wizards no recrutamento de 2012, o armador Tomas Satoransky está nos planos da equipe para a próxima temporada e, segundo informações da CSN, recebeu uma visita do vice-presidente de operações, Tommy Sheppard, antes de renovar seu contrato com o Barcelona. Dono da franquia da capital, Ted Leonsis comentou sobre a situação do jogador tcheco na última semana.

“A grande questão é se ele [Satoransky] está pronto. Nossa comissão técnica decidirá, porém, a nossa intenção sempre foi trazê-lo na próxima temporada. Ele evoluiu muito nos últimos anos e seria uma grande adição ao nosso time”.

O novo contrato de Satoransky com o Barcelona é de quatro anos e sua liberação imediata custaria cerca de US$ 625 mil aos cofres do Wizards. Na última temporada regular da Liga ACB, o jogador de 24 anos teve médias de 10.1 pontos, 2.9 rebotes, 4.2 assistências e 55% de aproveitamento nos arremessos.

  • Felipe Rodrigues

    Sinceramente se tem uma coisa q eu não faria se eu fosse GM na NBA é draftar estrangeiro.

    Essa historia de ter q esperar anos pra ter o jogador não me agrada e mesmo os atletas q vem imediatamente pra liga me geram desconfiança.

    Todo ano o grande prospecto estrangeiro vem com um aviso de q “o fato de jogar fora o torna uma grande incógnita”

    • Chimbinha

      Mas as vezes pegam um pick alta de segunda rodada, sem nem intenção de utilizar o cara.Vai que ele arrebenta lá fora, é um risco calculado.Spurs adora fazer isso.

      • Chimbinha

        esse cara foi draftado em qual posição ?

        • Galvão – EL HEAT🔥 #305

          Foi a pick 2 do 2º round.

    • Rodrigo Toledo

      Depende da situação da franquia.

      Se ela não tem pressa em reconstruir o seu time, acho válido esperar. Se precisam de um talento a curto prazo, seria um pouco mais arriscado.

      Ainda assim tem casos como o de Nowitski e Porzigins que deram muito certo. Fora steals que os Spurs pegam como Ginobili, Parker e tal.

    • A escolha de um prospecto internacional quase sempre está ligada ao valor agregado que ele vai trazer: Experiência internacional (caso ele evolua na Europa), espaço no CAP (sempre é bom) e feeling dos scouts.

      Até pela visibilidade um jogador internacional pode ter o potencial aumentado por estar num tempo de avaliação menor (e algumas vezes) competindo contra os profissionais ou competições de curta duração e alto nível técnico enquanto um ”jogador local” passa uma temporada longa de altos e baixos dentro do College podendo ser avaliado pela torcida, imprensa e os scouts.

  • Galvão – EL HEAT🔥 #305

    Eu não consegui acompanhar o basquete Europeu essa temporada como gostaria, acho que a falta do Sports+ pesou pra isso.

    Mas eu gosto muito do Satoransky, é um SG alto e bem atlético. Mas tem que trabalhar para aprimorar os arremessos mais longos.

  • Joga muito o armador tcheco do barcelona, alto, rápido, defende bem e muito atlético pra posição, fico pensando como ia ser louco ver ele e o João Parede correndo e fazendo um milhão de bandejas kkkkkk

  • Jogaria tranquilo nos Wizards. Armador alto, atlético tem bem o shape da NBA, podendo tanto revezar com Wall na 1, quanto jogar na 2, visto que Beal tem muitos problemas de lesao

  • Anderson Tomás

    Armador Longilíneo , diferente da maioria . Me lembra muito um grande jogador que tá velhinho mas ainda quebra o galho na Grécia , Dimitris Diamantidis . Leva vantagem no Matchup contra jogadores mais baixos e tem muitos atributos para um jovem . Se transforma em 2 fácil, chuta bem de fora , e tem bom QI de Basquete. Quem não o conhece e os torcedores do Wirzão , terão a oportunidade de conhecê-lo no Pré – Olímpico mundial agora, eles ( Tchecos ) vão ter bons jogos contra os Sérvios, Porto-Riquenhos e Angolanos. Mas a vaga será dos Sérvios jogando em casa.

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados