logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 25 jul 2016 às 08:02
Barkley segue cético em relação ao Warriors: “Small ball não funciona”

Ex-jogador e comentarista mantém oposição aos times que usam formações baixas na NBA

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Ricardo Stabolito Jr.

O uso de quintetos mais baixos, o chamado small ball, não para de crescer e ganha adesões a cada temporada na NBA. E, apesar do sucesso ao redor da liga, Charles Barkley continua sendo forte oposição ao estilo de jogo popularizado pelo Golden State Warriors. Mesmo com a contratação do astro Kevin Durant, o ex-jogador aposta que os bicampeões do Oeste caminham para o fracasso seguindo com sua forma de atuar intacta.

“Eu acho que Kevin muda toda a dinâmica deles, mas você ainda precisa defender e pegar rebotes. Essa é a chave para ser campeão. O Warriors é uma ótima franquia, adoro Stephen Curry e Klay Thompson. Só acredito que o small ball não funciona – e isso ficou provado nas finais deste ano”, sentenciou o integrante do Hall da Fama e hoje comentarista da TNT, em entrevista ao jornal San Francisco Chronicle na última sexta-feira.

Mas, se o small ball não funciona, como explicar o título do Warriors em 2015? Na ocasião, o time de Oakland virou as finais da NBA exatamente implementando um sistema sem pivô de ofício. “Ouvi muita coisa no ano passado, quando o Warriors foi campeão. Mas era só a minha opinião, nada pessoal. Eles deram sorte porque todos que enfrentaram tinham desfalques importantes. É como eu disse: se eles encarassem alguns bons times, perderiam. Os arremessos não cairiam. Foi o que aconteceu agora”, concluiu.

  • Jefferson Cavalcanti

    Puta cara chato, esse ai é pior que o Neto da bandeirantes.

    • luan sousa

      Respeita o ídolo do teu time rapaz.

      • Jefferson Cavalcanti

        Como jogador é o maior da historia do Suns, mas como comentarista é uma lastima.

        Não é pq ele é um ídolo que eu tenho que concordar com o que ele fala, aliás, é impossível, ele despeja merda cada vez que abre a boca.

        • André Gomes

          Isso aí cara, tem gente que acha que respeitar é seguir cegamente…

          • Jefferson Cavalcanti

            Há uma diferença grande entre o jogador Barkley e o Comentarista.

            O Jogador era um monstro, um dos Maiores PF da história, o comentarista é muito ruim, eu não sei como ele tem esse emprego, tem cara que comenta aqui no Jumper que é muito melhor, o Michel por exemplo.

            E não é nem de longe exclusividade do Barkley ser bom em quadra/campo e ser horrivel falando, Maradona e Pelé são a mesma coisa.

          • LETS GO CAVS.

            Acho que a TNT paga pelas polêmicas que ele faz.

          • FelipeB.

            É isso… Todo mundo sabe que o Skip Bayless é um merda, mas da audiencia pelas polemicas, tanto que assinou um contrato ridículo com a Fox Sports

  • Gustavo Santos

    Eu acho que o small Ball funciona, mas ele só não é imbatível. Eu tenho uma teoria que o small Ball teria grandes dificuldades contra um garrafão alto e dominante. O problema é que hoje, temos poucos times com um garrafão assim, isso era mais comum nas décadas anteriores. Agora falar que não funciona, eu não sei, pq o GSW apenas bateu o recorde de vitórias na última regular. Barkley, uma máquina de soltar pérolas.

    • Jefferson Cavalcanti

      Eu não sei, o Warriors é um caso diferente que eles conseguem se desdobrar em quadra, o Green com 2,01 consegue marcar um cara de 2,08 por que ele é muito bom na cobertura e é um leão em quadra. É obvio que ele não faz isso sozinho, todos os jogadores do Warriors sabem muito bem a hora de dobrar em cima do Big Man adversário e isso muitas vezes impede que o jogador receba a bola, fazendo com que a a estratégia do GSW tenha sucesso.

      Já no ataque eles fazem com que os grandões corram atrás dos jogadores mais atléticos no perímetro ou que o adversário deixe algum chutador de 3pts livre toda hora.

      Um exemplo: você tem Anthony Davis e DeMarcus Cousins, e ai, vc vai coloca-los pra correr atrás de Curry e Thompson, deixando seu aro livre, e cansando seus Big Man pra ter uma minima chance de evitar um arremesso livre ou vc vai desafiar os dois melhores arremessadores da história da NBA a chutar quando quiserem?

      Na minha opinião o Memphis de 2014 tinha esse garrafão dominante e não foi páreo para o Warriors.
      Os times que melhor conseguiram jogar contra GSW tinham um Big Man Absurdamente atlético (Thompson, Ibaka e Adams) e o Cleveland pagou os chutes de Harrison Barnes que foi pífio na série.

      • Victor Chittolina

        Eu queria ver esse time do Warriors contra o Spurs de Duncan e Robinson. Faço a comparação com eles porque estamos falando provavelmente da melhor dupla de chutadores. Era bom enfrentar um dos melhores garrafões de todos os tempos. Ia ser muito interessante porque um ia atacar no calcanhar de aquiles do outro.
        Por mais que o Green seja um grande marcador, imagina ele nas costas no almirante. Provavelmente não ia ter tamanho nem força pra parar um cara tão dominante. A mesma coisa serve pro Timmy sendo marcado por Iguodala ou Barnes (ou Durant agora). Além de a batalha dos rebotes ficar desigual também.
        Mas o contraveneno vem forte. Dois protetores de aro sem tanta mobilidade ia ser praticamente impossível fazer uma bandeja, mas o arremesso de 3 viria com ainda mais frequência. E ainda vale 50% a mais que o tiro de 2. O jogo de transição do small ball poderia castigar forte, além disso.

        Os altos iam apostar na eficiência, os baixos na velocidade pra conseguir um arremesso livre. Eu não sei mesmo o que aconteceria.

        • Jefferson Cavalcanti

          Ótima analise, enfim, o basquete não é um esporte que há uma só maneira de ganhar.

          Nesse duelo ai, eu não sei em quem apostaria.

          • Luucasvls

            Eu apostaria em Robinson e Duncan, Curry e Klay são os melhores arremessadores de 3 da história, MAS, nessas finais ficou claro que faltam duas coisas neles: fibra pra aguentar os momentos difíceis, principalmente o Curry e falta versatilidade, já que nenhum dos dois conseguem jogar se as bolas de 3 não caem, e acho q infiltrar com o almirante no garrafão ia ser complicado, já que o mid range dos dois não é grande coisa. Agora, a única forma de parar Robinson e Duncan é com pivôs do mesmo calibre: Olajuwon, Shaq, Ewing.. e na NBA hoje, NINGUÉM chega perto desse nível.

          • Matheus Oliveira

            O mid range do Klay é um dos melhores da liga. Tenho dúvida nenhuma

        • Luucasvls

          Ia ser legal de ver também contra o Lakers de Shaq e Kobe. O Kobe de 2000-01 era um defensor de elite, que ia incomodar DEMAIS o Curry. Agora… Shaq naquele tempo fazia 30ppg e 13rpg com o MUTOMBO marcando… quantos pontos ele faria contra o Bogut ou Patchulia? 40ppg e 16rpg? Kkkkkkk e sabemos que marcação dupla ou tripla não funciona no Shaq rsrs.

          • Victor Chittolina

            Kkkkk o Shaq foi, pelo menos nos últimos tempos (eu excluo o Wilt, nesse caso), o jogador mais dominante que a liga já viu. Alto demais, pesado demais, forte demais… Era difícil manter ele longe do garrafão com um marcador que pesava 15kg a menos. O Draymond deve ter uns 50kg de diferença. Seria missão quase impossível.
            A chance era tentar fazer com que a bola chegasse pouco nele, forçando muito a marcação no perímetro. E, quando chegar, marretar pra ele ir pros lances livres.
            Contra os Lakers, o hack ia ser praticamente obrigatório. Hahahaha
            Iam ser jogos épicos, com certeza.

          • Gustavo Santos

            Eu tb concordo com isso. O O’neal no Lakers do começo dos anos 2000 (com o Kobe tb) era simplesmente dominante, aliás acho que o O’neal foi o último grande pivô da NBA. Eu acho que este seria um duelo mto interessante para assistir devido a diferença de estilos.

  • Pedro

    Acho que Sall Ball não vai durar tanto como estratégia de jogo na maior parte do tempo, os times estão começando a entender como lidar com isso, vide os jogos do GSW contra OKC e Cavs… mas certeza que não vai perder a utilidade, em um ou outro momento, vai continuar sendo uma ótima estratégia…

  • CLM Lakers

    Não tem como dizer que não funciona, sendo que eles foram para duas finais seguidas e estabeleceram o recorde de vitórias na temporada regular.

    • LETS GO CAVS.

      Comer a sobremesa antes da janta não adianta nada.

      • CLM Lakers

        Ter perdido a final não muda o fato de que o small ball funciona.

        • LETS GO CAVS.

          Funciona, mas nem sempre.

          • CLM Lakers

            Os Cava mesmo utilizaram do small ball contra os Warriors, usando o Thompson, o Lebron e o Jefferson juntos.

      • Matheus Oliveira

        Seu time foi jantado em na final passada. Não fica com bola cheia não “torcedor”

        • LETS GO CAVS.

          Jantado foi o gsw que perdeu 3 jogos seguidos para os Cavs. MELHOR, VOCE ASSISTOU AS FINAIS? VENCEU QUEM FOI O MELHOR TIME. Só tá com esse mimimi porque torce pros Raiders e pros Warriors, ambos de Oakland.

          • Matheus Oliveira

            Cavs não foi um time. Viveu de ISOs de LeBron e Kyrie o que não é demérito, foi merecido.
            Assim como o Warriors mereceu em 14-15

  • Leonardo Augusto N. Dos Santos

    BARKLEY calado é um poeta…

    • Lucas

      Craque neto americano

  • Mateus Freitas

    A questão desse GSW na minha opinião será quem vai deixar quem ser o líder. Durant estaria disposto a ser número 2 ? E Curry ? Eles são top 3 da liga hoje então acho que a chave do sucesso vai ser esta.

    • Thiago91

      O Durant não quer ser líder, quer ser campeão, apenas isso. Se ele quisesse ser líder, iria para Celtics, permaneceria no OKC. O GSW não precisa do Durant, o Durant que precsia do GSW para ser campeão. Ele pode fazer partidas fora de série durante a temporada, mas se tornar um líder já é outra coisa.

    • Matheus Oliveira

      O Curry é o dono do time e isso não muda. Mas esse dono do time não é egoísta, não tem problemas em dividir os holofotes. O líder do time continuará sendo Green
      Durant vai ter que aceitar jogar sabendo que o jogo não é resumido nele

  • Michel Moral

    O Small Ball funciona hoje porque os pivôs da liga não conseguem ser dominantes dos dois lados da quadra.

    Assim, esse sistema de jogo virou uma tendência. Os times que se valem desse esquema precisam ter jogadores da posição quatro que saibam fazer o trabalho sujo, como é o caso do Tristan Thompson e, o ícone do Small Ball, Draymond Green.

    Pode ver que o Green patinou diante do Steven Adams, quando o Warriors usou o SB contra OKC.

    O que não dá para aceitar é esse “pouco caso” do Barkley, que realmente não quer dar o braço a torcer. É evidente que hoje o Small Ball funciona, senão o Warriors não seria campeão em 2015 e angariado a melhor campanha da história da liga em temporada regular.

    • Claudio R.

      Cara, desculpa mas pra mim, o icone do Small ball é Chris Bosh, o cara que desde 2011 fez essa função e foi fundamental no bicampeonato do heat, muito antes do tal Green…

      • Michel Moral

        Pra mim, existe uma grande diferença entre o Green e o Bosh.

        CB1 era sacrificado por jogar de Center porque o Heat não tinha jogador da posição. A opção era o Haslem, que também era PF. E, outra, o Heat não tinha jogo de perímetro na época. Taticamente, o time espaçava a quadra para o LeBron jogar lá em baixo. E o Wade no mesmo esquema de forma residual.

        Já o Warriors adotou como sistema de jogo. Green é um jogador que tem como característica fazer o trabalho sujo. Os Splash Brothers fazem seu jogo totalmente no perímetro.

        Mas concordo que o Heat também se valia do Small Ball, principalmente quando Battier jogava. O Bosh, em termos técnicos, é muito superior ao Green, mas o Warriors fez história, por isso aponto como “ícone”, mas não leve essa expressão ao pé da letra.

  • Erick

    Eu não entendo essa birra do Barkley com o GSW

  • Victor Chittolina

    Já dizia o sábio: “O Barkley calado é um poeta”.

  • Agaam

    Record de vitórias e campeao 2015 .É , nao funciona mesmo .

  • Pará

    Imagina sé funcionasse.

  • Uncle Drew

    HAHAHAHAHAHA. Ele nunca gostou desse time do Warriors (até teve uma brincadeira entre o GSW e ele, o Warriors.).
    Realmente tem a questão dos rebotes, e agora o fato do Warriors estar sem um protetor de aro (acho q o KD terá q fazer essas duas coisas, além de pontuar, no GSW). Isso será um problema para o Golden State.
    Mas o cara é engraçado, e avesso a maioria. Kkkkkkk. Teve um dia q ele disse q o Kawhi Leonard era o melhor jogador da NBA, acho q na temporada 2014/2015 q ele disse isso.

    • Não acredito que o Warriors vai ter problema nos rebotes porque eles são uma equipe que já abdicava dos rebotes ofensivos (isso era nítido) e defensivamente todos ali protegem meramente bem a cesta na hora de coletar os rebotes defensivos. Faltava pro Warriors jogadores (só Iggy) que fossem capazes de atacar à cesta na hora que um arremesso do lado inverso não caisse, se o Kevin Durant o fizer…

      https://www.youtube.com/watch?v=HXVFaEoGIuA

      • Michel Moral

        Uma coisa que é importante ressaltar também é que o Warriors usou o Small Ball em determinados momentos do jogo, quando o adversário está teoricamente mais desgastado na partida.

        O Bogut era fundamental nos primeiros minutos do jogo. Ganhava muitos rebotes no estilo tapinha do Tyson Chandler e pegava muita ponte aérea dos companheiros. Agora talvez seja essa a função do Zaza.

        Green joga de Center quando o Warriors começa a atacar deliberadamente, onde a agilidade e espaçamento da quadra são os pontos mais fortes do time ofensivamente.

  • Danilo Veroneze #GreenRunsDeep

    o neto da nba ataca novamente nos comentários

  • #OKCThunder

    Negocio é ter um garrafão com Griffin e Adams q eles passa mal, coisa que vai acontecer proxima temporada hehhe

  • Marcelo Desoxi

    Barkley vs Stephen A. Smith, só podem estar disputando pra ver quem consegue falar mais burrices.
    E acho que se NBA existissem um pivôs mais ”monstros” como antes, o Small Ball não funcionaria, tipo o Shaq. Hoje os melhores pivôs da liga acredito que em sua maioria não jogam tão duro como deveriam, um poquito softs.

  • HUMota

    Eu achei um comentario oportunista. GSW perdeu o sétimo jogo nos minutos finais, ou seja, poderia ter ido pra qualquer um dos dois o título. Se o time tivesse tomado uma varrida ou um 4×1 até vale uma crítica, agora tu perder em um jogo parelho daquele jeito contra um time que varreu 2 dos 3 times que jogou, acho um pouco de exagero.

  • Rafael Victor

    “(…) você ainda precisa defender e pegar rebotes.”

    R: DRAYMOND GREEN!

  • Bill

    “Eles deram sorte porque todos que enfrentaram tinham desfalques importantes.”

    O Pelé do Basquete!

    • Talles Soares

      Que eles deram sorte nesse quesito isso foi verdade mesmo pq pegaram Grizzlies sem Conley, Houston sem Beverley e Warriors sem Love e Irving. Mas discordo que o small ball não funciona até pq o time ganhou 73-9 esse ano, ele pode falar que é o estilo não agrada a ele ( eu tbm não gosto), mas dizer que não funciona e muita burrice.

    • Claudio R.

      mas isso é verdade, o proprio Houston que tava voando, eles pegaram sem o beveley….

    • Fabrica de Vassilo

      Pode até ser verdade, mas que campão foi campeão pegando todos os times saudáveis nos playoffs? não lembro de nenhum, sinceramente. Algum jogador comentou antes da temporada passada começar, que é campeão o candidato que se manter mais saudável.

  • Vitor Martins

    Acho que a grande questão é que não faz muito sentido uma divisão dura de 1 a 5 no basquete. Armador não pode só passar a bola, ala não pode só pontuar e pivô não pode só pegar rebote e fazer bloqueio. Todo mundo tem que oferecer coisas diferentes. O princípio do Warriors não é “jogar com jogadores baixos”, mas sim jogar com jogadores que dominem o jogo, seus fundamentos (passe, arremesso, velocidade). Uns anos atrás todo time tinha que ter um pivô, por pior que ele fosse, todo mundo que não tinham um Shaq se virava com um Jason Collins. Não são os pivôs que fazem falta, mas sim os jogadores que dominam os fundamentos serem mais altos. O Durant é um encaixe perfeito pro time pq é alto, rápido, e obviamente domina o jogo. Mas há novos jogadores muito altos que dominam o jogo perfeitamente, Porzingis, Towns, Giannis. Miami Heat do Lebron, a seleção americana do Coach K, e outros times também tinham conceitos parecidos, apesar de outro estilo.

  • wesley

    esse cara e muito chato

  • Matheus Serafim

    A verdade é que o Gsw vai continuar forte por mérito de seu GM e de todo Coach Staff, vou explicar…
    O Small Ball deu muito certo muito rápido e consequentemente passou a ser estudado pelos adversários, fato é que OKC e Cavs ja acharam um método de parar o Warriors
    Assim todo o Departamento do GSW percebeu e na offseason trouxeram KD, reduzindo os adversários a um : o King James Squad
    Assim não só desmontou o OKC, mas com Durant conseguiu uma variante para o Small Ball, isso pq KD pode ser dominante quando as bolas de três do GSW não cair
    Por fim Cavs terá mais trabalho para achar um jeito de parar o novo GSW
    Mesmo assim eu como opinião pessoal acho que o LeBron vai fazer história dnv
    Cleveland campeão 2016-17

  • Vadss Guera

    O problema que agora o GSW tem Durant, não é Harrison Barnes mais não. Kkkkkkk

    • Matheus Oliveira

      Exato, um cara que liderava o Thunder em rebotes sem ser pivô. Melhor ainda só pensar

  • Concordo que seja mera opinião do Charles Barkley, mas o que não da pra aceitar é ainda acreditar que a estratégia para o campeonato passa diretamente por DEFESA & REBOTES, isso era possível quando existia jogadores que te proporcionavam alternar o ritmo jogo e a intensidade sem perder qualidade. Ofensivamente o jogo de basquete hoje é: jumper, jumper e jumper e sem espaçamento de quadra sua equipe não tem organização ofensiva.

    A defesa por zona facilitou demais a transição pro jogo de meia distância. Tanto que reboteiros ofensivos como Barkley são importantes, mas se eles não acrescentam arremesso pra dar profundidade ao espaçamento cumprem papel menor no time e tenho certeza que para esses ex’s jogadores o fato do ‘jogo’ ter deixado em segundo plano a pontuação ao redor do aro (especialidade da época) faz com que eles tenham uma tendência a criticar o ”excesso” de velocidade que o jogo ganha com a busca por uma defesa desorganizada e a tentativa de um arremesso livre, algo que faz as equipes jogarem cada vez mais com rotações mais baixas.

    • Thiago91

      Ele é de época diferente cara, sempre vai pensar desse jeito. Somente alguns vão dar o braço a torcer e elogiar esse “novo” jeito de jogar na NBA, como alguns já fizeram e que tenham a mente aberta. Ele é aquele “tiozão das antigas”, com outros fundamentos do basquete.

  • Thiago91

    Mesmo não apreciando o basquete chuta chuta do GSW não é demérito nenhum falar que o Small Ball deles funciona sim. Existem provas e mais provas.

  • Fabrica de Vassilo

    Eu acho que isso é birra do Barkley com o Warriors. O GS já foi campeão em 2015 justamente aplicando o small ball. Fora isso, o Heat e o Spurs foram campeões usando também o Small Ball. como que times são campeões 5 vezes seguidas usando small ball e ele não funciona?

  • Claudio R.

    O Small ball dá certo? dá, sempre deu, o caso do heat 12′ 13′, GSW 15′ , Cavs 16′ é que nennhum deles tinha um pivo, pivô msm, então tiveram que improvisar com o elenco que tinham… Se o Green, Thompson, Bosh jogaram de 5 foi pela falta hj na NBA de jogadores dominantes na posição 5. Duvido muito se tivessemos Shaq, Robinson, ou ate msm Howard no auge, esse sistema de jogo funcionariam contra eles, mas é o que tem pra hj, o jeito é jogar com aquilo que tem. Quando voltar a era dos pivos e vai voltar, o jogo migra pro garrafão de novo. São periodos de tempo, o jogo sempre muda!.

  • !

    Como esse gordo recalcado fala merda … 2 finais seguidas , 1 título , outra final ganhando de 3-1 , melhor campanha da história da regular , deu certo não , o que deu foi os títulos que o poderoso Barkley ganhou , ah não pera …

  • !

    E outra , o CLEVELAND usou um baita dum pivô de ofício também ein , Tristan Thompson pivozao de respeito

    • Victor Chittolina

      O TT foi importante por causa da mobilidade que tem pra marcar no perímetro também. Ele marcou diversas vezes o Curry nas trocas do pick and roll e foi muito bem. Também foi importante nos rebotes ofensivos, lógico, mas a parte defensiva dele foi o diferencial.

    • Claudio R.

      é um baita pivô nessa nova NBA, até o desenvolvimento do Embiid, Anthony Davis, Jahlil Okafor e principalmente Karl Anthony-towns será esse caminho por enquanto…

  • Matheus Oliveira

    As pessoas esquecem que o Kevin Durant era o melhor reboteiro do OKC. Além de ser MUITO melhor ofensivamente que Barnes.. Kd só não defende melhor que o Harri B ao meu ver
    KD é mais uma alternativa importante pra infiltrar além do Klay e o Curry que faz isso bem. KD vai MELHORAR ainda mais o small ball

  • Charles

    É cabuloso dizer que esse time do Warriors dos dois últimos anos não funcionou. E, agora, com o Durant, é mais cabuloso ainda ser cético quanto a esse time.
    Embora o próprio Cavs, com JR, Irving e Love, pertença a este mesmo estilo small ball, pela própria e única presença do Lebron penso que eles se diferenciem. O melhor jogador da NBA é qualquer coisa de diferente de Curry e Durant. E é melhor que os dois.
    Analisando o percurso do Warriors em seu primeiro título podemos até dizer, com um caminhão de aspas, que tiveram bastante sorte. Poxa, nos enfrentamentos de conferência pegaram quem? Não pegaram o Spurs, nem o Clippers. O Houston chegou à final de conf na temporada passada sabe Deus como. Era, inegavelmente, um adversário fraco se pensarmos a possibilidade de eles irem às finais. E, nas finais, o Warriors pegou um Cavs BALEADO! MORTO! E Deus sabe como o Lebron conseguiu vencer duas partidas, SOZINHO.
    Por conta disso e demais coisas, sem pestanejar apostei no Cavs nas finais desse ano e, coisa rara, estive certo. O Warriors enfrentou um OKC muito forte nas finais de conferência. O primeiro adversário realmente forte em duas temporadas de playoffs. Esteve a ponto de perder. Novamente, só Deus sabe como não perderam. Nas finais, só Deus sabe como ganharam 3 jogos. Lebron, e eu não gosto dele, demorou a acordar.
    A minha conclusão é que se o Cavs estivesse inteiro na primeira final, ganharia, até mais facilmente, creio, e muita gente daria razão ao Barkley.

    • Kaio_

      eu ia escrever um comentario mas tu disse o que eu penso sobre kkk

  • IceBluee

    Caramba , o time fez isso tudo sem o small ball “funcionar” , imagina quando funcionar então

  • Alan

    Eu acho que o warriors ganha com Durant mas tbm acho que não vão vencer o título da forma como imaginam …podem ir bem na temporada regular mas isso sem título é nada!!!!!

  • MELO

    O Durant migrar p/ warrions é a msm coisa de um homem desesperado por um sonho vender a alma p Diabo”Warrions” kkk. em troco de glória. Acho q mto provável o warrions chegue nas finais, e talvez o cavs tbm..Se p/ acaso isso acontecer vai ser a final do século… King team vs splash brothers+traíra durant… ñ sei quem ganharia num eventual confronto como esse..talvez se o James tiver possuído quem sabe…

  • Flavio

    Acho que entendi o que ele quis dizer. De repente foi sobre ficar dependente do small ball. o OKC mesclou um bom garrafão com um jogo intenso e só não tirou o GSW por detalhes. E o Cavs mesclou um bom garrafão com um jogo cadenciado e levou o titulo. Enquanto o GSW manteve o excelente jogo de transição e perímetro que funcionou muito bem na temporada regular, mas nos playoffs, com jogos mais encardidos, ficou devendo…
    Acho que o Kevin fez uma ótima escolha, só não sei se o GSW fez também.

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados