logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 13 ago 2016 às 12:26
DeMarcus Cousins: “Seleção dos EUA precisa ser mais forte mentalmente”

Para pivô, norte-americanos tem que estar prontos para encararem “jogo da vida” dos adversários

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Ricardo Stabolito Jr.

DeMarcus Cousins 2

A seleção norte-americana tomou mais um susto nesta sexta-feira. O maior susto em muito tempo, na verdade. Invictos a dez anos, os atuais bicampeões olímpicos venceram a Sérvia por apenas três pontos e ficaram a uma bola de disputarem a primeira prorrogação em anos. O Team USA conseguiu “escapar” novamente, mas, para o pivô DeMarcus Cousins, o time ainda precisa entender o contexto em que estão atuando no Rio de Janeiro.

“Nós temos que esperar essas adversidades. Sempre que entrarmos em quadra, o oponente vai dar seu melhor esforço porque todos querem vencer nosso time. Nós sabíamos o que estava por vir, mas, ao mesmo tempo, não podemos ‘desmoronar’ como nas últimas duas partidas. Não quero tirar crédito da Sérvia, pois eles foram fantásticos, mas precisamos ser bem mais fortes mentalmente”, afirmou o titular, que anotou cinco pontos e cinco rebotes na difícil vitória.

Para o técnico Mike Krzyzewski, Cousins atacou um ponto fundamental ao falar da diferença em termos de expectativa entre os norte-americanos e seus oponentes. “Nossos adversários têm muito pouco a perder nesses jogos. É uma aposta baixa para eles, pois vão comemorar simplesmente se jogarem bem. Vitória ou derrota não é tão importante assim. Para nós, a coisa é diferente e precisamos entender isso”, sentenciou.

A vitória apertada contra a Sérvia soma-se não apenas ao triunfo por apenas dez pontos, após passar boa parte do jogo atrás no marcador, contra a Austrália entre os sinais alarmantes dados pela equipe nas Olimpíadas. No segundo jogo disputado na competição, contra a frágil Venezuela, o Team USA já havia exibido inesperada dificuldades para abrir sua habitual vantagem com um rendimento muito abaixo do esperado no primeiro quarto.

Tudo isso mostra para Krzyzewski que a seleção norte-americana pode melhorar bastante ainda. Algo que não o surpreende e acredita ser um processo natural. “Nós podemos jogar melhor? Acredito que sim. Temos mais talento e precisamos fazer nosso talento funcionar um pouco melhor coletivamente. Nossos jogadores estão atuando como um time. Só acho que ainda não temos tanta experiência jogando juntos e espero que essas partidas ajudem neste sentido”, finalizou.

  • Leonardo

    “Faça o que digo, mas não faça o que eu faço”

  • Sid Payne- Dança muito

    Pro Cousins fala isso deve ta complicado em

  • Bruno E Carla Savarege

    Ontem o Teodosic destruiu. Pena que ele queira continuar na Europa, acho que teria espaço na NBA.

    • Rodrigo Oliveira

      Não sei como o dono do Nets não ofereceu uma grana alta para ele, valeria apena

  • DamonHeat

    sigam o exemplo do cousins e tudo vai ficar bem. kk

  • Galvão 🔥 #305

    Concordo plenamente!

    E digo mais, CP3 está fazendo muita falta nesse time! Ele sabe jogar e faz jogar no basquete Fiba de um jeito absurdo. É um grande líder e pode deixar o jogo da maneira que o time precisa, mas infelizmente ele não pode ir. Nada contra Kyrie e Lowry, gosto muitíssimo de ambos, mas eles não têm esse poder de ditar o ritmo do jogo e articular esse jogo de meia quadra do USA que tem sido péssimo, e muito individual.

    • Marcelo

      Sim, estão faltando jogadores com visão de jogo e ao mesmo tempo tá cheio de ballhog nesse time.
      O DeAndre é um jogador que depende muito dos passes e da visão de jogo do Chris Paul ou pelo menos de um ‘point guard’ que a gente pode chamar de armador. Com Kyrie jogando de armador, o DeAndre tem que defender ridiculamente bem ou então ele se torna um estorvo para o time por causa do “hack-a-Jordan”… Sem falar que o cara além de tudo está sendo muito juvenil, caindo na provocação dos adversários.
      Eu acho que o Coach K errou na convocação, montou um time com jogadores que merecem estar na seleção pela temporada que fizeram, mas é um time desajustado. Quem eu achei que evitaria isso é o trio dos Warriors, time que mais distribui assistências, melhor jogo coletivo ofensivo da NBA, mas os três não estão jogando bem e não estão contribuindo nesse sentido… acho que não sabem jogar fora do esquema ofensivo do Steve Kerr.

    • Russell Westbrook #OKCLoyalty

      eu acho que o CP3 é importante no aspecto tatico do time.Em questoes de liderança eu ja nao acho,pois ele sempre é o primeiro a se descontrolar quando as coisas começam a dar errado.Taticamente ele faria mt bem,mas emocionalmente acho que ele prejudicaria

  • Talles Soares

    Como vai ser mentalmente forte com Cousins, Melo, Jordan na equipe 😛

    • Rodrigo Oliveira

      Melo é outro cara no basquete FIBA, para mim é problema tático, falta um armador nessa equipe que a maioria das equipes tem um que fica com a bola por um determinado tempo e faz as jogadas fluirem.

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados