logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 15 ago 2016 às 18:53
“Não vamos simplesmente dominar as Olimpíadas”, avisa Paul George

Astro da seleção norte-americana encara dificuldades no Rio de Janeiro como algo normal

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Ricardo Stabolito Jr.

Paul George USA

A seleção norte-americana é a única invicta do torneio olímpico e fechou a primeira fase com a liderança do grupo A, mas vive em meio à crise e contestação. A equipe venceu três partidas consecutivas por dez pontos ou menos pela primeira vez sob o comando de Mike Krzyzewski, na semana passada. Os “passeios” habituais dos EUA não acontecem mais e Paul George avisa: essa é a nova realidade do basquete.

“Pessoalmente, eu cheguei pensando que seria mais fácil. Mas nós não vamos vir aqui e simplesmente dominar as Olimpíadas. Há muito talento ao redor do mundo e é o que estamos vendo em quadra aqui. O nosso trabalho agora é conseguir encontrar uma forma de sairmos vencedores”, afirmou o astro do Indiana Pacers, reforçando a explicação dada pelo francês Nicolas Batum para o equilíbrio das Olimpíadas até o momento.

O ala Kevin Durant não fez comentários elogiosos aos adversários do Team USA, mas concordou com as palavras de George. “É óbvio que todos querem nos ver vencendo por muitos pontos, mas isso não vai acontecer desta vez. Precisamos estar preparados para jogos duros e acho que mostramos, nas últimas rodadas, que podemos ganhar partidas disputadas nesse nível”, disse.

O chaveamento olímpico deverá colocar Croácia, Argentina ou Brasil no caminho dos norte-americanos nas quartas-de-final. Como todas as outras sete equipes, a seleção de Krzyzewski não terá margem para cometer o erro que esteve bem mais próximo do que o habitual de cometer na primeira fase. Para o treinador, porém, os playoffs tornam seu trabalho mais simples: é só vencer.

“Todas as vantagens, os números, só importam ao longo da campanha. No fim das contas, ninguém vai pedir-lhe nada além da medalha de ouro. E, para isso, eu acho que só precisamos melhorar um pouco mais nos dois lados da quadra, como já falei nos outros jogos. Esse é o meu resumo da situação”, encerrou o técnico, que deixa o comando do time nacional ao fim das Olimpíadas.

  • Burnie … Wtf??

    Minha teoria que PG e Batum tão certos que as distâncias ficaram menores é a seguinte:
    Meu time dos jogadores que ficaram nos EUA:
    Curry
    West/Barba
    LeBron
    Aldridge
    Drummond
    Esse quinteto é tão melhor ? Mas, tipo assim, o dobro de melhor que:
    Kyrie
    Thompson
    Durant
    Green
    Jordan

    Eu acho que o primeiro quinteto é melhor, mas o segundo time poderia comprar uma briga legal, ainda mais se levássemos em conta os bancos..

  • JAMnba

    Queria ver falar isso com. LeBron,Curry, Aldridge, Westbrook, Harden, Anthony Davis. Nessa seleção.

    • Burnie … Wtf??

      Cara, sem treino, mesmo esse pessoal que tu citaste, tbm ia ter trabalho contra times bons e mais acostumados a jogar juntos, penso eu pelo menos..

      • JAMnba

        Não mano, não iria, são jogadores têm um patamar muito acima praticamente todos com condições para serem Mvp e hall of fame no futuro.

        • Vinícius Maia

          Jogando em solo americano numa partida amistosa de preparação para as olímpiadas de 2012, a seleção norte-americana tendo LeBron James e Kobe Bryant em quadra suou para ganhar da seleção brasileira. A vitória foi por apenas 11 pontos de diferença e LeBron James e cia jogaram sério. Então meu amigo, mesmo que Stephen Curry, LeBron, Anthony Davis e Westbrook estivessem nesse time norte-americano, ainda assim eles poderiam estar fazendo partidas parelhas contra outras seleções que são bem superiores ao time brasileiro.

    • JAMnba

      Leonard também nessa lista

  • Burnie … Wtf??

    Uma prova que os esportes diminuíram as distâncias é o futsal.. Antes a pergunta era de quanto a seleção brasileira iria golear… Hoje não dá pra cravar que a seleção vai ser sempre campeã mundial, mas sim uma forte candidata ou favorita, mas não é mais jogo jogado..

  • Rique

    O PG tem me surpreendido com algumas atitudes e declarações. Tinha uma imagem errada dele. Subiu no meu conceito nessa Olimpiadas!

  • Galvão 🔥 #305

    Podem não estar dominando as Olimpíadas como pensavam, mas o Melo já tomou conta do morro kkk

    https://twitter.com/nyknicksbr/status/765311122002087937

  • Guilherme Prates

    “essa é a nova realidade do basquete.”
    Aceitem isso, pessoas.
    Apenas aceitem isso e parem de chorar com “mas essa não é a seleção 1 dos EUA”.
    Obrigado.

  • ThiagOo25

    Durant tem jogado?
    HAahahahaha.

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados