logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 6 set 2016 às 11:04
Revisão da temporada – Detroit Pistons

Equipe retornou aos playoffs após seis anos de ausência, com grande temporada de Andre Drummond

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Eduardo Ribeiro

Detroit Pistons (44-38)

Temporada Regular: 8° lugar da conferência Leste
Playoffs: Eliminado na primeira rodada para o Cleveland Cavaliers
MVP da campanha: Andre Drummond (16.2 pontos, 14.8 rebotes, 1.5 roubadas, 1.4 tocos)

Andre Drummond 1

Pontos positivos

– Andre Drummond teve uma temporada de evolução como muitos esperavam. Após duas campanhas com médias praticamente idênticas, o jovem pivô brilhou e foi um dos melhores jogadores da posição na temporada, terminou como melhor reboteiro e foi chamado para o Jogo das Estrelas pela primeira vez.

– Rebotes não foram um problema em Detroit. A equipe foi a terceira melhor no quesito, registrando a média de pouco mais de 46 rebotes por partida.

– O Pistons finalmente voltou aos playoffs. A franquia enfim conseguiu realizar uma campanha mais regular e voltou a frequentar a pós-temporada, fato que não ocorria desde 2009.

– O plano de jogo do técnico Stan Van Gundy começou a tomar uma forma real nesta temporada. Tendo Drummond como peça principal, o comandante começou a colocar em prática seu esquema característico e tem tudo para seguir progredindo.

Pontos negativos

– Entre as 30 equipes na NBA, o Pistons foi o quarto pior time no quesito assistências. Em média, a equipe distribuiu apenas 19.4 passes decisivos por jogo. Só Jazz, Lakers e Raptors conseguiram números menores.

– Se existe alguma coisa desta temporada que os torcedores e a franquia desejam esquecer, é com certeza o péssimo rendimento do banco de reservas. A segunda unidade da equipe foi uma das que produziram com menos eficiência e ficou em último em média de pontos, com apenas 25.7 pontos por jogo.

– A equipe obteve o pior aproveitamento em lances livres na temporada, com apenas 66%. É claro que ter Drummond na equipe (38% de aproveitamento na carreira) prejudica essa estatística do time.

Análise

O Pistons pareceu livre da desorganização nesta temporada. Após as últimas campanhas serem cercadas de contratações duvidosas e um time que parecia perdido, Stan Van Gundy chegou e começou a arrumar a casa. A temporada 2015/16 foi a primeira do comandante com um elenco mais parecido com o que ele deseja, embora o mesmo ainda esteja em formação.

Já era de se esperar que a equipe iria melhorar e o que se pôde observar em quadra foi um time muito mais organizado. Drummond deu um passo a mais na carreira e foi o grande destaque, mas outras peças também desempenharam bem seus papéis. Reggie Jackson viveu grande ano em sua primeira temporada inteira em Detroit e Kentavious Caldwell-Pope e Marcus Morris também se mostraram jogadores importantes para o elenco.

No último dia do período de transferências, o ala Tobias Harris chegou ao time e também conseguiu se encaixar bem. O jogador é jovem e possui três anos restantes no contrato atual, o que deixa a situação ainda mais cômoda. Além dos citados, o novato Stanley Johnson também causou boa impressão. Apesar de inconstante -algo normal para um jogador que ainda não está totalmente pronto para a NBA- o ala mostrou que tem potencial e maturidade para evoluir.

A equipe se classificou para os playoffs na oitava posição e encarou o Cleveland Cavaliers, que seria campeão posteriormente. Por mais que a série tenha acabado com um 4 a 0, o que se viu foram jogos muito disputados e um Pistons com muita energia. O Cavs conseguiu a varrida por ser o melhor time e estar pronto há muito mais tempo, mas o time de Detroit não fez feio e a série serviu para garantir mais experiência ao elenco na fase decisivia.

Futuro

Não é possível prever o futuro, ainda mais na conferência Leste cada vez mais equilibrada, mas o Pistons tem tudo para melhorar mais uma vez em relação à sua última campanha. Drummond renovou seu contrato e a esperança é de que ele siga evoluindo em todas as áreas (também nos lances-livres, pelo bem do basquete), as outras peças importantes seguem na equipe e muitas delas também não alcançaram seu potencial máximo.

Nenhum jogador importante da rotação deixou o time e novos atletas chegam para fortalecer o fraco banco de reservas, como o armador Ish Smith, que viveu ótima temporada no Philadelphia 76ers e vem para evitar que Jackson seja sobrecarregado na armação,  o ala-pivô Jon Leuer e o gigante Boban Marjanovic, além do novato Henry Ellenson. Um rendimento maior do banco é essencial se a equipe quiser sonhar mais alto e evitar o desgaste excessivo dos titulares.

Com um elenco mais profundo e reforços aprovados pelo técnico Van Gundy, que é também o presidente de operações da franquia, a expectativa é que o Pistons esteja presente mais uma vez nos playoffs e demonstre o crescimento necessário para figurar na parte de cima do Leste e atingir seu potencial no futuro.

  • Pedro Ferreira

    Detroitão tem tudo pra da trabalho,vamos ver na pratica

  • Doug

    Jazz e Lakers com médias de assistências entre as piores…eita…e o passado é passado, né…mudando de assunto, Pistons se mostrou um time promissor…fora, Drummond, Morris fez uma ótima temporada…Harris acrescenta muito ao time tb…o perímetro e banco é que mataram o time…KCP precisa se manter saudável, pois, pra mim, é o termômetro dos Pistons e tem um grande potencial…S. Johnson mostrou personalidade…Ish Smith vai ajudar demais, pq o Jackson ainda peca bastante na armação…

  • Marcelo Desoxi

    Espero que o Ish jogue bem, vai dar um up surreal nesse banco.

  • Victor Chittolina

    Bom time, o suficiente pra chegar nos offs. Com sorte, escapam do Cavs e têm mais chances de passar, mas eu duvido muito que vençam uma série contra Celtics ou Raptors, por exemplo.

  • Eminem

    A melhora no jogo vai acontecer, pois o banco agora é bem melhor que temporada passada, mas o diferencial mesmo é a evolução dos jovens jogadores e são vários que podem melhorar: Drummond com 23, KCP com 23, Harris com 24, Stanley Johnson com 20. Até o Reginaldo ainda não deve estar no auge dele, tem só 26.

    • Pedro Ferreira

      Quem seria Reginaldo?

      • Eminem

        Reginaldo Jackson, Reggie lol

        • Pedro Ferreira

          KKKKKKKKKKK Reginaldo Jackson foi foda kkkkkkkkk

    • Marcelo Desoxi

      Henry Ellenson com 19 anos.

  • Timmy21

    Tou gostando muito do trabalho do SVG. Até agora só ta dando tiro dentro. Consegiu o Jackson e na troca só perdeu o Singler e o Augustin, consegiu o Tobias Harris que tem enorme potencial e um contrato longo e nada absurdo comparado com os que tem sido dados nessa pós-temporada e na troca só perdeu o Jennings baleado e o fraco Ilyasova que nem tao mais no time de Orlando e nesta off-season consegiu o ótimo armador reserva Ish Smith e o gigante Marjanovic por um ótimo valor e o Ellenson que é um PF que encaixa na perfeição no sistema de jogo do time.Se os jovens continuarem desenvolvendo como esperado só fica faltando um grande pontuador de perímetro para esse time lutar por titulo daqui a uns 2/3 anos.

    • Gustavo

      Não consigo ver esse time ganhando títulos. Tem cara de que vai virar o que o Hawks e Clippers são hoje, brigam na parte de cima, mas com pouca chance de anel.

      • Timmy21

        O Lebron não vai jogar pra sempre e quando ele aposentar a luta pelo titulo de conferencia vai abrir a outros times e eu vejo Detroit com potencial pra chegar lá. O time tem o pivô mais dominante da conferencia e melhor reboteiro da NBA, tem um armador jovem que ainda pode evoluir e já tem 20 p e 6 as de média, tem o Pope que já é um dos melhores defensores de perímetro da liga e que tem evoluído bem no ataque, Morris e Harris fazem tudo dentro de quadra , defendem, sabem jogar dentro e fora do perímetro e até chutam de 3, com um ala all-star que seja um grande pontuador tipo PG, Carmelo, Durant, Lebron ou Leonard o time ia virar contender na hora. O difícil / impossivel é algum desses caras querer ir pra lá.

        • fabio

          por que impossível? por causa da cidade?

          • Timmy21

            Sim. Que astro quer ir pra uma cidade decadente e falida e que não atrai a midia? A única hipótese do Pistons conseguir um astro é através de trocas porque os melhores free agantes não querem ir pra lá.

          • Eminem

            Região metropolitana de Detroit ainda é uma das maiores dos EUA mesmo a decadência, mas concordo, em geral estrelas na NBA não vão optar por rumar via FA pra Detroit.

          • Victor Chittolina

            Cara, eu não sei quanto o tamanho do centro econômico representado pelo time ainda influencia. Certamente existe esse fator, mas acho que está sendo menos considerado que antigamente.
            Durant “esnobou” Chicago, Los Angeles e Boston pra assinar com um time de Oakland. Ok, está na moda, mas o plantel e a capacidade de levá-lo a um título falou mais alto.
            DeRozan tinha ótimas propostas. Renovou com Toronto.
            Lógico que as maiores cidades como Nova Iorque, Chicago e Los Angeles trazem uma carga econômica maior, principalmente pelo tamanho dos contratos publicitários que podem firmar por lá. Mas ainda acho que se o Detroit manter uma boa base e conseguir chegar a uma semi final de conferência, pelo menos, bons nomes podem começar a pensar em assinar por lá.

          • Rrrr

            Tipo a sede do GSW pode até ser em Oakland mas é bem de boa morar em San Francisco, que tem é uma cidade cheia de restaurantes, boates, etc. O centro de treinamento do time é menos de 30 minutos de San Francisco, então assim ele vai morar em uma ótima cidade e jogará com um time fenomenal.

            Sobre Detroit eu acho q a situação é muito complicada porque eles estão sofrendo uma demandada de gente muito grande, a cada ano a população da cidade cai, além disso, tem leilão de casas abandonadas na internet por preços ridículos tipo 10000 dólares. A cidade está se reconstruindo por ter sido planejada até recentemente para ter muitos carros e um transporte público fraco, então só um time tipo o dos Cavs para convencer uma estrela a jogar lá em Detroit

  • DamonHeat

    pistons um dos grandes favoritos para ir para os playoffs.
    dependendo de quem pegar nos playoffs, pode chegar em uma semi final.

    • Rodolfo Ribeiro #OKCLoyalty

      tem site q colocou eles fora dos offs na previsão Oo

  • Dave

    Há tempos os torcedores do Pistons não tinham uma temporada tão empolgante. Foi um passo muito importante dado em 15-16. Sair de 32-50 para 44-38 é incrível, e ainda mais para um Leste muito melhor que em anos anteriores. O próximo passo é mais difícil ainda. Sair de um time de 40W para um de 50W é outra história, mas acredito que a franquia esteja no caminho certo.

    Gostaria de fazer alguns comentários sobre o nosso jovem núcleo de jogadores:

    Reggie Jackson. Por mais que eu estivesse sempre o questionando, entregou 19 & 6 de média, isso é muito bom. Ele evoluiu, e se mostrar a capacidade de passe que mostrou pelo próprio Pistons em 14-15(e nos playoffs) e ainda, defender de forma respeitável, ele não será apenas o PG perfeito para nós como também será um All-Star consolidado. Não podemos esquecer que ele, pela primeira temporada completa, chutou 35% para 3.

    Andre Drummond foi uma montanha russa de emoções para os torcedores(assim como todos os outros, na verdade, mas se espera mais de Andre). Apesar disso, apenas a capacidade de pegar rebotes fora do comum fez do Pistons uma equipe difícil de lidar. Impressionante que o Pistons esteja entre os primeiros colocados em rebotes tendo apenas ele como reboteiro acima da média. Ele melhorou em muitas áreas, e ainda precisa ser trabalhado, mas é sem dúvidas o nosso melhor jogador. Tudo gira em torno dele e só funciona por conta dele.

    KCP evoluiu bastante também. Tirando seu 3pts%(e isso pode ser explicado por pela carga de trabalho maior nessa temporada), ele melhorou em tudo. A cada temporada que passa ele se torna um melhor defensor. Ser um ball-handler secundário para ajudar o Jackson e passar melhor a bola são algumas das suas missões em 16-17. Se ele continuar progredindo da forma como está e aumentar seu aproveitamento de 3 pontos, então ele vale a renovação.

    Harris fez muito bem ao Pistons. Ajudou Jackson a criar no ataque, muito mais versátil que o Ilyasova e mandou 37% para 3 pontos como um piston! Foram poucos jogos, mas no tempo que Harris esteve no time, o Pistons entrou em um ritmo de 50 vitórias. Bem que o Pistons podia tentar uma troca com o Magic por um saco de batatas de novo, eles são bem amigáveis em negociações.

    Stanley Johnson. Como foi dito na revisão, ele não estava pronto. Teve que jogar mais do que o necessário, e ter um trabalho bem maior, por conta da falta de profundidade. Teve um anos ruim, mas mostrou coisas bem positivas. Alguns jogos brilhantes, defesa sólida. Os Playoffs foram uma amostra do que pode ser Stanimal. O cara tem uma mentalidade muito legal e é bem maduro para idade dele, sempre quer melhorar. Ele foi muito bem nos treinamentos com o USA team desse ano. Pra mim, será o líder do Pistons em alguns anos.

    • Pedro Ferreira

      Baita trabalho do Super Mário!

    • Victor Chittolina

      Mano, o Pistons foi o último campeão sem uma das maiores estrelas da NBA. Era muito talentoso o time de Billups, Rip, Prince, Rasheed e Ben Wallace. Marcava pra cacete e eram todos bons jogadores, mas comparado ao Lakers – que enfrentaram na final da NBA -, que tinha Payton, Bryant, Malone e Shaq, não tinha ninguém no mesmo patamar.
      Digo isso porque foi um dos primeiros times que eu apreciei na liga. Infelizmente era muito novo pra acompanhar os Bad Boys (recém nascido, na verdade), mas desde então, nutro simpatia pelo time.
      Mas dessa vez acho complicado conseguir alçar vôos mais altos sem uma superestrela. Tomara que a evolução do time seja o suficiente pra conseguir atrair grandes nomes nas próximas FAs.
      Boa sorte pra vocês e belo texto.

      • Dave

        Essa equipe trouxe muitos torcedores para Detroit. Um time incrível, em que as estrelas não faziam algo de saltar aos olhos, mas se completavam de uma maneira única. O quinteto inicial era um espetáculo defensivo.

        Acho que isso dificilmente será repetido. O Pistons 04′ é um ponto fora da curva nesse sistema da NBA. Eu não consigo ver um campeão sem uma superestrela, seja em qualquer década da liga(talvez o SuperSonics de 79?). E o mais legal, é que eles se mantiveram competitivos por muitos anos, sempre com defesa em 1º lugar.

        A expectativa, é que Drummond se torne um jogador especial. Se atingir todo o potencial que tem, seria nossa chance de conseguir um campeonato, mas isso ainda está longe de acontecer.

  • Doctor D – Heat

    Boa tarde, NBA Stalkers!!! Quem gostaria de entrar numa liga do Fantasy de mais estratégia e destreza??? Gratuito.

    Entrada até as 18:29.
    Draft modulo Leilão às 19hs.
    Link abaixo:

    https://yho.com/nba?l=16303&k=f4c7d717c78903c9&soc_trk=lnk&ikey=2afffedebe2ef969

  • Pedro Ferreira

    As revisões estão por ordem alfabética?

    • Raja Bell

      Sim!

      • Pedro Ferreira

        Obrigado

  • felipe fernando Oliveira

    Pra mim Pistons virão brigando pelas primeiras posições, e vai dar muita dor de cabeça a Lebron. Pra mim o quinteto inicial de Detroit é um dos melhores da liga, e seu banco também segura a onda. Jackson, Pope, Harris, Morris e Drummond depois tem um caminhão de bons jogadores como Ish, McCallum e Blake na armação, Stanley, Leuer e o bom novato Hellenson nas alas e pro garrafão o mito Boban e o razoavel Joel. Se jogarem o que sabe vem pra disputar o titulo…

  • drakes

    Van Gundy merece um prêmio, ele remodelou o time sem conseguir nada por dois jogadores que deveriam ter sido chaves pela gestão passada: Greg Moore e Josh Smith.

    È um quinteto muito forte e jovem, e agora com um banco melhor, eu acho que não vai dar para uma improvisada igual a temporada passada, mas desde que ele chegou o time tem ganhado mais, eu tenho que eles fiquem em 5 lugar da conferência leste, mas como vejo que que a tabela deve ser bem embolada, uma melhora em lances livres pode faze-los subir.

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados