logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 7 set 2016 às 23:11
“Eu só mostrei 30% do meu verdadeiro jogo”, garante Shaquille O’Neal

Lendário pivô acredita que tinha muito mais recursos técnicos do que pôde exibir em quadra

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Ricardo Stabolito Jr.

Um dos jogadores mais emblemáticos da história da NBA será eternizado no Hall da Fama nesta sexta-feira. A lenda Shaquille O’Neal é o principal nome da classe de eleitos para o templo máximo do basquete em 2016, que ainda inclui craques como Allen Iverson e Yao Ming. A homenagem já era amplamente esperada por falarmos de um dos melhores pivôs de todos os tempos, mas “Shaq” quer ser recordado por ser mais do que “apenas” um dos melhores.

“Eu não queria ser só o melhor, mas também o mais dominante pivô da liga. Muitas pessoas até podem falar que são os melhores em alguma coisa, mas poucos podem dizer ter sido os mais dominantes. Esse era o meu objetivo. Queria estar no debate com os maiores, mudar o jogo a forma como Wilt [Chamberlain] e Michael [Jordan] mudaram”, contou o ex-pivô e ídolo do Los Angeles Lakers, em entrevista ao site The Vertical nesta semana.

O saudosismo e idolatria por O’Neal parecem crescer atualmente pela ausência de jogadores com seu estilo na NBA – ainda mais, com sua dominância. Um processo que, por mais que lamente e critique, o craque acredita ter incentivado. “Acho que não haverá outro Shaq, outro Yao. E sinto que o modo como eu dominei o jogo fez todos se afastarem do garrafão. Nós somos produtos do meio e, por isso, todos só estão arremessando agora”, avaliou.

O currículo de Shaq é um dos mais “recheados” da história: tetracampeão da NBA (três prêmios de MVP das finais), ele foi convocado para 15 Jogos das Estrelas e eleito para um dos quintetos ideais da temporada por 14 vezes. O MVP da liga em 2000 também possui camisa aposentada pelo Lakers (#34) e a medalha de ouro olímpica em Atlanta-1996. É difícil pensar em alguma coisa que o astro não tenha conquistado, mas algo ainda “incomoda” em sua memória.

“Meu único arrependimento foi ter perdido quase 200 partidas no auge da carreira, por lesões. Eu teria passado Wilt e sido o segundo maior pontuador da história da NBA se tivesse conseguido manter-me saudável. Isso me deixa triste. Sempre vou me lembrar dessas partidas que fiquei fora, pelo resto da minha vida”, recordou O’Neal, escolhido um dos 50 melhores jogadores da liga em 1996 – mesmo tendo disputado só quatro temporadas na NBA a época.

O lendário ex-jogador convidou Bill Russell, Julius Erving, Isiah Thomas e Alonzo Mourning para apadrinhá-lo na cerimônia do Hall da Fama. O quarteto apresentará vídeos em que nós poderemos ver algumas das grandes atuações e habilidades do ex-pivô, mas nem todas. Não porque esses vídeos são curtos e sintéticos, mas por Shaq assegurar que era capaz de ainda mais em quadra do que exibiu. Muito mais, na verdade.

“Eu só mostrei 30% do meu verdadeiro jogo. Fiz uma grande carreira, mas sinto que não tive a chance de mostrar o que realmente era capaz. As marcações duplas e triplas eram tão rápidas que sempre precisei dominar o jogo dentro do garrafão. Tinha capacidade de atacar defensores, passar, driblar, mas nunca pude mostrar isso. O foco era ser o mais poderoso e dominante jogador de todos os tempos”, finalizou O’Neal, que conseguiu muito com o pouco que diz ter feito.

  • Sid Payne- Dança muito

    Caralho, imagina se tivesse ”sido 100%”? negoshaq seria o maior da história?

    • Michel Moral

      Se Shaq tivesse jogado sua carreira toda na intensidade de seus sete/oito anos de auge, certamente seria considerado unanimemente o maior pivô da história e talvez ser comparado numa lista de top five all time.

      Duas coisas atrapalharam: 1 – era um jogador muito físico e, por isso, tendia a problemas com lesão, como de fato teve; e 2 – por ser pivô e não ser habilidoso, conduzindo a bola e tal, obviamente que isso o deixaria para trás de um Hakeem ou Jordan. Acho muito difícil alguém eleger um pivô como melhor jogador da história. Escolher um lateral é bem mais propício. Tanto que dizem que Jabbar foi superior a Jordan, mas poucos dão relevância a esta comparação, preferem Magic, por exemplo.

  • Rodolfo Ribeiro #OKCLoyalty

    os 70% a gnt ta vendo no shaqtin a fool agora

  • Paulo OKC

    Imagina se tivesse jogado 100%?Ia quase virar um Perkins da vida.

  • Yusuke

    Kkkkkkkk tá de zueira né Shaq, quero acreditar que tu falou isso por causa da marcação implacável que recebia, mas msm assim achei exageradamente baixa essa porcentagem. E ainda tem cara que fala “imagina se ele tivesse atingido os 100%”, galera, ele é uma lenda, mas não é por isso que vai acertar em suas falas sempre. E só pra complementar, Toguro atingiu os 100% e perdeu na final do torneio das trevas.

  • The Ancient Destiny

    Shaq sendo Shaq ahahaha

  • João Rafael Barros

    Gente, vamos esquecer o tal do gordo Shaq e focar no gênio A.I.

    Ouçam o discurso do The Answer, nao o Shaq.

    Blz?

    • Vinícius Maia

      Aí você pegou pesado amigo. Poucos darão mais atenção ao Iverson do que ao Shaq. Digo isso não somente pelo jogador, mas também pelo carisma. Shaq foi um dos caras mais carismáticos que passaram pela liga e conquistou uma legião de fãs devido a isso. Me lembro que em suas últimas participações no all star, Shaq já não jogava em nível all star, mas ainda assim era legal vê-lo em quadra porque ele dava um show a parte com suas brincadeiras dentro e fora da quadra.

    • Rodolfo Ribeiro #OKCLoyalty

      ??

  • God Usopp

    Mala

  • Leonardo Augusto N. Dos Santos

    mais um da seara “calado é um poeta”…porque não chamou o Kobe para apadrinha-lo? kd o fabrica de vaSSilo?kkkkkkkkkkk

  • cleberson23 – KING JAMES GOAT♕

    PQP. Cala a boca Shaq

  • João Paulo Mota

    O pessoal aqui é meio bravo… hahaha. Só eu o achei bem lúcido e articulado? E, sobre a fala dele em si, não há verdade no que ele falou? Eu acho que sim. Ele focou seu jogo em um aspecto e elevou este aspecto ao máximo, haja vista que a energia e o tempo de todo mundo – incluindo atletas – são limitados.

    Talvez, agora, após o fim de sua carreira, ele pode pensar e refletir melhor sobre tudo o que fez jogando, e venha chegando cada vez mais a conclusões mais definitivas. Isso é muito comum com todo mundo que reflete sobre a própria vida.

    Por fim, uma pena mesmo que as lesões tenham lhe tirado quase 200 partidas. E não é somente a partida que uma lesão tira, mas também influencia e atrapalha as próprias partidas que o atleta joga, pois que sem ritmo, mais preocupado, menos solto, etc.

    • João Paulo Mota

      * próximas partidas.

    • Hilton Silva

      Você acha que os 11 títulos do Phil Jackson são menores que os 9 do Red Auerbach porque ele ganhou em franquias diferentes?

      Sempre quis perguntar isso de um torcedor do Celtics…

      • Gbrunus Boston

        Cara isso é mt relativo eu acho q um titulo q o cara suou pra conseguir, tipo demorou pra montar a base do time ele gava la desde o tank é melhor do q ganhar mais em times jabquase prontos mas n tira a honra do bencedor por isso.
        Mas é questão de opinião

      • João Paulo Mota

        Não acho. Para mim, título é título. Cada qual tem sua história, tem seu enredo e seu contexto próprio. Dentro de cada contexto, isoladamente considerado, o melhor venceu, e isso é a glória primeira e última.

        Assim, Jackson foi mais vitorioso que Auerbach, enquanto que o segundo, para mim, foi mais influente no basquete do que o primeiro, clubismo à parte.

        • João Paulo Mota

          PS: Até porque, como gerente depois, ele ganhou mais 7 campeonatos, algo que o Phil ainda tem que fazer [não vencer 7, mas vencer rs.] como “manager”.

        • João Paulo Mota

          Ficou uma bagunça haha. Quis dizer: Phil venceu mais como treinador, fato. Red venceu mais no geral e como manager. E Red, independente dos títulos [mas não prescindindo deles], foi mais influente no e para o jogo.

  • Vinícius Maia

    Gosto muito do Shaq. Além de ter sido um grande jogador dentro de quadra, foi um dos mais carismáticos dentro e fora das quadras que passaram pela liga. Mas ele forçou a barra nessa fala dos 30%.

  • Agaam

    Virou dragon ball isso ai . Quem entendeu, entendeu .

  • Hilton Silva

    Eu pensei que ele estava dizendo que acertou só 30% dos seus lances livres….

  • Michel Moral

    Essa questão dos 30% é melhor deixar para a Dilma resolver. Parece que ela entende melhor dessa parte.

    Essa fala do Shaq é importante para quem não o viu jogar entender mais ou menos o que ele representou.

    Quando eu sustento que ele é o jogador mais dominante da história da NBA, é por isso. Eu vi quatro jogadores de cinco possíveis de um time marcar um único jogador.

    Não é por nada, mas o Fisher não era e nunca foi um armador fora de série, embora um excelente defensor. O Kobe, no início dos anos 2000, jamais faria 25ppg se não tivesse Shaq em quadra, muito menos estava preparado para ser campeão (sim, se Iverson, Carter, McGrady, Reggie Miller, etc., estivessem jogando no Lakers daquela época, certamente teriam um anel). Rick Fox e Robert Horry jogavam para meter bola e SÓ. Aí o time tinha alguns carregadores de piano que sustentavam na defesa.

    Entendam que isso não é demérito para ninguém. Esse é o mérito que Shaq merece.

    • Vinícius Maia

      Curti só pela primeira parte do comentário: “Essa questão dos 30% é melhor deixar para a Dilma resolver. Parece que ela entende melhor dessa parte.”

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Gustavo Rocha

      Então cara, a DOMINÂNCIA do Shaq eh incontestável. Na minha opinião ele é o cara mais atlético que já existiu. Mais até que o LBJ. Fora a técnica que ele tinha. Mas não concordo muito com sua visão sobre o Kobe. Até acho que o jogo do Shaq ajudava muito na pontuação do KB8. Mas pelo que me lembro em 2003 qndo comecei a acompanhar, eu vi eles no msm nível de jogo. Um melhorando o jogo do outro. Sou fã dessa dupla. Acho perfeito aquele video do Shaq falando que cada um, em um momento do jogo, era o jeb e direto.

      • Michel Moral

        Quem tem qualidade, tem desde cedo. Kobe é um gênio inconteste. Difícil até apontar entre ele e O’Neal quem foi o melhor. Individualmente Kobe foi além de Shaq. O ponto foi aquela virada de milênio. Shaq fez algo que eu nunca vi. Algo parecido, mas ainda acho que superior, ao que Curry faz hoje no aspecto bolas de três.

        A partir de 2003, as coisas mudaram em LA. Kobe deixou de ser aquele adolescente e virou gente grande. E como todo pintinho que vira galo quer ser o dono do galinheiro, Kobe passou a reivindicar seu posto de destaque no time. Foi nesse momento que houve a ruptura, após a temporada 2004.

        Entendo essa situação não como uma “crise”, mas algo natural dentro do esporte. Entre Kobe e Shaq, o Lakers ficou com o, ainda sem maturidade plena, Black Mamba. Já Shaq, ainda dominante, foi levar o primeiro anel para a Flórida com o Heat.

        Então, Kobe tem méritos. Não ouso dizer que não. Mas jogar com Shaq naquela época era covardia para qualquer jogador da NBA. O cara vivia um momento muito diferenciado.

        E, como você disse, nem LeBron atingiu um nível auge tão dominante quanto Shaq. Pena que o pivô se machucou e ficou muito pesado.

  • Pedro Ferreira

    E se não tivesse engordado dps q saiu do Heat,poderia ter dado mais um gas junto do Lebron no Cavs

  • Victor Chittolina

    Sempre que alguém fala “eu só explorei 30(40,50,…)% do potencial”, eu lembro do Freeza lutando com o Goku.
    Cada episódio ele aumentava 10% da força, em vez de matar o cara de uma vez por todas desde o começo.

    • Paulo OKC

      Pior era derrotar esse FDP no Budokai.Tinha que derrotar ele umas dez vezes.

    • Ricardo Stabolito Junior

      Toguro enfrentando o Yusuke em Yu Yu Hakusho.

  • Fabrica de Vassilo

    Shaq era tão dominante que vários jogadores eram formados somente pra parar o Shaq, double team, e até triple team. Nunca mais vi isso acontecer o tempo todo depois do Shaq. É um exagero falar que só mostrou 30% do que podia, mas com certeza ele não mostrou tudo o que poderia por estar focado 100% em dominar um aspecto do jogo e não expandi-lo. Dá pra ver ele fazendo umas coisas diferentes dos seus treinos e aquecimentos pré-jogo.

  • Kleber

    Shaq era imarcável, é simples.

  • DamonHeat

    no 1×1, ninguém parava o shaq.
    tinham que apelar para o 2×1 e até 3×1.

    • LETS GO CAVS.

      Então porque não é o melhor da história ?

    • LETS GO CAVS.

      Nem adianta escrever preguiça,bebida e esses motivos

  • Se a partir do início dos 2000 ele não tivesse engordado tanto quanto um mamute provavelmente ele teria tido uma carreira melhor. A cada offseason voltava mais gordo, o que contribuiu para suas lesões, e na época Shaq além do talento já acumulava experiência também acho que ele não mostrou 100% de seu jogo e isso por conta do físico.

  • Uncle Drew

    Por um lado ele está certo (não irei entrar na parte dos 30%). Tem um documentário da ESPN chamado “30 for 30: Shaq And Dale” q passava direto, por um tempo, na ESPN+. Era uma conversa entre Shaq e Dale (seu treinador na época de LSU) falando sobre seus anos de High School e Universidade. E ele dizia, ao mesmo tempo q eram mostrados vídeos, q queria ser armador, lá pelos 15 anos, por ter se apaixonado pelo jogo do Magic Johnson. E começou a treinar passe, ball-handling e etc. treinando para ser um armador. Só q ele foi crescendo, e jogar de pivô era inevitável. Aí quando ele foi para LSU acabou sendo treinado para ser pivô e aprendeu fundamentos de pivô, até lance-livre ele batia bem (por um certo tempo)! Pq já naquela época, existia o Hack-a-Shaq.
    A habilidade de passe e de Ball-handling do Shaq é bastante underrated. Realmente ficava escondido pq naquela época (década de 90, onde foi seu auge físico) o garrafão era mt fechado (longe do espaçamento atual) facilitando as marcações duplas e triplas, sem desorganizar por completo a defesa, e não tinha essa de ser Point Forward, na maioria das vezes cada posição tinha sua função já pré determinada.
    Pode ter mostrado apenas 30% ou não, mas por razões de espaçamento. ..realmente seu jogo não foi explorado ao máximo.
    https://youtu.be/5Eu2NrAqQr4

  • paulo

    Shaq doutrinando jordan no 1×1 passando pela sua timeline
    https://www.youtube.com/watch?v=1NwgNLW9ASQ

    • Felipe Augusto Rocha

      No final MJ “get out of here” HAHAHA

  • 76

    Shaq foi foda mesmo, e Kobe o ajudou muito tbm.

  • Erick
  • Brandow Guedes

    Uma vez eu vi um documentário sobre o Shaq, não me lembro completamente pq faz uns 7 anos, o cara entrevistado disse : O Shaq só não foi MVP 10 vezes e o melhor da história pq n quis, dizendo que ele no auge, além das lesões, também engordou mt e começou a deixar, mesmo que por 30 %, o basquete em segundo plano. Vocês concordam ? Pela dominância suprema dele no garrafão, essa tese é relativamente plausível e legal de ser discutida.

  • Anderson Tomás

    Acompanho a NBA desde a Temporada 90/91 e só vi dois imparáveis : Michael Jordan e Shaq .

    Salve “The Diesel”!

    • LETS GO CAVS.

      Shaq era imparável até colocar ele na frente do Yao Ming (zueira).

    • brendan k

      Acrescente Lebron James.
      Por falar em Shaq, vou confessar que tive uma certa desconfiança quando o vi no top 10 all time, mas hoje, refletindo melhor um pouco do que vi, realmente, um pivo que deixa saudades, o mais dominante da história, além de ser muito carismático e engraçado.

      • S.E.P MV

        LeBron? Kawhi manda abraços (dentre outros)

  • Vítor Hugo ⚡️

    O freeza do basquete …rs

  • AlexS.F.

    Se o Shaq tivesse ficado em forma durante a carreira ele seria o jogador mais dominante da historia sem duvida nenhuma

  • Bruno – LA.Lakers 16x🏆

    Não devia ter saído do Lakers em 2004 , se tivesse ficado junto com Kobe teriam feito algo mto maior e grandioso , uma pena , uma lastima !

    • DamonHeat

      agradeço até hoje ele ter ido para o heat kk

  • Leonardo

    Eu acho que é ao contrário, ele só foi o pivô dominante que foi, um dos maiores, pq era pesado e grande. Se fosse mais leve e mais técnico talvez não teria tido tanto sucesso. Mas isso é apenas um palpite meu, nunca vi ele jogar e nunca atentei para estudá-lo também.

  • ThiagOo25

    Aham… Se o discurso desses caras enquanto jogam é se doarem 110%, sempre evoluírem e buscar o seu melhor jogo, ele vem com esse papo.

  • Tárcio

    Kobe já deu declarações que as primeiras brigas entre eles, foram porque o ele começou a cobrar que o Shaq jogasse mais e principalmente treinasse mais durante a temporada regular, ele sabia que seu colega grandão podia render mais durante o campeonato e chegar mais inteiro e mais magro nos Playoffs. Shaq nem sempre ouvia e ia pra praia e pra noite de LA! Aos poucos piorou e entrou em outros níveis!
    Uma pena a saída precoce para o Heat!
    Com o Shaq o Lakers teria ganho ao menos mais 2 titulos entre 2004 e 2008, foi o auge técnico do Kobe, mas ele não tinha ninguém pra ajula-lo dignamente em um Oeste de times incríveis.

  • brendan k

    Shaq fazendo uma graça. rs. Ele pode, um dos melhores pivos da história do basquete, foi a grande estrela desse ultimo lakers, e fez muita falta quando saiu, ainda sendo campeao com o heat. Depois, já de saco cheio de tanta dominancia, foi pra outros times brincar de basquete.

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados