logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 28 set 2016 às 09:31
Terry Stotts exalta Evan Turner: “Versátil nos dois lados da quadra”

Técnico elogiou o novo contratado e indicou como deve utilizá-lo na rotação

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Eduardo Ribeiro

O Portland Trail Blazers surpreendeu a todos na última temporada quando se recuperou rapidamente de baixas importantes no elenco e se classificou para os playoffs. Nesta offseason, a equipe se concentrou em manter a base que foi construída durante a campanha, mas se reforçar nos setores carentes. Uma das principais caras novas do time será o ala Evan Turner, que recebeu elogios do técnico Terry Stotts por sua capacidade de desempenhar mais de uma função em quadra.

“Ele atuou muitas vezes como armador no Celtics na última temporada”, afirmou Stotts, em entrevista coletiva após o treino da equipe na terça-feira (27). “Não importa se você o considera um verdadeiro armador ou um ala, ele pode iniciar as jogadas para o time de onde estiver. Observando o que ele fez no Celtics, é possível perceber que seu jogo é muito versátil nos dois lados da quadra.”

A necessidade de um jogador capaz de organizar jogadas ao lado de Damian Lillard e C.J. McCollum foi o principal motivo para a contratação do ala. “Essa é uma das razões pela qual Evan está aqui. Existia muita pressão sobre Lillard e McCollum para que cuidassem da execução das jogadas”, admitiu o técnico. “Nessa liga, é necessário criar muitas jogadas diferentes e Evan se sente confortável conduzindo a bola.” 

Turner deixou o Celtics após duas campanhas e assinou com o Blazers por quatro anos, com um contrato no valor de US$ 75 milhões. Em 2015-16, o ala de 27 anos foi um dos principais reservas da temporada e registrou médias de 10.5 pontos, 4.9 rebotes e 4.4 assistências, em cerca de 29 minutos de ação por noite.

  • Doug

    Este é um jogador muito interessante e pouco comentado…é versátil e esses números aí não refletem bem a sua contribuição e o seu jogo em quadra…não foi muito aproveitado quando da passagem em Indiana, tendo sido melhor utilizado em Boston…enfim, será muito útil aos Blazers…

  • Escolha número 2 do draft o faz um bust?

    • Doug

      Bust eu não digo, cara…ele tem talento…acredito que tenha sido subaproveitado…poderia ter sido outra pick…mas, o Philla poderia ter feito uma opção bem melhor…aquele draft, teve Cousins em 5º, George em 10º e Hayward em 9º, além do Wall em 1º, mas não tinha tantas opções para SG, embora o Turner tb jogue de SF, mas o perfil é mais de SG…difícil analisar tb, porque esses caras tiveram boas carreiras não profissionais, daí quando entram na liga viram um sexto-homem ou coisa do gênero, como o W. Johnson…é tudo uma aposta com base no que eles apresentaram…Turner teve médias de 20 ptos em sua última temporada na universidade, mas jogando de ala, e inclusive foi nomeado o melhor ala da NCAA, porém tinha essa versatilidade de jogar nas duas posições…

      • Pedro Ferreira

        E o Whiteside até pouco tempo atras tava esquecido em algum lugar desse mundo, sem alguem lembrar dele

    • Michel Moral

      Pra mim, não.

      A carreira dele não é medíocre. Acho que a exceção do Pacers, ele foi bem por onde passou.

      Fora que tem apenas 27 anos e pode ajudar muito ainda no futuro.

      O melhor cenário da carreira dele é esse Blazers.

    • Dave

      Eu considero, mas vai muito da interpretação de “bust”. Quero dizer, o que se espera draftar na pick 2? Acredito que uma estrela, não um bom role player.

    • Bruno Grotta

      Esse negócio de bust, nesse caso, é subjetivo. Cada um pode ver de uma forma.
      Não acho que ele seja um bust bust, mas, por ser 2nd pick e pelos outros talentos da turma dele, John Wall, Cousins, Paul George, Gordon Hayward, Derrick Favors, Whiteside. Daí tres jogadores são estrelas e dois jogadores são de um nível acima porém ainda subestimados. E um só foi surgir na temporada passada e ja causou um impacto muito maior que o Evan Turner em toda carreira. Sendo que de todos esses, só o Wall foi escolhido à frente dele.

      Logo eu acho que ele foi uma decepção. Por ser um 2nd pick e pelos outros talentos escolhidos. Mas ele é, hoje, um otimo role player, bom jogador e pode estar chegando no seu melhor momento na NBA.

  • Michel Moral

    Bela movimentação do Blazers.

    Turner é um grande upgrade em relação ao Aflalo e ao Henderson, que foram os dois últimos contratados para a função de SG/SF.

    Lillard e McCollum ficarão mais livres e soltos em quadra para fazer aquilo que mais gostam: definir. Turner pode ser um carregador de piano para os dois jovens talentos do time.

    Isso sem contar que o reserva imediato de PG é o Napier, que ainda não se firmou na NBA e é um grande ponto de interrogação.

    Dá uma rotação de perímetro de Portland:

    Lillard / Turner
    McCollum / Crabbe (que mete bola pra “carai”)
    Harkless / Aminu (puta força defensiva)

    • Felipe Monteiro

      Eu acho que os 3 serão titulares, não? Lillard de PG, McCollum de SG e Turner de SF. Com Napier, Crabbe e Harkless de reposição, respectivamente. O que achas?

  • Galvão 🔥 #305

    Acho que o esquema do Stevens deu uma valorizada no Turner, tanto na defesa quanto no ataque.

  • jetnba

    e daí vai sair uma liga fantasy aqui do jumper brasil?? yahoo já abriu!!!!

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados