logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 30 set 2016 às 15:55
Em primeiros treinos, Rose classifica triângulo ofensivo como “difícil”

Armador realizou os primeiros treinamentos com o Knicks nesta semana

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Gustavo Freitas

Derrick Rose vai fazer a sua temporada de estreia pelo New York Knicks, mas ainda não se acostumou com o estilo de jogo da equipe. O armador foi apresentado nos últimos dias ao triângulo ofensivo e trabalha para melhorar o entendimento do sistema.

“É um pouco complicado agora porque é novo para a gente”, disse Rose. “Mas eu acho que com um pouco mais de trabalho e a forma que os técnicos estão mostrando isso no ataque, vai ficar um pouco mais fácil”.

O técnico Jeff Hornacek adiantou recentemente que o Knicks vai misturar o tipo de ataque, podendo acelerar o jogo em diversas ocasiões, algo que ganhou a liberação do presidente Phil Jackson.

“Existem algo como 40 ou 50 opções em um lado da quadra. É algo que lhe dá espaço para a criatividade. É algo que, se fizermos da forma certa, você pode fazer qualquer coisa que quiser, você pode jogar de forma mais livre, mas precisa saber o que está fazendo”.

Em sua última temporada pelo Chicago Bulls, o MVP de 2011 obteve médias de 16.4 pontos e 4.7 assistências em 66 partidas disputadas.

  • Sério que o Knicks vai insistir nessa porra de Triangulo?
    Já não viu nos últimos anos que não deu certo?

  • Claudio R.

    Pro Triangulo funcionar você precisa necessariamente de um Shooting Guard de elite, que saiba chutar de qualquer posição, de um Pivô que saiba fazer o Box out e passar e de um jogador de 3.. Se não, não dá certo…

    • Vinícius Maia

      Não acho que o problema do triângulo no Knicks sejam os jogadores. Acho que o problema, no caso, é o próprio técnico que não chega no Knicks tendo o triângulo como sua principal tática ofensiva e acaba sendo obrigado a adotá-la. Para mim seria mais ou menos como forçar o Westbrook, que tem as infiltrações como uma de suas principais armas ofensivas, a jogar como Stephen Curry, priorizando os arremessos de longa distância, ou o contrário, forçar o Curry a jogar como Westbrook, infiltrando que nem um trem descarrilhado. Em ambos os casos, o fracasso seria inevitável. Cada técnico tem sua metodologia de trabalho e isso tem que ser respeitado pela franquia no momento em que ela decide contratá-lo.

  • ThiagOo25

    Mas não iria acabar esse triângulo?
    Hornacek disso isso há poucos dias.

  • Michel Moral

    O que eu acho errado é o Phill Jackson dizer como o time vai jogar. Por que não virou logo o técnico do time? Tem medo?

    Fica difícil avaliar o trabalho do técnico quando ele não pode expor 100% da sua metodologia.

    Claro que o Mestre Zen pode dar palpite, pois tem história e conhecimento de sobra para isso, mas ficar coordenando a forma do time jogar já é função do técnico.

  • Luan sousa

    Nunca entendi essa porra de triangulo.
    Historinha pra boi dormir

  • WESLEY

    toda hora fala de merda de triangulo

  • Bruno Grotta

    Alguém pode explicar esse negócio de triângulo???

    • Uncle Drew

      Triangulo, é um esquema bastante famoso feito pelo Phil Jackson e q foi baseado na Princeton Offense (do lendário Pete Carril.)
      Tem um conceito do futebol chamado “triangulação”, onde o jogador tem 2 opções de passe (geralmente as linhas de passe formam um triangulo). O tal do triangulo do Phil Jackson é mais ou menos isso.
      O jogador tem 2 opções de passe, e depende DO jogador q está com a bola para decidir qual é a melhor jogada. É por isso q não é qualquer jogador q consegue jogar nesse estilo, é preciso ter leitura de jogo, ser bastante inteligente. Dizem até q o Triangulo não tem muito Playbook de jogadas, pq é um esquema q procura a movimentação de jogadores, dando opções de passes rápidos,daí acaba existindo alguma brecha natural da defesa por causa da movimentação e o jogador q está com a posse analisa a situação e decide, se continua passando a bola (com os jogadores dando opção, em linhas q formam um triângulo.) ou parte para a cesta.
      Existem características específicas para cada posição tbem. O armador geralmente é um shooter (é só observar os times do P-Jax, Paxson, Kerr, Fischer, Farmar e etc.), o Ala-Armador ou Ala geralmente constrói as jogadas ou finaliza, é o q mais tem poder de decisão sobre o esquema (Jordan, Eddie Jones, Kobe, Melo, Pippen.) e os jogadores do garrafão tem q saber passar bem a bola (Rodman, Grant, Pau Gasol, Lamar Odom, mais recentemente.. Kyle O’Quinn e Robin Lopez.).
      Tem o fato do esquema raramente utilizar Pick-and-Rolls tbem, e isso é q o mais recebe críticas atualmente. Pq todos os armadores gostam de fazer isso, e gostam de atacar a cesta. Algo q no triangulo geralmente não acontece, o armador é um shooter, e se movimenta procurando receber a bola. Os pick-and-rolls do triangulo são bastante limitados, e quase sempre são nas laterais da quadra (pq oferece mais opção de triângularização em situações de passe.).
      É isso, é por isso q não é um esquema para qualquer jogador e quem consegue decifrar esse esquema.. geralmente ganha oportunidades como técnico (Steve Kerr, Derek Fisher, Kurt Rambis..), pq tem q ser inteligente, e bastante disciplinado em quadra, tudo tem q ser bem sincronizado.
      http://www.quintoquartobr.com/wp-content/uploads/2014/10/Proper-Spacing-and-Positioning.jpg

      • Vinícius Maia

        Sem querer parecer arrogante, mas, olhando a imagem, eu não consigo ver complexidade nisso. Já vi vídeos ilustrando a movimentação também e não vejo consigo enxergar a dificuldade. Talvez seja difícil para um cara como Rose pelos motivos que você falou: no triângulo, os armadores devem ser, prioritariamente, arremessadores e Rose tem como ponto forte do seu jogo, as infiltrações rápidas. Mesmo pensando num armador playmaker, como alguns esperam que o Rose se torne no Knicks, pode ser dificil, considerando a ausência de pick and rolls que você citou. Imagine um cara como CP3 jogando sem pick and rolls? meio dificil de imaginar. Mas, na movimentação em si, eu não consigo enxergar dificuldade. Talvez a dificuldade para o jogador esteja em adaptar seu jogo a movimentação, já que ela possui algumas restrições como você citou.

        • Uncle Drew

          Então.. por isso q todo mundo estranhou o Phil Jackson ter contratado o Hornacek. Justamente por praticamente não ter nada a haver aquele time do Suns dele, com este do Knicks.
          Depois de algumas semanas é q foi dito q o Hornacek não veio para fazer do triangulo seu esquema principal. Ele vai mesclar seu esquema do Suns, com o triângulo. No triangulo o jogo é mais de meia quadra, com o Hornacek já deve ser diferente. Deve ter mais jogadas de transição.. como ele fazia no Suns e isso certamente deve ajudar o Rose.
          Ele vai mesclar o esquema, Phil Jackson entendeu q os jogadores odiavam jogar no Triangulo.. e procurou um jeito de mudar isso (mas continuando ainda a usar o triângulo, de forma tímida.).
          A questão da complexidade.. é pq são só imagens, rsrs. A situação no jogo é diferente, é tudo mais rápido, tem q se movimentar toda hora.. e procurar fazer esse triângulo. Fora q o jogo de hoje está bem mais rápido com o Small Ball, não tá mais fácil fazer linhas de passe.. pq se vc enfrentar o Golden State Warriors.. eles vão interceptar o passe e gerar TOs, esta é uma de suas maiores qualidades (e como tudo q dá certo no GSW.. os outros times copiam… praticamente toda a liga usa a agilidade e a marcação pressão.).
          Antigamente dava mais certo pq o jogo era extremamente lento, de meia quadra, com 2 pivôs praticamente, era perfeito para usar o triangulo. Com a agilidade de hoje, vc fica trocando passe.. mas não chega na cesta (O Knicks do Fisher era o q mais fazia passes na NBA, mas era um dos piores ataques, senão o pior, ataque da liga.), ou então comete TOs, pq o adversário acaba lendo a jogada e rouba a bola.

      • Bruno Grotta

        Mano do céu, obrigado mesmo!
        Faz tempo que queria saber disso!

      • Leonardo Augusto N. Dos Santos

        cara, imagina esse warriors com curry, durant, thompson e green fazendo o triangulo, ia ser IRADO, SINIXXXTRO….

  • Killer Crossover

    O famoso triângulo que sempre vez ou outra tem gente dizendo que não entende (inclusive eu). Ok, pode ser fácil, mas o time que usava o triângulo era o Bulls do Jordan, talvez o Phil Jackson tenha que entender que o que eles conseguiam fazer com o tal triângulo ofensivo é algo que dificilmente mais alguém irá conseguir, ou se é tão simples assim, porque ninguém acerta ? Esse Knicks + Triângulo ai tem tudo pra não ir à lugar algum. Ou o P.J. vai lá treinar o time e FAZ eles aprenderem o método, ou deixa o técnico dizer ao time como quer que eles joguem.

  • Vinícius Maia

    Não dá para dizer que o triângulo ofensivo não funciona, afinal os 11 anéis do Tio Phil estão ai para mostrar o contrário. O problema, na minha opinião é o GM do time querer “dar pitaco” no esquema tático da equipe. Se ele quer fazer isso, então que faça como Doc Rivers e o técnico do Pistons que agora eu não me lembro o nome: acumule os cargos de GM e técnico da equipe. Honestamente, se eu fosse técnico, acho que me sentiria até frustrado trabalhando num time onde o chefe me dissesse “descarte tudo aquilo que você tem de sistemas ofensivos. Use o meu que é o melhor”.

    Honestamente, eu acho que as coisas não vão funcionar no Knicks enquanto o Phil Jackson continuar com essa obsessão pelo triângulo ofensivo. Steve Kerr implantou no Warriors suas próprias táticas e os resultados estão ai para comprovar sua eficiência como técnico. Agora imagine ele no Knicks, como chegou perto de acontecer, sendo obrigado a abrir mão de seu próprio arsenal tático para se sujeitar ao triângulo do Phil Jackson?! Qual seria a necessidade disso sendo que o Ker já possui seu próprio sistema de jogo e que tem se mostrado eficiente?

    Penso que a partir do momento que uma equipe decide contratar um treinador, ela tem que estar disposta a aceitar e respeitar a filosofia de trabalho do sujeito. Phil Jackson não tem feito isso e enquanto ele continuar assim, penso que os torcedores do Knicks continuarão sofrendo com campanhas fracassadas.

    • Knickerbockers

      Tenho minhas dúvidas se esse tal triângulo foi o responsável pelos 11 anéis do Phil Jackson. É uma boa discussão, pois esses títulos vieram em times que possuíam superastros em seu elenco, Bulls de Jordan e Pippen, Lakers Kobe e Shaq e depois Kobe e Gasol. Não tou dizendo que o Phil não tenha o dedo nessas conquistas, só não sei se foi por conta do triângulo ofensivo em si.

      • Vinícius Maia

        Isso é óbvio mano. Claro que um bom sistema tático não vai ser servir de nada no lado ofensivo se não tiver jogadores de talento envolvido. Mas só o talento também não adianta. É só olhar o Lakers de Kobe, D12 e Nash. Ali não faltava talento, faltava organização tática. Já pesquisei sobre o triângulo e é um sistema, que, se bem executado, é de fato muito bom, pois movimenta muito bem a bola e sempre cria situações onde um jogador fica livre para arremessar ou trabalhar sua individualidade.

        • Knickerbockers

          De fato, para um time ser campeão não basta somente ter estrelas, tem que ter um bom sistema tático. Mas entenda, a minhã dúvida é só em relação ao triângulo ofensivo e não as demais táticas de jogo. Esse sistema deu certo no Bulls e Lakers que tinham grandes jogadores, porém no Knicks tem sido um desastre. Será que essa tática influencia tanto, ou os resultados estão mais relacionados ao elenco que esses times citados possuem? Não estou desacreditando no poder do triângulo ofensivo, só tenho minhas dúvidas se influencia tanto nos resultados.

      • Marcelo Desoxi

        Exato , exato e exato.

  • Rafael Victor

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados