logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 9 out 2016 às 19:36
Kukoc aposta que Warriors pode vencer 75 jogos nesta temporada

Ídolo do Bulls acredita que equipe podem cravar novamente melhor campanha da história da NBA

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Ricardo Stabolito Jr.

O Golden State Warriors quebrou o recorde de melhor campanha da história da NBA na última temporada regular, ao conquistar 73 vitórias em 82 jogos. E, para Toni Kukoc, o time de Oakland tem plenas condições de bater sua própria marca em 2017. O ídolo do Chicago Bulls aposta que, com o reforço de Kevin Durant, os bicampeões do Oeste estão prontos para vencerem ainda mais partidas.

“Minha previsão é de que eles vão quebrar seu próprio recorde. Adicionando outro jogador inacreditável ao seu sistema, quem pode dizer que não vencerão 75 jogos neste ano? Se ficar saudável ao longo da temporada, essa equipe marcará 130 ou 140 pontos constantemente. Com alguma defesa combinada a isso, será difícil de batê-los”, opinou o craque croata, em entrevista à rádio Sirius XM.

Com a derrota do Warriors nas finais deste ano, Kukoc e o Bulls de 1996 seguem como o time com mais vitórias em temporadas regulares a conquistar o título da NBA (72). Diferente de muitos, porém, o ex-ala não minimiza o feito da equipe atual. “Não ter sido campeão é uma mancha no recorde, mas você não pode tirar-lhes todos os créditos, pois jogaram muito, muito bem”, concluiu.

  • Se melhorar a logística e aumentar a prevenção podem buscar um novo recorde, mas devido aos acontecimentos da reta final da última temporada é de se esperar que o Warriors tire o pé durante março e abril. O que eles mais desejam é durabilidade em 2016/2017.

    • Michel Moral

      Em março e abril? Acho que o rodízio virá após o início da temporada, desde que o time já tenha angariado bom número de vitórias.

      Penso que essa foi a offseason mais agitada dos últimos anos, então, a tendência é que boa parte dos times tenham dificuldade para encontrar o padrão tático ideal. Mas esse não é o caso do Warriors, que manteve seus pilares e trouxe um jogador extraordinário.

      O “Tiozão” James mostrou que não adianta ter recorde se você não chegar melhor nos playoffs. Acho que o Warriors vai fazer um rodízio legal com os jogadores nessa temporada, especialmente Curry.

      Se o recorde acontecer, beleza. Pensar nisso como objetivo que é errado.

      • Duas provocações:

        1 — Warriors tem quantidade para fazer um rodízio logo em outubro, novembro, dezembro e janeiro (longa duração como o Spurs)?

        2 — Warriors tem um plano B? Sabemos que o quadrado mágico: Stephen Curry — Klay Thompson — Kevin Durant — Draymond Green tem capacidade de vencer 50 ou mais jogos por conta própria, mas essa formação dura entre 96 e 110 jogos?

        É massante e a suplência não tem jogadores maduros que mesclem com a condição física plena de antes. Não estou diminuindo o Golden State Warriors, mas o grande time de 2015 envelheceu!

        • TRUETHIAGO

          Concordo, André. Mas não no sentido de envelhecimento, pois a média de idade do roster de 2016-17 tende a ser menor do que os anteriores, e sim na questão de profundidade do elenco.

          Jogadores como Ian Clark e James McAddo teriam que assumir um papel muito maior do que o que demonstraram, por enquanto, para que o Kerr possa de fato confiar numa rotaçao mais distribuída entre os reservas.

          McCaw até que vem mostrando coisas boas nesses jogos de pré-temporada, talvez ganhe um espaço. Pensava que ele era muito mais cru, pelo pouco que tinha visto em UNLV.

  • Fabrica de Vassilo

    Eu acredito que nessa temporada vamos ter uma impressão que tivemos do Cavs e do Spurs temporada passada, de que o time não vai estar mostrando tudo o que sabe, e que não estão mesmo jogando 100%. As vezes vai ser o suficiente mas as vezes vai lhe custar uma vitória. Acho que dá pra igualar o mesmo recorde do ano passado jogando desse jeito, ou ganhar uns 70 jogos.

  • WESLEY

    nao duvido mais acho que nao

  • Zack Batista

    Não duvidaria. Esses paneleiros tem um time muito bom mesmo.

  • TRUETHIAGO

    Considero improvável, como eu disse no post do Nash (“GSW pode ser o melhor time de todos os tempos”) por mais que o Durant seja espetacular, leva algum tempo para a equipe “encaixar”. Mal comparando, peguem a 1ª season do Miami na formação do Big Three (Wade, LBJ e Bosh) foram bastante inconstantes durante a temporada, nem sequer lideraram o Leste na fase regular e perderam nas finais contra Dallas.

    Bogut, mesmo com minutos reduzidos, era importante no esquema e trazia um impacto defensivo bem grande. Pachulia é brigador e tal, passador bom também, porém não traz esse efeito defensivo.

    Enfim, vejo uma fase de adaptação que não necessariamente irá encantar logo de cara, para repetir uma campanha de +70 vitórias. Chutaria algo mais na faixa da temporada do título (entre 65-68) e se tivesse que apostar um recorde para ser quebrado, seria na invencibilidade dentro de casa, coisa que passou perto na passada, quando perderam de Celtics e, depois, Wolves. Além dos próprios, que evitariam essa marca dos Spurs, vencendo aquela partida em San Antonio.

    • A questão é que o Miami montou o novo time, GSW já tem um time montado, estruturado, apenas com a adição de um jogador COM AS MESMAS CARACTERÍSTICAS do anterior, só que elevados a máxima potência.

      Acho que, infelizmente, Durant e GSW virão para reescrever a história do basquete.

  • Acho que é possível, pois dessa vez eles poderão se dar ao luxo de poupar jogadores em jogos em dias seguidos que o time continua forte, e até mesmo o Draymond Green pois quando se tem KD e Iggy podendo fazer função parecida com a dele, o elenco deles é fortíssimo e tem boas opções em todas as posições…

  • Se você assistiu os jogos da pré-temporada (ok, é pré-temporada e bla bla bla…) viu que o GSW é tão time no papel quanto na prática. O time titular é extremamente bom e ter o Zaza de titular não atrapalha de maneira alguma o rendimento do time.

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados