logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 11 out 2016 às 10:11
“Queria que tivéssemos selecionado Elfrid Payton no draft de 2014”, revela dono do Kings

Vivek Ranadivé foi voto vencido e a direção do time de Sacramento optou por Nik Stauskas naquele recrutamento

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Gustavo Lima

Vivek Ranadivé

O dono do Sacramento Kings, o empresário indiano Vivek Ranadivé, fez uma revelação surpreendente a respeito dos bastidores da franquia, em entrevista concedida ao repórter Sam Amick, do USA Today. O manda-chuva do Kings disse que queria que a equipe tivesse selecionado, no draft de 2014, o armador Elfrid Payton e não o ala-armador Nik Stauskas.

Segundo Ranadivé, ele teve um embate com o então gerente-geral da franquia, Pete D’Alessandro, na noite do recrutamento. A equipe californiana tinha direito à oitava escolha geral do draft e o indiano queria que Payton fosse o escolhido. Só que o GM, apoiado por outros membros da direção do Kings, bateu o pé e não abriu mão de escolher Stauskas. No fim das contas, como todos sabem, o jogador canadense foi selecionado.

“Então, no draft de 2014, teve um jogador que gostei muito nos treinamentos. Era o armador Elfrid Payton. Mas todos que trabalhavam na nossa gerência-geral queriam outro jogador, Nik Stauskas. Eu não ia chegar para as câmeras e dizer que não concordava com a escolha deles. Mesmo agora, com Vlade (Divac), tenho uma piada interna com ele: se as escolhas dele não funcionarem em alguns anos, ele vai ter que raspar a cabeça”, afirmou o proprietário do Kings.

O detalhe é que, no ano anterior, a equipe de Sacramento havia selecionado o também ala-armador Ben McLemore. E mais: em 2014, o time tinha carência na posição 1, o que poderia ter facilitado a opção por Payton.

Stauskas foi um verdadeiro fiasco no Kings (médias de 4.4 pontos em 73 jogos disputados), tanto que defendeu a equipe por apenas uma temporada. Em julho de 2015, o ala-armador foi trocado, junto com os alas-pivôs Carl Landry e Jason Thompson, para o Philadelphia 76ers. Em contrapartida, o time californiano recebeu apenas os direitos sobre os pivôs Artūras Gudaitis and Luka Mitrović, que continuam atuando no basquete europeu.

Já Payton foi selecionado pelo Sixers na décima escolha geral e trocado para o Orlando Magic na noite do recrutamento. Titular em 132 dos 165 jogos disputados com a camisa do Magic nas últimas duas temporadas, o armador angariou médias de 9.7 pontos. 3.9 rebotes e 6.5 assistências.

  • Realmente essa franquia é uma bagunça. Payton seria uma escolha melhor desde sempre, mesmo que o Staukas não fosse o Bust que é.

  • Uncle Drew – Revenge Tour

    Eles iam transformar o cara em BUST de qualquer maneira (não q o Payton seja um Bust, é q o Kings é um cemitério para jogadores draftados.). Então.. não faz diferença,rsrs.
    Eles iam arrumar algum jeito de ferrar com o Payton, assim como fez com o Thomas Robinson, Stauskas, McLemore, Fredette…

    • Será? Porque com exceção do Mclemore, todos os outros tiveram oportunidades em outras franquias e foram tão mal ou piores do que no Kings.

      • Uncle Drew – Revenge Tour

        Stauskas é um jogador da rotação do 76ers, com cerca de 24 minutos por jogo e não foi tão mal na temporada passada. O Thomas Robinson quando saiu do Kings, e foi para o Blazers… teve bons momentos, mas acabou perdendo espaço (agora está no Lakers.) não sei bem pq. Precisa de mais oportunidade, pq quando teve no Blazers.. foi bem.
        Só realmente o Jimmy Fredette q não conseguiu fazer a transição da NCAA para a NBA. Esse realmente desperdiçou as oportunidades.

        • Staukas é jogador de ROTAÇÃO do 76ERS!!!! Isso para mim já é provar que não será grande coisa – ainda mais para 8° do draft.

          Thomas Robinson, como você mesmo reafirmou, não consegue se afirmar na carreira. Não acho que o Kings teve culpa em nenhum desses casos.

          • Uncle Drew – Revenge Tour

            Mas o Stauskas tá se saindo melhor no 76ers do q no Kings, esse é o objetivo q vc perguntou. Ele joga mais minutos, dobrou sua pontuação, de 4.4 pontos (na época do Kings) para 8.5 pontos por jogo, e tbem melhorou o aproveitamento, em sua primeira temporada pela franquia.
            Stauskas desde q foi escolhido já era de conhecimento de q ele não seria um All Star ou algo do tipo, ele viria para pontuar e contribuir, dificilmente seria uma estrela.
            Kings tem sua parcela de culpa pq eles não tem paciência com os jogadores q escolhem, e vivem trocando de treinador e GM. Se o cara não for fora de série (como o Cousins) é seriamente prejudicado.

    • David Ribeiro

      Thomas Robinson vei, chega dá uma tristeza =/

    • Michel Moral

      Sua tese se sustenta pelos fatos que a comprovam. Não tem como contra-argumentar.

      Pensando pelo lado do Kings, o mais adequado era selecionar um armador. Tem hora que as pessoas defendem poderes inquestionáveis aos técnicos e comissão, mas às vezes até quem não entende tanto de basquete vê que o caminho não era aquele.

  • ThiagOo25

    Elfrid Payton agradece.

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados