logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 12 out 2016 às 11:53
Melhores jogadores por posição (2016-17) – Ala

Gustavo Freitas lista os 25 melhores atletas da posição para próxima temporada

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Gustavo Freitas

O ranking dos melhores jogadores por posição para a temporada está de volta.

Antes de qualquer coisa, é um ranking pessoal. Não reflete o pensamento de todos os outros integrantes. Para isso, existe a previsão para a temporada, que será publicada em breve. Todo mundo do Jumper Brasil participa, opina e escreve. Mas não é o caso aqui.

Esta previsão dos melhores jogadores por posição leva em conta números, potencial, surpresas positivas ou negativas, contusões anteriores e seus riscos no futuro, e principalmente, opinião pessoal. Não quer dizer exatamente que um determinado jogador é melhor ou pior que o outro. Esqueçam a parte subjetiva. Não é o que o ranking está propondo.

O histórico conta, mas se o jogador em questão veio de lesão ou ainda vai demorar a estrear, como por exemplo Reggie Jackson, ele cai no ranking.

Entre parênteses, o que subiu ou desceu em relação ao ano anterior.

Veja também:

Melhores alas em 2011-12
Melhores alas em 2013-14
Melhores alas em 2014-15
Melhores alas em 2015-16

1- LeBron James, Cleveland Cavaliers (0)

Para variar, LeBron James segue na ponta entre os alas. Na verdade, é para muitos o melhor jogador da NBA na atualidade, mesmo com a insana subida de produção de Stephen Curry. O fato de ter conquistado o primeiro título pelo Cleveland Cavaliers o colocou em uma posição que até os mais ferrenhos críticos passaram a respeitar o seu jogo. Deve, no entanto, ser poupado e ter menos minutos em 2016-17, até porque o técnico Tyronn Lue quer preservar seus principais atletas para os playoffs. Desde o seu segundo ano na liga, LeBron jamais ficou abaixo de 25 pontos, seis rebotes e seis assistências de média. Ficou com 25.3 pontos, 7.4 rebotes e 6.8 passes decisivos em 76 jogos na temporada passada.

2- Kevin Durant, Golden State Warriors (0)

Criticado como nunca após ter trocado o Oklahoma City Thunder pelo Golden State Warriors, o astro Kevin Durant quer fazer em 2016-17 a sua temporada de redenção. Durant sabe que haverá pressão por todos os lados por seu primeiro título da carreira, mas terá ao seu lado jogadores como Stephen Curry, Klay Thompson e Draymond Green. Essa responsabilidade será dividida, ainda mais que o time era o favorito em 2015-16, especialmente depois do recorde de vitórias e acabou derrotado na final pelo Cleveland Cavaliers. Durant obteve médias de 28.2 pontos, 8.2 rebotes, 5.0 assistências, 1.2 bloqueio e 1.0 roubada, além de 50.5% de aproveitamento nos arremessos.

3- Paul George, Indiana Pacers (0)

Líder de um cada vez mais perigoso Indiana Pacers, Paul George mostrou a todos que está perfeitamente curado da lesão que o tirou de quase toda a temporada 2014-15. George fez, de longe, sua melhor campanha em 2015-16, levou o Pacers aos playoffs, foi para o Jogo das Estrelas e para as Olimpíadas do Rio de Janeiro. Nada mal para quem quase teve a carreira interrompida um ano antes. Mas George quer ir além. Ele pretende levar o Pacers aos primeiros lugares da conferência Leste e brigar pelo título da conferência. Ficou com 23.1 pontos, 7.0 rebotes, 4.1 assistências, 1.9 roubada, além de 37.1% de aproveitamento em três pontos.

4- Kawhi Leonard, San Antonio Spurs (+1)

Cada vez melhor, Kawhi Leonard já é o principal jogador do San Antonio Spurs e divide a responsabilidade de levar o time ao lugar mais alto com LaMarcus Aldridge. Defensor impecável, Leonard evoluiu de forma impactante dos dois lados da quadra. Se na defesa ele é um dos melhores da NBA, no ataque ele ultrapassou a marca dos 20 pontos por jogo e converteu mais de 40% dos tiros de longa distância na temporada passada. Melhorou sua produção ofensiva a cada ano até chegar aos 21.2 pontos e adicionou 6.8 rebotes, 2.6 assistências, 1.8 roubada, 1.0 bloqueio e 44.3% de acertos de três.

5- Jimmy Butler, Chicago Bulls (NR)

Deslocado para a ala com a chegada de Dwyane Wade, Jimmy Butler ainda precisa melhorar o arremesso de longa distância, algo que o Chicago Bulls carece imensamente. Butler é, assim como Kawhi Leonard, um dos melhores defensores da liga e está tentando fazer o mesmo do outro lado. Assumiu a condição de coordenador do ataque, mas com Rajon Rondo e Wade, seu foco deverá ser mesmo contribuir na pontuação. O estilo de jogo do Bulls, com menos tempo em posses de bola, deverá ajudar o seu caso. Obteve 20.9 pontos, 5.3 rebotes, 4.8 assistências, 1.6 roubada e acertou apenas 31.2% de três.

6- Carmelo Anthony, New York Knicks (-3)

Não sei se alguém notou, mas Carmelo Anthony perdeu explosão física nos últimos anos. No entanto, ele percebeu isso e passou a explorar cada vez mais o arremesso de média distância e tratou de procurar seus companheiros. Pode ser por causa de Kristaps Porzingis, que será um dos focos do ataque em 2016-17, mas o astro arremessou menos em 2015-16 do que em todas as temporadas de sua carreira, exceto pelas duas primeiras. Ainda tem um volume altíssimo de jogo, porém a tendência é que siga o que fez na campanha passada, com ligeira queda. Tecnicamente (olha o subjetivo aqui), Anthony deveria estar entre os três primeiros da posição. Obteve 21.8 pontos, 7.7 rebotes, 4.2 assistências e um aproveitamento de 33.9% de três em 72 jogos.

7- Giannis Antetokounmpo, Milwaukee Bucks (NR)

Pode escolher: armador, ala-armador ou ala. Giannis Antetokounmpo faz as três posições com a mesma desenvoltura. Isso, para um sujeito de 2,11 metros e 21 anos. Sem Khris Middleton por até seis meses, o grego terá de assumir ainda mais responsabilidades no ataque e o técnico Jason Kidd acredita em seu potencial para finalmente, levar o Milwaukee Bucks aos playoffs. Treinou intensamente o arremesso de três durante as férias, seu calcanhar de Aquiles (28% de aproveitamento na carreira). Aposte em mais do que os cinco triplo duplos conquistados em 2015-16. Antetokounmpo já é realidade. Ficou com 16.9 pontos, 7.7 rebotes, 4.3 assistências, 1.4 bloqueio, 1.2 roubada e 50.6% de aproveitamento nos arremessos de quadra em 2015-16.

8- Andrew Wiggins, Minnesota Timberwolves (-1)

Andrew Wiggins está em franca evolução. Defensivamente, já é um dos melhores jogadores da posição. Precisa melhorar com uma certa urgência a qualidade do arremesso, jogar mais coletivamente e corrigir o controle de bola. Tudo bem, já que o canadense está com apenas 21 anos. Primeira escolha do draft de 2014, Wiggins terá neste ano Tom Thibodeau, um dos melhores técnicos da NBA, para colocá-lo entre os principais atletas da liga em poucos anos. Jogar ao lado de Karl-Anthony Towns, também ajuda. Obteve 20.7 pontos, 3.6 rebotes, 1.0 roubada e 30% de aproveitamento em três pontos.

9- Gordon Hayward, Utah Jazz (-3)

Ficar fora do início da temporada causou uma queda no ranking para o ala Gordon Hayward. O atleta já é o presente do Utah Jazz e sua ausência só não será tão sentida porque o time contratou o veterano Joe Johnson para esta temporada. Mas Hayward é o faz-tudo no Jazz. É o cestinha, o melhor passador, ótimo arremessador e está tentando progredir na defesa. Melhorou sua pontuação em cada uma das temporadas que jogou e obteve 19.7 pontos, 5.0 rebotes, 3.7 assistências, 1.2 roubada e teve um aproveitamento de 34.9% em três pontos.

10- Jae Crowder, Boston Celtics (NR)

Imagine isso: até dois anos atrás, Jae Crowder era apenas um ala esforçado no banco do Dallas Mavericks. Bastou servir como moeda de troca na transação que mandou Rajon Rondo para o time texano para Crowder encontrar seu espaço no Boston Celtics como um especialista em defesa, que evolui a cada ano no ataque. O ala, de 26 anos, melhorou seus números em todas as categorias em 2015-16 e, desde quando Jahlil Okafor tornou-se negociável no Philadelphia 76ers, Crowder virou o principal nome nos rumores. Não foi por acaso. Ficou com 14.2 pontos, 5.1 rebotes, 1.7 roubada e acertou 33.6% dos tiros de longa distância.

11- Rudy Gay, Sacramento Kings (-2)

Onde Rudy Gay vai terminar a próxima temporada? Ele até começa no Sacramento Kings, mas os boatos de que a equipe californiana vai envolvê-lo em negociações são cada dia mais frequentes. Gay é excelente dos dois lados da quadra, mas parece que seu jogo chegou a um ponto em que não conseguiu mais evoluir. É cedo dizer se é uma curva na descendente, porém os números mostram que o time não depende tanto assim dele e sim, única e exclusivamente de DeMarcus Cousins. Obteve 17.2 pontos, 6.5 rebotes e acertou 34.4% dos tiros de três em 2015-16.

12- Trevor Ariza, Houston Rockets (-1)

Não faz tanto tempo, mas Trevor Ariza já foi o melhor jogador do Houston Rockets (sim, ele era melhor que Kevin Martin). Foi em sua primeira passagem, claro. Até porque hoje o foco é James Harden. No entanto, Ariza continua sendo efetivo tanto no ataque quanto na defesa. Ótimo arremessador de três pontos, especialmente nos cantos da quadra, Ariza é melhor ainda nas linhas de passe na defesa ou na marcação individual. O ala, de 31 anos, ficou com 12.7 pontos, 4.5 rebotes, 2.0 roubadas em 2015-16.

13- Chandler Parsons, Memphis Grizzlies (-5)

Os dois anos no Dallas Mavericks serviram para que Chandler Parsons tivesse uma queda de rendimento na crescente que levava em sua carreira nas primeiras temporadas de Houston Rockets. Agora no Memphis Grizzlies, Parsons terá a missão de voltar a mostrar jogo. Ao menos, o técnico David Fizdale quer que ele seja como LeBron James em sua nova equipe. Parsons sabe passar e é mais inteligente do que a média na NBA. Tem ainda um ótimo arremesso de longa distância, mas vive contundido. Tanto que sua estreia na fase regular ainda não é garantida. Obteve médias de 13.7 pontos, 4.7 rebotes, 2.8 assistências e acertou 41.4% de três em 2015-16.

14- Marcus Morris, Detroit Pistons (NR)

Quando a diretoria do Detroit Pistons contratou Marcus Morris, a ideia era fazer com que Stanley Johnson, então calouro, e ele dividissem tempo de quadra. Não foi bem isso o que aconteceu. Morris mostrou-se um ala pronto para assumir seu espaço e tem um arremesso bastante confiável. Pode, eventualmente, jogar como ala-pivô em algumas ocasiões em que Tobias Harris não estiver em quadra, abrindo assim, minutos para Johnson. Mas hoje, Morris é peça chave no esquema do Pistons e não sai mais do time. Ficou com 14.1 pontos, 5.1 rebotes e converteu 36.2% nos tiros de três.

15- Kent Bazemore, Atlanta Hawks (NR)

O Atlanta Hawks praticamente não sentiu a ausência de DeMarre Carroll, após a saída para o Toronto Raptors. O time tinha um plano B, que funcionou mais do que a encomenda. O ala Kent Bazemore, além de muito atlético (muito mesmo), é uma boa opção no arremesso de longa distância e está se tornando um grande defensor. Em seu primeiro ano como titular, Bazemore obteve 11.6 pontos, 5.1 rebotes, 1.3 roubada e acertou 35.7% em três pontos.

16- DeMarre Carroll, Toronto Raptors (+1)

Ter ficado de fora de quase toda a temporada de estreia no Toronto Raptors fez com que DeMarre Carroll não subisse o suficiente no ranking desse ano. Inteiro, é excepcional na defesa e tão bom quanto nos arremessos de três. Demorou a aparecer na NBA, após quatro anos sendo pouco utilizado por Memphis Grizzlies, Houston Rockets, Denver Nuggets e Utah Jazz, até chegar ao Atlanta Hawks. Em 22 jogos em 2015-16, Carroll obteve médias de 11.0 pontos, 4.7 rebotes, 1.7 roubada e 39% nos tiros de longa distância.

17- Justise Winslow, Miami Heat (NR)

Ainda que Justise Winslow esteja longe daquilo que acredita-se que pode produzir no ataque, ele vai ganhar em 2016-17 a oportunidade de ser titular desde o início depois da saída de Luol Deng para o Los Angeles Lakers. Sim, Winslow é um diamante bruto ofensivamente. Prova disso é o aproveitamento do seu arremesso, seja de longa distância, de quadra ou nos lances livres. Mas na defesa, é incansável. Certamente, será daqueles jogadores que vão liderar a liga em tempo de quadra. Simplesmente porque qualquer técnico gostaria de ter um atleta como Winslow em seu elenco. Fez 6.4 pontos, 5.2 rebotes e acertou 27.6% dos arremessos de três em seu primeiro ano na NBA.

18- Danilo Gallinari, Denver Nuggets (0)

Como confiar em um jogador que perdeu 134 dos últimos 246 jogos? Tudo bem. As desconfianças sobre as condições físicas Danilo Gallinari são antigas, desde o seu primeiro ano na NBA, quando atuava pelo New York Knicks e tinha um problema nas costas. Mas o italiano é bom. Aliás, muito bom mesmo. Ótimo arremessador, Gallinari é um cestinha nato, capaz de fazer 40 pontos em qualquer noite. Não defende bem, entretanto. Em 53 jogos na temporada passada, ele obteve 19.5 pontos, 5.3 rebotes e converteu 36.4% em três pontos.

19- Harrison Barnes, Dallas Mavericks (+1)

OK. O que Harrison Barnes vai fazer no Dallas Mavericks? Eu ainda não sei, mas a diretoria aposta muito em seu talento. Precisa provar o que muitos diziam, que longe do Golden State Warriors poderia ser um cestinha. Aposta cara, no entanto. O Mavs vai pagar US$ 94.4 milhões pelos próximos quatro anos a um jogador que em quatro temporadas ainda não deu sinais de que possa vir a ser um grande atleta. As performances nos playoffs, então, deixam qualquer um pensando se foi um bom negócio. Precisa provar, só isso. Fez 11.7 pontos, 4.9 rebotes e converteu 38.3% dos arremessos de três em 2015-16, seu melhor ano na NBA. Boa sorte, Mavs, mas tomara que eu quebre a cara.

20- Tyreke Evans, New Orleans Pelicans (-8)

Sempre vou citar isso: além de Michael Jordan, Oscar Robertson e LeBron James, somente um calouro conseguiu obter médias superiores a 20 pontos, cinco rebotes e cinco assistências. Tyreke Evans começou a carreira como uma grande promessa, mas a necessidade de ter a bola nas mãos o tempo todo para produzir deixa a sensação de que ele não vai render se não for armador. Assim como Giannis Antetokounmpo, Evans pode jogar em três posições. A diferença é que até hoje só foi bem em uma. Poderia estar acima neste ranking, com toda certeza. Mas e os 25 jogos que fez em 2015-16? Não é sabido ainda quando vai entrar em quadra. Fora o número de erros de ataque que comete por assistência. Evans obteve médias de 15.2 pontos, 6.6 assistências, 5.2 rebotes e finalmente arremessou bem de três pontos: 38.8% de aproveitamento.

21- Evan Turner, Portland Trail Blazers (NR)

Evan Turner faz de tudo quando está em quadra. Menos arremessar com consistência, seja lá de onde for. Sua ausência será sentida no Boston Celtics, e vai fazer mais do mesmo no Portland Trail Blazers. Não será o cestinha que prometia ser no começo da carreira, em 2010-11, porém possui uma ótima visão de quadra. Em seu último ano pelo Celtics, fez 10.5 pontos, 4.9 rebotes, 4.4 assistências e acertou apenas 24.1% de longa distância em 81 jogos.

22- Luol Deng, Los Angeles Lakers (-6)

Sim, Luol Deng está em fim de carreira. Isso pode durar mais uns três ou quatro anos, mas o ala, agora no Los Angeles Lakers, vai servir como tutor de Brandon Ingram. Ainda é um ótimo defensor, sabe arremessar de longa distância, consegue atuar por muitos minutos consecutivos, porém já não é consistente. Deve atuar como ala-pivô em formações baixas. Para quem saiu do Chicago Bulls em 2013-14, é bom saber que o Lakers é o terceiro time desde então, após passar sem brilho pelo Cleveland Cavaliers e Miami Heat. Obteve 12.3 pontos, 6.0 rebotes e 1.0 roubada em 2015-16.

23- Rondae Hollis-Jefferson, Brooklyn Nets (NR)

Ainda é muito cru, mas Rondae Hollis-Jefferson é ótimo defensor, daqueles que enchem a paciência do oponente. Fez um primeiro ano bem crítico no ataque, quando não soube arremessar. Pode ser ala ou ala-armador, como vários da lista. Mas no Brooklyn Nets, defesa é commodity. Ficou com 5.8 pontos, 5.3 rebotes e 1.3 roubada em 29 partidas.

24- Jeff Green, Orlando Magic (-5)

Desde que deixou o Boston Celtics, em 2014-15, Jeff Green passou por Memphis Grizzlies e Los Angeles Clippers sem brilho algum. Agora está no Orlando Magic, onde sua titularidade não está garantida, especialmente por conta de Mario Hezonja e até mesmo Aaron Gordon. Está longe de seu melhor basquete e já não é mais confiável nos arremessos de longa distância. A experiência é um ponto positivo no jovem Magic. Obteve 11.7 pontos e 4.2 rebotes na temporada passada.

25- Brandon Ingram, Los Angeles Lakers (NR)

Existe uma explicação plausível para Brandon Ingram não estar acima. Ele não está pronto. Simples assim. Tanto é, que mesmo após ter sido a segunda escolha do draft, Ingram será reserva em seu primeiro ano. Talento e espaço para crescer, tem aos montes e deve ser o principal nome do Los Angeles Lakers nos próximos anos. Mas calma. Isso vai acontecer aos poucos.

  • Lucas

    Por enquanto GSW tem o melhor armador, melhor ala armador e o segundo melhor ala, é pouco?

    • zoeira

      esqueceu do green que é top 5 ala-pivo

      • Juan Gabriel

        Ele tá falando das listas do jumper, man. A lista de alas-pivôs ainda não saiu.

    • Vinicius Spursão

      Melhor ala armador ? Barba e melhor do que o menino do GSW .

      • Felipe Monteiro

        Mas na lista do Jumper, o Barba está de PG

      • Lucas

        Ele foi considerado armador pelo Jumper

  • Doug

    Mais uma boa lista, mas, acho que deve ser a mais polêmica delas…considerando os critérios adotados, até a nona posição, acho a lista bem ponderada…daí para baixo há muita, mas muita discussão…Chandler e Barnes são nomes que causam calafrios em alguns…mais um bom trabalho do Jumper…sobre o Tireke eu comentei na outra lista, e acho que deveria estar na lista de armadores e bem rankeado…Turner eu o colocaria em uma posição melhor tb…esse cara é muito versátil e joga para o time…

  • Jefferson Jesus

    Top 3 mais previsível de todas as posições e acho que nem a mãe do curry acha ele um jogador melhor do que o Lebron

  • Rafael Victor

    Concordo que o George ainda tá na frente do Kawhi, mas a diferença é mínima! O que falta pro Kawhi passar a frente é ter regularidade e arrebentar numa serie de jogos nos Playoffs (isso o George faz muito bem), agora que assumiu mais protagonismo como um dos principais jogadores do time!

    Já o Butler em 5º, na frente do Carmelo e do Grego… Tomara que vá muito bem, o Bulls vai precisar disso!

    • Doctor D – Heat

      Mano, Kawhi é MVP finals… Como assim? hahahah

      • Rafael Victor

        Sim! Só que me refiro a depois dele ter se tornado o principal jogador do time! Playoffs passado ele ficou devendo, fez 2 bons jogos contra o OKC, nos outros, o Roberson acabou com ele!

  • Doctor D – Heat

    George na frente do Kawhi é absurdo demais… Hahahah… Todo mundo se atenta demais ao número de pontuação de um jogador, o que pra mim é um dos últimos requisitos, haja vista que há diversos fatores envolvidos…

  • DirkMito

    Descrição do Barnes mais animadora impossível. Que fase.

  • Sid Payne- Dança muito

    Butler na frente do Melo…. que isso kkkkkkkk

  • Vinicius_nba

    O Chandler Parsons era um jogador de quem eu esperava muito e nunca vinha nada. Já o Barnes é aquele jogador de quem eu não espero nada… e pelo jeito não virá nada mesmo.

    • Vinícius Maia

      Kkkkkkkkkkkkkkk

  • DamonHeat

    prazer que eu tive de ver lebron james por 4 anos em miami.
    esse ai vai ser o melhor ala da nba até aposentar

    • Sid Payne- Dança muito

      Singler está em ascensão!!!!!!

    • Doctor D – Heat

      Fato!

    • Victor Chittolina

      Já é

    • Victor Chittolina

      Entendi errado kkkk sim sim… Acho que vai ser

    • JoaoFJ

      Vimos ainda o auge técnico dele no Miami. Orgulho!

      • Vinícius Maia

        Realmente o Miami Heat teve a melhor versão de LeBron James. Mas convenhamos que seu anel mais heróico foi conquistado com a camisa do meu Cavs.

        • Michel Moral

          E outra: o momento mais legal de se acompanhar um jogador é nessa fase que LeBron está agora.

          Deixou de enterrar do meio da quadra e fazer 50 pontos em uma noite à toa. Tudo bem. Mas esse é o momento em que o cara joga quando é para resolver.

          Essa fase mais madura é a melhor de se acompanhar, pelo menos pra mim. O jogador fica beeeeem mais perigoso.

          • Vinícius Maia

            Não sei se dizer se fica mais perigoso. Honestamente, mesmo tendo LeBron vestindo a camisa do time que eu torço, eu não consigo imaginar uma versão do LeBron mais perigosa que aquele LeBron do heat que brigava por MVP, tinha mais de 50% de aproveitamento nos arremessos de quadra e ainda entrava na briga pelo prêmio de melhor defensor kkkkkk.

            Mas uma coisa que eu gosto de ver nessa fase que você citou, é a adaptação do jogador a sua decadência física devido a idade. Muitos fãs de Jordan e Kobe criticam LeBron por sempre ter abusado de seu porte físico privilegiado, mas Jordan e Kobe fizeram o mesmo quando estavam iniciando a carreira. A diferença é que FISICAMENTE (tem que escrever bem grande para os fan boys não surtarem), LeBron é mais privilegiado do que eles. Porém Jordan e Kobe, quando começaram a entrar nessa decadência física, souberam se reinventar para se manter em alto nível e eu estou curioso para ver se LeBron vai conseguir se reinventar também. Apesar dele ter feito uma final monstruosa, no único jogo que eu vi (jogo 7), eu tive a impressão que ele ainda está muito dependente do seu físico, mas o corpo parece que já não está respondendo como antes. Antigamente quando LeBron infiltrava pelo meio do garrafão, era que nem um trem desgovernado, não tinha como parar. Hoje já tem alguns que conseguem, pelo menos, frea-lo nessa situação. Por isso eu acho que já está na hora dele se reinventar como alguns gênios do passado fizeram e eu quero ver se ele vai conseguir isso.

        • JoaoFJ

          Concerteza. Mas o primeiro da carreira foi no Heat

  • Galvão 🔥 #305

    Winslow em 17º tá mais que bom!

    Claro que não é o mesmo jogador, mas ele lembra demais o Kawhi Leonard que era ótimo na defesa e precisava ser lapidado no ataque e hoje é um grande jogador. Creio que a evolução do Winslow vai ter que ser mais rápida, já que o elenco carece de bons jogadores para continuar competitivo (nem que seja para últimas vagas de playoffs) e ele precisa aparecer desde já, mas é um cara com uma ética de trabalho e entrega em quadras tão grande, que você acredita que ele vai se tornar um Two Way de High Level.

    • Sander Santos Baptista

      A diferença entre a evolução do K. Leonard e Winslou: Leonard é treinado pelo Pop O melhor) e o Winslou pelo Spolestra ( muito fraco).

  • Pedro Coimbra

    Kawhi merece estar a frente de Durant, visto q só ficou atrás de Curry nas votações de MVP e sua ascensão nos últimos anos, hj é referência ofensiva no Spus com mais de 20 ppg e melhor defensor da liga, só isso!

  • Victor Chittolina

    LeBron é o melhor ala e o melhor jogador. Durant é fora de série, um dos poucos. Leonard e George são dois jogadores que são efetivos dos dois lados da quadra. Não é uma escolha óbvia. Se Kawhi é um pouco melhor defensor, PG vence o duelo na tabela ofensiva. Acho questão bastante pessoal, ainda que eu também prefira o jogador do Pacers.

    Tem muita gente de qualidade. Quando um cara como o Hayward é apenas o nono, significa que tem muita gente de talento na posição.
    Estou ansioso pra ver como o Antetokounmpo (nome difícil da porra) e o Wiggins vão jogar esse ano. Ainda que o Giannis esteja mais consolidado como jogador, eu vejo essa como a temporada de afirmação do ala do Wolves.

    E, por fim, o Melo. É um dos mais talentosos, carreira consolidada, um dos melhores pontuadores de toda a NBA é, ainda assim, parece que não alcançou o patamar que era esperado dele. Talvez agora que deve basear o jogo mais no coletivo, possa ser influente além da capacidade de pontuar.

  • Doctor D – Heat

    Senhores, fiz uma liga do Fantasy, simulando mais o que seria na NBA, bem como mais dependente de tática e estratégia. Vamos ver quem entende mais de NBA:
    https://yho.com/nba?l=77679&k=90bd7fc736fc4fa7&soc_trk=lnk&ikey=86cb25068e062273

  • Kaio

    Kawhi Leonard > Paul George. Hoje e na próxima temporada.
    Tá em um time melhor, tem melhor treinador, é melhor defensor e BEEEM mais eficiente no ataque. E não me venham falar que ele cria pouco pra si mesmo quando foi um dos jogadores que mais utilizaram de isolations na temporada passada.
    Além disso já tem MVP finals, não tem que provar que é decisivo mais. E o cara tem dois DPOY’s e não duvido que ele ganhe outro!

    • #TheBrodie

      é,eu tbm acho ele melhor.Nao sei se por todos esses motivos,mas acho.

    • Knickerbockers

      Acho que hoje os dois estão no mesmo nível. Kawhi é mais efetivo na defesa, enquanto que o PG leva vantagem no ataque, porém ambos são bons nos dois lados da quadra. A escolha entre um ou outro é questão pessoal mesmo, ao meu ver, esses dois jogadores se equivalem de modo geral.

      • Vinicius Spursão

        Mais o Leonard e muito melhor do o PG na parte defensiva, concordo que o PG e um pouco melhor no ataque mais a diferença não é tanta assim.

  • Kaio

    MKG morreu?

  • Pedro Ferreira

    Stanley Johnson foi esquecido e é um jogador com muito potencial

  • Pedro Ferreira

    O Durant conseguiu chega muito mais perto do Lebron do que o Carmelo

    • #TheBrodie

      hã?

  • Victor Chittolina

    Mastô, mesmo reserva o Iggy podia pegar um lugarzinho aí.

    • Kaio

      Ele é melhor que pelo menos a metade desses caras.

    • Pedro Ferreira

      Bem lembrado, melhor que o Barnes ele é

      • Victor Chittolina

        Sabe que eu curto o Barnes? Não a ponto de pagar aquele monte de dinheiro, mas acho um cara interessante, pra vir fazer uns 15-17ppg.

        • Pedro Ferreira

          Eu não vejo isso nele não

    • DamonHeat

      concordo

    • Michel Moral

      Pra mim, não.

      Iguodala deve ter menos espaço na rotação do Warriors com a chegada de Durant.

      Se as médias dele caíram razoavelmente desde que chegou ao Warriors, agora com KD no time isso tende a ficar mais evidente ainda.

      Em 15-16 ele teve a pior média de pontos da carreira: apenas 7ppg.

      • Victor Chittolina

        É uma boa discussão, mas o esquema mais revolucionário e eficiente dos últimos tempos é o tal do small ball do Warriors, com o Iguodala no lugar do Bogut. A capacidade de marcar tanto no perímetro quanto no garrafão, além de matar as bolinhas de 3, fazem dele essencial.
        Acho que ele merece pelo impacto no jogo, mais que pelos números em si.

    • Marcelo Desoxi

      Concordo também. Colocaram até um cara que nunca pisou em quadra profissional, caberia facilmente.

  • Esteferson Matos

    Concordo com a maioria das posições…
    Só uma observação, Ingram já possui um potencial defensivo de dar inveja, falta amadurecimento ofensivo, pra próxima temporada garoto vira voando…

  • Alefe Miranda

    AH agora sim uma lista muito bem coesa, lógico que mudaria alguns de posicionamento, e Ingram ainda não estaria, mas em sua maioria concordo plenamente.

  • Hornets 🐝- MKGLASS

    Sdds MKG! ;(

  • Danilo

    Caralho, LeBron desde seu segundo ano faz 25+ppg, 6+reb, 6+ast e nos ultimos anos sem forçar, o cara é um monstro. Quanto a lista, Carmelo atras do Butler é sacanagem, Butler nem jogou de SF ainda e Carmelo tem um dos melhores arsenais ofensivos da NBA(pra mim o melhor).

  • Tem uma incoerência aí.
    Vocês listaram o Harden como pg, pois o D’Antoni declarou que ele atuará na 1 nessa temporada.
    Mas o Kidd tmb disse que o Giannis vai jogar na 1, e ele vcs listaram na 3.

    • Galvão 🔥 #305

      Não, Giannis vai conduzir o ataque como point foward, mas na lineup ele continua na posição 3. A posição 1 ainda será de MCW.

      • Michel Moral

        Exatamente. O Rockets excluiu a figura da posição um, ou melhor, colocou Harden para fazê-la, sem nenhum jogador de origem.

        Giannis é Point Forward, tal como LeBron e o próprio Ty Evans que está na lista.

        Kidd não escala o grego na posição um. A função que assume dentro de quadra é outra conversa.

      • Olavo #WeAreRipCity

        Na verdade o Giannis vai ser no mínimo SG nesse ano. Bucks tá jogando com Delly, Giannis, Parker, Teletovic e Monroe.

        E sobre a comparação com o Harden, pra mim não muda nada. Tanto é que provavelmente o Beverley vai continuar jogando no time titular, e ninguém vai dizer que ele vai ser SG esse ano.

      • Não não não.
        Kidd foi enfático em dizer que ele será o PG do time nesse ano.
        Se você entrar na escalação lá no Yahoo, vai ver ele marcado na posição de PG.

        Inclusive isso foi mostrado nos amistosos até agora, onde ele vem sendo realmente escalado de PG, com Dellavedova e Brogdon sendo testados na 2.

        MCW saiu do banco em todas as partidas.

  • BetoMavs

    Parece que a empolgação do Mastô com Barnes já acabou kk, serão longas 4 temporadas com esse mito em Dallas.

  • Michel Moral

    Três jogadores mereciam, ao meu ver, posições melhores do que foram colocados. São eles:

    1 – Gallinari;
    2 – Barnes; e
    3 – Parsons.

    O italiano porque quando joga o Nuggets vira um time que briga por oitava vaga de playoffs. Tem condição até mesmo de ser all star. Claro que a falta de sequência há de ser considerada, mas não para diminuí-lo a tanto.

    Barnes e Parsons virão muito pressionados para a próxima temporada. Acho até que os técnicos vão forçar muitas jogadas neles para ganhar confiança através dos números.

    Tenho minhas dívidas em relação a produtividade de Morris e Gay, sinceramente. O primeiro vai ter bons jogadores como concorrentes. O segundo não quer mais jogar em Sacramento. Penso que vai jogar para honrar seu salário.

    • King Cuban

      O Justin Anderson já é melhor que o Winslow… imagina melhor que o Barnes…

  • Marcelo Desoxi

    Gallo deveria estar muito acima .
    Anthony é top 3,e ponto.

    • Rastaman

      O loko tio, Anthony é um forçador de arremessos marcados que ta com jogo ridículo em fim de carreira.

      • Marcelo Desoxi

        Sai fora hater.

  • Victor Chittolina

    Daí o cara compara a lista de hoje (alas) com a de ontem (alas-armadores) e vê a diferença de qualidade nas duas posições.
    O Thompson, melhor da posição 2, provavelmente seria apenas o quinto melhor na posição 3.

  • Killer Crossover

    Posição sempre em alta e com muitos futuros grandes jogadores. O Top 3 tem tudo pra se manter o mesmo ainda por alguns anos. Leonard evoluindo mais e mais o jogo ofensivo tem tudo pra estar em um patamar “fixo” entre os grandes alas atuando, e ainda acho o Melo um dos caras mais perigosos ofensivamente na liga, porém, acho que o volume de jogo dele só tende à diminuir; ofensivamente falando; com o KP ao seu lado.

    P.S: Inverteria as posições do Butler com o Melo e do grego com Wiggins, mas isso é uma questão de perspectiva e momento também.

  • Vince Mendes

    acho que novatos n deveriam ser inclusos nessa lista até pq ninguem sabe como vao se sair

    e o Kawhi tem que estar em 3 n tem nem discussão

    • Vinicius Spursão

      Concordo

  • Vítor Hugo ⚡️

    Kyle Singler >>> all

  • Guilherme Mota

    Até no NBA 2K, quando eu troquei Evans de Ala para jogar de Armador, ele rendeu MUITO MUITO MUITO mais ! Mais alto que a média de armadores, forte, ágil, grande visão de jogo. Para mim, um total desperdício colocar ele para jogar na posição 3. Grande potencial sendo jogado fora aos poucos…

  • Bruno Macedo

    Tiraria o Ingram da lista e colocava outro pk n da pra ele ainda, galinari subindo pra décimo , e winslow descendo pra 22° , mesmo eu sendo heat n tô muito entusiasmado com ele no começo da temporada não.

  • Kaio

    Acho uma piada as pessoas dizerem que PG é melhor que Leonard no ataque quando todas as estatísticas dizem o contrário. PG é superstar mais inconsistente da liga

    • Paulo Henrique

      PG tem números melhores, e jogando num time muito mais fraco

      • Kaio

        Você nem deve ter visto esses números pra afirmar isso.

  • King Cuban
  • Kaio_

    ahaam , Kawhi atras do Durant e do PG , ta certo mesmo kkk
    piada essa lista ! Kawhi só esta atras do Lebron .. não é a toa que foi
    segundo na corrida para MVP ultima temporada, além de ser DPOY.

  • André
  • fernando senna

    aê, sobe um pouco jeff green e tyreke evans (evans nao seria armador?)
    lebron dono dessa lista, segundo melhor jogador de todos os tempos.
    a, ja ia esquecendo, acho q vc deu moral demais para jae crowder, mas sem muitos comentários, coerente a lista. fui

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados