logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 18 out 2016 às 09:00
Previsão da temporada – Cleveland Cavaliers

Campeão pela primeira vez, Cavs tenta o bi em 2016-17

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Gustavo Freitas

Cleveland Cavaliers

Campanha em 2015-16: 57-25, primeiro na conferência Leste
Playoffs: venceu na final o Golden State Warriors em sete jogos
Técnico: Tyronn Lue (segunda temporada)
GM: David Griffin (quarta temporada)
Destaques: LeBron James, Kyrie Irving e Kevin Love
Time-base: Kyrie Irving – J.R. Smith – LeBron James – Kevin Love – Tristan Thompson

Elenco

2- Kyrie Irving, armador
20- Kay Felder, armador
5- J.R. Smith, ala-armador
4- Iman Shumpert, ala-armador
12- Jordan McRae, ala-armador
14- DeAndre Liggins, ala-armador
10- Markel Brown
32- John Holland, ala-armador
3- Mike Dunleavy, ala
23- LeBron James, ala
24- Richard Jefferson, ala
1- James Jones, ala
0- Kevin Love, ala-pivô
8- Channing Frye, ala-pivô
21- Cory Jefferson, ala-pivô
33- Jonathan Holmes, ala-pivô
13- Tristan Thompson, ala-pivô
00- Chris Andersen, pivô

Quem chegou: Kay Felder (draft), John Holland, Jonathan Holmes, Chris Andersen, Mike Dunleavy, DeAndre Liggins, Cory Jefferson, Markel Brown
Quem saiu: Mo Williams, Timofey Mozgov, Matthew Dellavedova, Sasha Kaun

Revisão

David Blatt começou a temporada 2015-16 com a missão de fazer o Cleveland Cavaliers conquistar o primeiro título de sua história. Após a frustração por ter perdido para o Golden State Warriors sem dois de seus principais astros, Kevin Love e Kyrie Irving, a ideia era preparar o grupo para os momentos mais importantes da campanha. No entanto, Irving ainda estava lesionado e demorou a estrear. Mo Williams retornava ao time após passagens por Utah Jazz, Portland Trail Blazers, Minnesota Timberwolves e Charlotte Hornets. O veterano assumiu a titularidade nos primeiros jogos, mas logo pediu para voltar para a reserva e assim, Matthew Dellavedova “preparou o terreno” para a volta de Irving. Como Dellavedova foi bem, Williams perdeu espaço na rotação quando Irving estava pronto.

O Cavs era o primeiro colocado da conferência Leste, mas a diretoria não estava contente com a forma que o time jogava. A equipe não espaçava a quadra como o astro LeBron James queria e Blatt não queria ceder. O fim disso, todo mundo sabe. Blatt foi demitido e deu lugar a Tyronn Lue. Semanas depois, o brasileiro Anderson Varejão, que estava na equipe desde 2004-05, foi trocado para o Portland Trail Blazers e Channing Frye chegou. Tudo para deixar o jogo mais aberto.

Aos poucos, deu certo. O Cavaliers passou a vencer jogos em sequência e com muitos arremessos de longa distância. O time foi aos playoffs atropelando todos os adversários até encarar o Toronto Raptors. Ali, o time de Ohio sentiu algumas dificuldades, mas ainda assim superou a equipe canadense em seis jogos.

Aí, veio a final que todos imaginavam.

Mais uma vez, o Golden State Warriors estava do outro lado. O time californiano havia batido o Cavs nos dois confrontos durante a fase regular de forma incontestável. Mas o Warriors estava cansado, após uma disputa contra o Oklahoma City Thunder na final do Oeste. Tudo bem. A equipe superou o recorde de vitórias do Chicago Bulls de 1995-96, mas isso virou obsessão. Stephen Curry chegou baleado. Draymond Green foi suspenso. Andrew Bogut perdeu jogos na decisão. Mas o Cavs não tinha nada com isso e conquistou, de forma brilhante, o primeiro título da franquia.

O perímetro

Demorou, mas J.R. Smith assinou extensão com a equipe e fica por mais quatro anos. Smith não é brilhante. Passa longe disso. Porém, é ótimo arremessador de longa distância e tem um enorme ímpeto ofensivo. Deve ser o titular durante a temporada, apesar de ter perdido toda a preparação para 2016-17. Reserva ou não, vai dividir tempo de quadra com Iman Shumpert, um especialista em defesa. Shumpert não sabe arremessar, porém. Eventualmente, acerta de três, mas seu trabalho é marcar o melhor jogador ofensivo do outro lado. Jordan McRae e DeAndre Liggins são opções.

Kyrie Irving foi o autor da cesta que deu o título ao Cavs, participou ativamente da medalha de ouro nas Olimpíadas e agora vai começar a temporada completamente saudável. Irving teve problemas com contusões no passado e espera estar pronto para liderar a equipe ao lado de LeBron James. Seu reserva, inicialmente é o calouro Kay Felder, que ganhou a disputa interna com Markel Brown (que pode ser dispensado). A diretoria mira em Mario Chalmers, entretanto. O ex-jogador do Miami Heat está sem equipe desde a contusão sofrida na temporada passada pelo Memphis Grizzlies e pode pintar em breve.

James segue como o principal nome do time, porém terá seu tempo de quadra reduzido (ao menos, é o que Lue planeja) e vai poupar o seu astro sempre que puder. É bom lembrar que o camisa 23 faz pelo menos 25 pontos por jogo desde 2004-05. Os veteranos Mike Dunleavy, ex-Chicago Bulls e Richard Jefferson, que se aposentou e depois se arrependeu, serão alternativas. James Jones, amigão de LeBron, continua na equipe e quer disputar a sua sétima final consecutiva.

O garrafão

A confiança no trabalho de Tristan Thompson é tão grande que a diretoria não foi atrás de nenhum nome de peso. Até acertou com Chris Andersen. Mas Andersen deve ter tempo de quadra reduzido e acredita-se que o novato Jonathan Holmes, que apareceu bem na pré-temporada, será o principal reserva de Thompson.

Kevin Love precisa ser mais efetivo no ataque, já que na defesa nunca foi lá o seu forte. Há três anos, Love era um jogador de All Star Game, fazia 26 pontos e 12 rebotes regularmente. Sim, no Cavs ele é apenas a terceira opção ofensiva e todo mundo sabe que será limitado a isso, exceto quando James e/ou Irving estiverem fora. Mas nos playoffs, a situação foi tão caótica que ele perdeu a titularidade para Jefferson.

O Cavaliers ainda conta com Channing Frye e Cory Jefferson. Enquanto o primeiro é um ala-pivô que espaça a quadra, Jefferson possui chances remotas de seguir no elenco.

Análise geral

Para o Cavs, nada de novo. O time manteve boa parte dos campeões de 2015-16 e pouco se reforçou. Na balança, aparentemente perdeu mais do que ganhou, já que Matthew Dellavedova e Timofey Mozgov serão titulares em suas novas equipes e foram importantes para o Cavaliers em determinados momentos. Mas o grupo segue forte o suficiente para seguir no topo da tabela da conferência Leste. Pode até ser que termine a fase regular atrás do Toronto Raptors ou até mesmo do Boston Celtics, porém será nos playoffs que o time estará em modo de ataque.

Poupar jogadores durante a temporada regular pode ser positivo. Mas tem o outro lado. É o rust or rest. Em uma tradução literal, é a ferrugem ou o descanso. Os dois lados da moeda já foram mostrados no passado com o San Antonio Spurs, quando Gregg Popovich segurava Tim Duncan, Tony Parker e Manu Ginobili em partidas consideradas menos difíceis.

Vencer pela segunda vez é a meta, mas os adversários estão mais fortes. Claro que com a contratação de Kevin Durant pelo Warriors, a situação fica um pouco mais difícil para superar o time de Oakland. No entanto, isso não pode servir como desculpa para o Cavs não fazer o mínimo que se espera da equipe.

A expectativa é a mesma dos últimos anos. Vai brigar pelo primeiro lugar e quer o bi.

 

Previsão: primeiro lugar na conferência Leste

  • Anderson Luis Monteiro

    Resumindo, esse é o time do Lebron, esse time estará na final da NBA.

  • O time base está apontando Mozgov, galera

    • Gustavo Freitas

      Ele saiu, mas não do coração do Cavs. Alguém editou. hahaha

  • João Paulo Mota

    Em termos absolutos o time tem o mesmo poder que no ano passado. Mas em termos relativos, levando em conta os avanços – ao menos em teoria – dos seus adversários, o Cavs deste ano deverá ser menos poderoso. O que não quer dizer que não vem forte pra tentar o bi.

  • João Paulo Mota

    Este time tem um diferencial histórico, que dificulta em demasia qualquer análise pré-estabelecida: Lebron James. Com este cara jogando, tudo pode acontecer, e certamente é nisso que os fãs do Cavs colocam boa parte de suas expectativas.

  • Victor Chittolina

    Enquanto o James Jones estiver no elenco, pelo menos a final da NBA é numa certeza.

    • THE BULLS23

      Kkkkkk

  • Uncle Drew

    Primeiramente….. GOOO INDIANS!!!!! Falta 1 vitória para ir para final da MLB porra!! (MIM GRAVIIIIIIIDAAAAA ANDREW MILLER!!! (hétero) Q HOMEM! (hétero).
    Agora sobre o Cavs, de novo… eu estou esperando uma temporada ainda melhor do Kevin Love. Não jogou mal, como na primeira temporada dele pelo Cavs, e procurou dar menos chilique e fazer o q era mais importante para o time. Ele entrou para a temporada passada com uma mentalidade mais vencedora, de jogar para ajudar a equipe, e isso ajudou bastante. Irving deve ser poupado, teve uma temporada desgastante (apesar de só ter começado a jogar em Dezembro) com o período das Olimpíadas, o LeBron vai ter seus minutos ainda mais reduzidos, então..deve sobrar espaço para o Love jogar de forma parecida como na época do Wolves (ele até fez algo próximo disso, enquanto o Irving estava se recuperando da lesão, no inicio da temporada passada.).
    Com a renovação do J.R., o Cavs vai pagar mais ou menos 160 milhões de dólares (!!!!!!) juntando salário dos jogadores e as luxury taxes nesta temporada, somente o time titular é mais caro q todo o elenco de 18 franquias da NBA. O Dan Gilbert é milionário, ele já disse publicamente q paga para colocar um time com possibilidade de ser campeão em quadra, e q vai manter a palavra. Isso vem dando resultado, a manutenção do J.R. além de ser importante para melhorar a qualidade do elenco…mantém o grupo junto e mantém a química do elenco, o q o deixa ainda mais forte. Aliás essa parte de gastar muito me lembra um texto do Jumper em q havia uma mensagem para os donos das franquias, “Vc quer um time q vença jogos, ou um time q quer ser campeão?”, e que nesse texto dizia justamente isso, q precisa gastar mt grana, citando até o exemplo do OKC.
    Mantém a química do elenco, mas prejudica a flexibilidade salarial. David Griffin vai ter q continuar a fazer milagre para reforçar o elenco, sempre procurando ter Trade Exception para trazer jogadores q se encaixem no elenco (Frye e Dunleavy, por exemplo). O Dunleavy msmo…. PQP! Esse cara vai se encaixar demais nesse time, vai ser ainda melhor q o Frye, pode anotar! É bastante inteligente, sabe passar bem a bola, é letal arremessando, e se movimenta mt bem sem a bola. A questão é q precisa ficar saudável, mas o Cavs tem um dos melhores DMs da NBA, conseguiram colocar até o Andrew Bynum (bichado, já depois de ter passado pelo 76ers) em quadra, e ele até foi bem em alguns jogos, e o Ilgauskas tbem.
    Ainda dá para nadar de braçada na conferência, acho q o LeBron ainda ficará esta e a próxima temporada sem ter alguém q realmente ameace sua ida as Finais da NBA.
    Chega logo dia 25, para colocar aquele banner “maravilhosour” de campeão da NBA, a torcida fazer aquela festa sensacional, e GO CAVS!

  • Guilherme Prates

    O Love só não foi trocado pq o LeBron gosta dele, né?

    • Uncle Drew

      Tem isso tbem, e tem o fato do Love ser versátil no ataque. Não tem nojo de contato e briga por rebotes, joga no Low-Post e espaça a quadra. No Cavs ele não joga tanto próximo a cesta pq a função dele é espaçar a quadra durante a maior parte do jogo, isso faz o time jogar melhor, o Irving e o LeBron infiltram com mais facilidade, ajuda o Tristan Thompson a se posicionar melhor para pegar rebotes de ataque e etc. E o Love parece ter entendido isso, não ligar para as críticas, fazer seu papel para ajudar a equipe e se esforçar. Fez isso mt bem nos Playoffs. Teve alguns momentos ruins na série contra o Raptors, assim como o Kyrie teve tbem. Todo o time foi mal quando perdeu para o Raptors, inclusive o LBJ, msmo q os números tentem dizer o contrário. E tem a kriptonita do Kevin Love q é o Warriors, ele demorou bastante para se adaptar a isso, mas jogou de forma EXCELENTE no Jogo 7, uma das atuações mais underrateds da temporada passada. Ninguém deu o real valor a ele, mas enquanto o Love esteve em quadra, o time teve um saldo positivo de mais 17 pontos. Love pegou bastante rebotes no jogo, e fez uma das 3 jogadas q decidiu o jogo, uma de cada jogador do Big 3. O LeBron fez o toco, o Kyrie arremessou, e o Kevin Love defendeu o Curry (!!!). Exatamente o q a gente esperava do Love, ele sendo um especialista defensivo no Jogo 7, rsrsrs, SQN.

      • Guilherme Prates

        É, eu não concordo com essa leitura não. O Love tem muito nojinho de contato e, para fazer esse papel que você disse (espaçar a quadra e dar mais opções para James e Irving), não só ele ganha demais como o o Richard Tartaruga Ninja Jefferson fez melhor.

  • #TheBrodie

    Sabe por que eu sei que o Warriors não vai ser campeao?
    Porque o Durant vai enfrentar o Bronha na final.E todo mundo ja viu como isso termina

    • Killer Crossover

      Se fosse só nas finais tudo bem, mas nesse confronto KD x LBJ ele sempre se omite demais, parece até que sente algum receio de partir com tudo.

  • Uncle Drew

    Meu candidato a DPOY, Kevin Love. Huheuheuheue
    (Se aquela enterrada do LBJ em cima do Green entrasse, seria a maior jogada da história das Finais. Seria uma plasticidade absurda.)
    https://www.youtube.com/watch?v=0-yh0hf7sBU

    • pacers

      E o indians? Tá demais hein… Não tá perdendo uma partida sequer
      cavs e indians emendando 2 títulos seria foda

      • Uncle Drew

        Tô falando. A maré dos esportes de Cleveland realmente parece ter mudado. Cavs, agora o Indians. O Browns apesar de estar 0 – 6 na temporada, é um time bastante promissor. Desses 6 jogos, a equipe poderia ter vencido 2 (mas ouve lesões e o problema do Kicker ter errado 2 FGs), e no jogo contra o Titans, a equipe esteve próxima de vencer tbem. A maior parte da equipe é composta por jovens (tem 14 calouros no time, maior parte é titular do time.), e a equipe é bem treinada. Todas as equipes tem pelo menos uns 5 excelentes jogadores, o Browns só tem 2! Joe Thomas (um cara q joga em posição em q não contribui em pontuação, mas é importante.) e o Joe Haden, q só vive lesionado. E, tirando o jogo contra Eagles e Patriots, a equipe faz jogos apertados! Definido por uma posse de bola. Hue Jackson tá treinando bem a equipe e tá transformando a mentalidade da equipe em uma mentalidade de time vencedor,os caras lutam até o fim não importa como está o resultado, e o Cody Kessler (QB calouro do time) tá surpreendendo demais. Eu já tô pensando na ideia de q seria melhor manter o Kessler, se ele continuar nesse bom ritmo, e escolher na 1ª escolha o Myles Garrett (um OLB com potencial para se tornar um Von Miller. Sério esse cara é surreal jogando.).
        Os esportes de Cleveland tão indo bem, depois de tanto tempo. Eu não manjo quase nada de Baseball, andei prestando atenção nestes Playoffs por causa do Indians. Mas o conjunto de arremessadores do Indians, ao q parece, é mt bom! Kluber, Andrew Miller, Cody Allen, Bauer… são mt bons jogadores, tem o Kipnis e o Lindor tbem. Dá para vencer o Cubs (parece ser o grande favorito desse ano) ou o Dodgers, se for para a World Series.

        • Juka

          Inclusive o campeão dos pesos pesados do UFC é de cleveland! Stipe Miocic

          • Uncle Drew

            É verdade!

    • Lauro Almeida

      engraçado que Love fez uma defesa que ele não tinha feito na carreira toda

      olha como ele marcou Curry
      quando estava assistindo a final e a bola veio pro curry contra o Love a turma aqui já gritou BINGOOOO
      mais Love fez uma excelente marcação em cima do MVP
      Prestem atenção

  • Galvão 🔥 #305

    O time do Cavs conseguiu melhorar em relação ao time da temporada passada, e tem um banco de reservas muito bom! Creio que apenas a posição de pivô será um incomodo, já que Chris Andersen não consegue ficar 5 minutos em quadra sem cometer duas faltas e tomar uma dunk no meio da lata.

    Achei a aquisição de DeAndre Liggins excelente, esse cara é um grande defensor. Mike Dunleavy nem se fala, o Cavs já queria ele, mas ele renovou com o Bulls, mas caiu do céu essa aquisição, já que ele defende bem e é um arremessador sólido. A mentalidade que Irving vem jogando, lembra muito o foco que Kobe tinha e ele mesmo disse que mamba mentality foi responsável pelas atuações dele nas finais. Creio que K.I ele vai melhorar mais ainda essa temporada, e espero que ele fique longe de lesões. Esse time do Cavs é franco favorito no leste e ao título da NBA, não só por ter LBJ agora, mas sim um time com as peças necessárias para manter a qualidade com várias opções de formações.

  • ThiagOo25

    Independentemente de mais uma conquista, a forma como os Cavs conquistaram o primeiro anel foi emblemática. Já entrou para a história.

  • Matheus Pitarello

    agora o Cavs tem um pivo reserva… Dale Birdman, saudades dele no Heat… esse tem raça

  • DamonHeat

    lebron james team, novamente vai chegar a uma final de nba
    não importa o time que o lebron esteja, no minimo é final de conferencia, impressionante!

    • A.C

      passando a vida toda jogando em uma conferência q quem chega na final é o raptors n é muito dificil

    • THE BULLS23

      No leste eu, VC é outros membros do jumper ganhávamos no leste.

      • Passo Chave

        Qual dos times do Oeste não seria forte candidatos e final de conferência se contrata-se LJ?

      • Passo Chave

        Qual dos times do Oeste não seria forte candidato à final da conferência se contrata-se LJ?

  • Leo R.

    Não vejo o Cavs em outro lugar, que não seja na liderança do Leste. Tem tudo pra repetir-se a final entre Cavs e Warrios.

    Acho que ainda falta um armador reserva para o Irving. M. Chalmers seria um bom up pro banco, que já conta com bons nomes, na medida do possível, como M. Dunleavy Jr, C. Frye, R. Jefferson e agora C. Anderson. Fora os novatos, claro.

    • Gustavo

      Acho que o JR vai ser titular antes do final do ano.

  • Pedro Nery

    “James Jones, amigão de LeBron, continua na equipe e quer disputar a sua sétima final consecutiva.”

    Dá pra acreditar? O cara tem seis finais consecutiva cara.. seis… e tem tudo para ir para a sétima.

  • Será líder do leste, mesmo com a perca de jogadores de relevância como Mozgov e Della, mas um time que tem um jogador com Lebron sempre será favorito…
    Obrigado Deus por ter visto essa lenda!!!

  • Lebron é o maior da história! Único jogador que foi campeão como jogador, treinador e GM na mesma temporada.

    • Claudio R.

      kkkkkkk

  • THE BULLS23

    LeBron joga muito. Genial, mas é um grande pipoqueiro. Se outro jogador aparecer pra fazer as grandes cestas tem chance de título(vide Wade, Allen e Irving) Caso contrário, som com leste mesmo que é fácil, extremamente fácil.

    • cleberson23 – KING JAMES GOAT♕

      Kkkkkkkk.
      Chora sofredor. Vida longa ao Rei!

    • Vinícius Maia

      Incrível como sempre aparece um tentando desmerecer o LeBron. Pare de tentar achar defeito e veja a história sendo escrita.

      • Albert Cavs

        Fato

  • Felipe Monteiro

    Minha Previsão:

    Cleveland Cavaliers: 1º Lugar

  • Killer Crossover

    Acho remotamente difícil o Cavs não ficar em 1º no Leste, ainda existe uma superioridade notável em relação aos outros times da conferência. Considerando ainda que Irving e Lebron vão ser “poupados” (minutos reduzidos e etc) na regular certamente, e mesmo assim o time continua favorito à ser o primeiro na regular.

    A tendência é chegar as finais (é o que se espera), conseguindo isso e mesmo curioso pra ver como vai ser “esse” Warriors, ainda acho que eles são favoritos, tem os dois últimos MVPs, que por sinal estão no mínimo entre os 5 melhores jogadores hoje, e ainda conta com outros dois bons jogadores (entre os melhores da posição), fora o divino banco. Ainda sim, perdendo Dellavedova, Mo e Mozgov o time “não enfraqueceu”, repôs o elenco com boas peças e caso Chalmers não veia é bem capaz que iremos sentir falta de um reserva “imediato” pro Irving. Tenho fé que as finais se repetem novamente, tanto no matchup, quanto no resultado.

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados