logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 20 out 2016 às 11:00
Previsão da temporada – Milwaukee Bucks

Equipe contrata bem, mas lesão de Khris Middleton deve encerrar sonho por playoffs

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Gabriel Farias

Milwaukee Bucks

Campanha em 2015-16: 33-49, 12° colocado na conferência Leste
Playoffs: Não se classificou
Técnico: Jason Kidd (terceira temporada)
GM: John Hammond (nona temporada na equipe)
Destaques: Giannis Antetokounmpo, Khris Middleton, Jabari Parker
Time-base: Matthew Dellavedova – Giannis Antetokounmpo – Tony Snell (Mirza Teletovic) – Jabari Parker – Miles Plumlee

Elenco

8 – Matthew Dellavedova, armador
34 – Giannis Antetokounmpo, armador/ala-armador/ala
3 – Jason Terry, armador
13 – Malcolm Brogdon, ala-armador
20 – Rashad Vaughn, ala-armador
22 – Khris Middleton, ala-armador
21- Tony Snell, ala-armador/ala
28 – J.J. O’Brien, ala
55 – Orlando Johnson, ala
12 – Jabari Parker, ala/ala-pivô
6 – Steve Novak, ala-pivô
9 – Michael Beasley, ala-pivô
31 – John Henson, ala-pivô
35 – Mirza Teletovic, ala-pivô
7 – Thon Maker, ala-pivô
15 – Greg Monroe, pivô
45 – Jaleel Roberts, pivô
18 – Miles Plumlee, pivô

Quem chegou: Malcolm Brogdon (draft), Thon Maker (draft), Matthew Dellavedova, Tony Snell, Jason Terry, J.J. O’Brien, Orlando Johnson, Michael Beasley, Mirza Teletovic, Jaleel Roberts

Quem saiu: Jerryd Bayless, Michael Carter-Williams, Chris Copeland, Jared Cunningham, Tyler Ennis, Damien Inglis, O.J. Mayo, Johnny O’Bryant, Greivis Vasquez

Revisão

As quarenta e uma vitórias e a boa série contra o Chicago Bulls na temporada 2014-15 deixaram as expectativas para a campanha 2015-16 do Milwaukee Bucks no alto. Projetada para não só alcançar novamente a pós-temporada como conseguir uma série vitoriosa após 13 anos, a franquia de Wisconsin decepcionou ao vencer apenas 33 partidas.

Grande contratação da franquia, Greg Monroe alcançou médias de 15.3 pontos, 8.8 rebotes, 2.3 assistências e 52% de aproveitamento nos arremessos de quadra. Apesar dos números semelhantes aos da última campanha com o Detroit Pistons, Monroe não se encaixou bem com a efetivação de Giannis Antetokounmpo como principal armador da equipe. Após a redução dos minutos de Monroe e a utilização de jogadores mais versáteis, o técnico Jason Kidd conseguiu elevar os números do trio Antetokounmpo, Jabari Parker e Khris Middleton, deixando como principal missão para a offseason encontrar dois jogadores para complementa-los.

O perímetro

Antetokounmpo será o foco no ataque. Com 2,13 de altura, o grego pode não ser listado como o armador da equipe, mas será o jogador que tomará as decisões ofensivas. Desta forma, o jogador conseguiu 18.8 pontos, 8.6 rebotes, 7.2 assistências, 24 partidas de pelo menos 20 pontos e cinco triplos duplos nos 28 jogos finais.

Com a lesão de Khris Middleton, titular na posição de ala-armador, a diretoria do Bucks acertou uma troca com o Chicago Bulls, recebendo o também ala-armador Tony Snell por Michael Carter-Williams. Uma vez adaptado, Snell deve ser promovido ao quinteto titular.

Apesar de Antetokounmpo ser o jogador com liberdade de criar para a equipe, Jason Kidd optará por manter um “armador” ao lado do grego. Contratado por US$ 38 milhões na última offseason, Matthew Dellavedova oferece exatamente o que o treinador procurava. Sem a necessidade de estar com a bola para ser efetivo ofensivamente e ótimo defensor, o australiano terá minutos de sobra para justificar seu novo contrato.

Jason Terry será outra boa opção para Kidd. Parceiro do treinador no título do Dallas Mavericks em 2011, Terry pode atuar tanto como armador com a bola nas mãos quanto como ala-armador esperando para arremessar. Nos últimos dois anos com o Rockers, o jogador de 39 anos acertou 37% dos tiros de longa distância, marca superior a média geral da equipe na última temporada.

Rashad Vaughn foi citado por Kidd como provável titular após a lesão de Middleton, porém, seus problemas nos arremessos de quadra durante a pré-temporada tiraram o momento do jovem. Malcolm Brogdon será o último da rotação.

O garrafão

Em sua primeira temporada completa como jogador da NBA, Jabari Parker alcançou médias de 14.1 pontos, 5.2 rebotes e 49% de aproveitamento nos arremessos. Com a mudança no estilo de jogo após o All-Star Break, o jogador de 21 anos viu seus números subirem para 18.9 pontos e 6.1 rebotes. Versátil, Parker deve iniciar as partidas como ala-pivô, mas pode desempenhar o papel de ala em formações com dois jogadores de garrafão.  Ainda assim, o jogador precisará aumentar seu aproveitamento nos tiros de longa distância se quiser passar mais tempo no perímetro. Parker conectou apenas 29% de seus arremessos para três pontos na última campanha, e está com 40% na atual pré-temporada em apenas dez tentativas.

Se utilizar Parker na posição 3, Jason Kidd terá Mirza Teletovic , Michael Beasley e Steve Novak como principais opções de strech four. Quarto pior time da conferência Leste em aproveitamento nos arremessos de longa distância (34%) e equipe com o menor número de tentativas na liga por jogo (15.4), o Bucks deve priorizar Teletovic ao lado de um dos pivôs. O bósnio foi o jogador de garrafão de que mais tentou (460) e converteu (181) bolas de três pontos na temporada passada.

Thon Maker, décima escolha no último recrutamento, é a maior incógnita do elenco. Com altura de pivô e físico de ala, o jovem de 19 anos alcançou médias de 14.2 pontos e 9.6 rebotes durante a Liga de Verão. No entanto, a pré-temporada tem mostrado que Maker não deve estar pronto para a NBA. Apesar de começar entre os 15 do elenco, é mais provável ver Maker atuando na D-League que no time principal.

Grande contratação do Bucks na última agência livre, Greg Monroe pode ser o melhor talento na posição 5 do elenco, mas é o pivô que menos se encaixa no sistema de Kidd. Após o Jogo das Estrelas, John Henson e Miles Plumlee tiveram mais sucesso com Antetokounmpo como armador, principalmente o segundo.  Plumlee foi rapidamente nomeado o titular pelo técnico e estará no quinteto titular. Monroe pode ser o grande líder da segunda unidade, da mesma forma que Enes Kanter funcionou para o Oklahoma City Thunder na temporada passada. Porém, o jogador terá que aceitar seu novo papel.

Análise geral

A equipe promissora da temporada 2014-15 fracassou na campanha passada e não terá vida fácil na busca pelos playoffs. As adições de Dellavedova, Teletovic, Terry e Snell trouxeram exatamente o que o técnico Jason Kidd procurava, porém, a lesão de Khris Middleton é um golpe difícil de superar. Além de liderar a equipe em pontos (18.2), o ala ficou entre os 20 primeiros da liga em minutos atuados, roubos de bola e aproveitamento em lances livres, mostrando ser um poder ofensivo e defensivo.

O experimento de Giannis Antetokounmpo como armador deu certo na temporada passada, mas sua completa transição para “dono da bola” pode ser complicada. É claro que a equipe tem totais condições de vencer mais que 33 partidas, mas desbancar outras sete equipes na conferência Leste não será fácil, talvez, só se o grego conseguir uma temporada com triplo duplo de média, assim como Jason Kidd prevê.

Previsão: 13° lugar na conferência Leste

  • Michel Moral

    Agora que contrataram esse mito, tenho certeza que tudo vai ficar bem:

    https://uploads.disquscdn.com/images/4684c9a0aabfb0578dd11b0de2918442cc003add43dd2e6a5ea88dbc78b5d741.gif

    • #TheBrodie

      “caramba,não to sentindo meu joelho.
      Ih,foi mal”

    • ThiagOo25

      Putz kkkkkkkkkkkkk

    • Doug

      Essa viagem errada do Beasley é clássica…sensacional…e ele ainda faz uma boquinha de quem está curtindo muito…rs….

      • Michel Moral

        E a cara do Tolliver? rs rs rs

        • Doug

          Ele, apesar de surpreso, curtiu tb…levou numa boaça…deve ter dito: “você tem dez minutos para tirar a mão daí…” ou coisa do tipo…rs….

        • Doug

          Antidoping nesse dia aí não deve ter rolado…rs…

    • Guilherme Prates

      Mal, achei que era meu.
      HAHAHA

  • David Ribeiro

    Tony Snell veio em uma boa hora!

  • O time é melhor que do ano passado, Snell foi uma ótima contratação, mas sem o Khris e Monroe reserva não acho que conseguem playoffs.

  • Leo R.

    A lesão de Middleton quebrou qualquer expectativa minha sobre os Bucks, mas ainda assim possuem um bom elenco

    J. Terry, R. Vaughn, Beasley, Teletovic/ Henson e Monroe é uma boa rotação pra uma segunda unidade, mas falta um diferencial pro time além de Antetokounmpo, que seria o Middleton. Jabari Parker tem tudo para evoluir seu jogo e melhorar seus números. Não vejo a equipe brigando por offs, mas pode surpreender, claro. Meu palpite, 11o lugar.

    • Guilherme Prates

      Um garrafão Mirza/Monroe deve dar liga. Legal de ver, mas mudaria MUITO a forma de jogo da primeira para a segunda unidade…
      A lesão do Middleton foi realmente um golpe e tanto. :/

  • Alex Alves

    Acredito que Parker vem para uma temporada de 20 ppg a 23 ppg.

    • Danilo Veroneze #GreenRunsDeep

      sera? esse garoto nao evoluiu nada ainda

  • Charles

    Até hoje não entendo a troca do Brandon Knight.

    • Marcelo Desoxi

      (2)

    • Matheus Pitarello

      (3)

    • Fear The Fro_br

      Brandon Knight era expirante, e havia dito q iria testar o mercado. A troca ao meu ver, foi pra não perder ele de graça. Uma troca ruim, pois depois que ele saiu, o time não foi mais o mesmo.

      • Charles

        Que cobrissem qualquer oferta, ele era restrito. Ou, de fato, que tivessem feito uma boa troca, ou sign and trade. O cara depois assinou extensão com o Suns, não é possível que não tivesse vontade de assinar com o Bucks.
        Estou puto até hoje com a troca do Pistons, BK/Middleton por Jennings. Esses dois, hoje, junto com o Greek, formariam um belo trio…

  • drakes

    Eles têm uma defesa problemática no Parker que é péssimo para o conjunto até aqui. Monroe pode ao final da temporada optar por sair do contrato, ou seja, assim como o Detroit a sua saída pouco irá ajudar em termos de reforços, por que acho difícil ele aceitar o papel de líder da segunda unidade.
    Vai fazer entre 34 a 30 vitórias,

  • Maia Bucks

    Partiu #gloria

  • Felipe Monteiro

    Minha Previsão:

    Milwaukee Bucks: 12º Lugar

    Embora espere um evolução ainda maior do Antetokounmpo, a lesão do Middleton lascou tudo. Fora isso, essa indefinição no garrafão não ajuda em nada. Monroe é, de longe, o mais talentoso entre as opções para a posição 5, mas o fato dele não encaixar no esquema do Kidd, sõ prejudica o time. Plumlee é bem meeiro.

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados