logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 20 out 2016 às 17:00
Previsão da temporada – New Orleans Pelicans

Presença de Anthony Davis não será suficiente para colocar a franquia na pós-temporada

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Gabriel Farias

New Orleans Pelicans

Campanha em 2015-16: 30-52, 12° colocado na conferência Oeste
Playoffs: Não se classificou
Técnico: Alvin Gentry (segunda temporada)
GM: Dell Demps (quinta temporada na equipe)
Destaques: Anthony Davis, Tyreke Evans, Jrue Holiday
Time-base: Jrue Holiday – Buddy Hield – Tyreke Evans – Terrence Jones – Anthony Davis

Elenco

4 – Quinn Cook, armador
10 – Langston Galloway, armador
11 – Jrue Holiday, armador
2 – Tim Frazier, armador
1 – Tyreke Evans, ala-armador
24 – Buddy Hield, ala-armador
55 – E’Twaun Moore, ala-armador
5 – Lance Stephenson, ala-armador
12 – Quincy Ford, ala
15 – Alonzo Gee, ala
44 – Solomon Hill, ala
33 – Dante Cunningham, ala
8 – Shawn Dawson, ala
20 – Quincy Pondexter, ala
9 – Terrence Jones, ala-pivô
13 – Cheick Diallo, ala-pivô
23 – Anthony Davis, ala-pivô
0 – Robert Sacre, pivô
3 – Omer Asik, pivô
42 – Alexis Ajinca, pivô

Quem chegou: Buddy Hield (draft), Cheick Diallo (draft), Quinn Cook, Langston Galloway, E’Twaun Moore, Lance Stephenson, Quincy Ford, Solomon Hill, Shawn Dawson, Terrence Jones, Robert Sacre

Quem saiu: Ryan Anderson, Luke Babbitt, Norris Cole, Bryce Dejean-Jones, Toney Douglas, James Ennis, Jimmer Fredette, Eric Gordon, Jordan Hamilton, Orlando Johnson, Kendrick Perkins, Nate Robinson

Revisão

Após surpreendente classificação para a pós-temporada 2014-15 e uma eliminação previsível para o Golden State Warriors, o New Orleans Pelicans decidiu demitir o técnico Monty Williams e contratar Alvin Gentry para o seu lugar. Durante os treinamentos, Gentry afirmou que Anthony Davis era utilizado de formas erradas pelo antigo comandante, porém, o que se viu quando a temporada começou foi um Davis mais apagado do que nunca.

Além de manter Alonzo Gee, Luke Babbitt, Alexis Ajinça, Omer Asik e Dante Cunningham, a grande contratação de Gentry na offseason foi o veterano Kendrick Perkins. Sabotado pelas recorrentes lesões na franquia, o técnico pouco pôde utilizar seu principal quinteto e jamais encontrou um companheiro para Davis. Após 11 derrotas nas primeiras 12 partidas, era claro que a equipe não repetiria a participação nos playoffs e precisaria rever seu conceito de elenco.

O perímetro

Finalmente, a vida do trio Jrue Holiday, Tyreke Evans e Eric Gordon no Pelicans acabou. Holiday e Evans ainda são os principais nomes de suas posições na equipe, porém, não iniciarão a temporada com a equipe.

O armador de 26 anos passa por um drama familiar com sua esposa e só voltará às atividades da equipe quando se sentir a vontade. Evans passou por três procedimentos no joelho direito em nove meses e acabou desenvolvendo um coágulo na região da panturrilha, mesma situação que arrisca encerrar a carreira do ala-pivô Chris Bosh.

Sem os dois jogadores, Tim Frazier e Solomon Hill devem começar no quinteto principal de Gentry. Na posição 2, Buddy Hield substituirá Gordon. O novato recrutado na sexta posição do último draft chega à NBA com o título de melhor jogador da NCCA em 2015-16 e com fama de arremessador letal. Até aqui, o ala-armador tem sofrido com a adaptação entre os profissionais, acertando apenas 22% e 26% de seus tiros de longa distância na Liga de Verão e na pré-temporada, respectivamente. Ainda assim, Hield terá todas as oportunidades de desenvolver seu jogo.

Por conta das diversas lesões no perímetro nas últimas temporadas, o Pelicans conta com mais dez jogadores no backcourt. Lance Stephenson, E’Twaun Moore, Langston Galloway e Alonzo Gee serão os mais utilizados, principalmente considerando a versatilidade dos citados. Quinn Cook, Quincy Ford e Shawn Dawson devem ser cortados.

O garrafão

Anthony Davis é a maior joia da equipe. De contrato renovado, o jogador será o foco ofensivo e defensivo da equipe. Na temporada passada, a mudança de estilo do jogador foi visível. Analisando as opções ofensivas de Davis mostradas na tabela abaixo, é fácil identificar que o ala-pivô foi muito utilizado por Williams em situações de corta-luz, cortes individuais e contra-ataques. Além de ser mais utilizado nessas áreas, Davis também era extremamente eficiente, diferentemente das situações de costas para a cesta. Apesar de ter focado na melhora de seu arremesso, Davis foi colocado em muitas situações de post, onde ainda não é superior que a maioria dos defensores da posição.

Anthony_Davis.0

Ainda assim, Davis teve a sétima maior média de pontos na temporada e manterá os 24 pontos por jogo independente de como for utilizado. A grande questão é: Quem será o seu companheiro?

Se atuar como ala-pivô, o jogador deve ser acompanhado por Omer Asik ou Alexis Ajinça, assim como em 2015-16. Se jogador como pivô, Davis terá a companhia de Terrence Jones, jogador escolhido para substituir Ryan Anderson no elenco. Por um lado, Jones não é tão efetivo como Anderson nos arremessos, mas pode se comprometer mais defensivamente e abrir mais espaços para Davis no ataque.

Análise geral

Em 2014-15, Anthony Davis provou que pode carregar a franquia de New Orleans aos playoffs, mas precisa que seus companheiros, no mínimo, não atrapalhem. Do quinteto ideal, dois jogadores estão fora por tempo indeterminado, Terrence Jones não conseguiu convencer como titular e Buddy Hield sofrerá com os altos e baixos da temporada de calouro.

Pelo menos, um quinteto reserva formado por Tim Frazier, E’Twaun Moore, Lance Stephenson, Solomon Hill e Omer Asik, com Ajinça, Galloway, Cunningham, Pondexter, Gee e Diallo para rotação é uma melhora.

As recorrentes lesões e os problemas fora da quadra não impedirão que Davis chegue ao All-Star Game, mas deixam o Pelicans muito mais perto da briga pela primeira escolha do draft 2017 que dos playoffs da temporada.

Previsão: 15° lugar na conferência Oeste

  • Sid Payne- Dança muito

    Caramba, ultimo lugar… achei que iria ser o Suns ou Kings

    • Yan Alves #Suns

      chupa

      • Matheus Pitarello

        kkkkkkkkkkk

      • Sid Payne- Dança muito

        =(

  • #TheBrodie

    sabia que eu ia errar =/

  • drakes

    Atrás do Lakers vixe…acho só se o Davis ficar de fora boa parte da temporada, o time do Lakers é muito ruim em termos de ser competitivo.

    Para News Orlens, resta esperar se Greg Moore cirá, ele já deu declarações e eles são proprietários da própria pick (a única que têm)…ou seja, será alta em um draft forte com muitos armadores coisa que falta no time.

    Caso Moore venha com o desenvolvimento do Buddy Hield e a pick, eles terâo um núcleo a crescer a sombra do A. Davis.

    Só acho que eles ficarão ali um pouco acima das 30 vitórias, mas sem chances de playoffs a não ser que o Davis faça um campeonato que fará a alegria de quem te-lo nas fantasy da vida.

    • Felipe Monteiro

      Em que aspecto, fora Davis, o time do Pelicans é melhor do que o do Lakers?

      Posição por posição, opções no banco, Lakers é melhor. Única coisa que o Pelicans tem de melhor é o Davis.

      Lakers só fica atrás do Pelicans se quiser tankar para garantir a posição protegida no próximo draft!

      • drakes

        Pelicans tem jogadores mais rodados, um sistema de jogo que começou ano passado, quando saiu do GSW com título, entre seus calouros o Buddy deve ter um melhor primeiro ano em termos de efetividade para vitórias já que ele é senior.

        Anthony Davis entrou na temporada passada candidato a mvp, é um dos líderes em RAPM, BPM, etc.

        È um time muito sólido em termos de defensores para ajudar nas alas, Solomon Hill, Quincy Pondexter, E’Twaun Moore e Langston Galloway.

        Terrence Jones é um mediocre reboteiro, mas tem o Davis ao lado, Lance Stephenson é um tiro, mas barato.

        O problema deles é que falta muita coisa, mas é time 35 vitórias, já o Lakers é um time de potencial, mas deixar novatos. aceitar erros em quadra e derrotas, além disso é um sistema novo e um treinador idem. dificilmente o Lakers passa das 25, pode ir para maioria dos sites analytics nyloncalculus, 538, etc, é a mesma previsão.

  • Marcelo Desoxi

    Quanto mais perderem melhor. Davis tira essa temporada pra colocar a ”saúde em dia” (expressão feia demais), Buddy se acostuma com o jogo profissional e poderá ter seus altos e baixos sem pressão e ainda ganham uma pick alta.

    • ThiagOo25

      Mais uma temporada para “por a saúde em dia”?

      Problema não é “por a saúde em dia”, o jogador que é bichado mesmo…rsrs.

  • Luiz

    Essa eu nao esperava

  • MarceloBulls

    É muito sofrimento

  • Concordo com a posição. Acho que vai disputar acirradamente com o Suns para ver quem é pior.

    • Gustavo

      Lakers não vai deixar isso acontecer. Pick top 3 é prioridade em L.A

  • ThiagOo25

    Saiu um time inteiro e chegou outro. Hahahaha

  • Rodrigo Morais

    Como torcedor da franquia vejo essa temporada como sendo determinante para saber se ano que vem teremos um time promissor (pick alta, davis saudavel, holiday voltando,buddy se adptando,greg na fa) ou se selara mais uma decada de sofrimentos, (buddy burst, davis bichado, fa escrota de novo e pick mediana como a sexta do ultimo draft)

  • Doug

    Putz…não sabia que a situação de T. Evans era tão grave…uma pena…esse cara é muito talentoso…espero que se recupere…

  • Felipe Monteiro

    Minha Previsão:

    New Orleans Pelicans: 15º Lugar

    Davis se mantendo saudável a temporada toda, acho que dá para brigar com o Lakers e Kings pelas 13ª posição. Contando as ausências de Tyreke e Holiday, o restante do elenco fede… E´Twaun Moore, Tim Frazier, Alonzo Gee, Dante Cunningham, Alexis Ajinca, Omer Asik, vixe!!!!

    Só Buddy Hield e Terrence Jones podem dar um caldo, mas isso se espremer demais.

    • Cvrtlik

      Frazier ainda joga direitinho.
      Agora se desfazer do Ryan Anderson não entendo…o time vai ficar de 15º para baixo. Infelizmente

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados