logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 21 out 2016 às 14:00
Previsão da temporada – Philadelphia 76ers

Com Simmons machucado, estreia de Embiid será o ponto alto da temporada

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Gabriel Farias

Philadelphia 76ers

Campanha em 2015-16: 10-72, 15º lugar da conferência Leste
Playoffs: Não se classificou
Técnico: Brett Brown (quarta temporada)
GM: Bryan Colangelo (primeira temporada na equipe)
Destaques: Joel Embiid, Nerlens Noel, Jahlil Okafor
Time-base: Jerryd Bayless – Gerald Henderson – Robert Covington – Dario Saric – Joel Embiid

Elenco

1 – T.J. McConnell, armador
14 – Sergio Rodriguez, armador
43 – Brandon Paul, armador
0 – Jerryd Bayless, armador
5 – Cat Barber, armador
12 – Gerald Henderson, ala-armador
11 – Nik Stauskas, ala-armador
31 – Hollis Thompson, ala
33 – Robert Covington, ala
39 – Jerami Grant, ala
23 – James Webb III, ala
20 – Timothe Luwawu-Cabarrot, ala
9 – Dario Saric, ala-pivô
36 – Shawn Long, ala-pivô
22 – Richaun Holmes, ala-pivô
25 – Ben Simmons, ala-pivô
4 – Nerlens Noel, pivô
8 – Jahlil Okafor, pivô
21 – Joel Embiid, pivô

Quem chegou: Timothe Luwawu-Cabarrot (draft), Ben Simmons (draft), Sergio Rodriguez, Brandon Paul, Cat Barber, Jerryd Bayless, James Webb III, Dario Saric, Shawn Long

Quem saiu: Elton Brand, Christian Wood, Carl Landry, Tony Wroten, Ish Smith, Phil Pressey, Kendall Marshall, Sonny Weems, JaKarr Sampson, Isaiah Canaan

Revisão

A temporada 2015-16 do Philadelphia 76ers começou a se decidir quando o Los Angeles Lakers optou por recrutar D’Angelo Russell, e não Jahlil Okafor, com a segunda escolha do draft 2015. A sobrecarga no garrafão era clara e a diretoria nem sabia que o também pivô Joel Embiid perderia toda a campanha.

Na quadra, a dupla Okafor-Noel não deu certo. Apesar de um ser mais ofensivo e o outro mais defensivo, ambos ocupavam a mesma região da quadra dos dois lados, limitando as opções da equipe. Se juntos os pivôs afundaram os números do time, sozinhos, os dois se mostraram valiosos pelo menos termos de trocas.

Só para lembrar, o time de Brett Brown conseguiu bater alguns recordes na temporada 15-16. Segunda pior campanha da história (10-72), pior início de temporada da NBA (0-18) e time com a maior sequência de derrotas na história dos esportes americanos com 28.

O perímetro

O Philadelphia 76rs ainda não encontrou seu armador dos sonhos no draft. Após ver Michael Carter-Williams não ter paciência para esperar o processo, D’Angelo Russell escapar pelos dedos, e Ish Smith não corroborar com o estilo de jogo, a equipe optou por nomes mais modestos. Primeira escolha do último recrutamento, Ben Simmons tem mostrou qualidades suficientes para ser um “armador” dentro de quadra, porém, o jogador está fora por tempo indeterminado, mantendo a sina da franquia de Filadélfia com seus grandes prospectos.

Jerryd Bayless foi a escolha de Bryan Colangelo para liderar a posição 1, seguido por Sergio Rodriguez e T.J. McConnell. Na noite de abertura, McConnell será o titular, uma vez que Bayless está com uma contusão no pulso. MVP da Euroliga em 2014, Rodriguez retorna à NBA em meio ao seu auge e já impressionou com sua visão de jogo e capacidade de conectar arremessos.

Gerald Henderson foi outra contratação para suprir uma posição carente. Nik Stauskas não deu conta do recado na temporada 2015-16 e só continua no elenco por ser um jogador de baixo risco e grande recompensa caso encontre aquela média de 45% de aproveitamento nos arremessos de longa distância dos tempos de universitário.

A posição 3 também foi afetada pela lesão de Simmons. Tanto o novato quanto o croata Dario Saric poderiam ocupar a função. Como Saric ocupará a função de ala-pivô de início, Robert Covington manteve sua titularidade. Jerami Grant e Hollis Thompson não ficam muito atrás de Covington e, se estiverem com a mão mais calibrada, conseguirão mais minutos que o dono da posição. O novato Timothe Luwawu-Cabarrot teve boas participações durante a Liga de Verão e a pré-temporada, mas deve passar o ano na D-League.

O garrafão

Que confusão. O técnico Brett Brown pode até tentar algo diferente, mas é visível que Joel Embiid, Nerlens Noel e Jahlil Okafor brigam por uma vaga no time. Hoje, qualquer outra alternativa seria utiliza-los de forma errada. Uma solução seria a conversão total de Noel ou Okafor para a posição 4, mas ambos já deixaram claro que não mudarão seu estilo pelo bem da equipe.

O fato é que Joel Embiid finalmente está saudável. Mais completo e equilibrado entre ataque e defesa, o camaronês será a primeira opção da franquia na posição de pivô. Nesse verão, Embiid já atuou em seis jogos, com médias de 10.3 pontos, 5.5 rebotes e 42% de aproveitamento nos arremessos de quadra em 14 minutos. Claro que o pivô demorará mais um ou dois meses para estar 100% fisicamente e sempre há o risco de uma nova contusão, mas enquanto ele estiver disponível, ele será o titular.

Noel e Okafor atuarão bastante, pelo menos, para manter o valor de mercado. Além do draft 2017, o 76ers pode encontrar grandes jogadores para seu perímetro ao negociar um dos dois.

Saric é o dono da posição 4. O croata de 22 anos também precisará de tempo para se enquadrar no estilo da NBA. Com sua seleção, Saric teve médias de 12.9 pontos, 8.3 rebotes e 2.7 assistências durante o torneio classificatório e os Jogos Olímpicos do Rio.

Análise geral

Após um início de verão cheio de notícias promissoras, a lesão de Ben Simmons tirou um pouco do brilho do Philadelphia 76ers. Ainda assim, a presença de Embiid depois de dois anos é uma notícia gigantesca.

Com Embiid, Saric e a dupla Okafor-Noel disputando a vantagem na rotação, o 76ers com certeza vencerá mais que DEZ jogos na temporada, talvez, até sair da última posição da conferência. A campanha será um sucesso ainda maior se as adaptações e evoluções dos novatos forem notáveis, independente do número de vitórias.

Previsão: 14° lugar na conferência Leste

  • Lucas Martinelli

    Ansioso para temporada de estréia do Embid. Queria muito que o Simmons estivesse saudável, mas há uma nuvem negra em Philly =/

  • Anderson Luis Monteiro

    Acho q não a muito a dizer sobre os 76ers, é aproveitar pra assistir Sergio Rodriguez e sua visão de jogo e plasticidade, que pode facilitar bastante para que Embiid persiga o ROY.

  • JASPION DA MASSA

    Uma pena a lesão do Ben Simmons , ja deixaria uma boa base pra proxima temporada!!! que provavelmente vai ter duas escolhas top 6 do draft .
    Esse é o ano para planejar e começar a mudar o rumo da franquia, PRINCIPALMENTE se o B.Simmons jogar pelo menos metade da temporada e se o Embiid continuar mostrando o seu potêncial e se manter saudável.
    Interessante também ficar de olho no S.Rodriguez !!!
    Com provavelmente duas picks altas (76s e LAL) ja da p/ imaginar pelo menos uma boa trade no proximo ano, envolvendo uma das picks altas e um dos pivôs okafor ou noel , isso se o Embiid se manter saudável.
    76s tem boas chances de começar a montar uma boa base pra daqui uns 4/5 anos , torcer pro GM não fazer nenhuma merda rsrs

    • TRUETHIAGO

      A escolha do Lakers continua sendo top 3 protegida, não é exatamente provável, embora exista a possibilidade.

      • JASPION DA MASSA

        eu sei, acho dificil o meu lakers conseguir outra escolha top 3!!! está com mais cara de time e não vai jogar pra perder

  • Chimbinha

    Parece que o Simmons volta em janeiro,menos mal

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados