logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 4 nov 2016 às 08:24
Em boa fase, George Hill deseja renovar contrato com o Jazz

Armador recém-chegado ao time será agente livre ao fim da atual campanha

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Eduardo Ribeiro

O armador George Hill não poderia pedir por um início melhor em sua nova equipe. Após cinco temporadas no Indiana Pacers, o veterano foi trocado para o Utah Jazz e vem sendo um dos destaques do time. Apesar do bom momento, ele também é assunto fora das quadras, já que está no último ano de contrato. Mas isso não deve ser um problema, já que o jogador pretender permanecer na franquia e possui interesse em renovar seu vínculo antes do período de agência livre.

“Se esse for o caso [renovar o contrato antes da agência livre], eu estaria muito interessado”, declarou Hill à ESPN. “Mas deixarei eles decidirem disso e vou me preocupar apenas com o que está sob meu controle”. O jogador chegou ao time de Salt Lake City após a troca tripla entre Jazz, Atlanta Hawks e Indiana Pacers e possui médias de 21.4 pontos e 4.6 assistências, em cinco partidas da atual campanha.

Hill também elogiou o ambiente em que se encontra e reiterou o desejo de atuar na equipe pelos próximos anos. “Eu não sou o tipo de cara que gosta de ficar trocando de equipe. Eu e minha família gostamos muitos daqui e a cidade têm sido ótima para mim. Espero que eles queiram a minha permanência e eu tenha a chance de renovar o contrato”, finalizou.

  • Bruno Carvalho Costa

    Como torcedor do Jazz considero obrigatória essa renovação, Hill chegou como um verdadeiro lider do time e vem fazendo ótimas partidas sendo participativo nos passes, pontuação e na defesa, candidato a MIP se continuar nesse ritmo.

    • Michel Moral

      Até mesmo porque a grande expectativa futura na armação do Jazz é o Exum, que definitivamente não está pronto, pois é muito jovem.

      George Hill pode ajudar nesse processo e, mesmo quando precisar dar oportunidade ao garoto, pode contribuir demais vindo do banco, dentro de três ou quatro anos.

      • Guilherme Prates

        E faz contrato de 3 anos e vê qual é que é tbm…

    • Guilherme Prates

      Hill é um grande armador. Muito discreto, mas muito bom em quadra e faz uma diferença sensível na defesa.

  • Doug

    Confesso que o Engraçado está jogando muito e está fazendo bastante falta no Pação…pra mim, nos Pacers, o ciclo dele já havia se estagnado…eu até cheguei a manifestar aqui minha preferência pelo Teague, e lembro que um companheiro, acho que Dave, disse preferir o Hill…bem, não é a boa fase dele que vai mudar minha opinião, já que o Teague já teve grande fase tb e até de all star…eu prefiro o que o Teague acrescenta ao jogo…Hill se adapta ao jogo do Jazz, que é muito forte na defesa…mas, pra mim, sempre foi mais limitado…a questão é que nos Pacers, por ora, eu preferiria mesmo o Teague, sendo que, seja pela alteração filosófica de jogo, seja pela prática, seja pelo talento individual…logicamente, seria ideal ter os dois no time…hoje, porém, acredito que para o Pação a melhor saída seja rifar o Montinha e acrescentar um SG de perfil mais defensivo ao time para equilibrar as coisas…e que o Hill continue tendo sucesso no Jazz, que inclusive, torço para brigar bem por mando de quadra…

    • Michel Moral

      Está certo, Doug. Também penso como você.
      Hill fez parte de um processo no time de Indiana. Para dar o próximo passo, a equipe precisava de outro nome mesmo.

      Já no Jazz ele joga em um ambiente favorável, um time muito jovem e ainda sem muita badalação.

      Não consigo ver o George Hill como titular de armação em uma equipe que fala de forma séria em título, sinceramente.

      • Doug

        É exatamente esse o meu pensamento, Michel.

    • Guilherme Prates

      Acho o Hill muito, mas muuuuito, superior ao Teague em quase todos os aspectos. Defende muito mais e, mesmo discreto, é mais agressivo no ataque e sabe jogar sem a bola. O Teague é um cara bem cerebral que se movimenta bem sem bola tbm, mas não ataca o aro nem por decreto e sofre legal na defesa do perímetro.
      Dentre as trocas, pra mim foi nessa que o Pacers mais errou. E eu sempre fui e ainda estou muito incrédulo com esse novo Pacers, ainda não vejo como dar certo.

      • Doug

        Cara, respeito a sua opinião…preferências são preferências…eu falo como torcedor dos Pacers e como quem acompanhou o George Hill por um bom tempo no time, e mais agressivo no ataque é uma coisa que o Hill evidentemente, ao menos pra mim, não é…não é esse começo empolgante no Jazz que vai mudar isso…eu defendia a contratação do Teague desde antes de ela ser cogitada e ainda acho uma boa contratação…não é o fato de o time ainda não ter dado liga em poucos jogos que já vou mudou de opinião…além disso, o Hill não estava se sobressaindo desse modo em Indiana e já não mostrava algum diferencial no time há algum tempo, apenas fazendo o “arroz com feijão”, sendo que o time permaneceria no mesmo patamar…ele prestou bons serviços, isso é fato, tendo sido importante em uma fase do time e somos gratos por isso…mas, era necessária a mudança…além disso, não é esse começo no Jazz que vai mudar isso…pra mim, no conjunto, o Hill é mais funcional e joga mais para o time, é mais conservador, mas o Teague é melhor armador e ofensivamente, embora peque mais na defesa, e os Pacers precisam disso…pra mim, ele tem um algo a mais no quesito de levar o time adiante…ademais, o time dos Pacers ainda não encaixou e o Hill chegou em um sistema de jogo perfeito para ele e em um time que carecia de um armador competente, coisa que ele é…já disse noutro post que o ideal, ao menor pra mim, seria ter os dois no time, que representam estilos bem divergentes de jogo e podem se complementar perfeitamente, sobretudo, a fim de trazer uma variação tática ao jogo…é o que penso…

        • Guilherme Prates

          Claro, opiniões diferentes é o que faz o papo ser legal 😉
          Eu realmente torço para que o Pacers dê liga, é um time que eu gosto de acompanhar e até gosto de torcer contra (não leve a mal, é uma longa história que vem dos tempos do Reggie Miller – eu já tenho mais de 30… rs), mas com respeito e carinho (é sério hehehe)
          Só que, sinceramente, não vejo como dar certo a defesa como está. Tomara que melhore, mas…

    • Caseh

      É ilusório pensar que o Hill, permanecendo nos Pacers, teria esse mesmo bom rendimento de início de temporada. O cara, como você disse, estava já estagnado, muito tempo na franquia, e uma mudança dessas traz aquela coisa de renovação, de recomeço. Também acredito que o Teague vai render o que dele se espera, está tudo muito prematuro ainda para conclusões definitivas.

  • Danilo Veroneze #GreenRunsDeep

    empolgou!

  • Felipe Rodrigues

    5A/100M pra ele?

    • Michel Moral

      Overpaid demais!

      Não tem como pagar mais do que 15 mi para um armador como Hill, na minha visão.

      • Felipe Rodrigues

        Pela posição acho q ele vai receber algo entre 15 e 18M por ano afinal oq não falta na NBA é armador alem disso o Jazz tem q se preparar pras renovações de Hayward e Favors.

        Mas com esses novos salarios não seria algo tão surpreendente se ele recebesse um contrato de mais de 100M.

        Aguardemos…

  • Vadss Guera

    E lá vamos nós pra mais um contrato ‘surreal’ que ninguém se acostumou ainda ..

  • Chimbinha

    Sou mais o Raul ,injustiça

  • ThiagOo25

    Quero ver rios de dinheiro se acontecer a renovação.

  • Um dos melhores, senão o melhor, role-players da NBA, mas é isso. Loucura achar que ele é mais do que isso ou esperar algo diferente dele.

  • Hill mostra consistência nos arremessos de 3PT desde a temporada passada, inclusive vem chutando acima de 40%. Realmente é um excelente começo, e se tiver consistência, porque não renovar? Mas acho válido esperar até fevereiro, próximo ao limite máximo para renovar. Se mantiver as médias atuais (ou pelo menos algo próximo a isso, vale a pena renovar, só não pode ter mais de 3 anos de duração, afinal Hill já tem 30 anos.

    • Felipe Rodrigues

      Acho q tera 4/5 anos, é esperar q o jazz não comprometa mais do q 15M por ano com ele, Hill é bom jogador e esta em otima fase em Utah mas é como vc disse ele ja tem 30 anos e armador é oq não falta na NBA.

  • Kaio_

    melhor que muito armador por ai … sempre muito cornetado mas é bom armador ..
    não é uma armador expetacular mas eu gosto muito dele.Acho que pelo preço certo
    vale muito apena.

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados