logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 24 nov 2016 às 11:34
Mavs, chegou a hora da reconstrução

Gustavo Lima analisa o presente e projeta o futuro do time de Dallas

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Gustavo Lima

Quem diria, há algumas semanas, que o Dallas Mavericks seria o dono da pior campanha da NBA? Acho que nem o torcedor mais pessimista da franquia esperava isso. Neste primeiro mês da temporada 2016/17, o time texano, que tem a sexta maior folha salarial da liga, ganhou apenas dois dos 14 jogos que disputou. Com um plantel mediano, incluindo sete atletas com 30 anos ou mais, e um draft cheio de talentos que está por vir, a franquia precisa começar a pensar na reconstrução do elenco.

Obviamente, os desfalques dos lesionados Dirk Nowitzki, Deron Williams e Devin Harris contribuem para essa campanha ruim. A baixa mais recente foi o porto-riquenho J.J. Barea. Mas não são apenas as lesões que estão minando o time de Dallas. O técnico Rick Carlisle, que, na minha opinião, é um dos melhores da liga, fez um pequeno milagre no ano passado ao levar o Mavs aos playoffs, com a sexta melhor campanha da conferência Oeste (42 vitórias e 40 derrotas). Lembre-se, o time do ano passado tinha Raymond Felton e Zaza Pachulia entre os titulares.

Em 2016/17, o Mavs está sendo liderado pelo principal reforço da equipe na offseason. O ala Harrison Barnes, que assinou um vantajoso contrato com a franquia, é o cestinha do time e já se coloca em condições para brigar pelo prêmio de jogador que mais evoluiu (MIP). Com Nowitzki no estaleiro, o ex-jogador do Golden State Warriors assumiu a condição de líder da equipe em quadra e apagou as más apresentações da pré-temporada. Barnes, que pode atuar tanto na posição 3 quanto na 4, é figura-chave na reconstrução do time. 

Nowitzki, o maior jogador da história da franquia, parece que vem para sua última temporada na NBA. Não dá para cobrar do alemão, no alto de seus 38 anos, que ele carregue o time nas costas como fez em outros tempos. Para se ter uma ideia da importância de Nowitzki, desde que ele chegou a Dallas, há 18 anos, a equipe só ficou de fora dos playoffs em três oportunidades (1999, 2000 e 2013). Além disso, ele liderou o time na conquista do título inédito em 2011. Só que não dá para brigar com uma coisa: as condições físicas do ala-pivô já não são das melhores, tanto que ele disputou apenas quatro partidas em 14 possíveis. Ficarei surpreso se ele atuar em mais de 50 jogos na temporada. 

Não dá para esperar muito também dos outros veteranos da equipe. Williams, de 32 anos, definitivamente, não é nem sombra daquele jogador que nos encantou na época de Utah Jazz. As seguidas lesões em ambos os tornozelos limitam (e não é de hoje) e muito o rendimento do armador. Já Harris, de 33 anos, ainda nem atuou na temporada devido a uma lesão no dedão do pé direito. A verdade é que ambos estão em declínio em suas carreiras.

Devido aos desfalques dos veteranos, Carlisle está dando tempo de quadra aos jovens Justin Anderson, Dwight Powell e Dorian Finney-Smith. Até o momento, nenhum deles me chamou a atenção na tábua ofensiva, mas na defesa eles estão sendo muito úteis. Muita força física, atleticismo e juventude a serviço do Mavs. Carlisle precisa trabalhar, sobretudo, a questão dos arremessos com o trio citado (eles estão chutando abaixo de 39%). Outro jogador que vem tendo espaço é o armador Seth Curry, que ainda é muito irregular. Aos 26 anos, o irmão mais novo de Stephen Curry tem a sua grande chance na NBA. Vamos ver se ele vai aproveitar.

Antes do início da temporada, o Jumper Brasil publicou a previsão de que o Mavs seria o décimo colocado do Oeste. Até o momento, o rendimento está aquém do que esperávamos. O time de Dallas é o pior da liga em: eficiência ofensiva (95.7 pontos por 100 posses de bola), média de pontos anotados (90.7), assistências (16.8), rebotes (40.2), aproveitamento em bolas de três pontos (31.0%), aproveitamento nos arremessos de quadra (40.7%) e cestas por partida (33.6).

Com tantos números ruins, três estatísticas se salvam: o Mavs é o nono em eficiência defensiva (101.5 pontos sofridos a cada 100 posses de bola), o sétimo em média de pontos sofridos (97.9) e o que menos sofre pontos no garrafão (35.2). Muito desse bom desempenho na defesa se deve ao pivô australiano Andrew Bogut, que continua sendo um dos melhores protetores de aro da NBA, e ao ritmo lento do time em quadra (94.1 posses de bola por 48 minutos, segunda equipe que mais cadencia o jogo na liga).

Com esse plantel, o Mavs não vai para os playoffs. É preciso pensar, desde já, em negociações para rejuvenescer o time, dar um alívio à folha salarial e angariar escolhas de draft. Três veteranos do elenco (Bogut, Williams e Harris) têm contratos expirantes e já passaram da casa dos 30 anos. Eles podem perfeitamente ser moedas de troca para algum contender. Outro que pode ser negociado é o ala-armador Wesley Matthews, que ainda não repetiu em Dallas o bom desempenho da época de Portland Trail Blazers. Nowitzki é um caso à parte. Ele possui contrato garantido até o fim da temporada, mas a franquia tem a opção de estender o vínculo por mais um ano. Sem chance do ala-pivô ser trocado. Começou e vai encerrar a carreira na mesma equipe, algo raro de se ver na NBA e digno de aplausos.

Jogadores com contratos expirantes

Dirk Nowitzki (38 anos): US$25 milhões e uma team option de US$ 25 milhões
Andrew Bogut (31 anos): US$11 milhões
Deron Williams (32 anos): US$9 milhões
Devin Harris (33 anos): US$4,3 milhões
Salah Mejri (30 anos): US$874 mil
Nicolás Brussino (23 anos): US$543 mil

Jogadores com contratos não garantidos

Dorian Finney-Smith (23 anos): US$543 mil nesta temporada
Jonathan Gibson (29 anos): US$470 mil nesta temporada

Jogadores com contratos garantidos na próxima temporada

Harrison Barnes (24 anos): US$69,4 milhões até 2019 e uma player option de US$ 25,1 milhões em 2019/20
Wesley Matthews (30 anos): US$53,7 milhões até 2019
Dwight Powell (25 anos): US$27 milhões até 2019 e uma player option de US$ 10,3 milhões em 2019/20
J.J. Barea (32 anos): US$11,7 milhões até 2019
Seth Curry (26 anos): US$5,9 milhões até 2018
Justin Anderson (23 anos): US$3,1 milhões até 2018 e uma team option de US$ 2,5 milhões em 2018/19
A.J. Hammons (24 anos): US$2,6 milhões até 2019

  • Caso Dirk Nowitzki atue por mais uma temporada, o Mavs terá cerca de US$92 milhões comprometidos na folha salarial em 2017/18
  • Caso Dirk Nowitzki se aposente das quadras, o Mavs terá cerca de US$67 milhões comprometidos na folha salarial em 2017/18 
  • O teto salarial da NBA em 2017/18 deverá ser de US$102 milhões.

cuban

O fato é que a aposentadoria de Nowitzki está batendo à porta e o Mavs tem que estar preparado. Por isso, a ideia de reformulação do elenco tem que ser colocada em prática o mais breve possível, e não do jeito que o dono da franquia quer. Mark Cuban (foto), que parece acreditar que o time possa chegar aos playoffs, disse há alguns dias que o Mavs não vai tankar até o mês de março, quando estará disputando o jogo 70 na temporada. O período final para trocas (trade deadline) será em 23 de fevereiro. Até lá, a equipe de Dallas tem que negociar ao menos dois de seus veteranos. Não dá para esperar a próxima offseason.

Enfim, a direção do Mavs precisa se esforçar para angariar mais uma escolha de primeira rodada no próximo recrutamento, que tem tudo para ser o melhor dos últimos anos, sobretudo no que se refere à quantidade de armadores talentosos (destaque para Markelle Fultz, Lonzo Ball, Dennis Smith Jr. e De’Aaron Fox). Com a aposentadoria do maior ídolo da equipe, as picks no Draft de 2017 (até agora uma de primeira e outra de segundo round), a folha salarial mais enxuta e menos veteranos no elenco, a franquia de Dallas estará iniciando um processo de reconstrução que promete ser traumático e de longo prazo. É importante que o GM Donnie Nelson e o técnico Rick Carlisle contem com o apoio do dono da franquia para iniciar o rebuild. Acorda, Mark Cuban!

  • Kleber

    O problema é o Cuban louco querer trocar a pick em algum jogador “pronto”. Muito temerosa essa reformulação, já que o Mavs gosta de jogadores que contribuam de imediato (leia-se veteranos) e não possui uma certa habilidade pra remontar uma equipe com Draft. Torço que dê certo.

    • Eduardo Muniz

      Concordo. Cuban não tem paciência com draft !! Aposto que o Dallas vai trocar sua pick e mais alguns veteranos para pegar algum all star. Não sei pq, mas vejo Cousins caindo no Dallas um dia, até mesmo para ser o sucessor do Dirk!!

  • DirkMito

    Chegou o momento da reconstrução. Não tem jeito. Eu juro que fiquei decepcionado por esse início ,pois achava esse elenco melhor que ano passado, que nada clubismo puro. Infelizmente a temporada vai ser bem longa e dura de se ver. Mas temos que dá sorte na pick e tter competência pra escolher o cara certo ( Leia-se Markelle Fultz) Minha maior preocupação é como os jovens não se dão bem em Dallas. Espero que o RC esteja escondendo o jogo e que a longo prazo possa fazer um bom trabalho.

    • LeBron Mavs

      Pode ser que nossos jovens sejam ruim pra krl tbm!!!

  • Tony

    E ai Torcedor do Dallas, vai torcer pro Dirk se aposentar pra ter CAP ou não?

    • BetoMavs

      Eu estou torcendo para Matthews, Deron, Devin Harris se aposentarem, o Dirk por mim pode continuar jogando até 2020, se ele quiser.

    • DirkMito

      Do que adianta ter CAP. Só contrata restos mortais.

  • BetoMavs

    A chance da nossa pick ser trocada por um Cousins da vida é grande, eu sempre fui a favor do time começar a reformulação, desde o fracasso da FA, mas o Cuban se recusa a entender isso. Torço para que ele não faça nenhuma loucura… quanto ao Dirk, ele saiu puto da vida no intervalo ontem contra os Clippers, acho que assim que ele fizer os 30k pts ele se aposenta.

  • Alex Alves

    O Dallas está em uma situação complexa, o Bogut tem valor de mercado, porem a questão é os contenders não possuem picks altas exceto o Boston, então sera que é viável trocar ele por uma pick 20° mais ou menos ?? eu pessoalmente não sei.
    Matthews tem valor, porem um gigante salário/benefício para o time, ele entra na mesma questão que o Bogut.
    Agora o Dirk realmente é uma pena em sua última ou talvez penúltima temporada sofrer derrotas atrás de derrotas, será que não é viável ele jogar mais duas temporada por outro time e tentar mais um título, seria um ótimo 6° jogador ou mesmo titular jogar 20 a 25 minutos por noite, ele ainda consegue contribuir com 15 pontos mais ou menos.

    • Tárcio

      Trocaria o Bogut assim que puder por uma pick top 20, assim o time ficaria pior e teria mais um jovem pro ano que vem!
      e trocaria o Matthews por algum jogador jovem, não sou grande admirador do seu jogo, mas é eficiente em um time bem montado, acho que ele mesmo com um salário alto tem um bom valor.
      O Deron, bem, não acho que algum time queira!

  • LeBron Mavs
  • ThiagOo25

    O Dirk joga essa temporada, recebe seus 25 milhões e no final da temporada o Mark da mais uns 5, 7 milhões para ele de bônus e a vida que segue para cada um.

    O time precisa de peças em várias posições..pelo o que os torcedores do Dallas comentam dos jogadores, eles são uma draga…então tem que fazer alterações aí nesse time em umas 3, 4 posições mais os reservas.

  • Tárcio

    Dois anos que falo isso, o tempo da reconstrução do Mavs já passou.

  • Guilherme Prates

    Jogadores com contratos expirantes

    Dirk Nowitzki (38 anos): US$25 milhões e uma team option de US$ 25 milhões
    Andrew Bogut (31 anos): US$11 milhões
    Deron Williams (32 anos): US$9 milhões
    Devin Harris (33 anos): US$4,3 milhões
    Salah Mejri (30 anos): US$874 mil
    Nicolás Brussino (23 anos): US$543 mil

    Eu só faria proposta para Bogout (se ele ficar saudável o ano todo) e Salah Mejri (e olhe lá). Talvez pro Brussino, por ele ser novo.

  • JASPION DA MASSA

    Rebuild TOTAL!!!!
    Deron Williams pode ser uma boa peça pra algumas equipes – Detroit , Atlanta , Pacers , Hornets
    Ai depende do CAP e do que vão oferecer nele…pode entrar nessas equipes na segunda unidade e jogar na 1 e na 2 , jogador experiente e de contrato expirante . pode render uma pick de 2 round, ou se colocar uma de 2 round pode ser trocado com algum expirante + pick de 1 round .
    _
    Bogut seria boa opção pra varios times também, só que depende do seu alto salário ,o Hornets , Rockets , chicago , celtics , uma pick razoavel ou até mesmo algum jovem interessante sei la
    _
    Delvin Harris qualquer jovem ja está valendo…
    ____
    lembrando que tudo depende do CAP !!!
    boa sorte ao Dallas!!!
    Uma pena o Dirk terminar a carreira com um time tão ruim

    • Gustavo

      Bogut seria de grande valia pro Rockets hein. Já serve como treinador de defesa inclusive, já que o coach não é chegado nesses paranauê.

      • JASPION DA MASSA

        pois é , e o melhor que não ia precisar forçar muito ja que seus problemas físicos não tem fim…joga seus 17/20 minutos por jogo e ja seria uma boa pro time do Barba

    • Cássio

      Kobe e Garnett também em times bem meia boca. Somente o Paul Pierce, Ray Allen e Tim Duncan, os últimos stars aposentados em times bons.

  • RafaelRox

    Time com o dinheiro e Mark Cuban, não vai entrar em rebuild nunca

  • Paulo Sérgio

    Projeto Pick 1 em andamento em Dallas e em Miami. Resta saber quem pegará o Fultz.

    • nico

      quais são os melhores prospectos ano que vem … me passsa uma lista ae

      • Felipe Monteiro

        Markelle Fultz – PG
        Josh Jackson – SG/SF
        Lonzo Ball – PG
        Dennis Smith – PG
        Harry Giles – PF
        De´Aaron Fox – PG
        Jayson Tatum – SF
        Malik Monk – SG

        • nico

          vlw mano…. ate agora os favoritos as primeiras escolhas do draft.. são miami, dallas e 76ers ne ?

          • Felipe Monteiro

            Mano, os 4 piores times até agora, pela ordem, são: Dallas (3-13), 76ers (4-14), Nets (4-12) e Suns (5-13)… Miami tá perto (5-12), mas esses 4 que citei estão piores

          • nico

            ata.. miami tem que pegar um ala craque de bola e futuro jogador da franquia.. de pg e sg ta bem servido. os centers tb estão.. so falta um ala

  • HUMota

    “At 6’4″ with a 6’9 ¾” wingspan, Markelle Fultz is an inch shorter than L.A. Lakers wunderkind D’Angelo Russell with a matching length. But his athletic ability, which allows him to explode above the rim, is more on par with Chicago Bulls star Dwyane Wade’s. ”
    Ta ai o cara do futuro. Por favor tanka Mavs, nunca te pedi nada.

    • Rafael Heat

      Fultz é um D-Wade com arremesso.

  • Cássio

    Pode até ser mesmo, o Cuban é baita vendedor, vendeu ao Deandre Jordan que seria mais negócio para ele jogar ali do que em L.A, lembram ?

  • dueti

    Tá na hora do Dallas parar de bancar a franquia da reabilitação, franquia da caridade. Fica pegando jogador em descendência e achando que pode tirar ao máximo, kd vez mais vai perdendo suas picks para ter esses tipos de jogadores, e muitas vezes com salários altos. O Dallas tinha que ter feito uma base mais jovens a anos atrás para agora que o Dirk está na beira de aposentar, tivesse uma boa chance de tentar um título. Até o técnico pode de avaliar pelos desgaste e muitas vezes aceitando esse tipo de situação. Fora que a cada off season troca meio time e aí não tem o entrosamento.

  • Está ai uma coisa que eu jamais pensei que aconteceria, um time do Carlisle com péssimo ataque, e ótima eficiência defensiva. O problema deve ser a ausência do Dirk, porque se tiver o alemão, Carlisle pode completar o resto do time com os caras do Jumper, e ainda sim terá um ataque top 5.

  • Damon

    Alemão carregou muitos times ruins do dallas nas costas,
    Chega um tempo que não da mais.
    Mas ele ainda é de longe o melhor jogador do dallas.

    Com barnes de FP, o futuro do dallas é bem promisso rs

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados