logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 12 dez 2016 às 15:14
#BrazilianWeek – Edição 6

Acompanhe a semana dos brasileiros na NBA no Jumper Brasil

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Gabriel Farias

Todas às segundas-feiras, Jumper Brasil dedica uma coluna especificamente aos jogadores brasileiros na NBA. Nosso articulista Gabriel Farias vai trazer as estatísticas da semana, analisar desempenhos e ranquear os jogadores ao longo da temporada. Este é o nosso ponto de encontro para discutir os nove representantes do país na maior liga de basquete do planeta.

Enriqueçam a discussão e deixem suas sugestões nos comentários para que possamos melhorar cada vez mais esse novo espaço do site. Então, segue nosso sexto #BrazilianWeek da temporada 2016-17:

#1 Nenê Hilário (Ala-pivô, Houston Rockets)

Médias na semana: Sete pontos, quatro rebotes e 61% de aproveitamento nos arremessos em três jogos
Médias na temporada
: 7.5 pontos, 3.7 rebotes, 0.9 assistências e 57% de aproveitamento nos arremessos em 16 jogos

Após ser poupado em duas partidas do Houston Rockets, Nenê não teve descanso na última semana, atuando por 14 minutos por partida. Apesar de ter anotado dez pontos ou mais apenas uma vez, o brasileiro pegou oito rebotes contra o Los Angeles Lakers, melhor marca da temporada.

#2 Lucas Nogueira (Pivô, Toronto Raptors)

Médias na semana: 4.7 pontos, 6.7 rebotes, 1.7 tocos e 85% de aproveitamento nos arremessos em três jogos
Médias na temporada
: 4.9 pontos, 4.6 rebotes, 1.8 tocos e 79 % de aproveitamento nos arremessos em 17 jogos

Lucas Bebê está em sua temporada de afirmação na NBA. O brasileiro é a melhor opção defensiva para o garrafão do Raptors nesse momento e já substitui com tranquilidade as funções deixadas por Bismack Biyombo. Ofensivamente, Jonas Valanciunas tem mais qualidade com a bola, mas a presença do brasileiro permite aos armadores Cory Joseph, Kyle Lowry e DeMar DeRozan maior liberdade na utilização do pick-and-roll. Se continuar nesse nível, Lucas Bebê já pode pensar em quanto receberá como agente restrito na próxima agência livre.

#3 Leandro Barbosa (Ala-armador, Phoenix Suns)

Médias na semana: 15.5 pontos, 2.3 rebotes, um roubo de bola e 55% de aproveitamento nos arremessos em quatro jogos
Médias na temporada
: 6.7 pontos, 1.5 rebotes, 1.2 assistências e 48% de aproveitamento nos arremessos em 23 jogos

Leandrinho teve sua melhor semana nos últimos anos. O ala do Phoenix Suns atuou por 20 ou mais minutos em três oportunidades, algo que só havia acontecido uma vez até então. Com o alto aproveitamento nos arremessos de quadra, o brasileiro foi presença certa em momentos cruciais da equipe nas partidas apertadas contra Los Angeles Lakers e New Orleans Pelicans. Enquanto estiver arremessando bem, Leandrinho não terá problemas com minutos em quadra.

 

#4 Cristiano Felício (Ala-pivô, Chicago Bulls)

Médias na semana: 6.3 pontos, 6.7 rebotes e 57% de aproveitamento nos arremessos em três jogos
Médias na temporada: Três pontos, 3.9 rebotes e 42% de aproveitamento nos arremessos em quinze jogos

Cristiano Felício venceu pela primeira vez a concorrência de Bobby Portis na rotação do Chicago Bulls. As oportunidades lideraram permitiram que o brasileiro atuasse por quase 17 minutos por partida da semana, registrando partidas consecutivas com sete rebotes. Contra o San Antonio Spurs, Felício anotou nove pontos, melhor marca desde os 16 pontos na penúltima partida da temporada 2015-16.

#5 Marcelinho Huertas (Armador, Los Angeles Lakers)

Médias na semana: Oito pontos, 4.3 assistências, 1.7 roubos de bola e 52% de aproveitamento nos arremessos em três jogos
Médias na temporada: 3.1 pontos, 1.2 rebotes, 3.1 assistências e 39% de aproveitamento nos arremessos em 12 jogos

Marcelinho Huertas manteve o alto rendimento que registrou na última partida da semana passada contra o Memphis Grizzlies. Com as ausências de D’Angelo Russell, Nick Young e Jose Calderon, o brasileiro foi titular pela primeira vez na carreira, registrando dez pontos, sete assistências e cinco roubos de bola, maior marca desde que chegou à NBA. A maior surpresa ficou pelo alto aproveitamento nos arremessos. Até essa semana, Huertas tinha apenas 28% de conversão nos tiros gerais, marca que subiu para 52% nos últimos três jogos. Apesar do retorno de Russell, o armador brasileiro finalmente mostrou ao técnico Luke Walton que pode ser útil dentro da rotação da jovem equipe.

#6 Anderson Varejão (Pivô, Golden State Warriors)

Médias na semana: Zero pontos, cinco rebotes e duas assistências em um jogo
Médias na temporada: 1.6 pontos, 2.3 rebotes, uma assistência e 28% de aproveitamento nos arremessos em sete jogos

Titular pela primeira vez desde o dia 23 de dezembro de 2014, Anderson Varejão atuou em 18 minutos na gigantesca derrota do Golden State Warriors para o Memphis Grizzlies. Seus cinco rebotes garantem a melhor marca na temporada, mas o brasileiro continua com dificuldades para pontuar. Com Zaza Pachulia disponível, Varejão sequer saiu do banco de reservas nas outras quatro partidas da equipe.

#7 Raul Neto (Armador, Utah Jazz)

Médias na semana: 4.3 pontos, dois rebotes, 1.3 assistências e 45% de aproveitamento nos arremessos em três jogos
Médias na temporada
: 2.4 pontos, 0.7 rebotes, 0.5 assistências e 52% de aproveitamento nos arremessos em 11 jogos

Mais uma vez, o Utah Jazz não contou com George Hill e Rodney Hood durante toda a semana de jogos, fato que permitiu mais tempo de quadra para Raulzinho. O armador teve a melhor partida da temporada na vitória sobre o Sacramento Kings, com oito pontos, quatro rebotes e três assistências. Raulzinho atuou por mais de dez minutos em duas oportunidades na semana, algo que não acontecia desde o último jogo da campanha passada.

#8 Bruno Caboclo (Ala, Toronto Raptors)

Médias na semana: Não atuou
Médias na temporada
: Um ponto, 1.3 rebotes, uma assistência e 33% de aproveitamento nos arremessos em três jogos

Após finalmente estrear na temporada 2016-17 da NBA, Bruno Caboclo perdeu a última semana do Toronto Raptors e do Raptors 905 por conta de uma lesão no joelho direito. Quando se recuperar, Caboclo deve retornar à D-League.

#9 Tiago Splitter (Ala-pivô, Atlanta Hawks)

Médias na semana: Não atuou
Médias na temporada
: Não atuou

Tiago Splitter continua sua recuperação por conta de uma contusão na panturrilha. De acordo com as expectativas do Atlanta Hawks, o brasileiro deve ser liberado em quatro semanas.

  • Lucas

    Foi a melhor semana para os brasileiros muitos minutos, mais o que é preciso é noite após noite provar seu valor em quadra e neste momento Bebe está fazendo isto e já poderia ocupar o posto de melhor jogador.

  • Tomara que o Nenê não suma da rotação

  • João Marcelo S. de Almeida

    Bebê está se mostrando uma âncora defensiva para o Raptors. É o único jogador do time (e 1 entre 10 na liga) a ter médias de mais de 1 bpg e 1 spg, além de ser junto com o Lowry o melhor +/- da equipe.
    Leandrinho mostrou na última semana que ainda teria espaço em algum contender (obviamente com médias muito mais modestas), mas acho que ele não sai mais do Suns.

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados