logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 15 jan 2017 às 10:25
Adam Silver admite possibilidade de franquia mexicana na NBA

Sucesso do NBA Global Games no país impulsiona ideia de expansão da liga para o México

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Ricardo Stabolito Jr.

O sucesso das duas partidas que a NBA realizou na Cidade do México na semana passada pode ser o primeiro passo para que uma equipe regular seja instalada no país. O comissário Adam Silver revelou que planeja estudar possibilidade de abrir uma franquia no local, inserindo os mexicanos na liga norte-americana da mesma forma que o Toronto Raptors posiciona os canadenses.

“Uma franquia na Cidade do México é algo que vamos analisar. Esse é um mercado competitivo, com mais de 20 milhões de pessoas. Embora nós ainda não tenhamos planos imediato de expansão, a Cidade do México seria uma adição à NBA por sua grande população e como uma ‘porta’ para o resto da América Latina”, contou o executivo, em entrevista na noite deste sábado.

Silver, porém, especulou que o cenário mais provável no momento é que o México receba um time experimental na D-League, em Monterrey, antes de uma franquia da NBA. Em um futuro próximo, o país deverá ser sede de um dos centros globais de treinamento da liga – nos mesmos moldes dos que já estão planejados para abrir na Austrália, China, Índia e África do Sul.

O dono do Dallas Mavericks, Mark Cuban, acompanhou sua equipe em uma das partidas no México e revelou-se um defensor da NBA no país. “Eu adoraria que tivéssemos um time por aqui. Acredito que realmente ajudaria o esporte. Além disso, para nós, o deslocamento não seria muito maior do que uma viagem a Portland ou Boston”, argumentou.

  • Yan Alves #TankBrothers

    Guadalajara Clippers já é realidade

    • Cesar Barros

      Rindo muuuuuito! ! Kkkkkkkkk

      • vini #WEAREPHX

        Booker com media de 39ppg no Mexico. Ja to preparado pra torcer pros LOS SOLES DEL MEXICO

        • Yan Alves #TankBrothers

          Espero que o Suns volte todo ano pra jogar lá no méxico, é sucesso certo

    • Neverminder

      Tijuana Kings também?

  • Michel Moral

    Não é o próprio Cuban que se diz contra a entrada de novas franquias na NBA. Isso mostra que é mais um posicionamento parcial do dirigente quanto à possibilidade de Seattle ter novamente uma equipe no basquete americano.

    • Vinícius Maia

      Ué mas o que o cuban tem a ver com esse comentário do Silver?

  • Daniel Serafim

    Acho que deveria dar a probabilidade de reconstruir os Sonics e dar a chance do Canadá sediar mais um time na NBA.

    • Vinícius Maia

      Os dirigentes dá liga devem ter um pouco de resistência a colocarem mais uma franquia no Canadá, porque no passado não funcionou. O grizzlies começou no Canadá, mas não teve o retorno esperado e o Raptors, como bem ressaltaram ali em cima, até hoje tem dificuldades para atrair estrelas. Eu acho que se a NBA quer ir além das fronteiras americanas em termos de equipes, talvez eles devessem começar a pensar desde já em formar atletas de base nesses países. Como? Honestamente, não faço ideia. Sei que a liga nunca teve esse papel de formar atletas de base, mas penso que não adianta querer expandir a liga para o Canadá eéxico, se não pensar primeiro em atrair o público e sem ter atletas lá, afinal é muito mais fácil pensar em atletas canadenses se interessando por franquias canadenses fique atletas americanos

  • Jahlin Habei

    Só migué desse fanfarrão… se tivesse jogo na russia ele diria que poderia ter uma franquia na Sibéria.

  • E qual jogador iria para lá? Raptors sempre teve dificuldades em contratar porque a maioria não quer sair do USA, é ingenuidade achar que com uma franquia no México seria diferente.

    • Felipe Rodrigues

      Mexico tem mais atrativos do q o Canada pros jogadores tanto q muitos aproveitam a pausa do AllStar Game e vão pra la, mas realmente isso poderia ser um problema, até pela questão da segurança.

      • Tem atrativos para alguns dias de férias, para morar lá já não acho que seria tão atraente para eles.

        • Vinícius Maia

          Pior que é, ainda mais pensando em termos de desenvolvimento. EUA é um país desenvolvido, com estrutura de primeiro mundo, enquanto o México é um país subdesenvolvido, com vários problemas sociais, falta de segurança, dentre outras coisas. Não que os EUA seja um país perfeito, longe disso, mas em termos de desenvolvimento e oportunidades, está bem a frente do México. É difícil pensar em jogadores americanos se interessarem em migrar para lá, ainda mais que americano é muito patriota.

          • E nesse sentido de qualidade de vida, o Canadá não fica atrás do USA, sei que existe a questão do frio, mas apesar disso Toronto ainda é uma cidade com bons atrativos e ainda sim poucos querem ir para lá. Imagine para o México.

  • Dudu Ferrero

    Deixa a NBA com 32 times igual tem a NFL volta o Seattle Sonics e coloca uma equipe Mexicana

    • Felipe Rodrigues

      Uma equipe no Mexico “mata” o Sonics de vez.

      Pela logística a equipe Mexicana seria da Conferencia Oeste ou seja com a criação dela provavelmente o Canada ganharia uma nova franquia para integrar a conferencia Leste, a não ser é claro q fossemos ter um numero impar de times na liga oq eu acho improvavel.

      Alias o Silver só falou isso pra se aparecer, não vai ter time no Mexico.

      • Neverminder

        Não necessariamente… Geograficamente falando New Orleans fica mais ao leste que Detroit, por exemplo… Pode haver um rearranjo de conferências

      • Brinell Arcanjo

        Dá pra colocar o Memphis pro leste

      • Neverminder

        Não necessariamente… Geograficamente falando, New Orleans e Memphis (que são da conferência oeste) ficam mais ao leste que Detroit ou Milwaukee… Eventualmente entrando uma equipe mexicana e voltando os Seattle Sonics, provavelmente ocorreria uma reorganização das conferências…

      • Alex Alves

        Acredito que se entrar uma franquia mexicana, possivelmente o Canadá francês vai tentar de qualquer forma um franquia em Montreal. Dificultando as cidades de Las Vegas e Seatlle a conseguir suas desejadas franquias.

  • Vinícius Maia

    Honestamente quando eu vejo as propostas do Silver, eu vejo o quanto uma mudança em governanças, sejam elas políticas ou empresariais pode fazer bem. Não que o Silver seja um gênio que só propõem coisas boas, longe disso, mas o cara parece muito disposto a arriscar e inovar na liga. David Stern fez um trabalho fantástico, a liga não seria o que é sem ele, mas em seus últimos anos de gestão, ele parecia estar bem conservador e fechado para grandes mudanças, enquanto o Silver, volta e meia surge com alguma proposta nova. Por mais bizarra que a proposta possa ser ruim aos nossos olhos (não que essa ideia de abrir uma franquia no México seja necessariamente ruim), você vê que o cara quer fazer o basquete crescer ainda mais e está disposto a arriscar para isso acontecer.

  • Guilherme Prates

    Ay, caramba!

  • TRUETHIAGO

    Em termos de distância e logística até que não seria inviável, mas a organização de uma franquia desse porte envolve muita coisa. Teria que ser algo muito bem planejado, por um grupo sério de investidores, pensando no longo prazo… enfim, não apenas uma aventura visando esse mercado latino.

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados