logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 2 fev 2017 às 16:30
Chegou a hora de falarmos sobre o Spurs

Ricardo Romanelli analisa o time texano

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Ricardo Romanelli

Quando o Cleveland Cavaliers ganhou o título da maneira que ganhou, e em seguida Kevin Durant assinou com o Golden State Warriors da maneira com que saiu do Oklahoma City Thunder, a expectativa era uma só: uma terceira final seguida entre Cavs e Warriors ao final da temporada 2016-17. Duas grandes partidas entre as equipes realizadas na temporada regular deste ano apenas aumentaram essa expectativa.

No entanto, existem vários motivos do porque em quase 70 anos de história a NBA não viu o mesmo duelo se repetir por três anos consecutivos na Final. Em 2017, esse motivo pode muito bem se chamar “San Antonio Spurs”.

Outro dos motivos que fazia com que todos apontassem a provável final como mais uma edição de Cavs X Warriors era a suposta decadência que o Spurs experimentaria neste ano. Depois de ter feito a melhor temporada de sua história em 2015-16, o Spurs chegou aos playoffs como franco favorito para fazer a final do Oeste contra o Warriors. Aí veio um “apagão” no segundo round contra o Thunder, e em seguida a notícia da aposentadoria de Tim Duncan.

Apesar disso, o Spurs é uma franquia que nos últimos 20 anos se acostumou com excelência, e isso não abalaria as estruturas do time. O veterano Pau Gasol foi contratado para suprir a ausência de Duncan, e se adaptou muito bem. Ele tem o caráter e o estilo de jogo perfeitos para o time de San Antonio, e vem fazendo ótima temporada ao lado de LaMarcus Aldridge no garrafão.

Além da dupla de garrafão, o time vem demonstrando a constância de sempre, obtendo contribuições dentro do esperado por parte dos veteranos Tony Parker, Patty Mills, David Lee, Danny Green e Manu Ginobili, além da grata surpresa que foi Jonathon Simmons.

O grande nome, porém, é Kawhi Leonard. O basquete que o ala vem apresentando é coisa do mais alto nível, como poucos atletas jogaram na história. Talvez por ter uma personalidade reservada e jogar num time reconhecidamente definido pelo sucesso coletivo, Leonard não receba todos os louros que merece.

É até impressionante pensar que o ala foi adquirido pelo Spurs em 2011, na noite do draft, após o Pacers aceitar trocar os direitos sobre sua escolha pelo armador George Hill.

Hill era, e continua sendo, um armador de qualidade e habilidade reconhecida na NBA, e isso fez com que o Spurs hesitasse um pouco. Mesmo assim, a franquia precisava de jogadores mais atléticos e maiores no banco, e foram adiante com a transação. Hoje, com certeza, o Pacers não repetiria a troca.

Leonard faz uma temporada digna de MVP. Só não é o candidato principal por conta dos números absurdos que James Harden e Russell Westbrook vêm registrando jogo após jogo, mas não se engane: ele está na verdade um nível acima.

Isso porque mesmo que ofensivamente as temporadas ofensivas de Harden e Westbrook estejam um pouco acima de Leonard, defensivamente o ala do Spurs está num nível que nenhum outro jogador de elite está. Ele, que sempre foi um jogador de elite no lado defensivo da quadra, tendo vencido por duas vezes o prêmio de melhor defensor da temporada, conseguiu alcançar um nível de jogo ofensivo impressionante em muito pouco tempo, jogando na mesma batida de todos os atletas de elite neste quesito.

A ascensão começou mesmo em 2014, quando o ala foi eleito o melhor jogador da Final onde o Spurs venceu o Miami Heat de LeBron James. Em 2015 e 2016 ele continuou crescendo muito, sendo eleito para o All-Star Game de 2016 e para o quinteto ideal da liga, também em 2016.

Agora, em 2017, ele está maduro e confortável no comando do Spurs. Apesar disso, tem apenas 25 anos, continua sendo o melhor defensor de perímetro da liga, e tem apetite para crescer mais. Ainda em 2012, Gregg Popovich falou que Leonard poderia vir a ser a “cara do Spurs” um dia, pois era um jogador extremamente dedicado e inteligente, que era o primeiro a chegar e o último a sair do treino. Francamente, duvido que Popovich sabia que seu atleta poderia chegar tão longe em tão pouco tempo.

E é graças a ele, seu brilhante técnico e elenco de veteranos constantes e comprometidos que o Spurs conseguiu apagar de nossas memórias a fraca campanha nos playoffs do ano passado e hoje nos faz hesitar na hora de cravar uma terceira final seguida entre Cavs e Warriors. O Spurs já jogou uma vez nesta temporada com cada um dos dois favoritos, e venceu as duas partidas. Joga mais duas vezes com o Warriors e uma com o Cavs, estando os três jogos marcados para o mês de março. Com certeza serão, além de grandes partidas, excelentes termômetros para reavaliarmos quem entra nos playoffs como favorito.

Apesar disso, uma coisa é certa: o Spurs está longe, muito longe de ser um time a ser descartado como candidato ao título. O Los Angeles Clippers, que muitos acreditavam que seria a segunda força do Oeste este ano, patina. O Spurs cresceu neste vácuo e hoje é uma ameaça legítima ao Warriors pelo título da conferência e com certeza não é uma equipe que LeBron James e o Cavs gostariam de enfrentar na Final.

Com um esquema mais eficiente do que nunca, veteranos que quase não erram e Kawhi Leonard em grande fase, o time comandado por Gregg Popovich não pode ser subestimado. Mais do que isso, deve ser imediatamente incluído nas listas de candidatos muito fortes ao título da NBA.

  • LeBron Mavs

    Aehoooooo já sabemos o próximo a entrar em crise e ter uma zika danada

    • VEM BUTLER #BrooklynCeltics

      Torcedores do Heat estão pedindo reportagem

      • Bruno Macedo

        Tamos n

  • DNT

    Acho que são os únicos que podem derrotar o GSW no Oeste, pois eles tem qualidade e uma organização em quadra impressionante. Não vejo o Spurs atrás do Warriors mesmo no quesito elenco, mas quando jogadores como Curry, Thompson e KD; tem liberdade para fazer suas jogadas tudo fica mais fácil, porém com uma forte defesa, que San Antonio é capaz de fazer, acho possivel para los. Agora se deixar esses 3 jogarem, ja era, basta ver o que o KD e o West fizeram nos offs 2015-2016.

    • Wellington Origuela

      Acho que o Memphis completo e saudável, também pode bater o Warriors.

      • Leonardo

        Com o Modelo-Parsons de ala? Mas nem se chover canivetes…

  • Wesley Hollandine Teixeira

    Nunca descartei o Spurs como favorito no Oeste, o time joga perfeitamente nos dois lados da quadra, e pode vir a fazer uma grande série contra o GSW e sair ganhando. Creio que o Spurs e os Rockets (opinião pessoal pelo fato do Rockets estar em uma excelente fase, se o time estiver on-fire no playoffs) podem vir a ganhar do GSW em uma possível final de conferência

    • VEM BUTLER #BrooklynCeltics

      Queria crer mas não dá

  • LeBron Mavs

    TRADE OFICIAL!!!

    Comércio Oficial:
    Charlotte Hornets receber: Miles Plumlee
    Milwaukee Bucks receber: Spencer Hawes e roy hibbert
    Milhas plumlee assinou um 4 ANO / $ 50,000,000 contrato com as pratas, incluindo $ 50,000,000 garantidos nesta pré-temporada. Ele tem em média 2.6 ppg e 1.7 RPG.
    Adam

  • LeBron Mavs

    Advinhem quem é o rookie do mês no leste???
    No oeste é o Marqueese do suns

  • LeBron Mavs

    Wilson Chandler pediu para ser trocado!!!

  • Bruno Silva

    Pra mim atualmente, o unico jogador que consegue marcar lebron e Durant com regularidade e eficiencia na liga é o Leonard !! E isso é algo absurdamente monstruoso…

    • Wellington Origuela

      Tony Allen costuma anular o Durant.

      • Bruno 76ers

        Ele é chato…!!!

      • Leonardo

        Não foi ele que o Kobe disse ter sido se melhor marcador na liga?

  • Rodrigo SMC

    Spurs, que desde a década de 70 ficou de fora dos playoffs em apenas 4 temporadas. Na última, há 20 anos, draftou o Tim Duncan. Dez anos antes, quando tb ficou fora dos playoffs, draftou o David Robinson.

  • Marcelo Desoxi

    Mills x Curry / Simmons x Thompson / Leonard x Durant / LaMarcus x Green / Gasol x Zaza
    ( esse pra mim é o quinteto ideal do SAS, com todo respeito a Parker e Danny Green )
    Todos do Spurs defendem melhor que os de GSW, exceto LaMarcus. Pode ser um matchup interessante, todos no SAS tem arremessos interessantes também. Se Paul e Aldridge jogarem com vontade na defesa, SAS daria muita carga.

    Ainda assim, se dois dos três ( KD, KT ou Curry ) ficarem on-fire já dificulta. Golden State faz 15 pontos em uma piscadela todo jogo. Em uma eventual final ou semi, Kiwhi teria que soar sangue, não duvido isso dele, no começo da season achava o PG melhor, hoje parece ser uma opinião meio trocha, The Claw cresceu demais.

    Bill Belichick e Greg Pops, nunca é bom duvidar desses caras.

  • Acho que é o único time que tem condições de ganhar do GSW. Esse ano acho que nem o Cleveland dará conta. James tendo que atacar e marcar o Durant seria demais. Ano passado ele tinha um bom marcador na cola, mas em compensação podia deixar o Barnes livre que ele errava tudo.

  • William Felton

    Ótimo texto! Sobretudo, a parte que trata do Kawhi.

  • Thiago25-NBA

    Só discordo da parte do LaMarcus, ainda não acordou de fato na temporada.

  • David Ribeiro

    Um dos melhores times de ver jogar!

  • Michel Moral

    Kawhi já é a cara do Spurs. Pra mim, ele é um caso típico de jogador “criado em casa”. Tenho sérias dúvidas se ele seria o que é se tivesse ido para qualquer outra franquia. Em San Antonio trabalharam muito para desenvolvê-lo.

    Candidato a MVP ele é. Com méritos.

    Tem uma coisa que eu ainda sinto falta: ser decisivo. Grandes jogadores tem mais frieza e ao mesmo tempo tranquilidade para fazer um arremesso faltando dez segundos para acabar o jogo, perdendo por um ponto. Leonard ainda não é tão a vontade com isso.

    Contra o Cavs ele roubou a bola e enterrou para garantir a vitória. Mas esses dias, acredito que contra o Mavs, o time precisava de uma bola de três e ele deu um “tabelão”.

    Mas assim, os playoffs estão aí para que ele possa realmente mostrar que é um jogador completo em todos os sentidos, inclusive nesse ponto que toquei.

  • Diego Alexsander

    Belo texto. Mas acho sim que os Cavs ficariam muito felizes de não pegar o GSW e sim os Spurs. rs
    De qualquer forma, acho que o campão sai do oeste.

  • Guilherme Mardegan

    Quinteto inicial do Cavs: Kyrie Irving – J.R. Smith – Kevin Love – Lebron James -Tristan Thompson.
    Principais jogadores do banco: Iman Shumpert, Richard Jefferson, Chris Andersen, Mo Williams, Iman Shumpert e Kyle Korver.

    Quinteto inicial GSW: Stephen Curry – Klay Thompson – Kevin Durant – Draymond Green – Zaza Pachulia.
    Principais jogadores do banco: Andre Iguodala, Shaun Livingston, JaVale McGee , Anderson Varejao e David West.

    Quinteto inical Spurs: Tony Parker – Danny Green – Kawhi Leonard – LaMarcus Aldridge – Pau Gasol.
    Principais jogadores do banco: Davis Bertans , Dewayne Dedmon, Manu Ginobili, David Lee, Patty Mills e Jonathon Simmons.

    Bom, como podem ver o quinteto inicial e principais jogadores do banco, dá pra resumir que o banco do SA é o mais forte e mais impactante na equipe.
    Mills, Lee, Bertans, Simmons e Dedmon entram e mudam totalmente o jogo.
    Cavs e GSW tem bons jogadores vindo do banco, mas alguns não são tão impactantes no ponto de mudar o jogo para sua equipe.
    Acredito que Spurs tem uma leve vantagem contra seus principais concorrentes ao título da NBA.

  • Nilton Junior

    Cara como seria legal se tivéssemos o mesmo nível de competitividade do lado leste. Mesmo sendo torcedor do Bulls e por isso rival do time de Boston, gostaria muito que fizessem movimentações fortes no mercado e dessem um upgrade para baterem de frente com o Cavs. Tirando pra quem é torcedor do LeBron, acho que todo mundo acha muito chato essa garantia de que o TeamLeBron já está na final do leste.

    Enquanto isso no Oeste, tudo aberto… Spurs como sempre muito forte e discreto e Leonard joga de mais. Um dos meus jogadores favoritos na liga.

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados