logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 9 fev 2017 às 14:00
Com Oscar e Baron Davis, NBA divulga times do Jogo das Celebridades

Lenda do basquete brasileiro será um dos participantes do Jogo das Celebridades do All Star Weekend

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Ricardo Stabolito Jr.

Oscar Schmidt

O lendário Oscar Schmidt está confirmado como o representante brasileiro no Jogo das Celebridades, confronto que inicia as festividades do All Star Weekend. O “Mão Santa” vai integrar o time do Leste e jogará ao lado do ex-armador Jason Williams na partida festiva, que acontece no próximo dia 17 – a sexta-feira anterior ao Jogo das Estrelas.

Além do “Chocolate Branco”, Oscar terá como companheiros de elenco o ex-jogador Brandon Armstrong (que ficou famoso por imitar jogadores da liga), o ator Ansel Elgort (do filme “A Culpa é das Estrelas) e a jogadora da WNBA, Lindsay Whalen. A equipe será comandada pela âncora do SportsCenter norte-americano, Jemele Hill, auxiliada por Kyle Lowry e o rapper Fat Joe.

O time do Oeste será comandado pelo parceiro de bancada de Hill, Michael Smith, com Draymond Green e Rocsi Diaz como assistentes. O ex-armador Baron Davis é o grande nome do elenco, que também conta com o empresário Mark Cuban (dono do Dallas Mavericks), o ator Anthony Mackie (o super-herói Falcão, dos “Vingadores”) e a jogadora da WNBA, Candace Parker.

Para Oscar, a participação no Jogo das Celebridades será mais uma homenagem em uma semana muito especial. Ele também vai ser convidado no ginásio do Brooklyn Nets – time que selecionou-o no draft de 1984 – para receber uma camisa personalizada da equipe que nunca chegou a defender e realizar uma sessão de autógrafos com fãs.

Confira os elencos completos do Jogo das Celebridades:

Leste (Jemele Hill)

Brandon Armstrong (ex-jogador e imitador)
Win Butler (vocalista da banda “Arcade Fire”)
Nick Cannon (cantor e apresentador)
Rachel DeMita (personalidade televisiva)
Ansel Elgort (ator e cantor)
Marc Lasry (dono do Milwaukee Bucks)
Caleb McLaughlin (ator)
Peter Rosenberg (apresentador e radialista)
Oscar Schmidt (integrante do Hall da Fama)
Lindsay Whalen (jogadora da WNBA)
Jason Williams (ex-astro da NBA)
Kris Wu (cantor)

 

Oeste (Michael Smith)

Miles Brown (ator)
Tom Cavanagh (ator)
Mark Cuban (dono do Mavericks)
Baron Davis (ex-astro da NBA)
Andy Grammer (cantor)
Jiang Jinfu (ator e modelo)
Anthony Mackie (ator)
Romeo Miller (ator e cantor)
Hasan Minhaj (ator e comediante)
Master P. (ator e cantor)
Candace Parker (jogadora da WNBA)
Aaron Sanchez (chef)

  • William Felton

    Meus parabéns ao Mão Santa, pela carreira e por estas homenagens das quais será alvo.

    Não vi o Oscar jogar, mas a contar pela deferência com a qual muitos do próprio melhor basquete do mundo lhe tratam, foi realmente uma lenda.

    Certamente vou acompanhar nosso maior jogador, mesmo que num evento festivo.

  • Victor Chittolina

    Acho o Oscar, principalmente quando o assunto é seleção e todo o discurso patriota dele, um mala. Mas é inegável que foi um grande jogador.
    Uma pena que não jogou na NBA, pra termos a real dimensão do talento dele.

    • Ivar

      Respeito sua opinião, mas penso diferente. Sempre tive noção da real dimensão do talento do Oscar. Na minha escola, década de 80, nos campeonatos de basquete, o nº 14 era sempre o mais disputado. Com a “chegada” da NBA por essas bandas descobrimos um basquete totalmente diferente. Mais intenso, mais físico, mais plástico… Enfim, muito superior ao praticado pela querida Seleção Brasileira. Mas Oscar tinha duas características que eu entendia como capazes de fazê-lo brilhar em qualquer time, que eram a raça e a eficiência. No atual tempo de endeusamento de S. Curry, e a de se ressalvar que merecidamente, não me parece que eu teria quebrado a cara. Penso que na NBA ele trabalharia duro, como sempre trabalhou e melhoraria substancialmente suas deficiências. Aí veio a fatídica entrevista do Oscar, se despedindo da Seleção Brasileira, após mais uma desclassificação.Muita gente veio me falar que era um mala chorão. “Um bobão chorão” “porra de amor ao Brasil” “chorar em rede nacional não é papel de homem” “não ganhou nada” “patriotismo de cu é rola, eu tinha ido jogar na NBA”. Vou te dizer uma coisa, mesmo com todas as “malas” produzidas pelo Oscar(e foram muitas) e independente de gostar ou não do jogo dele, admiro seu senso cívico, tão em voga nos tempos atuais. Quisera metade do nosso povo tivesse um pensamento igual, patriota, não estaríamos depositando nos outros(políticos safados) a esperança de mudança que tanto queremos.

      • Victor Chittolina

        E aí, tchê, beleza?
        Cara, o Oscar foi, sem dúvida um batalhador. Tinha talento e trabalhou muito pra chegar onde chegou. Não tenho dúvidas que é merecedor do reconhecimento que tem no mundo do basquete. A questão de não ter jogado na NBA é mais ou menos o ponto de não ter se testado constantemente contra os melhores. Mas eu tenho convicção que ele poderia estar entre os melhores.
        Em relação ao patriotismo, é uma questão mais abrangente, que nos leva a uma discussão muito mais complexa, mas, resumindo, sou contra qualquer sentimento de patriotismo, qualquer ação em prol da pátria. Patriotismo é um sentimento que ressalta as barreiras geográficas, étnicas e culturais entre as pessoas. Acho que o mundo poderia ser muito mais igualitário se não existisse esse sentimento, que é, se tu pensar bem, segregador.

  • King Cuban #MFFL

    Quem diria que o unico em campo dos Mavs seria o Cuban… #TankNation

  • King Cuban #MFFL

    Cuban MVP….

  • Paulo Victor

    Ia torcer pro Oeste(por ser a conferência do meu time) mas com Armstrong,Oscar e Jason Williams não tem como não torcer pro Leste.

  • Ballin!

    Mão Santa e J-White Chocolate no mesmo time, contra Master P ”Say UGH” e B-Diddy, que beleza !

  • Caseh

    Oscar merece muito essas homenagens, e este já será o evento do fim de semana que mais me despertará interesse. Peguei os últimos anos de sua carreira, e mesmo veterano se sobressaia demais.

  • Marta Medeiros

    Uma das maiores fraudes do basquete mundial.

  • Oscar vai enfrentar o Flash Reverso! Faça o que o cuzão do Allen não consegue, destrói ele!

  • Agora que me liguei, como assim Kevin Hart não está participando????

  • FULTZ CELTA #BrooklynCeltics

    Vai ter post da rodada hoje não?

  • Rodrigo SMC

    Caramba, ressuscitaram o Jason Williams

  • LP

    KD o Kevin Heart GOAT?????

  • Guilherme Prates

    Se jogar bem, tem espa;o no Nets ainda hoje.. Fecha pelo mínimo de veteranos e vem ser clutch em Brooklyn.

    • Diego Alexsander

      Hahahahahaha

  • Daniel Corado

    ESPN ou SporTV vai transmitir esse jogo?

    • Guilherme Prates

      ESPN

  • Edson Querco Porto

    Oscar já é um dos sujeitos mais obtusos que vi, imagina depois disso.

    • Diego Alexsander

      Defina obtuso. rs

  • Marta

    Uma das maiores fraudes da história do basquete mundial

    • Bruno 76ers

      Fraude???? Men??.!!! Eu tô maluco…!!!!!

  • Finalmente o Oscar poderá dizer que jogou na NBA.
    E o Tom Cavanagh (o Flash Reverso/Harrison Wells/HR da série Flash) tem contrato vitalício com o jogo das estrelas, é o terceiro ou quarto anos consecutivo dele.

  • felipe fernando Oliveira

    Acho que Baron Davis ainda pode ser o playmaker que Cleveland precisa

  • Vince Mendes

    O Oscar falou no bola da vez que nao vai passar a bola pra ninguem porque quer ser o MVP kkkkk pqp vai ser vergonhoso ele chutando todas e todo mundo esperando a bola kk

  • Rafael Heat

    Respeito o Oscar como um grande jogador que foi, o maior nome do basquete brasileiro. Mas, porra, é um cara chato pra cacete… Não me desce. rs

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados