logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 13 fev 2017 às 07:32
NCAA – Josh Jackson brilha e Kansas derrota Texas Tech fora de casa

Confira como foi a rodada do fim de semana no basquete universitário

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Gustavo Lima

Big 12

(22-3) Kansas 80 x 79 Texas Tech (17-9)

Kansas
Josh Jackson: 31 pontos, 11 rebotes, quatro assistências e 12-15 nos arremessos de quadra
Landen Lucas: 13 pontos e cinco rebotes
Frank Mason III: 12 pontos e cinco rebotes

Texas Tech
Keenan Evans: 25 pontos, quatro rebotes e quatro bolas de três pontos convertidas
Niem Stevenson: 22 pontos e dez rebotes
Zach Smith: 21 pontos e dez rebotes

 

(17-8) TCU 52 x 70 Baylor (22-3)

TCU
Jaylen Fisher: 18 pontos

Baylor
Johnathan Motley: 25 pontos, sete rebotes 12-15 nos arremessos de quadra
Manu Lecomte: 17 pontos
King McClure: 13 pontos


SEC

(20-5) Kentucky 67 x 58 Alabama (14-10)

Kentucky
Malik Monk: 17 pontos
Bam Adebayo: 14 pontos, sete rebotes e dois tocos
Isaiah Briscoe: 11 pontos, 11 rebotes e quatro assistências

Alabama
Braxton Key: 21 pontos e quatro rebotes
Dazon Ingram: 12 pontos e oito rebotes


ACC

(13-11) Clemson 62 x 64 Duke (20-5)

Clemson
Shelton Mitchell: 23 pontos
Elijah Thomas: 15 pontos, nove rebotes e dois tocos

Duke
Luke Kennard: 25 pontos, quatro rebotes e quatro bolas de três pontos convertidas

 
(21-5) Florida State 72 x 84 Notre Dame (19-7)

Florida State
Terance Mann: 15 pontos e quatro rebotes
Dwayne Bacon: 12 pontos e seis rebotes
Trent Forrest: 12 pontos e quatro rebotes

Notre Dame
Bonzie Colson: 33 pontos e 13 rebotes
Steve Vasturia: 15 pontos e sete rebotes
Matt Farrell: 15 pontos, cinco rebotes e nove assistências
(14-12) N.C. State 58 x 88 Wake Forest (15-10)

N.C. State
Dennis Smith: 17 pontos
Torin Dorn: 14 pontos e 11 rebotes

Wake Forest
John Collins: 23 pontos, sete rebotes e dois tocos
Keyshawn Woods: 19 pontos, cinco rebotes, quatro assistências e cinco bolas de três pontos convertidas
Bryant Crawford: 17 pontos

 

(18-6) Virginia 78 x 80 Virginia Tech (17-7) – duas prorrogações

Virginia
London Perrantes: 22 pontos
Kyle Guy: 12 pontos

Virginia Tech
Seth Allen: 20 pontos e quatro rebotes
Justin Bibbs: 16 pontos e seis rebotes


Pac-12

(4-22) Oregon State 60 x 78 UCLA (23-3)

Oregon State
Stephen Thompson Jr.: 18 pontos, quatro rebotes e quatro bolas de três pontos convertidas
Drew Eubanks: 13 pontos e sete rebotes

UCLA
Lonzo Ball: 22 pontos, seis rebotes, nove assistências e 9-12 nos arremessos de quadra
T.J. Leaf: 13 pontos, nove rebotes e dois tocos

 

(18-7) California 57 x 62 Arizona (23-3)

California
Jabari Bird: 19 pontos e quatro rebotes
Grant Mullins: 13 pontos

Arizona
Kobi Simmons: 13 pontos
Dusan Ristic: 12 pontos
Kadeem Allen: 11 pontos, cinco rebotes e cinco assistências

 

(22-4) Oregon 81 x 70 USC (21-5)

Oregon
Dillon Brooks: 21 pontos
Tyler Dorsey: 19 pontos, cinco rebotes e quatro bolas de três pontos convertidas
Jordan Bell: 12 pontos e 14 rebotes
Dylan Ennis: 12 pontos e cinco rebotes

USC
Chimezie Metu: 16 pontos e quatro rebotes
Bennie Boatwright: 15 pontos e seis rebotes
Elijah Stewart: 15 pontos e cinco rebotes


Big East

(24-2) Villanova 73 x 57 Xavier (18-7)

Villanova
Jalen Brunson: 17 pontos, quatro rebotes e sete assistências
Donte DiVincenzo: 17 pontos
Kris Jenkins: 12 pontos, cinco rebotes e quatro assistências
Josh Hart: 11 pontos, sete rebotes, cinco assistências e quatro roubadas de bola

Xavier
RaShid Gaston: 23 pontos e dez rebotes
J.P. Macura: 17 pontos, quatro rebotes e sete assistências


West Coast

(26-0) Gonzaga 74 x 64 Saint Mary’s (22-0)

Gonzaga
Przemek Karnowski: 19 pontos e nove rebotes
Johnathan Williams: 17 pontos, nove rebotes e dois tocos
Nigel Williams-Goss: 14 pontos e três roubadas de bola
Silas Melson: 12 pontos

Saint Mary’s
Jock Landale: 24 pontos e oito rebotes

  • pedrokadf

    Fultz – Ball – J. jackson – D.smith – Monk, as cinco primeiras escolhas do draft deste ano, ao meu ver, não necessariamente nesta ordem…

    • Gustavo

      Os 4 primeiros são bem provaveis, mas o Monk tem caído em alguns drafts. Hoje Isaac e Tatum estão bem cotados. Dependendo do que fizer nos workouts, o francês pode subir também.

      • pedrokadf

        De fato estes são bem cotados, tatum era mais cotado no inicio da temporada, ja Isaac cresceu do meio para cá, mas de qq forma acredito quem monk deva se manter ali, apesar de uma queda de produção…

  • 2Pac & Snoop

    To achando que o Jackson sera first pick !

    • Gabriel S Monteiro

      Se o Celtics for First Pick dúvido muito, apesar de achar Josh melhor que Browm.
      Temos Browm pra mesma posição, mesmo tendo um teto bom pra crescer ainda prefiro Josh, porém se a pick não for trocada, não dá pra deixar passar Fultz ou Ball, porque teremos que renovar com IT e Bradley no fim da próxima temporada, IT vai receber salário máximo e Bradley uma baba também.

      Ou seja Fultz joga na 1 ou na 2, encaixaria bem no time com salário baixo durante 4 anos.

      • 2Pac & Snoop

        Creio que se o Celtics pegue a first pick , eles com toda certeza tentaram a troca por um all-star , não tem pq manter a pick , sendo que já tem jogadores na 1 , 2 e 3 já garantidos .

      • Fillipe Carel

        Eu to apostando ao contrário, se for Celtics ou Suns na 1º Pick, há uma boa possibilidade de o Josh ser o primeiro, renovar com o IT e Bradley n será problema, deixa o Brown e o Jackson brigarem pela posição e já era. Claro, se não rolar uma trade.

        • Paulo Sérgio

          De rolar a troca do Crowder pelo Ibaka, e vir um SF na FA, deixa Brown e Josh brigando por minutos.

  • Renato

    Se for confirmada a primeira escolha pro Celtics, vão negociar em 1 All Star. Se for ser feita a escolha é Fultz ou Ball não tem que pensar, draft não é necessidade e sim o melhor talento, depois rolam trades

    • pedrokadf

      Tenho a mesma opinião…

  • TRUETHIAGO

    Na teoria, era o jogo mais complicado para Gonzaga esse contra Saint Mary’s, fora de casa. Provavelmente ainda devem se enfrentar outra vez, na final do torneio da WCC, pois são disparados os dois melhores times da Conferência, mas tudo indica que veremos os Bulldgos chegando ao MM invictos.

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados