logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 19 fev 2017 às 02:00
Glenn Robinson III é campeão do Torneio de Enterradas

Ala do Pacers superou Derrick Jones Jr., DeAndre Jordan e Aaron Gordon no evento

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Gustavo Lima

O terceiro e último evento da programação de sábado do Fim de Semana das Estrelas, em New Orleans, deixou os fãs do melhor basquete do mundo desapontados. Em uma edição que ficou bem abaixo do Torneio de Enterradas do ano passado, quando Zach LaVine, do Minnesota Timberwolves, e Aaron Gordon, do Orlando Magic, travaram uma batalha épica, o azarão Glenn Robinson III, do Indiana Pacers, sagrou-se campeão do evento de 2017.

Na primeira rodada, em que cada um dos quatro participantes teve direito a duas enterradas, o filho do ex-jogador Glenn “Big Dog” Robinson e Derrick Jones Jr., do Phoenix Suns, tiveram as melhores notas combinadas, superaram DeAndre Jordan, do Los Angeles Clippers, e o já citado Gordon, e passaram à final.

Na decisão, o jogador do Pacers se aproveitou de um erro do oponente na primeira tentativa de enterrada e fez o básico para conquistar o troféu de campeão. Robinson III é o segundo atleta do time de Indiana que leva o troféu do torneio para a casa. O primeiro foi Fred Jones, vencedor da edição de 2004.

Primeira rodada

Derrick Jones Jr. – 45/50 = 95 pontos
Glenn Robinson III, – 50/41 = 91 pontos
DeAndre Jordan – 41/43 = 84 pontos
Aaron Gordon – 38/34 = 72 pontos

Final

Glenn Robinson III – 45/50 = 95 pontos
Derrick Jones Jr. – 37/50 = 87 pontos

  • Vinícius Maia

    Pena que o Gordon e o Jordan não acertaram suas enterradas na segunda tentativa dá primeira rodada. Foram ideias muito boas.

  • Albert Medeiros

    Gordon pareceu estar um pouco tenso, ele não era o atual campeão , mas tinha pressão em cima dele, no ano passado o cara foi lá fazer o seu melhor e deixar a pressão em cima do Lavine, não tinha obrigação , mas esse ano foi diferente, expectativa era grande demais, deveria ter tentado algo mais simples, sem muitos obstaculos, como o Lavine já fez

    • Vinícius Maia

      Concordo. Depois que ele não conseguiu acertar a segunda enterrada na primeira rodada, foi visível a frustração dele. Ele parecia muito motivado para fazer melhor do que fez ano passado, mas como você disse, acho que ele ousou demais logo na primeira rodada. Podia ter tentado apenas garantir a classificação para dar o verdadeiro show na final.

      • Albert Medeiros

        Isso, mas foi legal,o cara queria dar um show e isso valeu

  • Mavscelo

    Gordon flopaço

  • Westbrook respondendo os jornalistas sobre jogar com os Warriors, com perguntas sobre moda e o fashion week foi mais divertido do que o torneio de enterradas.

  • Thiago25-NBA

    Slan Dunk muito ruim esse ano

  • Ballin!

    Tio Vinsanity não gostou do que viu nesse Slam Dunk, ficou até envergonhado..

  • Matheus Bernardo

    Teve dunk de primeiro round do ano passado que foram melhores do que todas essas ai desse ano.

  • Uncle Drew

    Rapaz…. Q mico! Pegaram o Curry de surpresa para ajudar a Fundação do Craig Sager. Caso ele acertasse uma bola do meio da quadra.. o dinheiro da doação subiria de 130 mil dólares, para 500 mil dólares.
    Inicialmente ele disse q seria uns 3 arremessos, para acertar. Não ia entrando.. e isto acabou se tornando um pouco constragedor.
    Depois o Shaq ajudou o filho do Sager (um garoto) a colocar uma bola na cesta para chegar a esta meta.
    https://youtu.be/Ia4m6sOgmmc?t=369

    • PRAYforREBS #BrooklynCeltics

      Achei uma sacanagem a zoação pra cima dele. Era o único dali com facilidade monstra pra tentar aquilo.

    • Vinícius Maia

      Quando eu vi que chamaram ele para arremessar do meio da quadra, eu imaginei que daria merda. Não por questão de capacidade, até porque curry já converteu arremessos antes do meio da quadra em jogos, mas pelo simples fato de que o cara estava com “o sangue frio”. Converter arremessos do meio da quadra nunca é fácil e fica ainda mais difícil se o jogador não estiver aquecido. Se tivessem combinado antes, de repente o curry tivesse se preparado um pouco, sei lá.

      • Uncle Drew

        Exatamente. E apesar de ele ter “facilidade” nesse arremesso, em relação aos demais, e ter o apoio da galera.. era uma pressão absurda!
        Pegaram o cara de surpresa, tanto q o Ernie Johnson disse q ele só teria 1 chance, aí ele no migué disse q tentaria 3 vezes, e ñ foi acertando, daí só foi ficando pior pra ele.

    • Danilo Veroneze #GreenRunsDeep

      pipoquero ein kkkkk

  • Uncle Drew

    Perfeito. É por isso q as estrelas, Westbrook, LeBron, KD e etc ñ vão. É mt difícil chegar na expectativa q o público quer. O próprio LBJ justificou com isto para dizer q ñ vai para o Slam Dunk Contest. Ele se considera um Dunker de jogo.
    https://twitter.com/stevekylerNBA/status/833150895043051521

  • Carlos Eduardo

    Sou a favor de campanha para tirar a pressão dos participantes do torneio de enterradas de serem inventivos. Sinceramente, eu ficaria muito, muito mais satisfeito se eles fizessem enterradas sensacionais que já vi algumas vezes, basta precisão e força.

    Daqui a pouco os caras se sentirão obrigados a enterrar pulando em cima de 10 caras de 2,20m enfileirados. Não vai dar certo de primeiro (nem nunca) e todo mundo vai ficar decepcionado, jogador e público.

    • Vinícius Maia

      Cara, eu acho que o problema não é a questão criatividade em si, o problema é o cara querer fazer, no slam dunk, enterradas tão batidas, que você vê se repetindo em jogos. Quer um exemplo? Eu já enjoei de windmill “puro” no slam dunk. No campeonato entre Lavine e Gordon, tiveram enterradas que nem foram tão inovadoras assim, mas que simplesmente não eram enterradas que você vê em todos jogos. Acho que o que decepciona o público não é sempre a falta de criatividade, mas também as enterradas “batidas” que ocorrem muitas vezes. Cravar dá linha do lance livre, por exemplo, a menos que vc incremente como algo como o Lavine fez, já não tem mais muita graça, porque a gente sabe que muitos conseguem.

      • Carlos Eduardo

        Ah, eu já tô aceitando até enterrada batida. Se o cara acertar de primeira, com muita força, eu ficaria mais satisfeito. Ver o cara tentando algo sensacional e falhando é desanimador.

  • djwhites

    cada ano que passa o fim de semana de asg fica mais chato…….hj mesmo nem vou assistir essa pelada…..que acabe logo e voltem os jogos valendo………rs………

  • The Wild One

    Pior performance de um “campeão” que já vi. O cara simplesmente repetiu a mesma enterrada TRÊS VEZES.

    Mas muito se deve a esse circo que tá virando o Slam Dunk, se não vestir um figurino diferente, não saltar algo/alguém ou usar auxílio de um equipamento externo não é enterrada… Porra, cadê os movimentos clássicos? Nada supera uma execução bem feita!

  • Danilo Veroneze #GreenRunsDeep

    bem fraco esse ano ein

  • Vinícius Maia

    Se não fosse pela grana que o ASG levanta, eu acho que a liga poderia começar a pensar seriamente em acabar com o evento. Não por causa do campeonato de enterradas, pois eu acho que os últimos 3 ou 4, incluindo esse, tiveram um nível legal. Mas digo que poderia acabar pelo conjunto dá obra. Não sei se o campeonato de habilidades, em algum momento dá história, teve graça, mas sei que desde a primeira vez que eu assisti, em 2004, para mim, sempre foi uma competição dispensável. O jogo dos calouros e o jogo principal está ficando mais chato a cada ano, pois os jogadores jogam cada vez menos sério. E por fim, o evento já não faz jus ao nome. Antigamente era, de fato, um fim de semana das estrelas dá liga, pois as grandes estrelas dá liga protagonizaram os eventos, mas atualmente já não se vê muito interesse por parte das grandes estrelas em participarem dos eventos

    • Eduardo Rebelatto

      All star é um bom termômetro pra medir as carreiras dos jogadores, pra quem não vai ter a oportunidade de ver os atuais ou os all stars do passado mesmo, mas a competição em pouquíssimos anos teve realmente interesse por parte dos jogadores, a desse ano vai ser bom pra ver a reação de West e bundant

  • Tássio Marcel Hoffmann Coelho

    Habilidades sempre foi um saco. E esse de enterrada deu sono.

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados