logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 28 fev 2017 às 13:32
GM do Kings se defende de acusações de Cousins: “Era hora de recomeçar”

Vlade Divac justifica negociação e promete entregar cargo caso troca não se revele um sucesso

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Ricardo Stabolito Jr.

cousins-e-divac

A negociação do astro DeMarcus Cousins foi o capítulo mais recente da série de decisões questionáveis que marca os últimos anos do Sacramento Kings. O pivô revelou ter recebido garantia de que não seria trocado dias antes da transação ser finalizada e chamou a condução de sua saída de “covarde”. Citado nominalmente pelo atleta, o gerente-geral Vlade Divac acredita só ter defendido os interesses da franquia.

“Eu achei que era hora de recomeçar. Existiam muitos hábitos ruins imperando aqui nos últimos cinco anos. Houve vários problemas sérios de que vocês nem ficavam sabendo. Foi a decisão certa pensando em nosso futuro. Essa cidade merece mais e melhor. Estava preso com a situação de DeMarcus e, agora, tenho uma visão mais clara do futuro da equipe”, explicou o ex-pivô, em entrevista ao jornal Sacramento Bee.

A notícia da troca não foi bem recebida pelos torcedores do Kings, mas Divac está convicto de que tomou a decisão. Tão convicto que aceita colocar até colocar seu emprego em jogo. “Eu entendo o motivo de tantos fãs estarem tristes, mas acho que estaremos em uma melhor posição em dois anos. Quero ouvir a opinião de todos em dois anos. Se eu estiver certo, ótimo. Se estiver errado, eu me demito”, apostou o executivo.

  • Carlos Neto

    Pode se demitir agora, não precisa esperar 2 anos não!!!!

  • Thiago25-NBA

    Para que da a palavra então? Sua palavra então serve de nada.

  • Vinícius Maia

    Divac tem muitas e muitas decisões questionáveis como GM, mas depois de ouvir a explicação dele, eu passo a acreditar que talvez ele não esteja tão errado assim em ter trocado o Cousins. Talvez realmente fosse a hora de mudanças tanto para o Kings quanto para o Cousins. Acho que a relação já estava ficando desgastada e parece que todos se acostumaram a perder jogos e também com as atitudes mimadas do Cousins. Isso pode parecer besteira, mas o LeBron falou sobre algo parecido quando retornou a Cleveland. Em sua primeira temporada após o retorno, ele deu uma entrevista uma vez falando sobre alguns conflitos que ele vinha tendo com Kyrie Irving devido a algumas características do jogo do Irving que ele via que precisavam mudar e nessa entrevista ele disse que no período que ele esteve fora, o Cavs criou uma “cultura” de derrotas, ou seja, o time se acostumou a entrar em quadra e jogar por jogar e LeBron disse que era necessário desconstruir essa mentalidade e que isso levaria tempo. Hoje, nós vemos que LeBron não estava errado. Na curta passagem que Luol Deng teve por Cleveland, ele reclamou da desorganização da equipe e do ambiente no vestiário e recentemente, Kyle Korver fez elogios mostrando que o ambiente é completamente diferente.

    Eu acho que o Kings precisa passar por esse mesmo processo de mudança de cultura, mas diferente do Cavs, eles não tem um veterano campeão que possa liderar essa mudança, o que torna o processo mais difícil e lento.

    • Burnie … Wtf??

      Acho que tu tens razão, e esse negócio de cultura vencedora/perdedora é importante, esse é um argumento dos dirigentes do Heat hoje pra não tankar…

    • Lucas Antunes

      Todo mundo sabe que as incertezas em volta de cousins e o futuro do Kings já estavam saturadas (lakers/gasol passaram por um processo parecido em uma escalae nos duradoura que essa de sacramento). Acho que ninguém questiona que havia a necessidade de mudança no cenário, mas a discussão é porque Divac trocou talvez o melhor pivô da liga por um pacote que com certeza não era a melhor opção do mercado…

      • Vinícius Maia

        Nisso você tem razão. Parece que o Divac resolveu recomeçar do zero, mas tendo Cousins como moeda de trocas, talvez ele pudesse conseguir algum jogador de alto nível para então montar o time em cima desse novo jogador. Wolves fez isso quando trocou Kevin love por Andrew Wiggins e, na minha visão, foi uma troca boa para todos os envolvidos.

  • 2Pac & Snoop – LA to Vegas –

    Deve ser um inferno ter o Cousins no vestiário , ou então ele fazia de proposito para ser trocado , criando um ambiente insuportável !

  • FariaClippers

    O problema dos kings é que ele se tornou um time sem alma, acostumado a não ir para pós-temporada, e a vontade de ganhar do cousins unida com a falta de vontade da equipe estavam o tornando indisciplinado a ponto de o prejudicar e prejudicar a equipe, pode parecer ruim a curto prazo mas foi a melhor decisão para ambos os lados, agora o que resta ao kings é buscar boas picks e contratar veteranos para enfim voltar a frequentar os playoffs …

  • Pablo Leite

    Acho que ambos estão certos. Divac foi covarde se falou uma coisa e fez outra, foi falta de caráter da parte dele. Por outro lado, trocar Cousins, embora não tão barato, era a coisa certa. Quem vai conseguir construir uma franquia vencedora tendo esse pino frouxo como alicerce?

  • Tim “Legend” Duncan

    Agora entendi tudo, o Divac fez isso pra poder ficar mais dois anos no cargo, jogada genial….kkkkkk
    Mas como diz a música do Kings:
    “1 ano de Divac incomoda muita gente,
    2 anos de Divac incomoda, incomoda, incomoda, incomoda, incomoda, incomoda, incomoda…
    ….incomoda muito mais. “

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados