logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 13 mar 2017 às 01:15
Lakers será “maior franquia de esportes do mundo”, promete novo GM

Rob Pelinka foi apresentado como gerente geral do Los Angeles Lakers na última sexta-feira

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Michel Moral

52331175

O presidente do Los Angeles Lakers, Magic Johnson, já começa a mexer no departamento de basquete da equipe. Na última sexta-feira, o mandatário apresentou Rob Pelinka como novo general manager da franquia, substituindo Mitch Kupchak, que estava no cargo desde o ano de 2000.

Durante a apresentação, Pelinka disse que vai cumprir o desafio lançado por Jeanie Buss (sócia e presidente da franquia), a fim de tornar o Lakers a maior franquia esportiva do mundo. “Isso vai acontecer”, prometeu.

Segundo a reportagem de Tania Ganguili, do Los Angeles Times, Pelinka sabe que enfrentará dificuldades para montar um time competitivo, em razão do “Acordo de Negociação Coletiva” (CBA), que regulamenta o teto salarial das equipes da NBA. Mesmo assim, o gerente geral acredita que a franquia leva vantagens sobre seus concorrentes, graças ao “peso” da camisa, citando Magic Johnson e Kobe Bryant como exemplos de jogadores eternizados pelo Lakers. “Nós queremos ter certeza de que é assim que os jogadores que vêm aqui se sentem ao querer fazer parte disso. Que estamos voltando para aquele lugar. A plataformaL.A.”, a marca Lakers, a família Buss e o legado de vitórias não podem ser copiados”.

Para o novo gerente geral, os agentes que administram a carreira dos jogadores da liga também sabem o que representa atuar pelo Lakers. “Todo agente na NBA sabe qual é a melhor plataforma para seus clientes em termos de marketing e em termos de identificação. Estamos em uma cidade que tem um barril de pólvora para afinidade (entre torcida e jogador)”, afirmou Pelinka.

Magic Johnson apostou em Pelinka porque se trata de um profissional com muitos contatos ao redor da liga. “Você tem que ter um cara que possui muitos contatos, com jogadores, com agentes, com gerentes gerais, e com equipes”, disse Johnson. “Rob tem tudo isso. Ele é um grande negociador. A reunião que tivemos ontem foi incrível”, completou.

No passado, Rob Pelinka ajudou a levar a Universidade de Michigan a três Final Four, quando ainda estava no colegial. Além disso, conforme destacou o site da Forbes, foi representante de atletas como Kobe Bryant, Eric Gordon e James Harden.

O Los Angeles Lakers tem lutado para buscar reforços na agência livre ao longo dos últimos. Dentre as “derrotas” recentes da franquia no mercado, destacam-se os casos de Dwight Howard, em 2013, Carmelo Anthony, em 2014, o fracasso da reunião com LaMarcus Aldridge, em 2015, além de sequer conseguir uma reunião com Kevin Durant, em 2016.

  • felipe fernando Oliveira

    Bakana demais. Vou ser o primeiro a dizer Lakers é Lakers

  • Beto

    Bate no peito do companheiro e diz : Lakers é grande

  • TRUETHIAGO

    Sério que vão manter esse discurso de camisa pesada, tradição, cidade e blá blá blá?!

  • Roge Lunarde

    Magic Johnson,Kobe Bryant, Wilt Chamberlain, Kareem, Shaq,Jerry West,Elgin Baylor,James Worthy…
    Que historia gigante…

    • LucsHeat

      Bota eles em quadra dnv, vai que da pra pegar a 8° vaga dos playoffs

      • Roge Lunarde

        Olha o futuro do seu beat kkk

  • Começar com esse discurso (derrotista) que já foi provado obsoleto é pedir para ser criticado.

    Espero honestamente que tenha sido o tipo de entrevista para agradar o público e não o real tratamento que darão a franquia. Achar que só o peso da camisa fará um time é um erro tão absurdo que chega a ser infantil.

  • Marcelo Desoxi

    O velho discurso que faz o Lakers ser meio que odiado.
    Em um tempo de derrotas o cara já chega querendo botar banca.

  • Michel Moral

    Podemos afirmar que Magic tomou uma escolha conservadora.

    Optou por alguém com um discurso ultrapassado, embora o Lakers tenha de fato uma história gigantesca de muito sucesso. Além disso, boa parte da torcida deve ir ao delírio quando chega um ídolo para ser presidente e promete “trazer os anos de ouro” de volta, tentando recuperar aquele “orgulho Laker”.

    Pela estratégia tomada, a intenção é de ser agressivo no mercado e trazer nomes de peso. Escolheu um cara que já representou grandes jogadores ao redor da liga.

    Ninguém pode afirmar com absoluta certeza de que não dará certo, mas que hoje a maioria dos jogadores optam pelo projeto e pela perspectiva em detrimento do peso da camisa, isso é um fato.

    O Celtics, outro gigante, formou um time de ponta da liga sem conseguir nomes no mercado. Com todo respeito, Isiah Thomas e Jae Crowder não tinham expressão nenhuma antes de desembarcar em Boston. O restante do elenco foi formado no draft. Agora que trouxeram Horofod, que também não é nenhum popstar.

    Então, o Lakers pode tanto dar um salto gigante, como cair num buraco e correr o risco de ficar ainda mais tempo no esquecimento.

  • Thiago Pinto

    Não vi nada demais no discurso. Discurso de exaltação a história da Franquia, que de fato é grandiosa. Arrumando a casa e fazendo bons movimentos (esportivos), automaticamente o Lakers volta a ser um dos mercados mais atraentes aos principais FA.

  • Ballin!

    Como vai ser a maior franquia do mundo.. se já é !

    • ThiFariaMavs #ODirkéigualvinho

      Assim como o Brian Scalabrine é o melhor jogador da história também kkk…

      • Ballin!

        Melhor da história eu não sei.. mas melhor q o MELO ele é

        • ThiFariaMavs #ODirkéigualvinho

          kkkkkkkkkkkkkkkk

    • Danilo Veroneze #GreenRunsDeep

      rindo

      • E não é? Hahahaha em popularidade deve ser mesmo a maior franquia americana do mundo.

        • PRAYforREBS #BrooklynCeltics

          Yankees >>>

          • Nem… Mundialmente baseball não tem o mesmo apelo que o basquete, fora do USA só no Japão talvez. No Brasil por exemplo, um monte de gente usa bonezinho NY sem saber que significa Yankees hahaha.

  • Neverminder

    Exaltar a história é importante, mas não podemos ficar só com esse discurso e achar que, só pelo fato de estar em LA e de ser os Lakers isto basta (visto as ultimas free agencies)…
    Mas gostei da ambição de voltar a ser a maior franquia de todos os esportes. Tomara que Magic e Pelinka consigam isso em breve

  • San Antonio Duncan Spurs

    “ Para o novo gerente geral, os agentes que administram a carreira dos jogadores da liga também sabem o que representa atuar pelo Lakers. “Todo agente na NBA sabe qual é a melhor plataforma para seus clientes em termos de marketing e em termos de identificação. “
    O cara já começa mal , com um discurso pra lá de ultrapassado e pensando que o peso da camisa é que irá atrair bons free agente .
    A realidade da NBA agora é outra . No passado é que os jogadores faziam fila pra jogar no Lakers , porque era o time em que eles conseguiam ganhar mais grana por conta da midia de lá , já que a NBA no passado não tinha a visibilidade que tem agora e os jogadores não ganhavam nem perto do que ganham hoje .
    Na NBA atual as grandes estrelas são patrocinadas por grandes marcas e não tem a necessidade de ir pro Lakers pra ganhar mais grana , alem de que o atual modelo da NBA permite aos times que draftam um jogador possam manter ele no time por quase uma década , pois podem oferecer mais grana ao jogador e quando ele acaba o 1º contrato ele ainda é agente livre restrito , ficando difícil ao Lakers pegar esses caras , pois eles podem ganhar mais grana em seus times atuais.

    • Ele sabe disso, e há um mês atrás quando ainda era agente do Harden se ele fosse free agent dificilmente ele tentaria levar o Harden para os Lakers.

      Mas com sua experiência ele sabe que em termos de marketing LA é realmente única, e tem formas de se vender isso, e o que acrescentar em termos de basquete para deixar o cenário mais atraente. New York também tem esse atrativo, tanto que o Phil Jackson convenceu o Carmelo a ficar na base da lábia e promessas.

  • PISTELTICS

    Imagina se ele montar do nível de
    Steve Nash – Kobe Bryant – Ron Artest – Pau Gasol – Dwight Howard????
    Vão pras cabeças!!!!!

    • pedrokadf

      eita kkk

  • ThiFariaMavs #ODirkéigualvinho

    não adianta vir com discurso de transformar em maior franquia, se ao menos consegue uma décima colocação em temporada regular, primeiro coloca o time nos eixos e o faz brigar ao menos por playoffs e depois sim aumente sua ambição… mas a verdade agora é que ele tem a missão de tirar o time da lama e garantir no mínimo boas colocações depois de criar essa “dívida com a torcida” vão pegar no pé dele, e talvez isso o imponha pressão …

  • 76

    O mesmo discurso chato e antipático de sempre. Lakers é Lakers forever

  • 2Pac & Snoop – LA to Vegas –

    Já é a maior franquia dos esportes americanos , junto com os Yankees !!
    Obs : Não comento no Lakers Brasil , mais vejo as noticias e tudo mais e fico abismado com a popularidade dessa franquia no Brasil , é realmente um fenômeno essa marca Lakers !

    • Michel Vidal

      e o Knicks fica onde?

      • 2Pac & Snoop – LA to Vegas –

        Knicks e gigante tb , mais o Lakers é Global !

    • Marcio

      vai la no Lakers Brasil pra vc ver o fanatismo da galera la!!!

      • 2Pac & Snoop – LA to Vegas –

        Eu vou lá todos os dias ver as noticias , só não comento !

  • Maurilei Teodoro

    Sem haterismo, se eu fosse hoje um jogador fodão na nba, dentre os times que não estão na zona de playoffs, eu preferia ir para várias franquias ao invés do Lakers. Citando alguns: Wolves, Blazzers, Mavericks, Sixers e Heat. Isso sem contar com os times tops que brigam por título !

  • Anibal Marchiori Chiabai

    Acho engraçado as pessoas aqui comentando sobre “discurso de camisa pesada”… Sabe por que isso nunca vai envelhecer? Por que esse discurso funciona e sempre funcionou, desde que quem o utilize saiba como fazer, e esse, não era o caso da antiga gerência… quando você tem um planejamento em curso o “discurso da camisa pesada” é o seu maior aliado.

  • Gabriel S Monteiro

    Se continuar a bagunça que está, e dando esses contratos doidos estilo do Mozgov vai ficar no limbo por muito tempo..
    Não sei se Magic vai ter sucesso nessa empreitada, apesar de ter sido um monstro em quadra não levo fé nele como executivo, é só dar uma olhada nos twitts e palpites dele no ultimos anos, é so besteira!
    Espero que deem certo, sou Celtics e um final Lakers x Celtics é brincadeira o clima que é criado, mas se continuar do jeito que ta vai ser muuuito difícil

    • Leonard

      Cara, acho que Tweets ou postagens não servem muito para descrever alguém como executivo, afinal são posts que a pessoa faz com o que está pensando na hora, onde somos mais suscetíveis a falar com a emoção entretanto o Magic se superou em alguns quesitos kkkkkk Mas, para esse caso convém muito mais analisar a carreira do Magic como empresário ou no Dodgers.

    • Mas ali ele fala como um fã, guiado mais pela paixão do que pela racionalidade, não é muito diferente de alguns comentários que fazemos aqui hahaha.

      Como investidor e administrador Magic tem se mostrado bem sucedido, nos últimos anos ele fez uma série de investimentos que deram certo, ações, imóveis, rede de fast food, roupas, patrocínios, comprou o Dodgers, o LA Sparks, e sonha em comprar os Lakers. Seu trabalho como presidente é fundamental para que isso aconteça.

  • Lucas Callado França

    Até os dois caíram na gargalhada quando falaram tal asneira.

    • pedrokadf

      kkkkkkkkkkkkkk tipo isso

  • THE BULLS23

    Para falar que Lakers é Lakers não precisava contratar ninguem. Hoje os jogadores grandes querem ter chance de ser campeão.

    O Lakers precisa de draftar um cara tipo o Emiid e construir time campeão em volta.

    Alias, este é o caminho de todas as franquias.

    • Thiago25-NBA

      tipo o Embiid igual as contusões tbm?

  • o cara todo iludido já chegou falando que Lakers é Lakers o próximo passo é falar que o russel e o crakudo igram vai salvar a franquia q eu vou começar a suspeita que ele era um mod do lakers br

  • Danilo Veroneze #GreenRunsDeep

    lakers é lakers

  • Dream Shake

    Nos dias de hoje não adianta apenas apelar para ter camisa pesada, a não ser se tiver o famoso “Voltar para casa” é meio difícil de um FP querer ir jogar lá sem ter uma organização séria para o campeonato.

  • Ele exalta os atrativos naturais de jogar em LA, mas não é igual a administração antiga que se agarrava apenas nisso, tanto é que ele sabe que não será fácil contratar na próxima free agency. É um agente rodado, trabalha com basquete há anos, e sabe o que os atletas querem. Já o Magic traz um pouco mais de respeito, é um cara querido na liga e pelo menos algumas reuniões ele consegue marcar, ninguém negaria uma reunião ao Magic.

  • Taco Brussolo

    Acho que a única esperança a curto prazo é o Paul George, que pelos rumores dizem que aceitaria ir pra LA caso o Pacers não vire um contender. Mas ele só vira Free Agent em 2018, ou seja, precisaria de uma troca pra acontecer antes disso.
    Se for por troca, poderia mandar o Russel + Clarkson + Ingram + Mozgov por Paul George + Lavoy Allen + CJ Miles.
    Isso se ficar com a pick do Draft deste ano, pegando Fultz ou Ball.
    A troca teria que acontecer assim que começasse o período de transferências. Para que a presença do George tentasse atrair mais Free Agents de alto nível.
    D. Wade, tem player option no fim da temporada; com a draga que o Bulls está, talvez topasse ir pra LA.

    Ball/Fultz – Wade – George – Randle – Zubac

    N.Young (player option), C. Brewer, CJ Miles (player option), L. Nance, L. Allen (team option), T. Black

    Se acontecesse apenas esta troca, ficaria assim o elenco. Já fica melhor que o atual.
    Com mais algum ou alguns FA e algumas trocas, acho que daria pra ficar legal.

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados