logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 27 mar 2017 às 13:26
#BrazilianWeek – Edição 18

Acompanhe a semana dos brasileiros na NBA no Jumper Brasil

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Gabriel Farias

Todas às segundas-feiras, Jumper Brasil dedica uma coluna especificamente aos jogadores brasileiros na NBA. Nosso articulista Gabriel Farias vai trazer as estatísticas da semana, analisar desempenhos e ranquear os jogadores ao longo da temporada. Este é o nosso ponto de encontro para discutir os nove representantes do país na maior liga de basquete do planeta.

Enriqueçam a discussão e deixem suas sugestões nos comentários para que possamos melhorar cada vez mais esse novo espaço do site. Então, segue nosso 18º #BrazilianWeek da temporada 2016-17:

#1 Nenê Hilário (Ala-pivô, Houston Rockets)

Médias na semana: 11.7 pontos, cinco rebotes, 1.7 roubos de bola e 64% de aproveitamento nos arremessos em três jogos
Médias na temporada
: 8.8 pontos, 4.2 rebotes e 61% de aproveitamento nos arremessos em 61 jogos

Presente nas três vitórias do Houston Rockets na semana, Nenê atuou pelo menos 20 minutos em todas as partidas, alcançando um aproveitamento superior aos 50% em cada um dos jogos. Somando as três atuações, foram 16 acertos em 25 tentativas, além de uma partida com oito rebotes e duas com pelo menos dois roubos de bola. O ponto negativo de Nenê durante a semana foi na partida contra o Denver Nuggets, quando o Rockets perdeu por 15 pontos enquanto o brasileiro esteve em quadra.

#Leandro Barbosa (Ala-armador, Phoenix Suns)

Médias na semana: 11.7 pontos, quatro rebotes e 40% de aproveitamento nos arremessos em três jogos
Médias na temporada
: 6.3 pontos, 1.6 rebotes, 1.2 assistências e 43% de aproveitamento nos arremessos em 67 jogos

Retornando às quadras, Leandrinho se manteve como peça fundamental na rotação do Phoenix Suns. Com as ausências de Tyson Chandler, Eric Bledsoe e Brandon Knight, Leandrinho assumiu o posto de peça “experiente” dentro do jovem elenco do Suns. Nas últimas duas partidas, o brasileiro ficou pelo menos 30 minutos em quadra. Leandrinho alcançou sua terceira sequência de dez ou mais pontos em três jogos consecutivos na temporada. Com um problema na parte posterior da coxa esquerda, Leandrinho não atuou contra o Charlotte Hornets, no último domingo.

#3 Cristiano Felício (Ala-pivô, Chicago Bulls)

Médias na semana: Cinco pontos, dois rebotes, um roubo de bola e 66% de aproveitamento nos arremessos em um jogo
Médias na temporada: 4.9 pontos, 4.8 rebotes e 57% de aproveitamento nos arremessos em 62 jogos

Por conta de uma contusão nas costas, Felício atuou em apenas uma partida do Chicago Bulls na semana. Em 15 minutos, o brasileiro acertou dois de seus três arremessos de quadra, pegou dois rebotes e conseguiu um roubo de bola. O brasileiro perdeu uma ótima chance de mostrar seus serviços, uma vez que Robin Lopez havia sido expulso da partida e também perderia o confronto contra o Detroit Pistons por suspensão. Felício ainda não tem previsão de retorno às quadras.

#4 Lucas Nogueira (Pivô, Toronto Raptors)

Médias na semana: Não atuou
Médias na temporada: 4.7 pontos, 4.4 rebotes, 1.7 tocos e 67% de aproveitamento nos arremessos em 54 jogos

Apesar da suspensão de Serge Ibaka e da contusão de DeMarre Carroll durante a semana, Lucas Bebê não entrou em quadra pelo Toronto Raptors e não foi enviado para o Raptors 905, da D-League. Neste mesmo período, Patrick Patterson e Jakob Poeltl atuaram por 23 e 18 minutos, respectivamente. O brasileiro que teve média de 24 minutos e seis presenças como titular em janeiro parece completamente fora da rotação do técnico Dwane Casey.

#5 Raul Neto (Armador, Utah Jazz)

Médias na semana: 5.3 pontos, um rebote, um roubo de bola, 1.7 assistências e 60% de aproveitamento nos arremessos em três jogos
Médias na temporada: 2.5 pontos, 0.7 rebotes, 0.8 assistências e 46% de aproveitamento nos arremessos em 38 jogos

Raulzinho retornou a rotação do técnico Quin Snyder atuando por 13 e 15 minutos nas últimas duas partidas do Utah Jazz. O brasileiro foi perfeito contra o New York Knicks, acertando seus quatro arremessos na partida. Na derrota para o Los Angeles Clippers, Raulzinho distribuiu quatro assistências, maior marca desde a penúltima partida da temporada passada.

#6 Bruno Caboclo (Ala, Toronto Raptors)

Médias na semana: Não atuou
Médias na temporada: 0.4 pontos, 0.8 rebotes, 0.4 assistências e 20% de aproveitamento nos arremessos em oito jogos

Bruno Caboclo não atuou pelo Toronto Raptors e também não foi utilizado pelo técnico Jerry Stackhouse no Raptors 905.

#7 Tiago Splitter (Ala-pivô, Philadelphia 76ers)

Médias na semana: Não atuou
Médias na temporada
: Não atuou

Tiago Splitter retornou às quadras pelo Delaware 87ers, filial do Philadelphia 76ers na D-League. O brasileiro atuou por 14 minutos contra o Reno Bighorns e 13 minutos contra o Windy City Bulls, Na segunda partida, Splitter alcançou oito pontos, oito rebotes, um roubo de bola e 66% de aproveitamento nos arremessos.  Na NBA, O último jogo oficial de Splitter aconteceu no dia 31 de janeiro de 2016.

#8 Marcelinho Huertas (Armador, Agente Livre)

Médias na semana: Não atuou
Médias na temporada: 2.7 pontos, um rebote, 2.3 assistências e 36% de aproveitamento nos arremessos em 23 jogos

Dispensado pelo Houston Rockets após a trade deadline, Marcelinho Huertas não tem seu nome especulado na NBA e não deve acertar com uma franquia até a agência livre.

#9 Anderson Varejão (Pivô, Agente Livre)

Médias na semana: Não atuou
Médias na temporada: 1.3 pontos, 1.9 rebotes, 0.7 assistências e 35% de aproveitamento nos arremessos em 14 jogos

Dispensado pelo Golden State Warriors, Anderson Varejão continua sem contrato para o restante da temporada 2016-17. Longe do auge físico e da qualidade defensiva mostrada no início da década, o pivô brasileiro não deve ser contatado até a próxima agência livre.

  • Lucas

    Muito estranho oque acontece a Bebe ele vinha bem, me parece que os Raptors pode estar tenando esconde-lo para que a proposta na free agence não seja tão alta li uma matéria americana falando que acha um erro e que pode ser que ele saia para onde ganhara minutos.

    • Gui

      Achei esse comentário num site gringo:

      “I havnt seen siakam or bebe get minutes since they went to cancun during allstar break. Siakam had numerous instagram stories of him and bebe visibly intoxicated. Im assuming thats why they both saw a significant drop in monutes out of nowhere”

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados