logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 1 abr 2017 às 15:35
Tracy McGrady lidera classe de eleitos para o Hall da Fama

Ídolo, Tracy McGrady é destaque da lista de selecionados para o templo máximo do basquete em 2017

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Ricardo Stabolito Jr.

Um dos grandes ídolos da NBA na década passada, o astro Tracy McGrady foi eleito para a classe de 2017 do Hall da Fama. O ex-ala-armador é um dos somente dois ex-jogadores da liga entre os 11 selecionados para o templo máximo do basquete neste ano. O técnico da Universidade de Kansas, Bill Self, e a ex-atleta Rebecca Lobo também fazem parte da lista divulgada na tarde deste sábado.

Em uma decisão pouquíssimo usual, McGrady foi o único ex-jogador da NBA eleito pelo comitê de honra neste ano. Tim Hardaway, Chris Webber e Sidney Moncrief também estavam entre os finalistas do Hall da Fama por meio da votação normal, mas não conseguiram a aprovação mínima. O ex-ala-pivô George McGinnis foi selecionado, mas entrou por seleção direta do comitê dos veteranos/ABA.

Ídolo de Orlando Magic e Houston Rockets, McGrady foi duas vezes cestinha da liga e convocado para sete Jogos das Estrelas em uma carreira de 15 temporadas que ainda incluiu passagens por Toronto Raptors, Detroit Pistons, New York Knicks, Atlanta Hawks e San Antonio Spurs. Era o primeiro ano em que o craque de 37 anos era elegível ao Hall da Fama.

O ex-jogador grego Nikos Galis, o ex-técnico colegial Robert Hughes, a treinadora universitária Muffet McGraw e dois ex-integrantes dos Harlem GlobeTrotters (Zack Clayton e Mannie Jackson) estão entre os escolhidos pelo Naismith Memorial neste ano. Fecham a lista de eleitos o ex-vice-presidente da NCAA (Tom Jernstedt) e o recém-falecido ex-gerente-geral do Chicago Bulls, Jerry Krause.

Confira a lista completa de eleitos para o Hall da Fama neste ano e seus feitos:

Tracy McGrady (ex-jogador): Sete vezes convocado para o Jogo das Estrelas e eleito para um dos quintetos ideais da liga, além de ter sido cestinha de duas temporadas. Médias de 19.6 pontos, 5.6 rebotes e 4.4 assistências em 938 jogos disputados na NBA.

Robert Hughes (ex-técnico): Lendário treinador que atuou no basquete colegial do Texas por 47 anos. Cinco vezes campeão estadual e dono de 35 campeonatos distritais. Treinador com maior número de vitórias da história do circuito colegial masculino norte-americano (1.333).

Bill Self (treinador): Atual técnico da Universidade de Kansas, onde possui uma sequência de 13 participações seguidas no Torneio da NCAA e conquistou o título nacional em 2008. Carreira com 613 vitórias e um dos seis técnicos da história a comandar três instituições diferentes ao Elite Eight da NCAA.

Rebecca Lobo (ex-jogadora): Líder da equipe campeã universitária invicta de Connecticut (1995), sendo eleita MVP do Final Four. Campeã olímpica em 1996 e dona de carreira de seis temporadas na WNBA. Atualmente, analista de basquete feminino da ESPN norte-americana.

Muffet McGraw (técnica): Treinador da Universidade de Notre Dame há 30 anos, com sete participações no Final Four da NCAA e um título nacional. Eleita três vezes melhor técnica da temporada e uma das quatro profissionais com 800 triunfos na primeira divisão do basquete universitário feminino.

George McGinnis (ex-jogador): Um dos líderes da conquista dos dois títulos da ABA pelo Indiana Pacers. Convocado para seis Jogos das Estrelas (ABA/NBA), eleito MVP da ABA em 1975 e um dos 30 maiores jogadores da história da extinta liga. Médias de 20.2 pontos, 11.0 rebotes e 3.7 assistências em 842 jogos disputados.

Nikos Galis (ex-jogador): Um dos maiores pontuadores da história do basquete europeu e ídolo grego. Oito vezes cestinha da Euroliga. Integrante da primeira turma do Hall da Fama da FIBA e considerado um dos 50 melhores jogadores da história do basquete internacional pela federação.

Tom Jernstedt (ex-dirigente): Ex-vice-presidente da NCAA que criou a fórmula atual do campeonato nacional universitário norte-americano, incluindo o Final Four. Ex-vice-presidente da USA Basketball também na conquista da medalha de ouro em Sidney-2000.

Jerry Krause (ex-dirigente): Gerente-geral do Chicago Bulls na formação do elenco hexacampeão da NBA na década de 1990. Responsável pelas seleções de Scottie Pippen e Horace Grant no draft de 1987. Eleito duas vezes melhor dirigente da liga. Falecido em março deste ano.

Mannie Jackson (ex-jogador e dirigente): Atual presidente e dono do Harlem Globetrotters, por quem também atuou entre 1962 e 64. Primeiro afro-americano a jogar pela Universidade de Illinois. Primeiro afro-americano dono de um grande time esportivo dos EUA.

Zack Clayton (ex-jogador): Eleito diretamente pelo comitê dos pioneiros afro-americanos. Membro do Harlem Globetrotters e um dos maiores jogadores de basquete do planeta nas décadas de 1930 e 40. Campeão mundial profissional de basquete atuando pelo New York Rens (1939) e Washington Bears (1943).

  • Albert Medeiros

    O vídeo de top 10 desse cara é o melhor q já vi

    • Michel Moral

      Pau a Pau com o do Vince. Os primos são demais!

      Entre os armadores, o melhor é o do Jason Wiliams.

      • Albert Medeiros

        Esqueci do Jason Willians, o dele é foda pra caralho tb

      • The Wild One

        Entre os armadores, o meu favorito é esse:

        Marbury, Williams, Iverson, Francis, T-Mac, Carter, Alston, Billups, Davis… saudades dessa época dos “ballers”.

        https://www.youtube.com/watch?v=CGsFnztgvOI

        • Timóteo Rezende Potin

          Marbury, Francis, Davis… Jogadores ótimos em dar show e… Não tão bons no resto… Mas na minha opinião esses caras fazem um pouco de falta na NBA hj em dia.

          • Michel Moral

            Concordo que tiveram “fins” trágicos, mas a carreira deles, em si, não foi tão ruim. Deixaram seus legados na liga. Esse legado vai além dos Top Tens, na minha opinião.

            Vale lembrar que hoje o pessoal dá uma importância muito grande para título. Esses caras são de uma geração um pouco diferente sob esse aspecto. Não que vencer não era a meta, mas era muito mais difícil ver um T-Mac indo para um Lakers jogar com Kobe, por exemplo.

  • Melo#AVISAPROCARMELO#TANKMODE

    Monstro ! jogava muito! saudades…pena que o titulo n veio

  • ThiagoMagic

    Jogava mto, uma pena as lesões q o atrapalharam. Por causa dele comecei a acompanhar a nba e torcer p magic. Era mto maneiro jogar com o magic no nba live 2003 com a torcida gritando MVP MVP p ele!!

  • Victor Chittolina

    No mínimo curiosa a eleição dele pro HoF. Ainda mais logo no primeiro ano de elegibilidade.
    Foi um grande jogador, um dos mais mortais scorers que eu vi, fazia cesta de tudo que é jeito, de todo canto da quadra. Mas teve um auge relativamente curto, de cerca de uns 4 anos, quando foi um dos TOPs da liga, ao lado de gente como Kobe, Timmy, Garnett, Dirk, Shaq, Iverson… era um dos caras desse time, dos melhores.

    Ainda que não tenha colocado um anel no dedo, o nível de jogo dele chegou a ser tão alto que dá pra entender a eleição. Não seria a minha primeira opção, mas é compreensível.

  • Joaorafaelbarros

    Merecido! Parabéns!

    Segundo melhor SG da última década! Só perde para A.I.

    • Kaio_

      Wade riu hein kkkkk

  • Rogério Rodrigues

    Esse jogo ele estava onfire.
    https://www.youtube.com/watch?v=1jbtt6OGLms

    • Timóteo Rezende Potin

      Maior performance clutch que eu já vi. PQP!

    • jj

      Nao havia lido antes de comentar. Mas foi exatamente o que quis dizer.

    • RAPAZ!

  • Bruno Araujo

    DEUS!

  • jj

    Nao entro no merito de ser o primeiro ano elegivel e afins. Ainda bem que o titulo nao veio com o Spurs. O do Scalabrine valeria mais do que o dele.
    Só digo uma coisa que revejo direto no youtube. 13 pontos em 35 segundos.

  • Damon

    eu sabia que ele iria para o hall da fama. Mas logo de primeira? bem estranha essa decisão.
    Tanto outros jogadores do mesmo nível e melhores que t-mac, demoraram algumas vezes.

  • King Cuban #MFFL

    O HOF é uma grande palhaçada… O HOF deveria ser para um grupo de jogadores seleccionados a lupa…. jogadores como Carmelo Anthony, Joe Johnson, Kevin Love, Chris Bosh nem deveriam ser cotados para o HOF logo de primeira…

    • Eduardo Rebelatto

      Pois é, todos esses q tu citou vão ser tbm HOF, pra mim tbm deveria ser mais criterioso

    • Damon

      Eu concordo. HOF deveria ser só para os TOP dos TOP dos TOP.
      Hoje, qualquer jogador 4 ou 5 vezes all star, já entra.

    • Guilherme Prates

      Todas essas premiações só servem pro papo no boteco com os camaradas. E pra isso, servem muito bem. rs

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados