logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 7 abr 2017 às 23:26
Lamar Odom: “As drogas mataram meu desejo de jogar”

Bicampeão pelo Lakers, ex-ala credita vício em cocaína por fim da carreira na NBA

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Ricardo Stabolito Jr.

Lamar Odom ainda tenta reconstruir sua vida após quase morrer de overdose em um bordel do Colorado, dezoito meses atrás. O ex-atleta sobreviveu a 12 derrames cerebrais e dois ataques cardíacos em uma recuperação que desafia a ciência, mas sabe que sua carreira na NBA já não pode ser recuperada. Hoje, ele reconhece que o vício colocou um fim prematuro em sua trajetória na liga.

“Houve um momento em minha vida em que tudo girava em torno de drogas. Eu só tentava ficar chapado o tempo inteiro. Provavelmente, isso contribuiu para acabar com minha carreira um pouco mais rápido, pois as drogas mataram meu desejo de jogar, treinar e manter a forma”, afirmou o bicampeão da NBA pelo Los Angeles Lakers, em entrevista recente à revista Us Weekly.

Desde a experiência de quase morte, Odom iniciou uma batalha contra seu vício em álcool e drogas internando-se múltiplas vezes em clínicas de reabilitação. A última delas foi no fim do ano passado, antes do réveillon, em um episódio que garante não ter sido uma recaída. “Eu estou sóbrio, não venho usando drogas e é uma ótima sensação. É o Lamar de verdade quem está aqui”, finalizou.

  • Claudio R.

    era um otimo jogador… jogador de seleção olimpica… depois da sua saida o lakers nunca mais encontrou um bom ala…

  • Luiz

    Familia Kardashian tambem está incluida nessas drogas que ele se refere claro.

  • Rafael Victor

    “Melhor forma de evitar um vício é não começa-lo” (Cirilo Saralho)

  • Brad

    Tomara que não volte ao vício. Uma pena não poder vê-lo jogar, falavam bem dele.

  • dirct

    Ai está uma prova que os “testes” antidoping da NBA não passam de uma piada onde ninguém ou ninguém “grande” é pego: Como um cara usa cocaína (que fica no corpo por um tempo) quase a vida inteira e nunca foi pego em qualquer exame?

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados