logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 9 abr 2017 às 02:20
Damian Lillard alcança maior pontuação da carreira, Blazers bate Jazz e fica perto de vaga nos playoffs

Bucks vence Sixers e se garante nos playoffs; Nets, Pacers, Celtics, Heat, Clippers e Warriors triunfaram nesse sábado

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Gustavo Lima

(49-31) Utah Jazz 86 x 101 Portland Trail Blazers (40-40)

O Portland Trail Blazers contou com uma atuação histórica de Damian Lillard para bater o Utah Jazz por 101 a 86 e ficar muito próximo da oitava e última vaga para os playoffs da Conferência Oeste.

No duelo disputado no Moda Center, em Portland, o armador anotou 59 pontos, em três períodos, e alcançou a sua melhor marca na carreira. Além disso, ele quebrou o recorde da franquia em pontos em um jogo e se tornou o sexto atleta na história da liga a conseguir 59 ou mais pontos, cinco ou mais rebotes e cinco ou mais assistências em uma partida.

Logo no primeiro quarto de jogo, Lillard já mostrou que não estava para brincadeiras e marcou 26 dos 34 pontos do Blazers. No período seguinte, ele ficou zerado graças à ótima marcação do armador brasileiro Raulzinho e a equipe de Salt Lake City encostou no placar. O time da casa, que chegou a abrir 16 pontos de vantagem, foi para o intervalo com apenas seis pontos à frente do Jazz: 48 a 42.

No segundo tempo, o camisa 0 do Blazers deu prosseguimento ao seu show particular e anotou mais 33 pontos para garantir o triunfo da equipe de Portland. O detalhe é que Raulzinho, que começou o jogo no banco de reservas, voltou do intervalo como titular, mas sofreu uma lesão no tornozelo esquerdo logo no começo do terceiro período. O brasileiro não teve condições de retornar à quadra e o Jazz não conseguiu conter o ímpeto de Lillard.

Agora, o Blazers só precisa de mais uma vitória nos dois jogos restantes da temporada regular, ou de uma derrota do Denver Nuggets, que ainda disputa mais três partidas, para chegar aos playoffs pelo quarto ano seguido. O time de Portland ainda enfrenta San Antonio Spurs (segunda-feira) e New Orleans Pelicans (quarta-feira). Ambos os jogos serão disputados no Moda Center.

Utah
Gordon Hayward: 21 pontos, cinco rebotes e quatro assistências
Rudy Gobert: 13 pontos, 11 rebotes, quatro tocos e 5-6 nos arremessos de quadra
Joe Johnson: 13 pontos
Rodney Hood: 11 pontos e cinco rebotes

Portland
Damian Lillard: 59 pontos, seis rebotes, cinco assistências, nenhum desperdício de bola, nove bolas de três pontos convertidas e 18-34 nos arremessos de quadra
Moe Harkless: 12 pontos e três roubadas de bola


(41-39) Milwaukee Bucks 90 x 82 Philadelphia 76ers (28-52)

Milwaukee
Giannis Antetokounmpo: 20 pontos, dez rebotes, seis assistências, três roubadas de bola e dois tocos
Greg Monroe: 17 pontos e cinco rebotes
Matthew Dellavedova: 14 pontos

Philadelphia
Richaun Holmes: 17 pontos e dez rebotes
Dario Saric: 14 pontos, oito rebotes e quatro assistências
T.J. McConnell: dez pontos e dez assistências
Timothé Luwawu-Cabarrot: 12 pontos, quatro rebotes e quatro roubadas de bola


(39-41) Chicago Bulls 106 x 107 Brooklyn Nets (20-60)

Chicago
Jimmy Butler: 33 pontos, sete rebotes, quatro assistências, cinco bolas de três pontos convertidas e 12-22 nos arremessos de quadra
Robin Lopez: 16 pontos, oito rebotes e 8-11 nos arremessos de quadra
Jerian Grant: 15 pontos, cinco assistências e 6-8 nos arremessos de quadra
Dwyane Wade: 14 pontos e sete rebotes

Brooklyn
Caris LeVert: 19 pontos, cinco rebotes e quatro bolas de três pontos convertidas
Spencer Dinwiddie: 19 pontos e quatro e assistências
Rondae Hollis-Jefferson: 16 pontos, 12 rebotes, três roubadas de bola e 5-8 nos arremessos de quadra
Brook Lopez: 13 pontos e quatro rebotes
Jeremy Lin: 12 pontos, seis rebotes e sete assistências


(40-40) Indiana Pacers 127 x 112 Orlando Magic (28-52)

Indiana
Paul George: 37 pontos, sete rebotes, seis assistências, quatro bolas de três pontos convertidas e 14-22 nos arremessos de quadra
Myles Turner: 23 pontos, dez rebotes, dois tocos e 10-13 nos arremessos de quadra
Thaddeus Young: 14 pontos, quatro rebotes, dois tocos e 7-8 nos arremessos de quadra
Kevin Seraphin: 11 pontos e quatro rebotes
C.J. Miles: 11 pontos

Orlando
Terrence Ross: 29 pontos, quatro rebotes, seis bolas de três pontos convertidas e 10-17 nos arremessos de quadra
Evan Fournier: 23 pontos, quatro bolas de três pontos convertidas e 6-10 nos arremessos de quadra
Aaron Gordon: 17 pontos e quatro rebotes
Elfrid Payton: dez pontos e dez rebotes


(51-29) Boston Celtics 121 x 114 Charlotte Hornets (36-44)

Boston
Isaiah Thomas: 32 pontos, seis assistências, cinco bolas de três pontos convertidas e 10-18 nos arremessos de quadra
Al Horford: 16 pontos, quatro rebotes e sete assistências
Jae Crowder: 15 pontos e nove rebotes
Avery Bradley: 15 pontos, seis rebotes e quatro assistências
Kelly Olynyk: 13 pontos, 11 rebotes e quatro assistências

Charlotte
Nicolas Batum: 31 pontos, oito rebotes e quatro bolas de três pontos convertidas
Kemba Walker: 23 pontos e oito assistências
Jeremy Lamb: 17 pontos, cinco rebotes, dois tocos e 6-8 nos arremessos de quadra
Cody Zeller: 12 pontos, nove rebotes e três roubadas de bola


(39-41) Miami Heat 106 x 103 Washington Wizards (48-32)

Miami
Hassan Whiteside: 30 pontos, 12 rebotes, três tocos e 12-19 nos arremessos de quadra
Tyler Johnson: 19 pontos e quatro rebotes
Goran Dragic: 18 pontos, quatro rebotes e sete assistências
James Johnson: 15 pontos, 11 rebotes e cinco assistências

Washington
Markieff Morris: 21 pontos, cinco rebotes e 9-13 nos arremessos de quadra
John Wall: 16 pontos, seis rebotes, oito assistências, dois tocos e oito desperdícios de bola
Bradley Beal: 16 pontos, cinco rebotes e cinco assistências
Kelly Oubre Jr.: 12 pontos e seis rebotes
Marcin Gortat: 11 pontos e 11 rebotes
Ian Mahinmi: 11 pontos e nove rebotes


(49-31) Los Angeles Clippers 98 x 87 San Antonio Spurs (61-19)

Los Angeles
Chris Paul: 19 pontos, oito rebotes, oito assistências e três roubadas de bola
Blake Griffin: 18 pontos e oito rebotes
DeAndre Jordan: 17 pontos, 17 rebotes e 8-10 nos arremessos de quadra
Jamal Crawford: 12 pontos
J.J. Redick: 11 pontos

San Antonio
Kawhi Leonard: 28 pontos, cinco rebotes, cinco assistências e cinco bolas de três pontos convertidas
LaMarcus Aldridge: 18 pontos
Pau Gasol: 15 pontos e sete rebotes


(33-47) New Orleans Pelicans 101 x 123 Golden State Warriors (66-14)

New Orleans
Quinn Cook: 22 pontos e 10-13 nos arremessos de quadra
Jordan Crawford: 21 pontos
Alexis Ajinça: 17 pontos e seis rebotes
Jrue Holiday: dez pontos, seis rebotes e dez assistências

Golden State
Klay Thompson: 20 pontos
Ian Clark: 17 pontos, quatro assistências e 8-13 nos arremessos de quadra
Kevin Durant: 16 pontos, dez rebotes e seis assistências
JaVale McGee: 16 pontos, sete rebotes e 8-10 nos arremessos de quadra
Andre Iguodala: 15 pontos, cinco rebotes, cinco assistências e 7-10 nos arremessos de quadra
Shaun Livingston: 14 pontos e seis assistências
Draymond Green: 13 pontos e oito rebotes

  • “No período seguinte, ele ficou zerado graças à ótima marcação do armador brasileiro Raulzinho e a equipe de Salt Lake City encostou no placar.”
    Que moral, ein..

    • Kaio_

      pena o Raulzinho ter se machucado …

    • Hudson Lucas

      Eu não vi o jogo não,mas salve engano o LIllard tava no banco no segundo quarto se eu tiver errado alguem me corrige aí

    • Vincent Savino

      Não é uma informação verdadeira. Lillard e Raul Neto só ficaram 3 minutos juntos em quadra. Raulzinho até deu um toco, mas foi só. Lillard só passou a bola nesses 3 minutos.

    • índian!

      Kkkkkkkk Raul Neto não marcou o Lillard , Aliás foi um dos piores do time na partida junto com Mack e Exum os armadores foram um desastre , mesmo que o Lillard tenha mitado

  • dirct

    Voltou devagar em Durant MONSTRO quase um TD kkkkk

  • Durant voltou bem.

  • Albert Medeiros

    Incrível como o Clippers vira o melhor time dá liga contra o SA,kkkkkk, nunca mais brinco com o Lillard, ontem ele e o PG mostraram o conceito de FP, os Nets tão querendo destruir os sonhos alheios

    • Cletus

      O Spurs sempre passa sufoco contra times de garrafão forte como Clippers e Grizzlies e o garrafão de OKC dos offs do ano passado que destruiu o garrafão do Spurs .

      • Abel M

        Por isso Com todo respeito aos adversários é 2vezes mais facil Spurs vencer warriors ou cav seja em k final, do que as 3 que citaste (Memphis,OKC,clipper )

      • Albert Medeiros

        É vdd, mas nem sempre é a questão do garrafão, parece q o LAC realmente sob de produção contra o SA

        • Cletus

          Verdade. Tem muitos times na liga que quando encontram um certo adversário sempre conseguem incomodar , mesmo que nesse momento o time não venha fazendo uma temporada tão boa .Clippers , Memphis e OKC são de longe os times que mais problemas causaram ao Spurs nos últimos anos , e todos já eliminaram o Spurs dos offs nos últimos anos , Acho que o Pop ia até preferir apanhar o Rockets na primeira rodada do que um desses 3 times porque o time do Rockets não tem aquilo que causa mais problemas ao Spurs que é boa defesa ou jogo de garrafão forte . Contra time que arremessam muito do perímetro como Warriors ou Cavs o Spurs até vence mais vezes do que perde porque onde a defesa do time é mais forte é no perímetro com Kawhi , Green , Mills ,Simmons e Ginobili . Defender o garrafão é que é mais complicado.

          • Albert Medeiros

            Boa análise, isso mesmo

  • Bruno Gonçalves

    O cara já volta com um duplo duplo e uma dunk na primeira bola que pega.

  • Victor Chittolina

    Em números individuais, essa temporada está quebrando recorde atrás de recorde. São 13 atuações de 50+ pontos, sendo uma de 60 e uma de 70(!) pontos. 10 jogadores diferentes atingiram a marca.
    Harden e Westbrook não só tiveram múltiplas partidas de 50+ pontos, como tiveram triplos-duplos de 50+, um batendo o recorde do outro, semana após semana.
    Por falar em Westbrook, ele já garantiu a temporada com MÉDIA de triplo-duplo e agora busca mais um TD para bater o recorde no número absoluto de TDs em uma temporada.

    Podem criticar o que quiser na temporada, mas o nível de atuações individuais está fora do comum.

    • William Felton

      Tá demais, mesmo!

      Mas não vejo a hora de chegar nos playoffs! haha

    • Cletus

      As defesas muitas vezes quase inexistentes dos times também ajudam muito pra haver pontuações tão altas .
      Se tivesse essas defesas 10 anos atrás imagina quantos pontos fariam jogadores como Iverson , Kobe , Duncan , Garnett , Nowitski , Carter , T – Mac , O `Neall , Lebron , Pierce ,Wade , Gasol e outros grandes pontuadores que tinha na liga naquela época . Esses caras faziam 30 , 40 , 50 pontos contra defesas encardidas e não do jeito que o Booker fez com o Celtics , em que o próprio Celtics contribuiu pra essa marca .Naquela época tinha times que muitas vezes tomavam menos de 80 pontos como Pistons e Spurs , que foram campeões tendo como característica principal a defesa . Bota esses pontuadores que eu falei jogando esse ano ( jogando no auge da carreira , não em final de carreira como tavam o Duncan e o Kobe ano passado )pra ver se eles não fariam ainda melhor .
      Fica mais fácil brilhar quando a concorrência facilita um pouco , mas excelente temporada sem duvidas .

      • Vinícius Maia

        Iverson e T-Mac tinham aproveitamento nos arremessos abaixo dos 50% e metiam 50 pontos. Será mesmo que as defesas eram tão boas? Essa mania de achar que tudo que ficou no passado dá NBA era melhor as vezes irrita. As defesas de hoje, na minha visão, são muito melhores do que antigamente.

        • Dave

          Eu concordo com o Cletus. As defesas nos anos 2000 foram muito provavelmente as melhores defesas da história da NBA. Antes de 2005, as defesas podiam ser mais agressivas e jogadores de perímetro e especialmente aqueles que dependiam fortemente de infiltrações e jogo de média distância, sofriam bastante pra pontuar. Era a famosa “handcheck”. A NBA introduziu penalidades para os defensores que abusavam de contato físico no perímetro e o ataque começou a melhorar bastante.

          Um time que “contribuiu” muito para essas mudanças de regras foi o Detroit Pistons de 2004. A defesa deles era simplesmente insana, uma das melhores defesas já vistas(pra mim, a melhor da história da liga), e a NBA se viu obrigada a abrir o jogo, fazer dele algo mais bonito para fãs.

          Como consequência disso, o Detroit que havia tido uma Defensive Rating(pontos sofridos a cada 100 posses) de 95.4 em 2004, passou a ter uma D-Rtg de 101.2 em 2005. Eu não conheço todo o processo que levou a liga a mudar regras de defesa, mas esse time do Pistons, o Spurs e várias outras equipes levaram a NBA a tomar providências com relação a essas defesas.

          Para efeito de comparação, vamos dar uma olhada no D-Rtg médio da NBA de 2000 à 2005:

          2000: 104.1
          2001: 103.0
          2002: 104.5
          2003: 103.6
          2004: 102.9
          2005: 106.1

          a D-Rtg de 2008 até 2010 ficou em uma média de aproximadamente 107.

          Agora, D-Rtg de 2010 à 2017

          2010: 107.6
          2011: 107.3
          2012: 104.6
          2013: 105.9
          2014: 106.7
          2015: 105.6
          2016: 106.4
          2017: 108.8

          Nós tivemos uma mudança pequena, mas ainda assim, eu diria que defender se tornou algo mais difícil com a mudança de regra. Os arremessos de 3Pts desempenham um papel importante nesse aumento de D-Rtg obviamente, especialmente nessa temporada, onde a média da liga é de 36%.

          Não podemos esquecer que as médias de TS% e eFG%(ambas estatísticas para medir eficiência de arremesso) também eram bem menores quando comparadas com as médias de hoje(também efeito dos arremessos de 3Pts que eu citei anteriormente). Na verdade, temos hoje, a maior média de TS% da história da liga, a maior média de PER e a maior média de Offensive Rating, todas estatísticas ofensivas.

          Para ter uma visão geral, eu resolvi filtrar as melhores defesas da liga entre 1999-00 até 2016-17. E 9(NOVE!!) das 10 primeiras equipes em D-RTG são equipes de 2000 a 2004, é impressionante:

          http://www.basketball-reference.com/play-index/tsl_finder.cgi?request=1&match=single&type=advanced&lg_id=NBA&year_min=2000&year_max=2017&order_by=def_rtg&order_by_asc=Y

          Eu tenho certeza que a eficiência de jogadores como Iverson, T-Mac, Kobe e muitos outros seria um pouco maior se jogassem na liga atual e no mesmo nível. Não porque os defensores são piores, longe disso, mas sim por conta de uma mudança de estilo de jogo, e mudanças de regras.

        • Cletus

          Dizer que as defesas hoje são muito melhores só pode vir de alguém que não viu jogar os Bad Boys dos anos 2000 e defensores do calibre de Bruce Bowen , o jogador que melhor marcou o Lebron em finais , Não tou dizendo que tudo o que era do passado era melhor , mas não tem como negar que era bem mais difícil pontuar quando eu comecei a acompanhar de que é agora . Basta ver a quantidade de vezes em que tinha menos de 80 pontos nas partidas .

          Hoje quando tem menos de 100 pontos a galera já estranha enquanto naquele tempo fazer 120 / 130 pontos todo jogo é que era estranho , não por haver piores jogadores naquela época ( havia até mais estrelas na liga como aqueles caras que eu falei lá em cima ) mas por haver defesas muito melhores .

          Um bom exemplo de como se defendia melhor 10 anos atrás é as finais Spurs x Cavs de 2005

          San Antonio Spurs vs Detroit Pistons – 84–69 (1–0)
          San Antonio Spurs vs Detroit Pistons -97–76 (2–0)
          Detroit Pistons vs San Antonio Spurs – 96–79 (1–2)
          Detroit Pistons vs San Antonio Spurs – 102–71 (2–2)
          Detroit Pistons vs San Antonio Spurs – 95–96 (OT) (2–3)
          San Antonio Spurs vs Detroit Pistons – 86–95 (3–3)
          San Antonio Spursvs Detroit Pistons – 81–74 (4–3)
          Só um jogo com mais de 100 pontos e muitos defensores de elite nos dois times como Ben e Rasheed Wallace ,Tim Duncan , Bruce Bowen , Billups , Rip Hamilton . Não tinha esse papo que tem hoje de garrafão fraco que não defende nada , como os de Cavs e Warriors . Naquela época só tinha fera na defesa nos times que chegavam na final , tanto no perímetro como no garrafão . Ai agente vê as finais dos últimos anos e não dá nem pra comparar . È só ver os defensores de elite que tiveram Cavs e Warriors na final e quantos tinham no Spurs e Pistons .
          Dai eu dizer que é mais fácil pontuar agora , a qualidade do basquete é até melhor por causa disso .

          • Rogério Rodrigues

            Mas ai é playoffs. As defesas em offs é BEM diferente de temporada regular. Vc esta falando que as defesas eram melhores antigamente. Mas esquece que hoje temos jogadores que chutam MUITO bem. A qualidade de arremesso dos jogadores hoje é bem maior que antes.

          • Cletus

            E tu acha que esses times feras na defesa como o do Pistons sofriam poucos pontos nos offs e levavam 120 durante a temporada ? Fazer 100 pontos nesse time não era pra qualquer um não , tanto nos offs como durante a temporada.

            Quanto á qualidade do arremesso isso é bem subjetivo . Eu podia vir falar que agora os caras marcam mais cestas de 3 porque arremessam muito mais e porque as defesas não apertam tanto a marcação e eles ficam com mais espaço pra arremessar . Por haver mais cestas de 3 não quer dizer que a qualidade do arremesso seja melhor .E porque tu diz que qualidade de arremesso dos jogadores hoje é bem maior que antes ? Os jogadores com mais cestas de 3 da história da NBA são quase todos da década passada : Allen , Miller ,Terry , Pierce , Crawford , Carter , Stojakovic , Nash, Billups . Hoje em dia o único que dá pra comparar com Allen , Miller e Stojakovic é o Curry . Isso é que eram jogadores com qualidade de arremesso , mas parece que aqui não tem ninguém desse tempo , devo ser só eu mesmo

          • TRUETHIAGO

            Eu concordo que as defesas do começo dos anos 2000 eram mais eficientes no geral, mas não necessariamente pela quantidade de pontos sofridos, porque tem que levar em conta que o volume de posses aumentou, além das bolas de 3 que são mais utilizados dos que há 10/15 anos atrás.

            O GS atual sofre em média mais de 105 PPG, porém em termos de Eficiência Defensiva ficaria sim num top 5 ou 10 no quesito, mesmo se pegarmos como base essa temporada 2004/05, por exemplo.

  • Fernando Henrique

    Primeira vez que o time titular inteiro do Celtics contribuiu bem para o resultado. Me incomoda os jogos que o Horford ou o Amir saem de quadra com 4 pontos. Quando o time todo ajuda o Isaiah na quadra ofensiva parece uma vitória muito mais consistente.

    Sobre o Raulzinho, ótimo trabalho defensivo, acredito no potencial desse cara

    Kevin Durant tem que jogar assim os próximos jogos mesmo. É difícil pra qualquer um voltar de lesão e atuar em alto nível logo no começo, mas ele precisa entrar com tudo nos playoffs então espero que tenha mais atuações de destaque.

    Heat vencendo, Bulls perdendo, eita bolo nessa oitava vaga! O Pacers conseguiu uma vitória muito importante e o Heat uma bem improvável. Pena que o Bulls surpreendeu mais ainda e perdeu pro Nets

  • Doug

    Boa Vitoria do Pação…enfim, Turner voltou a jogar bem e PG fez o seu papel…mas, Heat surpreendeu, c uma grande partida do Whiteside…J. Johnson tb muito bem…Durant voltou bem, quase um TD p ele…Lilard focado joga muito, mas é marrento q só…CP3 fez uma grande partida tb…e esse Nets com o Lin é outro time…

  • Seldon

    Muitos times desfigurados outros jogando mal, Celtics e Wizards (a derrota do segundo garantiu, na pior das hipóteses, a terceira posição do leste para o time de Boston), exemplos, de times que cairão de produção, apesar de jogar completos. New Orleans, ontem, desfalcado sem seu garrafão, que poderia dar algum trabalho para GSW.

    Apesar de ter ficado bem transtornado com o jogo do Celtics ontem, o Bulls foi pior, uma entrega total, Wade em quadra é kriptonita para Mirotic, fez três ou quatro erros que até fiquei espantado por ele ser um veterano, depois ele melhorou…Butler é o destaque graças a defesa e ataque colocou o time de volta ao jogo, mas não deu; apesar de dois jogos mais fáceis que seus concorrentes não inspira confiança.

  • Bruno Da Silva Francisco

    Moralmente o prêmio de 6°homem deveria ir para esse cara do Miami: james Johnson. .. tá jogando fácil.. ..
    Spurs é spurs… essa derrota para o clippers não me preocupa…
    KD nunca critiquei e nem tenho raiva dele por ter destruído o spurs temporada passada ou ter ido para GSW….
    Wade voltou e bulls perdeu.. parabéns aos envolvidos kķkk
    Só falta o triplo duplo do West para começar logo os playoff

  • Paulo Sérgio

    Nets rumo aos Playoffs

  • Brad

    Vi o jogo do Blazers e essa pontuação do Lillard n foi uma parada super forçada, teve um momento no 3°q quando ele tava cm 45 pontos, realmente parecia que se deixasse ele ia fazer uns pontos brincando. Finalmente Durant voltou, parece que voltou sem problema nenhum, ainda bem.

  • Marcelo Desoxi

    Se forçasse, D-Lill meteria uns 67 pontos ontem.
    Time de NO, sem o Davis, é muito pior que o do Nets.

  • Zack Batista

    Só apanhou de cinta do Knicks nesta temporada e, nos últimos jogos, Pistons, Sixers e agora, Nets… Esse Bullsinho é uma piada mesmo. Vai fazer o quê nos playoffs?? Apanhar feio do Cavs ou do Celtics?? É o cenário… Deveria ter ido atrás de uma posição boa no draft =/

    Tomara que pegue uma lavada na pós-temporada e Reinsdorf perca a paciência com o fraco Hoiberg… Talvez seja uma coisa boa isso…Talvez.

    • Vinícius Maia

      Acho que o problema do Bulls não é só o técnico. A diretoria também faz um trabalho muito questionável. Tudo bem que nessa temporada conseguiram pegar o Wade e o rondo, mas no geral, o trabalho é bem questionável. Acho que nem o Nets trocaria Taj Gibson por um dançarino.

  • IRINEU

    A verdade é que o Lillard precisa ir pra um mercado maior, ele faz chover em Portland mas nunca receberá a devida atenção e crédito, ele é o novo Clyde Drexler um dos maiores jogadores de perímetro que a liga já viu mas que nunca recebeu o merecido reconhecimento…

  • Danilin

    Espero que os “apaixonados” entendam o que posto antes de caírem de pau…
    Vendo a atuação e os números do Durant ontem e pensando nas qualidades técnicas e atléticas dele e do LeBron, se tivéssemos as equipes claramente atuando para que eles produzissem números como OKC para Westbrook, esses não teriam médias de TD? O feito é espetacular? Sim… Já o elogiei aqui e acho que merece ser MVP (embora não deva levar) mas, até que ponto o esforço da equipe por ele influi nisso e até que ponto o talento é responsável pela performance individual (em números)? Nunca saberemos…

  • – Tiago

    Esse time do Bulls não merece playoffs, tomara que não se classifique

    • Marcelo Desoxi

      Miami se classificar seria melhor.

  • Marcelo #Blackhawks&Bulls

    Esse Bulls é uma piada..
    Só Blackhawks e Cubs que não envergonham Chicago mesmo!

    • – Tiago

      Bears num futuro próximo nos trara alegria

  • Enzo Soares

    Voltou já tendo um DD. Que saudade eu estava de Kevin Durant.

  • índian!

    Raulzinho , Exum e Mack não terríveis se o George Hill não volta para os Playoffs o Jazz não vai conseguir passar pelo Clippers

    O jeito é colocar o Hood como PG e puxar o Ingles pro time titular (SG)

    – Diaw tbem não tem condições ainda bem que o Farvors voltou e está pegando ritmo de jogo

  • Albert Medeiros

    Liggins dispensado pelo Cavs, se fosse o Wolves ficaria de olho nesse jogador, seria uma boa peça na rotação, excelente defensor

  • Guilherme Prates

    Olha que eu disse que se o Nets tivesse o Lin a temporada inteira (ou contratdo um PG melhor na offseason), poderia ficar na frente de Sixers, Lakers e Kings…

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados