logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 13 abr 2017 às 17:03
#BrazilianWeek – Season Finale

Acompanhe a semana dos brasileiros na NBA no Jumper Brasil

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Gabriel Farias

Todas às segundas-feiras, Jumper Brasil dedica uma coluna especificamente aos jogadores brasileiros na NBA. Nosso articulista Gabriel Farias vai trazer as estatísticas da semana, analisar desempenhos e ranquear os jogadores ao longo da temporada. Este é o nosso ponto de encontro para discutir os nove representantes do país na maior liga de basquete do planeta.

Enriqueçam a discussão e deixem suas sugestões nos comentários para que possamos melhorar cada vez mais esse novo espaço do site. Então, segue nosso último #BrazilianWeek da temporada 2016-17:

#1 Nenê Hilário (Ala-pivô, Houston Rockets)

Médias na semana: 11 pontos, quatro rebotes, 1.3 assistências e 68% de aproveitamento nos arremessos em três jogos
Médias na temporada
: 9.1 pontos, 4.2 rebotes, uma assistência e 61% de aproveitamento nos arremessos em 67 jogos

Em seu primeiro ano no Houston Rockets, Nenê atuou em 67 partidas, maior número nos últimos seis anos. O brasileiro também registrou seu melhor aproveitamento de quadra da carreira com 61.7% e superou a marca de uma bola de três na temporada pela primeira vez na carreira. Com 18 minutos por partida, Nenê teve média de 9.1 pontos, número que se elevado a 36 minutos seria o melhor registro do brasileiro na carreira. A velocidade ofensiva do Houston Rockets rejuvenesceu a carreira do brasileiro que se tornou uma parte imprescindível na rotação do técnico Mike D’Antoni.

#Leandro Barbosa (Ala-armador, Phoenix Suns)

Médias na semana: Não atuou
Médias na temporada
: 6.3 pontos, 1.6 rebotes, 1.2 assistências e 43% de aproveitamento nos arremessos em 67 jogos

Com um problema na parte posterior da coxa esquerda, Leandrinho não atuou nas últimas semanas. O brasileiro esteve presente em 67 jogos da temporada como reserva com média de 14 minutos por jogo. O aproveitamento de 35% nos arremessos de três pontos e 43% nos tiros gerais ficam a baixo das últimas temporadas, mas a experiência do ala foi extremamente útil para os jovens do Phoenix Suns.

#3 Cristiano Felício (Ala-pivô, Chicago Bulls)

Médias na semana: Três pontos, quatro rebotes e 66% de aproveitamento nos arremessos em quatro jogos
Médias na temporada: 4.8 pontos, 4.7 rebotes e 57% de aproveitamento nos arremessos em 66 jogos

Cristiano Felício retornou de uma contusão nas costas e contribuiu para a classificação do Chicago Bulls aos playoffs. Com média de 13 minutos, o brasileiro manteve sua posição na rotação do técnico Fred Hoiberg. Durante a temporada, Felício alcançou seus primeiros duplos duplos da carreira e também teve sua primeira partida com pelo menos três roubos de bola contra o Oklahoma City Thunder.

#4 Lucas Nogueira (Pivô, Toronto Raptors)

Médias na semana: Zero pontos e 1.5 rebotes em dois jogos
Médias na temporada: 4.4 pontos, 4.3 rebotes, 1.6 tocos e 66% de aproveitamento nos arremessos em 57 jogos

Fora da rotação do técnico Dwane Casey, Lucas Bebê atuou em apenas dois jogos na última semana e não foi titular no Toronto Raptors apesar do treinador limitar os minutos da dupla Jonas Valanciunas e Serge Ibaka. De acordo com Antes da trade deadline, Lucas chegou a registrar pelo menos um toco em 42 das 46 partidas que havia disputada, além de conseguir uma sequência de 27 jogos com um bloqueio.

#5 Raul Neto (Armador, Utah Jazz)

Médias na semana: Zero pontos, dois rebotes, duas assistências e dois tocos em um jogo
Médias na temporada: 2.5 pontos, 0.8 rebotes, 0.8 assistências e 45% de aproveitamento nos arremessos em 40 jogos

Raulzinho terminou a temporada com apenas uma partida disputada nos últimos dez dias. O brasileiro atuou por 12 minutos com a ausência do titular George Hill. Porém, o brasileiro sofreu uma lesão no tornozelo esquerdo e está indisponível por tempo indeterminado.  Com a contratação de Hill e o retorno de Dante Exum, Raulzinho não foi titular em nenhum jogo e participou de apenas metade dos jogos do Jazz na temporada.

#6 Tiago Splitter (Ala-pivô, Philadelphia 76ers)

Médias na semana: 5.2 pontos, três rebotes e 39% de aproveitamento nos arremessos em cinco jogos
Médias na temporada
: 4.9 pontos, 2.8 rebotes e 45% de aproveitamento nos arremessos em oito jogos

Após quase um ano sem atuar, o pivô Tiago Splitter retornou às quadras da NBA pelo Philadelphia 76ers, depois de ser trocado pelo Atlanta Hawks. O brasileiro atuou em oito jogos pela equipe e alcançou 21 minutos na derrota por um ponto contra o New York Knicks. Splitter anotou 12 pontos, cinco rebotes e um roubo de bola, melhores marcas na atual campanha. Tiago acertou suas primeiras duas bolas de três pontos da carreira, aumentando sua área de arremesso. O técnico Brett Brown rasgou elogios ao brasileiro e é plausível acreditar na permanência do pivô para a próxima temporada.

#7 Bruno Caboclo (Ala, Toronto Raptors)

Médias na semana: 11 pontos, quatro rebotes e 45% de aproveitamento nos arremessos em um jogo
Médias na temporada: 1.6 pontos, 1.1 rebotes, 0.4 assistências e 37% de aproveitamento nos arremessos em nove jogos

Até a noite da última quarta-feira, Bruno Caboclo tinha médias de 0.4 pontos, 0.8 rebotes, 0.4 assistências e 20% de aproveitamento nos arremessos em apenas oito jogos durante toda a temporada. Com a classificação para a pós-temporada garantida, o técnico Dwane Casey optou por poupar seus titulares e o brasileiro teve 18 minutos para mostrar seu desenvolvimento. Caboclo acertou cinco de seus 11 arremessos gerais e pegou quatro rebotes contra o Cleveland Cavaliers.  Foi a primeira fez que Caboclo atuou por pelo menos cinco minutos da atual campanha. O brasileiro também ajudou o Raptors 905 a varrer a primeira série dos playoffs da D-League contra o Canton Charge. Em duas partidas, Caboclo teve médias de nove pontos, cinco rebotes, duas assistências e 61% de aproveitamento nos arremessos de quadra em 25 minutos.

#8 Marcelinho Huertas (Armador, Agente Livre)

Médias na semana: Não atuou
Médias na temporada: 2.7 pontos, um rebote, 2.3 assistências e 36% de aproveitamento nos arremessos em 23 jogos

Após alcançar partidas com trinta minutos na última temporada, Marcelinho Huertas teve poucas oportunidades com o técnico Luke Walton e foi trocado pelo Los Angeles Lakers para o Houston Rockets. O brasileiro foi prontamente dispensado pela equipe texana e não deve acertar com uma franquia até a agência livre. Em 58 jogos que esteve disponível pelo Lakers, Huertas não entrou em quadra ou foi retirado da lista de relacionados em 35. Sua melhor partida foi contra o próprio Rockets, com dez pontos, três rebotes, sete assistências e cinco roubos de bola.

#9 Anderson Varejão (Pivô, Agente Livre)

Médias na semana: Não atuou
Médias na temporada: 1.3 pontos, 1.9 rebotes, 0.7 assistências e 35% de aproveitamento nos arremessos em 14 jogos

Anderson Varejão disputou 14 jogos com o Golden State Warriors antes de ser dispensado pela equipe da Califórnia. O brasileiro teve sua melhor partida contra o Memphis Grizzlies, quando atuou 18 minutos e pegou cinco rebotes, maior marca da temporada. Varejão teve seu nome brevemente especulado no Cleveland Cavaliers, porém, sua ex-equipe deve adicionar o ala Dahntay Jones e o pivô Edy Tavares ao elenco. O pivô não deve ser contatado até a próxima agência livre.

  • Brad

    Nenê deve conseguir mais uns 2,3 anos jogando em alto nível, assim como tomara que o Bebê, Felício, Leandrinho e Splitter continuem. Já o resto..

  • Rdrigo Cruz

    Splitter merece continuar!

  • Felipe Rodrigues

    Acho meio complicada a volta de Huertas e Varejão na proxima temporada, Caboclo segue sendo uma decepção pra mim.

    Quanto aos outros, destaque para o Nenê que fez uma das melhores temporadas da sua carreira na minha opinião, pra mim foi o melhor BR da temporada e o Felicio tem tudo pra se consolidar de vez na proxima temporada.

    Tambem espero que Bebê siga tendo oportunidades em Toronto e Neto tenha mais chances em Utah.

  • Jax Teller

    Huertas, Varejão e Leandrinho (acho que joga mais uma temporada na NBA) cairiam bem no NBB, valorizaria demais nosso campeonato nacional, já os demais da NBA acredito em evolução, o Caboclo está difícil de dizer, Raulzinho melhorou muito na defesa, Felicio está bem tb, Bebê creio que o melhor é seguir o caminho do seu ex companheiro Biyombo e ir para uma franquia em que possa ter mais chance de atuar. Nene monstro, Splitter voltando torço demais por sua evolução!

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados